Luteranos no Vaticano.  “Do Conflito à Comunhão”

Luteranos no Vaticano. “Do Conflito à Comunhão”

Roma (NEV), 23 de junho de 2021 – Amanhã, 24 de junho, o secretário-geral cessante da Federação Luterana Mundial (FLM) Martin Junge e o presidente, arcebispo Panti Filibus Musaeles vão encontrar Papa Francisco.

No dia seguinte será comemorada a Confissão de Augsburgo de 25 de junho de 1530. A Confissão de Augsburgo foi escrita por Philip Melanchthon tendo em vista a dieta (reunião) da cidade de Augsburg. Encomendado por Charles V, sua intenção era “normalizar” a questão protestante perturbadora. Contém substancialmente a exposição dos princípios fundamentais da Reforma nascente.

A visita de 24 a 25 de junho ao Vaticano põe em diálogo os responsáveis ​​da FLM e do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. Uma conferência de Junge também está prevista na Universidade Dominicana de St. Thomas Aquinas (Angelicum). Finalmente, está agendada uma reunião sobre a cooperação entre o Serviço Mundial Luterano e a Caritas Internationalis. Na delegação luterana, também estarão membros das sete regiões da comunhão global.

O contexto

O encontro com Francesco é baseado em comemoração conjunta dos 500 anos da Reforma (Lund e Malmo, 2016). A visita deste mês é vista como mais um passo na jornada”Do conflito à comunhão“, no centro do diálogo luterano-católico nos últimos anos. Em particular, aquele sobre a doutrina da justificação pela fé (JDDJ).

2021 também marca o 500º aniversário da excomunhão De Martinho Lutero. Uma comissão de teólogos luteranos e católicos está estudando seu contexto histórico e deve produzir uma declaração conjunta na assembléia da Federação Luterana Mundial (Polônia, 2023).

O Conselho da FLM acaba de escolher, entre outras coisas, o seu novo Secretário-Geral. Pela primeira vez é uma mulher, a pastora estoniana Ana Burghardt. No que diz respeito às relações com a Igreja Católica, Burghardt falou de “diálogo contínuo”, de amizade e reciprocidade.

Para saber mais:

Anne Burghardt: diálogo, missão holística e despolarização

Artigo sobre riforma.it

FORMA. Martinho Lutero (1483-1546)

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Protestantismo.  Mudança de horário para a réplica noturna

Protestantismo. Mudança de horário para a réplica noturna

Roma (NEV), 29 de outubro de 2019 - A reprise da coluna Protestantismo, editada pela Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), transmitida pela Rai2 nas manhãs de domingo a cada duas semanas às 8h05, muda seu horário. A partir de novembro, a reprise, que normalmente era transmitida na noite de segunda para terça por volta das 13h, passará para a noite de terça para quarta sempre no mesmo horário. A segunda resposta, por outro lado, será transmitida na noite do domingo seguinte, após a Domenica Sportiva, por volta das 13h10. Além disso, a reprise noturna de domingo, 10 de novembro, será adiada porque o domingo esportivo terá uma duração maior e, portanto, a transmissão será adiada para segunda-feira, 11, às 2h30. ...

Ler artigo
Uma torre de livros está de volta, na Torre Pellice a partir de 8 de julho

Uma torre de livros está de volta, na Torre Pellice a partir de 8 de julho

DCIM101MEDIADJI_0121.JPG 02 Roma (NEV), 4 de julho de 2023 – Décima sexta edição de Una torre di libri, o festival cultural da Torre Pellice (To) agendado de 8 a 16 de julho de 2023. “Nove dias e dois fins de semana cheios de cultura lento", como explicam os promotores. Todos os eventos terão entrada franca e serão realizados em ambiente fechado em estrutura tensionada, no Jardim do Liceo Valdese, na via Beckwith 1. O evento será inaugurado no sábado, 8 de julho, às 18h. Andrea Colamedici E Laura Gancitano, filósofos e criadores do Tlon, um projeto de pesquisa e divulgação cultural e filosófica. “Tlon” leva o nome de um novo mundo imaginário, conforme retratado em uma famosa história de Jorge Luís Borges, e também é uma editora, uma livraria de teatro, duas livrarias em Roma. O último livro de Colamedici e Gancitano intitula-se “Mas quem me obriga a fazer isso? Como o trabalho nos enganou: o fim do feitiço” (edições HarperCollins Italia). Por meio de explorações históricas e levantamentos precisos do presente, os autores nos estimulam a refletir sobre as origens e os desdobramentos de um conceito multifacetado e polêmico, o de trabalho. “Precisamos entender como trabalhamos, quando trabalhamos, onde trabalhamos. E, sobretudo, porque trabalhamos… para não nos autodestruirmos em poucos anos”. Há um bate-papo com os dois filósofos Samuel Pigoni, diretor da Fundação Time2. Aos 21 no palco vai subir Diego Passoni, autor de “Isola” (Mondadori). No elenco de "Pinóquio" na Rádio Deejay e depoimento 2023 para o Otto per mille da Igreja Valdense, em Estamos todos na mesma arca ele nos disse "o que aprendi na Bíblia sobre mim, sobre os outros e sobre nossa confusão up vidas". Com o jornalista Reform-Eco dos vales valdenses e a agência de notícias Nev, Gian Mario Gilliofalará sobre Isola, seu último livro e primeiro romance. Domingo, 9 de julho, recomeça às 18h, com o jornalista Giuliana Sgrena e seu livro “Mulheres enganadas. O véu como religião, identidade e liberdade” (The Assayer). Partindo do tema do véu, a autora aborda uma das questões cruciais do nosso tempo, a relação entre liberdade e religião, e fá-lo através da voz das mulheres. Ele vai discutir isso com o educador Francisco Pratesi. Correspondente do "il manifesto", o jornalista acompanhou de perto muitos conflitos armados, inclusive na Palestina e no Iraque. Aos 21, o primeiro evento especial de UMA TORRE DE LIVROS 2023. See More Stefania Limiti, Manlio Milani, Stefania Barzon e Claudio Geymonat apresentará: "O verão do golpe" (Chiarelettere) e "O barulho das bombas" (Volturnia Edizioni). No palco, quatro autores para dois livros dedicados a uma fase obscura e ainda atual da história da Itália. Em L'estate del coup, a jornalista Stefania Limiti nos conta sobre o plano golpista que felizmente desapareceu em 1973. Sobre o massacre de Brescia de 1974 em O barulho das bombas escrevem Manlio Milani, presidente da associação familiar do Massacre caído da Piazza Loggia e um dos fundadores da Casa della Memoria de Brescia, Stefania Barzon, psicóloga e psicoterapeuta, e Claudio Geymonat, editor da Reform. Apresentado por Davide Rigallo, secretário da AICCRE Piemonte. Uma torre de livros é o festival do Município de Torre Pellice organizado pela Livraria Claudiana e pela Associação Diversi Sguardi, com Riforma – L'Eco delle Valli Valdesi. Parceiros da iniciativa: Escola Secundária Valdense, Centro Cultural Levi-Scroppo, Rádio Beckwith, Editora Claudiana, Fundação Centro Cultural Valdense, Associação Musicainsieme, Diaconia Valdense, Médicos com a África CUAMM, Igreja Valdense de Torre Pellice, Associação Pensieri in Piazza, Cai Uget Vale Pellice. O projeto cultural recebe o apoio do Otto per mille da Igreja Valdense. O festival segue até 16 de julho, programação completa no site: ...

Ler artigo
Nascem corredores para insetos polinizadores

Nascem corredores para insetos polinizadores

Aaron Burden, desobstruir Roma (NEV), 1º de abril de 2022 – Os “corredores ecológicos” para insetos polinizadores estão ganhando vida. "Caminhos ecumênicos para polinizadores", este é o nome do projeto com o qual algumas igrejas evangélicas da Itália (luterana de Nápoles, batista Centocelle, batista Civitavecchia, adventista de Bolonha, metodista de Milão), participaram do concurso "Roman Juriga" da Comunidade Cristã Rede para o ambiente (ECEN). A ideia nasceu dentro da Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). Os corredores tornaram-se realidade nos dias de hoje, com um primeiro encontro em Bolonha há alguns dias. Em particular, os batedores Aisa da capital emiliana já participaram do projeto "Corredores ecológicos para insetos polinizadores" proposto pela Comissão de Globalização e Meio Ambiente (Glam) da FCEI, conforme afirma este artigo de Monica DePaolis no site Hopemedia.it. "Na tarde de sábado, 26 de março - lê-se no texto -, juntamente com o clube Aisa de Modena, tivemos a oportunidade de nos encontrar Paul Versari, professor da escola agrícola de Castelfranco Emilia e conhecedor do mundo das borboletas. Aprendemos a conhecer um mundo que precisa ser protegido e defendido de perto. Os insetos polinizadores são fundamentais dentro do nosso ecossistema. Ao transportar o pólen de uma flor para outra, de fato, permitem a polinização e a formação do fruto. A nossa horta comunitária vai tornar-se um lugar importante, um “jardim de borboletas”, um projeto para proteger o meio ambiente e dar testemunho do nosso bairro”. Neste vídeo, feito por Monica De Paolis e Maria Elena Lacquanitium tutorial sobre polinizadores:[embed]https://www.youtube.com/watch?v=89fGzHW9rpU[/embed] A Comissão GLAM está a serviço das comunidades e indivíduos que desejam abordar essas questões a partir de uma perspectiva de fé. O trabalho busca a rede dentro e fora das igrejas, nacional e internacionalmente. Um dos focos da GLAM é o trabalho de construção da rede comunidade ecológica. Existem ecocomunidades "iniciadas", "em andamento" e "graduadas", com base na adesão a um determinado limite de 40 critérios ambientais relativas ao culto e outros momentos litúrgicos, trabalhos de manutenção visando a poupança de energia, eliminação do plástico, educação, implementação de comportamentos virtuosos na administração, nas compras, na utilização da energia, mobilidade e gestão de resíduos, até verificação da ética dos bancos onde estão localizadas as contas correntes das igrejas. O comunidade ecológica em Itália, algumas dezenas candidataram-se ao diploma GLAM, num universo de mais de uma centena de simpatizantes. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.