Síria.  Oração pela paz

Síria. Oração pela paz

Roma (NEV), 16 de outubro de 2019 – “Bem-aventurados os que trabalham pela paz, porque serão chamados filhos de Deus!” (Mt 5.9). Com este versículo as igrejas evangélicas de Roma convocam uma vigília de oração pela situação síria: “os ventos da nova guerra na Síria, as muitas guerras escondidas e esquecidas estão questionando as irmãs e irmãos das igrejas evangélicas de Roma”.

A angústia pelo que está acontecendo e o ressurgimento da violência levaram as igrejas a convocar um momento de oração comum pela paz: “Vivemos um momento de grande preocupação. As ações militares não atingem apenas os mais fracos, não apenas destroem cidades e povos, mas alimentam a semente da violência e da força em toda a humanidade, criando desequilíbrios que se propagam no futuro com novas formas de pobreza, migrações… Deus da paz para nos dar a paz”.

O compromisso é para a próxima sexta-feira, 18 de outubro, a partir das 19h30, na igreja valdense da Piazza Cavour.

“Vigiai porque ouviremos juntos a Palavra como crentes no mesmo Senhor da paz, oração para que a paz nos seja dada”.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Rádio GLAM.  Um novo projeto para o meio ambiente, com eco-comunidades

Rádio GLAM. Um novo projeto para o meio ambiente, com eco-comunidades

FotobAlex Blăjan - Unsplash (detalhe) Roma (NEV), 23 de setembro de 2022 – Radio GLAM. Vozes em torno do meio ambiente e da globalização. Este é o novo projeto dos membros da Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). Numa carta dirigida às eco-comunidades, aos amigos que conheceu ao longo dos anos, às irmãs e irmãos das igrejas, a GLAM dá conta desta iniciativa. “A partir de outubro próximo nos encontraremos uma vez por mês na Rádio GLAM. A Radio GLAM não é uma rádio, não é uma conferência”, lê-se na carta. Então, o que é Rádio GLAM? “É um encontro radiofónico, acolhido por todos nós, para nos ouvirmos, nos conhecermos, trocarmos informações e opiniões sobre os temas-chave do milénio, a globalização e o ambiente”. Foto Alex Blajan – Unsplash Mais algumas informações: Quem ouve Rádio GLAM? Todos aqueles que têm interesse em fazer parte desta comunidade, que questiona e une numa eco-comunidade ou que olha com curiosidade para conhecer, para propor, para participar até com um contributo criativo, música, leitura, partilha de materiais. Por que o nome Radio GLAM? Porque usa a linguagem direta e imediata do rádio, uma linguagem simples na qual jovens e adultos podem se reconhecer e se expressar. Quando Rádio GLAM? Todos os meses, um encontro de uma hora durante o qual haverá testemunhos e/ou informações de eco comunidades, mas também de crentes individuais, ativistas, apoiadores da sociedade civil interessados ​​em questões relacionadas à espiritualidade e proteção da criação que o GlAM apóia. Notícias, projetos e programas nacionais e internacionais… Como assinar a Rádio GLAM? Envie um e-mail para o seguinte endereço de e-mail [email protected] ou entre em contato com os representantes da comunidade ecológica. Até breve nessas frequências! ...

Ler artigo
Munib Younan: Ore para que os cristãos permaneçam na Terra Santa

Munib Younan: Ore para que os cristãos permaneçam na Terra Santa

Munib Younan Roma (NEV), 22 de dezembro de 2010 – Nos dias 15 e 16 de dezembro, o presidente da Federação Luterana Mundial (FLM), bispo Munib Younan, liderou uma delegação da FLM a Roma em visita à Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI) e ao Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. No Vaticano, a delegação luterana teve uma audiência com o Papa Bento XVI. Durante sua estada em Roma, entrevistamos Younan, que também é bispo da Igreja Evangélica Luterana na Terra Santa. Nas palestras realizadas no Vaticano, que temas o senhor abordou? Antes de mais, gostaria de recordar que no verão passado a Assembleia Geral da FLM elegeu o seu novo Conselho, que agora inclui vários novos membros, incluindo eu próprio. Foi, portanto, para muitos, a primeira visita ao Vaticano na qualidade de conselheiros da FLM. Por isso, no encontro que tivemos com o Papa Bento XVI, primeiro confirmamos as boas relações entre nossas igrejas e reafirmamos a importância do diálogo entre luteranos e católicos. Diálogo que deu seu maior fruto na Declaração Conjunta sobre a Justificação pela Fé de 1999, e que claramente queremos continuar. Também destacamos a boa cooperação entre nossas igrejas em matéria de diaconia e defesa dos direitos dos mais fracos. Pessoalmente, apreciei a maneira como Bento XVI abordou a questão da recessão global, enfatizando como suas repercussões mais graves afetam os pobres do mundo. Por fim, levantamos um tema polêmico: o da Eucaristia. Nossa esperança como luteranos é que em 2017, ano em que celebramos os 500 anos da Reforma Protestante, tenhamos uma declaração conjunta sobre a hospitalidade eucarística. Além de ser presidente mundial dos luteranos, o senhor também é bispo da Igreja Luterana na Terra Santa. Com base em sua experiência, quais são os desafios enfrentados pelos cristãos no Oriente Médio hoje e o que outras igrejas cristãs podem fazer para ajudá-los? Quando se trata do Oriente Médio, não se pode fazer um pacote de tudo. Cada nação tem problemas específicos. No momento, a situação que mais preocupa é a dos cristãos no Iraque, que são perseguidos por pertencerem à sua fé. No entanto, também estou muito preocupado com o que está acontecendo no Egito e no Sudão. Na Terra Santa, incluindo a Jordânia, existe, ao contrário, liberdade religiosa da qual também nós, cristãos, desfrutamos. Acima de tudo, peço às igrejas cristãs do mundo que rezem para que os cristãos permaneçam na Terra Santa. Uma Terra Santa sem cristãos não teria sentido. Então nos ajude a ficar! De fato, há algumas coisas que podem fortalecer os cristãos na Palestina e no Oriente Médio. Acima de tudo, as igrejas podem nos ajudar a formar nossos jovens, garantir-lhes uma educação. A educação pode transformar o mundo de um lugar de conflito e extremismo para um lugar de paz e moderação. Também pedimos às igrejas cristãs do mundo que encorajem a moderação em tempos de extremismo. Não precisamos de pessoas que inflamem ainda mais os conflitos em que vivemos. Finalmente, é essencial que os cristãos falem sempre pela justiça e pela paz, pela reconciliação e pelo perdão. Durante sua viagem à Itália, ele também se reuniu com representantes da Igreja Evangélica Luterana na Itália. Que mensagem isso trouxe para eles? Como presidente da Federação Luterana Mundial, era natural para mim visitar os irmãos e irmãs luteranos na Itália. Nós os encontramos e ouvimos seus testemunhos: agradeço pessoalmente ao Senhor por seu compromisso ecumênico e por seu compromisso em favor dos direitos dos migrantes, realizado através de seu apoio à Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI). Nesses dois caminhos, quero incentivá-los a continuar e a serem um exemplo para outras igrejas minoritárias. Mesmo que os luteranos na Itália sejam uma pequena minoria, quero dizer-lhes que a força da igreja nunca está nos números, nas propriedades que possui, nas contas bancárias ou no poder político que pode ter, mas sempre reside em ser testemunhas de coisas vivas de nosso Senhor Jesus. ...

Ler artigo
Abruzzo.  Cultura, música e dança em nome da diversidade

Abruzzo. Cultura, música e dança em nome da diversidade

Roma (NEV), 10 de agosto de 2022 - A associação "Amigos da Igreja Valdense de San Giovanni Lipioni" está organizando dois dias sobre diversidade. A nomeação é para os dias 13 e 14 de agosto em San Giovanni Lipioni, na província de Chieti. São dois dias de festa, para sublinhar a riqueza da diversidade. Além do culto de abertura, está prevista uma conferência intitulada “Diferente de quem?”. Palestrante, Prof. Carlos Mônaco, que falará sobre igualdade e diversidade na história do Ocidente. Seguido por um show de dança e percussão do Senegal. No domingo, 14 de agosto, está programado um workshop Salento pizzica. A exposição “Waldensian experience in San Giovanni Lipioni” também pode ser visitada, até 28 de agosto. No culto, agendado para sábado, dia 13 de agosto, pelas 10h30, será dedicado um momento à memória de Gianna Scicloneisso com Carmen Trobia em 1967 abriu o caminho para a ordenação pastoral de mulheres. A pastora Sciclone faleceu em junho passado. O comunicado da iniciativa diz: “Não se pode entender a diversidade sem definir a igualdade. Todos os homens e mulheres nascem iguais. Somos todos iguais perante a Lei – explica Franca Nini, porta-voz do comitê organizador -. Igualdade implica igual dignidade e igualdade de oportunidades sem distinção de nacionalidade, sexo, crença religiosa, opinião política, condições pessoais e sociais. Só existe uma raça humana." Serão dois momentos de agregação e diversão, conclui Ninni, “mas também de reflexão sobre o tema da diversidade, visando unir e enriquecer a comunidade”. Segue abaixo o programa completo. sábado, 13 de agosto de 2022 10h30 – Culto. Celebre o pastor Luke Elders, com uma lembrança da pastora Gianna Sciclone. c/o Centro Cultural Municipal, antiga Igreja Valdense, Piazza Largo del Popolo, San Giovanni Lipioni (CH) 21h30 – Intervenção de Carlo Monaco, escritor e ensaísta, ex-professor de história e filosofia na Universidade de Bolonha, sobre o tema “Diverso Da Chi? Considerações sobre igualdade e diversidade na história do Ocidente”. Praça Largo del Popolo, San Giovanni Lipioni (CH). 22h30 – Espetáculo de dança e percussão da África Ocidental do grupo “Sunu Africa”. Ritmos, danças, canções e símbolos do Senegal num espetáculo envolvente e colorido. Praça Largo del Popolo, San Giovanni Lipioni (CH). Domingo, 14 de agosto de 2022 21h30 – Oficina Pizzica Salentina, líder Rita Mônaco. Praça Largo del Popolo, San Giovanni Lipioni (CH). De 13 a 28 de agosto, a exposição "Experiência Valdense em San Giovanni Lipioni" estará aberta no Centro Cultural Municipal, antiga Igreja Valdense. Para informações contacte o número 393 2757821 ou 339 7905435 ou envie mensagem na página do Facebook ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.