Presbiterianos americanos visitando a Itália

Presbiterianos americanos visitando a Itália

Roma (NEV), 6 de fevereiro de 2020 – Uma reunião com alguns expoentes da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (PCUSA) aconteceu hoje em Roma, na sede da Federação de Igrejas Evangélicas da Itália.

Na verdade, hoje em dia o valdense está na Itália Luciano Kovacscoordenador da área Europa e Oriente Médio da Missão Mundial da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (PCUSA), pároco Elmarie ParkerPCUSA responsável pelo Iraque, Síria, Líbano e Irã e Burkhard Paetzoldpessoa de contato da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos para a Europa Central e Oriental.

Durante a manhã, os três representantes do PCUSA se reuniram com o presidente da FCEI, pastor Luca Maria NegroFCEI Coordenador do Programa de Migrantes e Refugiados, Mediterranean Hope, Paulo Nasodiretor da revista e centro de estudos Comparisons Cláudio Paravatio pastor Luca Barattosecretário executivo da FCEI, Fiona Kendall E Júlia Gorioperadoras da Mediterranean Hope.

No centro do encontro, uma comparação e troca de boas práticas sobre alguns temas particularmente caros à igreja dos EUA, incluindo paz, comércio justo e sustentável, igrejas minoritárias, migrações, que também serão objeto de outros compromissos internacionais durante 2020.

Amanhã a delegação dos Estados Unidos partirá para Palermo e outras cidades da Sicília, onde conhecerá comunidades e experiências eclesiais, incluindo, mais uma vez, o trabalho de Mediterranean Hope, com o Marta Bernardini.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Em direção a Karlsruhe.  Em nome da justiça climática

Em direção a Karlsruhe. Em nome da justiça climática

Logotipo da 11ª Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) - 31 de agosto/ 8 de setembro de 2022, Karlsruhe Roma (NEV), 19 de agosto de 2022 – Estão em andamento os preparativos para a 11ª Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), que acontecerá de 31 de agosto a 8 de setembro em Karlsruhe, Alemanha. 4.500 pessoas de todo o mundo se reunirão sobre o tema "O amor de Cristo move o mundo à reconciliação e à unidade". Um programa denso, acompanhado nas últimas semanas, mas também nos últimos meses, por inúmeras iniciativas preparatórias. Grande atenção é dada à questão das mudanças climáticas. O secretário-geral interino, padre Ioan Sauca, falou sobre isso em uma entrevista recente. Sauca destacou a importância do compromisso climático: “Se não mudarmos nosso comportamento, em 50 anos nosso planeta estará inabitável. Temos que agir agora." De fato, em vista da assembléia na Alemanha, o líder do Conselho Ecumênico pretende mobilizar ações pela justiça climática. É preciso cuidar da criação, disse. Na assembléia, ele acrescentou: “Os líderes serão solicitados a agir agora para cuidar de nosso planeta comum, a Terra”. A primeira plenária temática do encontro será realizada no dia 1º de setembro, dia em que as Igrejas de todo o mundo celebram o Tempo da Criação, período litúrgico celebrado em todo o mundo e que se inicia em conjunto com este importante evento global . “A ênfase na criação será muito destacada nesta primeira plenária – disse Sauca -. É uma questão teológica. O plano de Deus em Cristo era também a reconciliação e a cura de toda a criação”. Sauca também anunciou que haverá mensagens de líderes cristãos mundiais em Karlsruhe, incluindo o Patriarca Ecumênico Bartolomeu I e o Papa Francisco. A entrevista também fala sobre os esforços do CMI para colocar a questão da justiça climática na agenda global, desde a conferência do clima COP21 em Paris em 2015 até a COP26 em Glasgow em 2021, e em outros contextos institucionais e religiosos. O CMI, prosseguiu o secretário, “trata a criação não como uma questão de moda para o nosso tempo, mas como um elemento fundamental da sua própria identidade”. O WCC também é a única organização religiosa que teve presença permanente no processo da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC), observou Sauca, e esteve presente em todas as conferências climáticas das Nações Unidas desde a Cúpula da Terra do Rio de Janeiro em 1992 No entanto, o CEC desempenhou um papel importante ao destacar os perigos ao meio ambiente antes mesmo da cúpula do Rio, disse Sauca. E citou a Conferência Mundial de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Humano que lançou, em 1974, um apelo a uma "sociedade sustentável e justa". Em 1979, então, a conferência no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, já trazia alertas sobre as mudanças climáticas devido ao acúmulo de dióxido de carbono. Em torno da Assembleia de Karlsruhe há muitas questões em aberto: da Ucrânia aos outros conflitos em curso. Desde a decisão de não suspender a Igreja Ortodoxa Russa como membro do CMI, à denúncia da situação vista como “uma guerra ilegal e injustificável infligida ao povo e Estado soberano da Ucrânia”. Sobre Israel e Palestina, Sauca abordou muitas das questões existentes, e concluiu: “Esperamos que um dia estes dois povos possam coexistir no caminho da paz, da reconciliação, de uma paz justa”. A entrevista é editada por Stephen G. Browneditor da revista do CEC A Revisão Ecumênica. [embed]https://www.youtube.com/watch?v=WwDWxboiIpg[/embed] Para saber mais Em torno de Karlsruhe… O livro de recursos, (Livro de Recursos) O Livro de Recursos é uma ferramenta útil para os participantes da Assembleia no local ou remotamente online de suas casas ou igrejas. Contém dados práticos essenciais, uma reflexão sobre o tema da assembleia, documentos e relatórios e um calendário de fácil consulta. Disponível em quatro idiomas. Disponível para download neste link: ...

Ler artigo
Nascem corredores para insetos polinizadores

Nascem corredores para insetos polinizadores

Aaron Burden, desobstruir Roma (NEV), 1º de abril de 2022 – Os “corredores ecológicos” para insetos polinizadores estão ganhando vida. "Caminhos ecumênicos para polinizadores", este é o nome do projeto com o qual algumas igrejas evangélicas da Itália (luterana de Nápoles, batista Centocelle, batista Civitavecchia, adventista de Bolonha, metodista de Milão), participaram do concurso "Roman Juriga" da Comunidade Cristã Rede para o ambiente (ECEN). A ideia nasceu dentro da Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). Os corredores tornaram-se realidade nos dias de hoje, com um primeiro encontro em Bolonha há alguns dias. Em particular, os batedores Aisa da capital emiliana já participaram do projeto "Corredores ecológicos para insetos polinizadores" proposto pela Comissão de Globalização e Meio Ambiente (Glam) da FCEI, conforme afirma este artigo de Monica DePaolis no site Hopemedia.it. "Na tarde de sábado, 26 de março - lê-se no texto -, juntamente com o clube Aisa de Modena, tivemos a oportunidade de nos encontrar Paul Versari, professor da escola agrícola de Castelfranco Emilia e conhecedor do mundo das borboletas. Aprendemos a conhecer um mundo que precisa ser protegido e defendido de perto. Os insetos polinizadores são fundamentais dentro do nosso ecossistema. Ao transportar o pólen de uma flor para outra, de fato, permitem a polinização e a formação do fruto. A nossa horta comunitária vai tornar-se um lugar importante, um “jardim de borboletas”, um projeto para proteger o meio ambiente e dar testemunho do nosso bairro”. Neste vídeo, feito por Monica De Paolis e Maria Elena Lacquanitium tutorial sobre polinizadores:[embed]https://www.youtube.com/watch?v=89fGzHW9rpU[/embed] A Comissão GLAM está a serviço das comunidades e indivíduos que desejam abordar essas questões a partir de uma perspectiva de fé. O trabalho busca a rede dentro e fora das igrejas, nacional e internacionalmente. Um dos focos da GLAM é o trabalho de construção da rede comunidade ecológica. Existem ecocomunidades "iniciadas", "em andamento" e "graduadas", com base na adesão a um determinado limite de 40 critérios ambientais relativas ao culto e outros momentos litúrgicos, trabalhos de manutenção visando a poupança de energia, eliminação do plástico, educação, implementação de comportamentos virtuosos na administração, nas compras, na utilização da energia, mobilidade e gestão de resíduos, até verificação da ética dos bancos onde estão localizadas as contas correntes das igrejas. O comunidade ecológica em Itália, algumas dezenas candidataram-se ao diploma GLAM, num universo de mais de uma centena de simpatizantes. ...

Ler artigo
Jørgen Skov Sørensen novo secretário-geral da Conferência das Igrejas Europeias

Jørgen Skov Sørensen novo secretário-geral da Conferência das Igrejas Europeias

Jørgen Skov Sørensen Roma (NEV/Riforma.it), 22 de novembro de 2019 – Dr. Jørgen Skov Sørensen foi nomeado novo Secretário Geral da Conferência das Igrejas Europeias (KEK). Nascido em Kolding, Dinamarca, aos 55 anos, chega ao CEC com vasta experiência em teologia, missão, ecumenismo, liderança, comunicação e gestão. O conselho da CEC anunciou a decisão em 21 de novembro em uma reunião em Bruxelas. Skov Sørensen assumirá o cargo em janeiro de 2020. “É com grande prazer que anunciamos a nomeação do Dr. Jørgen Skov Sørensen como o novo Secretário Geral da CEC,” disse o Presidente da CEC, Pastor Christian Krieger. “Estamos confiantes de que ele conduzirá a Conferência no caminho que visa acompanhar suas Igrejas e organizações em parceria, trabalhando juntos na esperança e no testemunho, servindo a Europa e promovendo a paz e a unidade da Igreja”. “Agradeço ao conselho de administração da CEC por me confiar a responsabilidade de liderar a Conferência das Igrejas da Europa em tempos de mudança em nosso continente - disse Skov Sørensen -. Acredito que o cristianismo definiu nosso continente como o conhecemos e que nossa herança desempenhará um papel na formação de nosso futuro comum. A CEC ocupa uma posição única entre as igrejas e a sociedade em geral que estou ansioso para explorar." Skov Sørensen é PhD em Missiologia, Teologia Ecumênica e Sistemática pela University of Birmingham, Reino Unido, e PhD em Teologia Ecumênica pela Aarhus University, Dinamarca. Ele serviu como secretário geral da Danmission, a maior e mais antiga organização missionária da Dinamarca, e também liderou a Igreja Evangélica Luterana na Dinamarca (ELCD) em vários níveis. Ele ocupou vários cargos acadêmicos na Universidade de Aarhus e no United College of the Ascension, Reino Unido, e ocupou cargos na Sociedade Missionária Dinamarquesa e na Igreja Dinamarquesa no Exterior – Hong Kong. Skov Sørensen atuou em várias diretorias e conselhos dinamarqueses e internacionais, incluindo Dan Church Aid, Lutheran World Federation (FLM) Endowment Fund, Center for the Study of Religion and Society, University of Aarhus, Danish Church Abroad, Eksistensen Christian Think Tank, Amphlett Scholarship Foundation e Areopagos Foundation. Ele é autor de numerosos artigos e publicações sobre questões internacionais e ecumênicas. Além das línguas escandinavas, ele fala inglês, alemão, francês e chinês mandarim. O conselho expressou gratidão ao ex-secretário geral, padre Heikki Huttunenpelos serviços prestados à CEC, contribuição e empenho. O CEC é uma comunidade de 114 igrejas ortodoxas, protestantes, anglicanas e católicas antigas de todos os países da Europa, bem como 40 conselhos nacionais de igrejas e organizações parceiras. A CEC foi fundada em 1959. Tem escritórios em Bruxelas e Estrasburgo. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.