batistas europeus.  A reunião anual na Escócia chegou ao fim

batistas europeus. A reunião anual na Escócia chegou ao fim

Roma (NEV/Riforma.it), 2 de outubro de 2019 – O semanário Riforma publica um relatório detalhado, assinado pelo pároco batista Cristina Arquidiácona, na Assembleia Anual da Federação Baptista Europeia (EBF), que decorreu em Glasgow (Escócia) de 24 a 28 de setembro, e que contou com a presença de cerca de 170 representantes das diversas uniões da região da Europa, Médio Oriente e Ásia Central. Também esteve presente na Assembleia o presidente da União Cristã Evangélica Batista na Itália (UCEBI), John Archdeacon, que cumprimentou a EBF. Em seu discurso, Arcidiacono destacou a necessidade de uma lei sobre liberdade religiosa na Itália; falou sobre o projeto apoiado financeiramente pela UCEBI esperança médica, um projeto da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI) que oferece assistência médica às pessoas mais vulneráveis ​​que não podem enfrentar a jornada pelos corredores humanitários dos campos de refugiados do Líbano; pediu o estreitamento das relações com os institutos de formação teológica a nível europeu.

Entre os temas debatidos na Assembleia, justiça social e justiça climática, liberdade e consciência religiosa, teologia da hospitalidade, relação entre igrejas, fé e nacionalismos, numa era de “polarização e fragmentação”, como disse o secretário-geral da EBF Tony Peck no discurso de abertura. A Assembléia foi organizada pela União das Igrejas Batistas da Escócia, que este ano comemora seu 150º aniversário.

Leia a reportagem completa no Riforma.it

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

não é da tua conta.  Adventistas por mês educação financeira

não é da tua conta. Adventistas por mês educação financeira

Roma (NEV), 3 de outubro de 2022 – O mês da educação financeira está de volta. Como de costume, a Fundação Adventum oferece uma série de insights. De 4 a 24 de outubro, 4 webinars (em colaboração com a Clínica Antiusura e a Associação Artigo 47.º – Livre de Dívidas), intitulados “EconoMIA: cuide da sua vida”. Os encontros, explicam os organizadores em comunicado, “têm o objetivo de fornecer ferramentas e competências para lidar e gerir as finanças familiares de forma saudável e consciente, com o objetivo último de prevenir e combater a usura e o sobreendividamento. Serão fundamentais as intervenções de especialistas na área das finanças, da educação financeira, bem como de representantes de instituições públicas”. Entre os vários temas, também será discutido o aumento das contas. Insights temáticos, entrevistas e conselhos práticos, juntamente com Franco Evangelistapresidente da Fundação Adventum. Louis Ciattipresidente da Clínica Antiusuria. Antonio Cajellieducador financeiro e membro do conselho da Article 47 Association – Debt Free. Compromissos: – 04 de outubro às 18h00 – 11 de outubro às 18h00 – 18 de outubro às 18h00 – 25 de outubro às 18h00 Você pode acompanhar os webinars ao vivo na página do Facebook e no canal da Fundação Adventum no YouTube Para mais informações, visite www.adventum.org #outubrobreedufin2022 A Fundação Adventum Lá Fundação Advento foi fundada em 1995 pela vontade da Igreja Adventista do Sétimo Dia (UICCA) com o objetivo de prevenir a usura, educar para a legalidade, promover cursos de formação e prevenção para crianças sobre o fenômeno do superendividamento e oferecer uma solução financeira concreta para aqueles que encontram em dificuldade. “A usura é uma emergência social silenciosa, mas terrível. Ataca principalmente em momentos de crise econômica, mas está sempre presente e opera encoberto por chantagens e ameaças”, relata. AQUI. ...

Ler artigo
“Sonhar mesmo de olhos abertos para o nosso bem”

“Sonhar mesmo de olhos abertos para o nosso bem”

A partir da esquerda, Daniele Garrone, Giampiero Comolli, Manuel Kromer. 19 de agosto de 2023 - Torre Pellice (TO) Torre Pellice (NEV), 22 de agosto de 2023 – À margem do Sínodo Valdense de 2023, será realizada a apresentação do livro “Bíblia e sonho” de Giampiero Comolli. O pastor conversou com o autor Daniele Garrone, presidente da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), além de professor de Antigo Testamento na Faculdade Valdense de Teologia. Ele moderou a reunião Manuel Cromerdiretor da editora Claudiana. Daniele Garrone fez uma série de perguntas e focou em alguns temas que perpassam o livro de Comolli, onde o sonho da Bíblia é contado com diferentes facetas e aparece como uma revelação misteriosa. Garrone começa com uma excursão. Ernesto Ayassot foi pastor em Turim de 1954 a 1968 e proferiu uma série de sermões sobre “As montanhas da Bíblia”. Não no perdão, na graça, em Deus, mas nas montanhas. “Pensemos no Sinai, esta montanha que tem dois nomes e ninguém sabe onde fica”, disse Garrone. Poderíamos escrever um livro sobre as montanhas do ponto de vista arqueológico, histórico, geográfico... e em vez disso temos sermões aqui. Outro exemplo: “riso”, no sentido de “riso” na Bíblia. Garrone cita volumes sobre humor na Bíblia, na antiguidade, na Grécia (o próprio Garrone assina alguns ensaios sobre o tema do riso, da comédia, mas também "Rir e zombar na Bíblia Hebraica"). As Escrituras se prestam a muitos temas: vinho na Bíblia; o porco da Bíblia (estudo realizado em Fossano no âmbito de uma iniciativa da Faculdade de Veterinária); pão (sobre o qual podem ser encontradas monografias, como verbete específico em enciclopédia acadêmica); mas também a espada, a prostituta ou muitos outros temas e palavras-chave. O livro de Comolli fala sobre sonhos e sono na Bíblia. “Quando este livro chegar à biblioteca vamos colocá-lo na categoria 'edificação' – diz Garrone -. Aqui encontramos a construção de um discurso que toma o texto tal como ele é, muito de perto, o acompanha e o lê. Por exemplo, ao ler o sonho da mulher de Pilatos, Comolli procura uma ligação com o famoso gesto de ‘lavar as mãos’”. Mateus escreve: “Enquanto ele estava sentado no tribunal, sua esposa lhe mandou um recado: «Não se envolva com aquele justo, porque hoje sofri muito em sonho por causa dele»”. E um pouco mais adiante: “Pilatos, vendo que não obteve nada, mas que surgiu um alvoroço, pegou um pouco de água e lavou as mãos na presença da multidão, dizendo: «Sou inocente do sangue deste justo; pense nisso". O que conecta essas duas frases? Para Comolli, a palavra “certo”. Garrone diz: “É também uma intuição no nível exegético. Aparentemente, construções estrangeiras aparecem perto de nós. Comolli tem a capacidade de se questionar e abraçar o texto para repeti-lo”. A construção de Comolli, segundo Garrone, é “sapiencial”. Em alguns desses livros da Bíblia, às vezes um pouco “esnobados” pelos protestantes (como Provérbios, Jó), encontramos – continua o pastor – uma voz que “Quer nos guiar para uma vida de sucesso, nos ensinar a viver bem , para ter sucesso. Ensina-nos a não falhar com a experiência. Pensemos no versículo do salmo ‘Em ritmo dormirei’. A Bíblia, para Comolli, também pode nos mostrar um método para encontrar boas imagens hipnagógicas. Nas escrituras podemos procurar palavras, murmurar palavras que atuam em nós e ajudam a regenerar. Podemos aprender a dormir, a sonhar acordado para o nosso próprio bem." Daniele Garrone conclui seu discurso com uma “pergunta crítica” a partir do sonho de Salomão. “Quando Deus diz a Salomão para perguntar o que quiser, Salomão diz: 'Dê ao seu servo um coração compreensivo para que eu possa administrar justiça ao seu povo e discernir o certo do errado; porque quem no mundo poderia administrar justiça a este teu povo tão numeroso?'. Um rei deve saber julgar e governar, e por isso nos perguntamos: este texto fala conosco? Poderíamos voltar a um germe de sonho? No Antigo Testamento os sonhos são contados a partir do significado, e quem conta a história inventa o sonho. Até as visões são muitas vezes um pretexto para dizer mais. Por exemplo, quando eu era consultor bíblico dos filmes de Bernabei, os designers gráficos tinham dificuldade em imaginar as máquinas voadoras do Apocalipse. O autor do Apocalipse, expliquei, construiu essas imagens a partir de símbolos, pois é o símbolo que determina a representação – conclui Garrone -. E o significado é transposto como significante”. Referindo-se também às suas próprias experiências oníricas, Comolli “explora as narrativas dos sonhos e das horas noturnas presentes na Bíblia: encontrará ali aquelas palavras que nos ajudam a fechar os olhos com serenidade à noite, e a reabri-los com serenidade novamente à noite. manhã. São passagens bíblicas que nos abrem um mundo novo: a maravilha inesperada do sono tranquilo e luminoso”, lê-se no site Claudiana. O próprio Comolli escreve: “Existe uma sabedoria bíblica de dormir bem, uma forma bíblica de ir para a cama em paz, de estar preparado para receber sonhos de vida. Um ensinamento ainda mais precioso numa época como a nossa, em que facilmente dormimos pouco e até mal, muitas vezes agitados pela ansiedade, muitas vezes apenas acalmados por um poderoso comprimido para dormir. Enquanto nas Escrituras encontramos palavras que à noite nos ajudam a fechar os olhos com tranquilidade, a reabri-los com tranquilidade pela manhã. Seria então necessário procurá-los com cuidadosa calma, tanto no Antigo Testamento como no Novo Testamento. E talvez realmente valha a pena. Porque, uma vez finalmente colocadas uma ao lado da outra, estas palavras nos abrirão um mundo novo: a maravilha inesperada do sono tranquilo e luminoso, dos sonhos tão regeneradores, esperançosos e consoladores, que nos fazem supor que nos foram enviados por o Espírito Santo. o mesmo que o Senhor". A apresentação foi realizada na galeria cívica Filippo Scroppo em Torre Pellice (TO) no dia 19 de agosto de 2023. ...

Ler artigo
Doença e fé que salva

Doença e fé que salva

Roma (NEV), 26 de maio de 2021 - Bíblia e arredores, o podcast editado pelo Serviço de Educação e Educação em colaboração com Nev-Evangelical News - Agência de imprensa da Federação das Igrejas Evangélicas na Itália e a revista infantil "L'Amico do crianças". Continue a jornada dentro da Bíblia. Jesus, em sua longa jornada de Nazaré a Jerusalém, conheceu muitas pessoas e suas vidas nunca mais foram as mesmas depois desse encontro. O protagonista deste terceiro episódio é a história do episódio em que Jesus encontra uma mulher doente, conforme narrado em Lucas, capítulo 8, versículos 43 a 48.A história proposta é retirada do número 2 - dezembro de 2020 da revista "Catequese". A música, sem direitos autorais, foi composta por Ilaria Castaldo. A voz é de Sara Tourn. artigo anteriormaio de livros. Revistas durante a pandemia, uma exposição virtualPróximo artigoDdl Zan: uma lei contra o ódio que não tira a liberdade de ninguém Agência de Imprensa da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.