Gottfried Locher renuncia à Comunhão das igrejas protestantes na Europa

Gottfried Locher renuncia à Comunhão das igrejas protestantes na Europa

Roma (NEV), 29 de junho de 2020 – O pastor Gottfier Locher ele não é mais o presidente executivo da Comunhão das Igrejas Protestantes na Europa (CCPE). Conforme noticiado em nota de imprensa do órgão protestante europeu, Locher apresentou sua renúncia durante uma sessão do Conselho do CCPE, realizada por videoconferência no dia 26 de junho. O pastor John Bradbury (United Reformed Church, Londres) recebeu a gestão executiva interinamente.

As renúncias do CCPE seguem as renunciadas por Locher em 2020 da presidência da Federação de Igrejas Evangélicas na Suíça. “Sinto que agora também devo renunciar ao meu cargo no CCPE”, escreveu Locher na exposição de motivos dirigida ao Conselho do CCPE, acrescentando que “o Conselho deve ser composto pelo maior número possível de titulares de cargos”.

Locher foi eleito para o Presidium de três membros do CCPE na Assembleia Geral de 2012 em Florença e foi eleito Presidente Executivo após a morte do bispo Friedrich Weber em 2015. Locher lembrou a Assembleia Geral do CCPE realizada em Basel em 2018 como o destaque de seu mandato.

A eleição do novo Presidente Executivo ocorrerá durante a próxima reunião do Conselho prevista para janeiro de 2021 em Estrasburgo.

“O Presidium, o Conselho e os escritórios centrais do CCPE trabalham em estreita relação de confiança – declarou Bradbury -. A recente admissão da Igreja Evangélica Luterana da Islândia e as intensas discussões das igrejas-membro sobre os efeitos da crise do vírus corona demonstram o vigor de nossa Comunhão”.

O pastor valdense também participou da reunião em 26 de junho Pawel Gajewskimembro do Conselho do CCPE.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Bíblia e arredores, o primeiro episódio do podcast SIE

Bíblia e arredores, o primeiro episódio do podcast SIE

Roma (NEV), 12 de maio de 2021 - "A Bíblia e seus arredores" é a nova coluna de podcast de histórias bíblicas e mais com curadoria do Serviço de Educação e Educação (SIE) da Federação de Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI) em colaboração com Nev - Imprensa da Agência FCEI e revista infantil “L'Amico dei fanciulli”. Mais uma ferramenta pensada para acompanhar o trabalho das catequeses das igrejas evangélicas por meio da escuta. Começaremos refazendo os episódios bíblicos propostos na unidade “Amigos de Jesus” da revista “Catetese” n. 2/2020 para continuar com outras histórias bíblicas ou atuais, em colaboração com "L'Amico dei fanciulli". Neste primeiro episódio, o episódio bíblico - narrado no Evangelho segundo Lucas - em que Jesus, na sua longa viagem de Nazaré a Jerusalém, encontra os discípulos que se tornarão "pescadores de homens". As vozes de Simona Mastroianni, Dafne Marzoli, Elisa Baglieri E Ulrike Jourdan e a musica de Ilaria Castaldo. Para ouvir os outros podcasts do NEV, aqui o perfil do speaker com todos os episódios. ...

Ler artigo
A FCEI inaugura a Secretaria Escolar do Pluralismo Laico

A FCEI inaugura a Secretaria Escolar do Pluralismo Laico

Roma (NEV), 20 de outubro de 2022 - A Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI) abre o "Sportello Scuola Laicità Pluralismo", um serviço dirigido a igrejas evangélicas, associações culturais, grupos confessionais e indivíduos. A missão desta nova atividade da FCEI é “apoiar uma escola laica, atenta ao reconhecimento do pluralismo religioso e cultural da sociedade italiana, e promover um ensino que a reconheça como eixo educativo e patrimônio cívico”. “Assumimos este novo compromisso porque são solicitados pelas igrejas-membro – explica o presidente da FCEI, prof. Daniele Garrone – mas é nossa intenção colocar esta carteira à disposição daqueles nas escolas e na sociedade italiana que compartilham a ideia de uma escola laica e, ao mesmo tempo, capaz de representar o pluralismo religioso e cultural que se expressa na sociedade italiana. Infelizmente – acrescenta o Presidente da FCEI – ainda hoje assistimos a tentativas de confessionalização de algumas áreas das escolas públicas que, para além de contrariarem a letra e o espírito da Constituição, limitam o desenvolvimento de percursos educativos coerentes com a multirreligiosidade e caráter intercultural do país”. O helpdesk, instalado na sede da FCEI em Roma, pretende oferecer serviços de informação e consultoria jurídica sobre questões de laicidade nas escolas. Para tanto, será possível o envio de denúncias, pedidos de apoio e primeiros socorros em relação a situações problemáticas que possam surgir dentro das escolas, como, por exemplo, a não ativação da disciplina alternativa na hora da religião; eventuais dificuldades em encontrar os formulários corretos para o exercício do direito de não utilização do IRC; problemas inerentes à hora da educação cívica; de forma mais geral, situações de dificuldade de acesso a direitos para quem não recorre ao ensino religioso confessional. Paralelamente, porém, em rede com outros centros e associações e em articulação com o SIE, Serviço de Educação e Educação da FCEI, a secretaria pretende promover projetos educativos sobre disciplinas que, no âmbito secular da escola, contribuam à educação cívica numa sociedade multiétnica e intercultural. "Como igrejas evangélicas continuamos a pensar que o Ensino Religioso Confessional (IRC) é a resposta inadequada a uma necessidade real: na sociedade pluralista de hoje é importante que os alunos tenham uma informação religiosa adequada, mas no contexto de um ensino secular, que promova o conhecimento de presenças religiosas cada vez mais importantes, e não apenas em termos de números". Indicações, fichas informativas e propostas de projetos sobre os temas do pluralismo e da laicidade nas escolas serão apresentadas e publicadas no site www.fcei.it ao longo do tempo. A recepção pode ser contatada no endereço de e-mail: [email protected]. ...

Ler artigo
20 anos da Carta Ecumênica.  Promover a paz e a justiça

20 anos da Carta Ecumênica. Promover a paz e a justiça

Foto CEC/Nikos Kosmidi Roma (NEV), 12 de abril de 2021 – “As desigualdades sociais e econômicas exigem a transformação de nossas atitudes e estruturas.” lê a declaração ecumênica conjunta emitida hoje. A declaração, assinada pelo pároco Christian Kriegerpresidente da Conferência das Igrejas da Europa (KEK), e pelo cardeal Ângelo Bagnascopresidente do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), chega por ocasião do 20º aniversário da Carta Ecumênica. A Carta representa um dos pilares do ecumenismo a nível europeu e reúne as igrejas protestante, católica e ortodoxa. “As contínuas ameaças à democracia e ao ambiente natural exigem uma atenção renovada à vida inteira – continua a declaração -. O ressurgimento de conflitos armados e ataques terroristas em algumas partes do continente nos últimos anos exige arrependimento, perdão e justiça”. Igrejas “redefinindo seu ministério em meio à pandemia do COVID-19”. Krieger e Bagnasco escrevem novamente, convidando-nos a rezar "para que todos sejam um". “dqueremos ser instrumentos dessa unidade. E nos comprometemos novamente a fortalecer a comunhão eclesial por meio da oração e da ação comuns. Ao mesmo tempo em que oferecemos nosso serviço ao mundo pela promoção da justiça e da paz”, concluem. O "Carta Ocumênica. Orientações para a crescente cooperação entre as Igrejas na Europa”, foi assinado em 2001 pelos presidentes da CCEE e da CEC. Documento fundamental do ecumenismo, este ano celebra seus primeiros 20 anos. 22 de abril. celebração on-line No âmbito das comemorações deste aniversário, o CCEE e o CEC organizam um momento ecuménico online no dia 22 de abril de 2021, das 19h00 às 20h30 (CEST). No evento, intitulado "Seja alegre na esperança, paciente no sofrimento, perseverante na oração” (inspirado no versículo da Carta aos Romanos 12.12), todas as igrejas e parceiros ecumênicos estão convidados. Para a ocasião, entre outras coisas, será publicado um livrinho ecumênico. Disponível para download gratuito nos sites da CCEE e CEC, estará disponível em inglês, francês, alemão e italiano. A publicação é destinada às igrejas e pode ser utilizada durante todo o ano nas comemorações locais. Para participar do evento é necessário se inscrever no seguinte link: Você pode acompanhar a transmissão ao vivo no YouTube no seguinte link: Aqui está o texto da Declaração Conjunta. Lá Charta Oecumenica. vocêum desafio para as igrejas Por ocasião do 10º aniversário da Carta, o jurista valdense Gianni Longpresidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI) no momento da assinatura, comentou o documento. “A Carta Ecumênica é um documento que encoraja e desafia as igrejas. Em alguns casos, fruto de compromissos entre diferentes posições, a Carta Ecumênica fez com que as três famílias confessionais cristãs do continente reconhecessem coisas muito importantes. O direito à liberdade religiosa dos indivíduos e de outras confissões. O repúdio ao nacionalismo e ao racismo. O reconhecimento de uma relação especial que liga os cristãos aos judeus. A importância do diálogo com o Islã e outras religiões. Embora a sua aplicação tenha sido desigual nas várias nações europeias, é de grande valor o facto de todos os cristãos do continente terem subscrito estas afirmações”. Aqui o texto da Carta Ecumênica em italiano, Inglêsem Francês e em Alemão. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.