6 de maio.  Zoom reunião sobre esperança

6 de maio. Zoom reunião sobre esperança

Roma (NEV), 6 de maio de 2022 – A Semana de evangelização está em andamento até 8 de maio. Organizado por uma Comissão especial, indicada pelo Conselho Valdense e coordenada por Mário Cignoniestá aberto a todos os interessados. A Semana é inspirada no versículo “Aqueles que esperam no Senhor ganham novas forças” (Isaías 40:31).

Entre as iniciativas, está agendado para hoje, às 18h, um zoom meeting sobre o tema da esperança. Uma breve introdução será seguida de um debate aberto com perguntas e respostas ao vivo. Aqui está o link de acesso:

“Este encontro não está reservado apenas ao público das nossas igrejas, mas está aberto a todos os que queiram participar” escrevem os organizadores. Haverá a oportunidade de fazer perguntas ao vivo sobre o tema da Semana a um jovem pároco, Francisco Marfee ao pároco emérito José Platão. Conduza o debate Simona Menghini, da Comissão de Evangelização e membro da Comissão de Comunicação da Igreja Valdense – União das Igrejas Metodista e Valdense. A ideia, concluem os promotores, é abordar o tema da esperança “livremente e sem mediações, na consciência de que devemos aprender a estar ‘prontos para prestar contas da esperança que há em nós’ (1 Pd 3,15)” .

Para ver outros recursos relacionados à Semana, clique aqui: Vídeo sobre Esperança

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Luto.  Faleceu o pastor metodista Sérgio Aquilante

Luto. Faleceu o pastor metodista Sérgio Aquilante

Roma (NEV), 23 de outubro de 2013 – Aos 82 anos, o pároco emérito Sergio Aquilante faleceu pacificamente durante o sono no dia 19 de outubro. Ele foi um expoente autorizado do metodismo italiano e autor de vários livros. Durante o seu longo ministério foi pároco em várias igrejas - valdenses e metodistas - na Ligúria, Abruzzo, Emilia, Campania e Sicília. Ex-presidente da Conferência da Igreja Metodista da Itália e do Comitê Permanente da Obra para as Igrejas Evangélicas Metodistas da Itália (OPCEMI), dirigiu o Centro Ecumene de Velletri (RM), o Centro Social de Villa San Sebastiano (AQ) e o Centro Diaconal "La Noce" em Palermo. Também presidiu o Centro de Estudos do Socialismo Cristão e foi membro do Comitê Executivo do Conselho Mundial Metodista, do Conselho da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI) e, dentro dele, secretário do Serviço Social. Entre os títulos publicados com a editora Claudiana: “Por um socialismo cristão: testemunhos de um observatório do sul” (1991), “Em busca do bem da cidade: memórias de um pastor metodista” (2011). O atual presidente da FCEI, pastor Massimo Aquilante, é filho de Sergio Aquilante. ...

Ler artigo
“Paz sem fronteiras”, os protestantes na reunião de Sant’Egidio em Madrid

“Paz sem fronteiras”, os protestantes na reunião de Sant’Egidio em Madrid

Roma (NEV), 17 de setembro de 2019 - Paz sem fronteiras é o título do encontro internacional anual pela paz promovido pela Comunidade de Sant'Egidio. Muitos expoentes evangélicos e várias igrejas protestantes de todo o mundo também participaram do encontro sobre o diálogo inter-religioso, nascido de uma ideia de Wojtyla em 1986, que está acontecendo em Madri nestes dias, de 15 a 17 de setembro. Em particular, ontem, 16 de setembro, um dos 27 painéis da cúpula participou de uma mesa redonda sobre o tema da migração, Paulo Nasocoordenador do Mediterranean Hope, programa de refugiados e migrantes da Federação de Igrejas Evangélicas da Itália, e pastor valdense Eugênio Bernardiniex-moderador da Mesa Valdense. “Acreditamos em um amor que nos impulsiona a servir os outros – explicou Bernardini -, um amor inclusivo que não deixa ninguém sozinho e abandonado e por isso nos impulsiona a um compromisso com fronteiras cada vez mais avançadas, como as dos refugiados e migrantes, para os "marginais" e aqueles que o sistema tende a expulsar. E gostaríamos que tudo isso fosse feito invertendo a ideia atual: não “primeiro nós e nosso clã”, mas primeiro os últimos”. Iniciando seu discurso com uma citação do pastor batista Martin Luther Kingde um sermão de 1957, em plena crise racial – “É meia-noite na ordem moral” E “Você perdeu o senso de certo e errado” – O professor Paolo Naso denunciou “A avalanche de falsidades e hipocrisias que tem caracterizado o debate sobre a imigração nos últimos anos. Um inimigo foi construído, assim como um muro de medo e preconceito foi construído, diante de um fenômeno que pode ter soluções sustentáveis ​​e viáveis. Isso é demonstrado pela experiência dos corredores humanitários, que os evangélicos iniciaram com Sant'Egidio em 2016. Mas agora temos um novo desafio pela frente: transformar uma boa prática em uma política estrutural. É por isso que pedimos um corredor humanitário europeu da Líbia para 50.000 refugiados”. O evento em Madri terminará esta noite, terça-feira, 17 de setembro, quando, após a oração de cada religião de acordo com sua própria tradição, os líderes religiosos eles se reunirão na Plaza de la Almudena para lançar um apelo pela paz. ...

Ler artigo
Novo corredor humanitário do Líbano

Novo corredor humanitário do Líbano

Desenho de Francesco Piobbichi, equipe, programa Mediterranean Hope, Federação de Igrejas Protestantes na Itália (FCEI) Roma (NEV), 25 de março de 2022 – Enquanto o drama da guerra na Ucrânia está em curso, os corredores humanitários continuam a salvar os refugiados vítimas de outro conflito que dura mais de 11 anos, o da Síria. Um caminho de salvação que se mostra ainda mais importante neste momento diante da atual e grave crise internacional. 85 refugiados sírios que vivem há muitos anos em campos de refugiados no Vale do Bekaa e no norte do Líbano e que nos últimos meses sofreram um agravamento das suas condições de vida não só devido à pandemia mas também à gravíssima situação política, económica e social crise que este país atravessa. A este primeiro grupo juntar-se-ão mais 20 pessoas, cuja chegada está prevista para 28 de março, num total de 105 pessoas. Entre eles, 38 são menores de idade: algumas crianças doentes para as quais o tratamento não é mais garantido no Líbano e jovens que nunca puderam frequentar a escola nos últimos anos. Antes da partida, todos os refugiados receberam a vacina anti-Covid 19 graças ao corpo médico e de enfermagem da Defesa, que trabalham no país sob a coordenação do Comando Operacional da Cúpula de Forças Conjuntas (COVI).. Sua entrada na Itália foi possível através dos corredores humanitários promovidos pela Comunidade de Sant'Egidio, a Federação das Igrejas Evangélicas da Itália e a Tavola Valdese, em acordo com os Ministérios do Interior e das Relações Exteriores, que desde fevereiro de 2016 trouxeram em nosso país mais de 2150 pessoas. Ao todo, mais de 4.400 requerentes de asilo chegaram à Europa pelos corredores humanitários. As famílias que chegaram esta manhã serão também acolhidas por associações, freguesias, comunidades e cidadãos individuais em várias regiões italianas (Piemonte, Lombardia, Vêneto, Emília, Toscana, Lazio, Sicília) e será lançado em um caminho de integração: para menores através de matrícula imediata na escola e para adultos, imediatamente com'aprendizagem da língua italiana e, uma vez obtido o estatuto de refugiado, entrada no mundo do trabalho. Os corredores humanitários, inteiramente autofinanciados (a partir da arrecadação de Sant'Egidio e dos 8 por mil da Mesa Valdense) e criados graças a uma ampla rede de acolhimento, representam um Melhores Práticas para todos aqueles que são forçados a deixar suas casas para escapar do horror das guerras que combinam solidariedade e segurança. Daniele Garrone, presidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália, declarou: “Novas emergências e abertura de novas frentes não eliminam as consequências de outras tragédias e não atenuam a necessidade de apoiar aqueles que buscam em outro lugar novas chances de vida ou mesmo de sobrevivência. Este é o sentido da chegada de refugiados da Síria, pelo sempre ativo corredor humanitário do Líbano”. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.