Mulheres e a Bíblia.  Curso de Teologia no Zoom

Mulheres e a Bíblia. Curso de Teologia no Zoom

Foto do pôster da FDEI – detalhe. Imagem de Silvia Gastaldi – aquarela Esther

Roma (NEV), 10 de fevereiro de 2021 – A Federação das Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI) está organizando um curso de teologia bíblica intitulado “Violência e poder: mulheres e a Bíblia”. O curso será ministrado pelo biblista corinne lanoir e o teólogo Letizia Tomassone.

Os encontros decorrerão no Zoom de 14 de março a 9 de maio de 2021. Para se inscrever basta enviar um email para: [email protected] até 10 de março de 2021.

As pessoas inscritas no curso receberão referências bíblicas e bibliografia aprofundada para cada encontro, bem como o link para se conectar à plataforma zoom. Os não inscritos ainda podem acompanhar o curso em vídeo-aula diferida na página do Facebook da igreja valdense em Florença, neste link.

Segue abaixo o calendário de reuniões.

Baixe o cartaz do curso de Teologia Bíblica em pdf


1ª REUNIÃO

Como lemos a Bíblia. Até as matriarcas sofrem violência de gênero

14 de março das 17:00 às 19:00 zoom

2ª REUNIÃO

Histórias de violência e patriarcado

28 de março das 17:00 às 19:00 zoom

3ª REUNIÃO

O silêncio das mulheres

18 de abril das 17:00 às 19:00 zoom

4ª REUNIÃO

Violência econômica e de poder

9 de maio das 17:00 às 19:00 zoom


A Federação de Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI) é um movimento de mulheres pertencentes às igrejas batista, metodista, valdense e outras organizações de mulheres na área evangélica (luteranas, adventistas, Exército de Salvação e Igreja Reformada do Ticino). Organiza e participa em iniciativas conjuntas com organizações de mulheres protestantes a nível internacional e mantém relações com organizações de mulheres católicas e seculares a nível nacional e local.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Gottfried Locher renuncia à Comunhão das igrejas protestantes na Europa

Gottfried Locher renuncia à Comunhão das igrejas protestantes na Europa

Roma (NEV), 29 de junho de 2020 – O pastor Gottfier Locher ele não é mais o presidente executivo da Comunhão das Igrejas Protestantes na Europa (CCPE). Conforme noticiado em nota de imprensa do órgão protestante europeu, Locher apresentou sua renúncia durante uma sessão do Conselho do CCPE, realizada por videoconferência no dia 26 de junho. O pastor John Bradbury (United Reformed Church, Londres) recebeu a gestão executiva interinamente. As renúncias do CCPE seguem as renunciadas por Locher em 2020 da presidência da Federação de Igrejas Evangélicas na Suíça. “Sinto que agora também devo renunciar ao meu cargo no CCPE”, escreveu Locher na exposição de motivos dirigida ao Conselho do CCPE, acrescentando que “o Conselho deve ser composto pelo maior número possível de titulares de cargos”. Locher foi eleito para o Presidium de três membros do CCPE na Assembleia Geral de 2012 em Florença e foi eleito Presidente Executivo após a morte do bispo Friedrich Weber em 2015. Locher lembrou a Assembleia Geral do CCPE realizada em Basel em 2018 como o destaque de seu mandato. A eleição do novo Presidente Executivo ocorrerá durante a próxima reunião do Conselho prevista para janeiro de 2021 em Estrasburgo. “O Presidium, o Conselho e os escritórios centrais do CCPE trabalham em estreita relação de confiança – declarou Bradbury -. A recente admissão da Igreja Evangélica Luterana da Islândia e as intensas discussões das igrejas-membro sobre os efeitos da crise do vírus corona demonstram o vigor de nossa Comunhão”. O pastor valdense também participou da reunião em 26 de junho Pawel Gajewskimembro do Conselho do CCPE. ...

Ler artigo
A FCEI adere à manifestação de 5 de novembro

A FCEI adere à manifestação de 5 de novembro

A bandeira da paz no Festival dos Direitos Humanos - imagem de arquivo festivaldirittiumani.it Roma (NEV), 3 de novembro de 2022 - A Federação das Igrejas Evangélicas da Itália aceitou o convite de sua Assembleia Geral (29 de outubro a 1º de novembro de 2022) "para participar com discernimento em iniciativas de apoio a um processo de paz justo na Ucrânia , denunciando a responsabilidade da Federação Russa pela agressão a um país soberano como a Ucrânia; com este perfil … para se juntar à iminente manifestação pela paz em 5 de novembro.” Os evangélicos que desejarem participar juntos da procissão com o estandarte da Federação podem se reunir às 12h30 em frente à Igreja Metodista na via XX Settembre. A Diaconia Valdense também comunicou esta manhã, com nota, sua adesão à manifestação de 5 de novembro em Roma: “A Diaconia Valdense – lê-se no comunicado -, desde fevereiro de 2022 ao lado das crianças, mulheres, famílias ucranianas vítimas da invasão, experiências todos os dias, mesmo apoiando os que fogem de outras guerras esquecidas, que a violência leva à violência, que o uso das armas multiplica as desigualdades e que não há paz sem justiça; partilha a moção da Federação das Igrejas Evangélicas em Itália do passado 1 de Novembro e adere à manifestação de 5 de Novembro em Roma (esperando que o mais rapidamente possível as armas possam ser silenciadas e uma paz justa e duradoura possa ser construída, na Ucrânia como em outro lugar”. ...

Ler artigo
Igrejas reformadas em todo o mundo: renovando a imaginação e a esperança

Igrejas reformadas em todo o mundo: renovando a imaginação e a esperança

Martin Junge traz saudações da Federação Luterana Mundial (FLM). foto CMCR Roma (NEV), 11 de junho de 2021 – O Comitê Executivo da Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas (CMCR-WCRC) se reuniu pela primeira vez em dois anos devido à pandemia de covid-19. Os trabalhos foram realizados digitalmente no final de maio. O Comitê definiu um plano de trabalho para o futuro. Criou grupos de trabalho para a sustentabilidade e para a próxima Assembleia Geral. Além disso, definiu uma política de justiça de gênero. Por fim, agradeceu ao Secretário-Geral cessante Chris Ferguson por seu serviço. O presidente Najla Kassab convidou a Comunhão a uma “imaginação renovada” para os vários desafios e a uma “esperança radical”. “Quando a vida de Jesus se manifesta em nós, ficamos na esperança. Como Comunhão, renovamos nossa imaginação, que se inspira na esperança de ver nosso Senhor continuar caminhando conosco para um amanhã melhor”, disse ele. A mensagem do Comitê Executivo O Comitê Executivo emitiu uma mensagem (disponível em inglês, francês, alemão e espanhol) em consonância com as palavras de Kassab. “A pandemia revelou injustiças, sejam elas sociais, políticas ou econômicas. Expôs a desigualdade, a exploração e a opressão que estão enraizadas nos sistemas econômicos. Ele destacou como a dignidade das pessoas, os cuidados de saúde e outros direitos fundamentais são garantidos apenas para aqueles que podem pagar. Quase em todo o mundo os mais vulneráveis, pobres e marginalizados são os mais afetados pela doença e suas medidas de controle”. Lê-se no comunicado final do CMCR. Nesta situação, o Comitê pede a toda a Comunhão e a todas as pessoas de boa vontade que “se unam a nós para discernir 'O que Deus quer de nós' (Miquéias 6:8)? Este processo buscará estabelecer uma compreensão teológica renovada da crise atual. Esperamos que esta prática comum de discernimento leve toda a Comunhão – local, regional e global – a uma resposta teológica profética e a ações específicas de testemunho que falam a verdade ao poder e pedem justiça”. justiça de gênero Ao adotar sua Política de Justiça de Gênero, o Comitê Executivo procurou promover a visão e o engajamento nas igrejas e na sociedade. Precisamos “enfrentar as desigualdades e injustiças de gênero na Comunhão e nas igrejas membros”, recomenda o próprio Comitê. Um ano de transição Chris Fergusoncujo mandato termina em 31 de agosto, expressou "agradecimento ao nosso presidente e dirigentes, membros do Executivo e todos aqueles com quem tive o prazer de colaborar no serviço nas regiões, redes e comitês". Atualmente não há candidatos para o cargo de Secretário-Geral. A Comissão Executiva aprovou assim um período transitório, a partir de 1 de setembro, com um colégio provisório. Os três atuais Secretários Executivos (Hans Lessing da Igreja Evangélica de Vestfália. Felipe Pavãoda Igreja do Norte da Índia. Phil Tanis da Igreja Reformada da América.) assumirá as funções e responsabilidades do secretário geral, juntamente com o presidente e os comitês diretores. Trata-se de “um novo modelo de responsabilidade compartilhada no qual será vital o envolvimento de executivos e líderes regionais”, comentou o presidente Kassab. No período de transição, parte do trabalho também se concentrará no planejamento da próxima Assembleia Geral, prevista para 2024. E na escolha de um candidato a secretário até maio de 2022. O próximo Comitê Executivo será realizado no final de novembro. Para mais informações, leia o relatório do delegado italiano Cláudio Páscoa sobre Chiesavaldese.org ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.