Irpinia, uma história que nos pertence

Irpinia, uma história que nos pertence

Roma (NEV), 18 de novembro de 2020 – O terremoto de Irpinia de 40 anos atrás veio com uma violência para a qual ninguém estava preparado. Em poucas horas ficou claro que uma vasta região do sul da Itália foi totalmente destruída e que o país teve que mobilizar todas as suas energias para enfrentar uma tragédia sem precedentes na história do pós-guerra.
Nessa conjuntura, a Federação das Igrejas Evangélicas também quis fazer a sua parte organizando os primeiros socorros; os jovens da Federação Juvenil Evangélica (FGEI) se deslocaram, mas também várias comunidades locais, responsáveis ​​de centros juvenis, numerosas obras diaconais.
Foi um esforço coral inédito que, em suma, possibilitou várias operações de resgate, algumas das quais se enraizaram e se estenderam para além da primeira emergência: gosto de lembrar a “tenda” de Senerchia onde durante meses foram servidas refeições quentes aos desabrigados ou o trabalho desenvolvido em Ruvo del Monte onde dezenas de voluntários evangélicos da Itália e de todo o mundo animaram um programa voltado para crianças que, além de casa, também perderam a escola.
Mas essa foi apenas a primeira fase de uma intervenção que – ficou logo claro – queríamos prolongar no tempo: e o Serviço de Acção Social (SAS) foi criado precisamente para dar coerência e continuidade ao empenho. As igrejas irmãs de vários países europeus estavam prontas para acompanhar a FCEI e suas igrejas componentes em projetos de longo prazo. A ideia orientadora foi a de que não só as casas mas também o tecido económico, social e cultural daquela zona deveriam ser reconstruídos. E com o apoio da Federação, nasceram cooperativas agrícolas, vilas residenciais, centros de reunião. Recordamos a de Monteforte Irpino, perto de Avellino; e de Nápoles Ponticelli, onde ainda hoje se encontra a Casa Mia – centro social Emilio Nitti. Outras iniciativas se esgotaram com o tempo, outras se transformaram. Mas a intenção clara da FCEI era dar continuidade a esta aposta no Sul na esperança de que, precisamente a partir da tragédia do terramoto, pudessem crescer as sementes de uma nova sociedade civil, liberta da chantagem da clientela e das superstições, capaz de promover negócios sustentáveis ​​e produzir uma nova qualidade de desenvolvimento. A crítica explícita era ao modelo decadente das “catedrais do deserto” com as quais o Mezzogiorno – essa era a linguagem da época – havia sido recompensado pelo atraso no desenvolvimento. Iniciou-se assim uma terceira fase de análise e estudo, que deu origem a conferências, livros e um afinamento das várias intervenções.
Difícil fazer um balanço dessa época, muito importante para a vida do FCEI. A balança econômica daquela empresa está decididamente no vermelho: algumas iniciativas, principalmente econômicas, fracassaram; outros não cresceram; apenas alguns, ao longo do tempo, conseguiram se reinterpretar e ainda hoje são capazes de oferecer um serviço valioso. Mas também há a avaliação ética desses meses, e as coisas ficam diferentes. Naquela conjuntura, talvez como nunca antes, os evangélicos italianos fizeram algo juntos e puderam contribuir efetivamente para um grande projeto de reconstrução nacional. Muitos jovens daquela época formados entre as tendas de Irpinia e as igrejas que compõem a Federação entenderam a importância de estar juntos e dar ferramentas comuns de trabalho. Para a FCEI foi também uma ocasião de testemunho e pregação ao país na crença de que uma verdadeira reconstrução não diz respeito apenas às pedras, mas deve envolver os corações e as consciências. E essa lição inesquecível permanece viva hoje.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Manual prático para quem ama polinizadores

Manual prático para quem ama polinizadores

Detalhe da capa do livro “Abelhas-Hymenoptera e outros insetos polinizadores. Manual prático para naturalistas e jardineiros apaixonados por polinizadores” de Paolo Versari Roma (NEV), 23 de janeiro de 2023 – “Abelhas-Hymenoptera e outros insetos polinizadores. Manual prático para naturalistas e jardineiros apaixonados por polinizadores". Este é o título da publicação doada por Paul Versari à Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). Versari, ex-professor da escola agrícola de Castelfranco Emilia, é um especialista conhecedor do mundo das borboletas. O Manual contém, entre outras coisas, uma tabela específica sobre plantas, tipos de flores e solos úteis para atrair borboletas e insetos, um glossário, informações sobre o ciclo biológico das plantas, abelhas e polinizadores. GLAM explica: “O projeto 'Corredores para insetos polinizadores' nasceu no início de 2022 como uma proposta da Comissão de Globalização e Meio Ambiente às suas comunidades ecológicas para participar de um concurso anunciado pela European Christian Network for the Environment (ECEN). No entanto, o concurso foi para um lado e o projeto para outro, logo encontrando um forte interesse, desde as igrejas até a sociedade, passando por famílias e indivíduos. A característica que o torna tão interessante aos olhos de muitos é a capacidade de ser versátil em qualquer ambiente e em qualquer circunstância. De fato, crianças e idosos podem colaborar e ela pode ser realizada em igrejas e escritórios, condomínios e ruas, escolas e hospitais, em locais aprazíveis ou em jardins”. Ao longo deste caminho, continua GLAM, “encontramos muitas pessoas entusiasmadas não só para fazer parte de um grupo de trabalho divertido, mas acima de tudo para contribuir para a concretização de grandes projetos através de pequenas ações como plantar flores, árvores ou montar uma casa de insetos em sua própria varanda. Ao ajudar os insetos a sobreviver à hostilidade de alguns lugares urbanos ou rurais cada vez mais industrializados e cada vez menos ricos em biodiversidade, a continuidade de algumas espécies é garantida”. Por tudo isto, a GLAM "tem o prazer de oferecer às Ecocomunidades o Manual 'Abelhas-Himenópteros e outros insectos polinizadores', fruto do encontro com Paolo Versari da Associação de Difusores de Plantas Amadoras (ADIPA), a quem o seu sincero agradecimento . O autor do Manual, técnico agrícola, entusiasmou a Comissão pela sua incansável actividade de projectista e curador dos 'Giardini delle farfalle'; A ADIPA, Associação aps, dedica-se há trinta e cinco anos à divulgação da cultura e das técnicas relacionadas com as plantas e à promoção de actividades úteis para o seu melhor conhecimento". Alguns metros quadrados de superfície são suficientes, escreve Versari, "para ativar uma área natural, rica em biodiversidade vegetal e animal". A introdução do volume diz: “Este manual nasceu da consciência de informar muitas pessoas sobre a biodiversidade botânica. A riqueza de espécies, flores, cores e aromas atraem centenas de espécies de insetos polinizadores: Lepidoptera, Hymenoptera, Coleoptera, Diptera. Com tantas flores, ao atrair as borboletas adultas, podemos favorecer todo o ciclo biológico. Ao plantar as várias plantas nutritivas das lagartas Lepidoptera nas nossas zonas verdes e jardins, iremos promover todo o ciclo biológico das diferentes espécies de borboletas. Desta forma vamos ajudar a reprodução dos lepidópteros (ovo, lagarta, crisálida, adulto), atraindo outros animais que se alimentam nas várias fases do desenvolvimento”. BAIXE O LIVRO AQUI: Manual Versari ...

Ler artigo
Guerra, Paz, Justiça – Nev

Guerra, Paz, Justiça – Nev

Roma (NEV) 6 de abril de 2022 – “Guerra, paz, justiça. Igrejas protestantes eguerra na Ucrânia” é o dossier que acaba de ser publicado pela revista e centro de estudos Confronti, que contém contributos “úteis para refletir sobre os tempos de guerra que vivemos”, refere o comunicado de lançamento.O volume é editado por Fulvio Ferrarioteólogo, professor da Faculdade Valdense de Teologia em Roma, que em sua introdução recorda como "a guerra de agressão desencadeada pela Rússia de Vladimir Putin 24 de fevereiro de 2022 está se preparando para ser um grande ponto de virada na história mundial”.A publicação pretende "trazer um pouco da reflexão das Igrejas da reforma européia para a esfera pública italiana". As contribuições do volume são traduções de artigos publicados pela revista Zeitzeichen (editada pela Igreja Evangélica na Alemanha), da intervenção do pároco Annette Kurschus (a mais alta autoridade do protestantismo alemão) na manifestação de Berlim pela paz em 27 de fevereiro; e de umdeclaração oficial da Comunhão das Igrejas Protestantes na Europa (Igrejas Luterana, Reformada, Unida e Metodista Europeia).Todas as contribuições “são a favor de uma ética de participação responsável de homens e mulheres na construção política da paz”.Ferrario conclui: “Este pequeno dossiê visa ajudar quem não se considera profeta, mas busca o mandamento de Deus orando e pensando; quer estimular aqueles que não se contentam com citações bíblicas usadas como um porrete para atingir aqueles que pensam diferente, mas sabem que a Escritura deve ser questionada com paciência, mesmo que a história avance muito rápido; queracompanham aqueles que se sentem ensurdecidos pelos slogans, mas sentem a sua vontade chantagista e pretendem resistir-lhes".Aqui está o link para baixar o livro. artigo anteriorO jardim urbano no telhado da igrejaPróximo artigoCentro Inter-religioso para a Paz. Carta aos Sínodos e à Rede de Associações Agência de Imprensa da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália ...

Ler artigo
31 de outubro de 2022. A Reforma Protestante completa 505 anos.

31 de outubro de 2022. A Reforma Protestante completa 505 anos.

Roma (NEV), 27 de outubro de 2022 – somente as Escrituras. Somente Cristo. Só Graça. Fé sozinho. (escritura sozinha. Solus Christus. Gratidão sozinha. Sola Fide). Estes são quatro princípios fundamentais da Reforma da Igreja, cujo início se convencionou situar em 31 de outubro de 1517. De fato, nesta data, Martinho Lutero afixou suas 95 teses no portal da igreja do Castelo de Wittenberg. A partir do século XVI, a Reforma Protestante expandiu-se e transformou-se, levando ao nascimento de movimentos e igrejas que, ainda hoje, se inspiram no princípio de uma igreja"sempre reformando”. A maioria das igrejas protestantes italianas "históricas" estão hoje reunidas na Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), que se reúne em sua segunda Reunião geral. O dia 31 de outubro, que este ano marca os 505 anos da Reforma Protestante, cai precisamente nos dias úteis dos "estados gerais" das igrejas reformadas italianas. Marcado, já a partir de 29 de outubro, um culto inaugural e uma iniciativa pública. Para comemorar esta data são organizados cultos, conferências, encontros em todo o mundo... Quanto à "Festa della Reforma" na Itália, além da já citada Assise, destacamos as seguintes iniciativas. domingo, 6 de novembro Protestantismo especial. Culto evangélico da Reforma em directo Eurovisão. Da Igreja Protestante Unida da Bélgica em Pâturages (Colfontaine). RAI TRE – de 10 a 11. Edição italiana editada pelo programa “Protestantesimo”. Domingo 30 de outubro TELEVISÃO – Domingo 30, até RAITRE às 7, novo episódio da coluna “protestantismo" por título "As mil faces da Reforma”. Para o Domingo da Reforma, as arrecadações arrecadadas nos cultos das igrejas metodista e valdense irão para o sustento da Sociedade Bíblica na Itália. Em várias cidades italianas são realizados "cultos da Reforma" especiais, organizados pelas igrejas locais. Também no mesmo dia, na Igreja Valdense na Piazza Cavour em Roma, a Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas (WCRC/CMCR) organiza um culto especial bilíngue (italiano e inglês) – também em streaming. Aqui os detalhes. Aqui a liturgia em inglês. terça-feira, 1 de novembro O Conselho das Igrejas Evangélicas do Território Romano convida à celebração da Reforma. A partir das 15h30 na Piazza Lutero, dentro do parque Colle Oppio. TELEVISÃO – Na noite entre terça-feira, 1º e quarta-feira, 2 de novembro, no RAITRE em 1.10, primeira réplica do episódio de “protestantismo" por título "As mil faces da Reforma”. TELEVISÃO – Na noite entre quarta-feira 2 e quinta-feira 3, até RAITRE em 1.10, segunda réplica do episódio de “protestantismo" por título "As mil faces da Reforma”. Para saber mais Arquivos: A Reforma Protestante; Martinho Lutero. Agenda de compromissos. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.