Jørgen Skov Sørensen novo secretário-geral da Conferência das Igrejas Europeias

Jørgen Skov Sørensen novo secretário-geral da Conferência das Igrejas Europeias

Jørgen Skov Sørensen

Roma (NEV/Riforma.it), 22 de novembro de 2019 – Dr. Jørgen Skov Sørensen foi nomeado novo Secretário Geral da Conferência das Igrejas Europeias (KEK). Nascido em Kolding, Dinamarca, aos 55 anos, chega ao CEC com vasta experiência em teologia, missão, ecumenismo, liderança, comunicação e gestão.

O conselho da CEC anunciou a decisão em 21 de novembro em uma reunião em Bruxelas. Skov Sørensen assumirá o cargo em janeiro de 2020.

“É com grande prazer que anunciamos a nomeação do Dr. Jørgen Skov Sørensen como o novo Secretário Geral da CEC,” disse o Presidente da CEC, Pastor Christian Krieger. “Estamos confiantes de que ele conduzirá a Conferência no caminho que visa acompanhar suas Igrejas e organizações em parceria, trabalhando juntos na esperança e no testemunho, servindo a Europa e promovendo a paz e a unidade da Igreja”.

“Agradeço ao conselho de administração da CEC por me confiar a responsabilidade de liderar a Conferência das Igrejas da Europa em tempos de mudança em nosso continente – disse Skov Sørensen -. Acredito que o cristianismo definiu nosso continente como o conhecemos e que nossa herança desempenhará um papel na formação de nosso futuro comum. A CEC ocupa uma posição única entre as igrejas e a sociedade em geral que estou ansioso para explorar.”

Skov Sørensen é PhD em Missiologia, Teologia Ecumênica e Sistemática pela University of Birmingham, Reino Unido, e PhD em Teologia Ecumênica pela Aarhus University, Dinamarca.

Ele serviu como secretário geral da Danmission, a maior e mais antiga organização missionária da Dinamarca, e também liderou a Igreja Evangélica Luterana na Dinamarca (ELCD) em vários níveis. Ele ocupou vários cargos acadêmicos na Universidade de Aarhus e no United College of the Ascension, Reino Unido, e ocupou cargos na Sociedade Missionária Dinamarquesa e na Igreja Dinamarquesa no Exterior – Hong Kong.

Skov Sørensen atuou em várias diretorias e conselhos dinamarqueses e internacionais, incluindo Dan Church Aid, Lutheran World Federation (FLM) Endowment Fund, Center for the Study of Religion and Society, University of Aarhus, Danish Church Abroad, Eksistensen Christian Think Tank, Amphlett Scholarship Foundation e Areopagos Foundation.

Ele é autor de numerosos artigos e publicações sobre questões internacionais e ecumênicas. Além das línguas escandinavas, ele fala inglês, alemão, francês e chinês mandarim.

O conselho expressou gratidão ao ex-secretário geral, padre Heikki Huttunenpelos serviços prestados à CEC, contribuição e empenho.

O CEC é uma comunidade de 114 igrejas ortodoxas, protestantes, anglicanas e católicas antigas de todos os países da Europa, bem como 40 conselhos nacionais de igrejas e organizações parceiras. A CEC foi fundada em 1959. Tem escritórios em Bruxelas e Estrasburgo.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

O Otto per mille Waldensian apóia iniciativas de apoio às mulheres

O Otto per mille Waldensian apóia iniciativas de apoio às mulheres

Roma (NEV), 23 de novembro de 2022 – Recebemos e publicamos o comunicado de imprensa do Otto per mille valdense e metodista por ocasião do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, que é comemorado em 25 de novembro. Violência de gênero: todos devem fazer sua parte para combatê-la. Por isso, o Otto per Mille valdense e metodista dá a cada ano sua própria contribuição concreta: em 2021, são 59 iniciativas, na Itália, para a prevenção da violência de gênero e apoio às mulheres, às quais foram atribuídos apoios que ascende a um total de 821 milhares de euros. Por ocasião do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra a Mulher, celebrado em 25 de novembro, Manuela VinayOtto per Mille Waldensian e gerente metodista, destaca a importância de apoiar iniciativas voltadas para o combate a esse flagelo social: "Os projetos que financiamos são voltados para mulheres que sofrem violência física ou psicológica, ou que se sentem em perigo e precisam de assistência, proteção, aconselhamento sobre os seus direitos”. Mas isso não é tudo: com os fundos Otto per Mille, a Igreja Valdense e Metodista também financia projetos para melhorar a condição das mulheres e programas de apoio a autores de violência doméstica: bolsas de estudo, microcrédito, empreendimentos cooperativos, projetos artísticos e culturais: "As iniciativas , explica Manuela Vinay, são selecionados com base em critérios de justiça e solidariedade para com os mais fracos, sem preconceitos religiosos, ideológicos ou políticos: para nós é importante que os projetos sejam concebidos e executados em harmonia com os nossos valores”. O apoio do Otto per Mille valdense e metodista é, portanto, articulado em diferentes frentes e de diferentes maneiras: “É importante reconhecer, comenta Alessandra Pauncz, presidente do Centro de Escuta dos Homens Maltratantes (CAM, Florença), que os programas de apoio para os autores da violência é uma forma de combatê-la eficazmente, intervindo na raiz junto dos homens que a praticam". Antonella Veltri, presidente da rede nacional de centros DiRe anti-violência, confirma a contribuição de Otto per Mille Valdense e Metodista, nos permitiu desenvolver atividades de advocacy nacionais e internacionais, favorecendo o planejamento de ações para melhorar a condição das mulheres que sofrem maus-tratos. A violência masculina contra as mulheres é uma violação dos direitos humanos e esta intervenção é uma ferramenta para promover seu conhecimento e sua realização concreta na Itália, com participação ativa e ações direcionadas”. ...

Ler artigo
um documento ecumênico com uma incrível força motriz

um documento ecumênico com uma incrível força motriz

Martin juge. Foto FLM/Albin Hillert Roma (NEV), 28 de junho de 2019 – Em 26 de junho foi realizada em Roma uma oração ecumênica de ação de graças pelo 20º aniversário da Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação (JDDJ), documento assinado em 31 de outubro de 1999 em Augsburg (Alemanha) por representantes da Federação Luterana Mundial (WLF) e da Igreja Católica Romana, e posteriormente adotada pelo Conselho Metodista Mundial (2006), pela Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas (2017) e pela Comunhão Anglicana (2017). Entre os participantes da cerimônia estava o pároco Martin Jungeatual secretário-geral da FLM, a quem fizemos algumas perguntas. Qual é o conteúdo e significado da Declaração Conjunta sobre a Justificação pela Fé? A Declaração Conjunta (JDDJ) recompôs a maior controvérsia teológica que há séculos divide católicos e luteranos, a respeito da doutrina da justificação pela graça mediante a fé. Claro que houve também outros fatores políticos, econômicos e sociais que levaram à divisão do cristianismo ocidental no século XVI. No entanto, a questão de como a salvação chega aos seres humanos por meio de Jesus Cristo foi aquela em torno da qual a divisão ficou mais clara. Com o JDDJ, luteranos e católicos encontraram uma base consensual e retiraram as sentenças com as quais se acusaram no passado. Podemos afirmar que o JDDJ é um marco no caminho para a unidade dos cristãos. No discurso que proferiu durante a celebração ecumênica, o senhor também falou do método de diálogo utilizado para redigir o JDDJ, o "consentimento diferenciado". Sobre o que é isso? O "consenso diferenciado" é um método de diálogo que permite definir um consenso de base sólido, sem contudo silenciar ou ignorar as diferenças que ainda persistem. A JDDJ expressa o consenso de católicos e luteranos em torno de “verdades básicas” cuja afirmação nos permite dizer que as condenações do passado não podem ser aplicadas ao ensino atual das duas confissões sobre a doutrina da justificação. Ao mesmo tempo, o JDDJ destaca o que ainda divide as duas confissões sobre o mesmo tema, sem comprometer o consenso alcançado. Quanto mais conscientes estivermos da amplitude da base comum sobre a qual repousa a nossa fé cristã, mais será possível encarar a diversidade do outro como um desafio à nossa própria identidade e ao nosso modo de ser Igreja. Na sua opinião, vinte anos depois, quais são os resultados mais importantes alcançados por este documento? Acho que ninguém que o assinou há vinte anos teria imaginado a incrível força motriz por trás desse documento. Sem o JDDJ, por exemplo, nunca teria sido possível continuar o diálogo até a redação, em 2013, do documento "Do conflito à comunhão", no qual católicos e luteranos olham para sua história para deixar os conflitos para trás e progredir o caminho de 'unidade. Sem a JDDJ nunca teríamos chegado à comemoração conjunta dos 500 anos da Reforma Protestante que reuniu em Lund (Suécia), em 2016, o Papa Francisco e os expoentes da FLM. No entanto, não há apenas isso, mas ainda mais. O que? O fato de que este documento, nascido em 1999 como texto bilateral, se tornou hoje um documento multilateral que constitui a base teológica para o diálogo e o testemunho comum de católicos, luteranos, metodistas, reformados e anglicanos. Estas cinco confissões cristãs se reuniram em março passado na Universidade de Notre Dame (EUA) para elaborar uma declaração na qual reafirmam "as verdades básicas sobre a doutrina da justificação contidas no JDDJ, enfatizando como a mensagem da graça de Deus é mais urgente e necessárias no mundo em que vivemos". Espero que os frutos que o JDDJ nos permitirá colher ainda sejam muitos. ...

Ler artigo
Exército da Salvação.  Há 132 anos ao lado das pessoas

Exército da Salvação. Há 132 anos ao lado das pessoas

Roma (NEV), 18 de novembro - O Exército de Salvação na Itália (EdS) apresentará seu Relatório de Atividades em Roma no dia 21 de novembro. O anúncio foi feito pelo próprio EdS em um comunicado à imprensa. O tenente-coronel Massimo Tursi, chefe do Comando do Exército de Salvação na Itália, declarou: "Em um momento de grande dificuldade de vida, principalmente no campo social e econômico, atuamos, como sempre, há mais de 132 anos em nosso país, estar perto das pessoas, perto e concretamente para ajudar o próximo. O relatório-balanço de nossas atividades ilustrará ações, dados, números e perspectivas para 2020”. A EdS é uma associação de caridade e culto de inspiração cristã-protestante que apoia cerca de 60.000 pessoas, famílias e indivíduos, em situações de dificuldade e sofrimento em toda a Itália. O Relatório é um verdadeiro “balanço social do ano que acaba de terminar”, lê-se no comunicado. Para a ocasião, a EdS vai propor "um encontro-debate dinâmico entre personalidades do mundo académico, social e religioso, apresentado por Eleanor Camillijornalista da 'Editora Social'”. A manhã será aberta com as saudações institucionais e a intervenção do Tenente Coronel Massimo Tursi. Eles também vão participar Frances Danishgerente de relações públicas da EdS, o pároco Luca Maria Negropresidente da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), Antonieta CosentinoProfessor de Economia de Empresas sem fins lucrativos na Universidade de Roma - La Sapienza, Roberto Panzaranipresidente do Comitê Científico do Fórum do Terceiro Setor do Lazio e professor de Gestão da Inovação em várias universidades italianas e estrangeiras, Sandra Huesca Ávila, educador e formador. Seguir-se-á um “microfone aberto” para instituições, associações e voluntários. A apresentação do Relatório de Atividades 2018 e da Carta de Serviço do Exército de Salvação na Itália será realizada na quinta-feira, 21 de novembro, entre as 9h30 e as 13h30 na via degli Apuli, 41 em Roma. Fundada pelo pastor metodista William Booth, a EdS está presente em mais de 130 países com aproximadamente 1 milhão de associados. Entre suas obras sociais: escolas, lares infantis, albergues para desabrigados, hospitais, programas de emergência para desastres. Recentemente, as Cúpulas Mundiais do Exército de Salvação foram recebidas por Papa Francisco no Vaticano, que lhes agradeceu por seu trabalho em favor dos mais pobres do mundo e, em particular, pela atividade caritativa e moral no território romano. A EdS está presente na Itália desde 1887 e é membro da FCEI. Para mais detalhes: www.Esercitodellasalvezza.org ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.