Proteção ambiental e biodiversidade na Constituição.  Um ano depois

Proteção ambiental e biodiversidade na Constituição. Um ano depois

Foto retirada de www.ilviaggiodellacostituzione.it/

Roma (NEV), 21 de fevereiro de 2023 – Um ano após a introdução das emendas aos artigos 9 e 41 na Constituição, a Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes na Itália (FCEI) publica um ad hoc documento.

No texto, o GLAM exorta a não perder a fé na autoridade deste instrumento de garantia democrática e equidade social (a Constituição), “em várias partes esvaziado e dobrado à interpretação liberal da sociedade que dominou estas últimas décadas. Saber que a integração dos dois artigos da Constituição desejada há um ano une a Itália a tantos países europeus é um incentivo para conceber uma coexistência reconciliada com o resto da criação e o meio ambiente e estar vigilantes também como cristãos e como igrejas escreve GLAM .

Talvez mais se esperasse. Sobretudo no que diz respeito aos objetivos de mitigação das alterações climáticas, parando o consumo do solo, reduzindo os poluentes atmosféricos – especialmente no Vale do Pó -, florestando, melhorando as condições do gado, ou ampliando os espaços livres da presença humana e devolvidos às espécies selvagens.

Atenção e vigilância, prossegue GLAM, devem também recair sobre os processos de Avaliação de Impacto Ambiental (EIA) e Avaliação Ambiental Estratégica (AAE), muitas vezes pautados por interesses distantes dos princípios constitucionais.

“Em teoria, os acréscimos aos artigos 9º e 41º deveriam acelerar a transição para as energias renováveis, as autorizações para centrais eólicas e fotovoltaicas e a legislação sobre comunidades energéticas” lê-se no documento, que por fim sublinha que “a fiscalização do cumprimento da Constituição pressupõe uma correcta funcionamento dos três poderes do Estado em que assenta a democracia, mas num tempo de excepções e emergências é difícil servir os interesses das gerações mais novas, optar por preservar a possibilidade de um futuro”.

Leia o documento GLAM: Proteção ambiental e biodiversidade na Constituição um ano depois.


Na agenda

Na quarta-feira, 22 de fevereiro, às 10h, na Biblioteca Casanatense de Roma, a Aliança Italiana para o Desenvolvimento Sustentável (ASviS) convida você para o encontro “Constituição, meio ambiente e gerações futuras: um ano depois, onde estamos?”, precisamente por ocasião da o primeiro aniversário da obtenção de “um dos seus resultados mais importantes, nomeadamente a inclusão na Constituição do princípio da ‘justiça intergeracional’ na base do conceito de desenvolvimento sustentável”. O evento pretende ser uma oportunidade para refletir com representantes das instituições e da sociedade civil sobre as consequências da reforma constitucional aprovada quase por unanimidade em fevereiro de 2022. Uma reforma que, segundo a ASviS, “acelera o ritmo de implementação da Agenda 2030 das Nações Unidas e não pode deixar de provocar importantes mudanças nas políticas e no comportamento dos agentes econômicos, sociais e institucionais”.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Teóloga batista Valérie Duval-Poujol recebe Medalha de Honra

Teóloga batista Valérie Duval-Poujol recebe Medalha de Honra

Valérie Duval-Poujol - quadro do vídeo da Federação Protestante da França (FPF) Roma (NEV), 29 de junho de 2023 – “Enquanto houver discriminação entre homens e mulheres, lutaremos. Enquanto houver vítimas de violência doméstica, abuso espiritual e sexual, lutaremos. E até que a palavra libertadora de Jesus seja sufocada e distorcida, lutaremos”. Com estas palavras inspiradas por William Booth, o fundador do Exército de Salvação, o teólogo batista Valerie Duval-Poujol ele concluiu seu discurso por ocasião de sua nomeação como "Cavaleiro da Ordem Nacional Francesa". O teólogo, atual vice-presidente da Federação Protestante da França (FPF), foi de facto agraciado com a Medalha deOrdem Nacional do Mérito (Ordem Nacional do Mérito) em reconhecimento ao seu compromisso com o bem comum e em particular com a defesa dos direitos da mulher. A medalha foi entregue ontem pela Irmã Veronique Margronpresidente da Conferência dos religiosos e religiosas da França, nas salas da Maison du Protestantisme de Paris. A teóloga batista aproveitou o prêmio para agradecer aos parceiros ecumênicos e protestantes pelo apoio às suas iniciativas, como a revisão da Nova Bíblia da Corrente Francesa, sua participação no Grupo Orsay (local de encontro de um grupo de mulheres protestantes para reflexão e abertura a outras histórias, questões, crenças e esperanças) e na associação "Une place pour elles" (Um lugar para eles), da qual é fundadora, e na redacção de relatório sobre a violência sexual e espiritual no protestantismo. Para saber mais: A entrevista nev/Riforma.it sobre famílias plurais e ecumenismo (ano 2014) O vídeo da cerimônia de reconhecimento de Valérie Duval-Poujol: [embed]https://www.youtube.com/watch?v=rDN5hbCqUmw[/embed] ...

Ler artigo
Bréscia.  Corpos de mulheres, violência, religiões, migrações

Bréscia. Corpos de mulheres, violência, religiões, migrações

Roma (NEV), 9 de fevereiro de 2023 – O Comitê Nacional da Federação das Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI) convida você para dois importantes encontros a serem realizados em Brescia nos dias 11 e 12 de fevereiro. Dirigido a todos os cidadãos, associações, grupos de mulheres de igrejas, os dois compromissos têm como protagonistas, entre outras coisas, mulheres migrantes. “Um encontro que quer celebrar a enorme contribuição oferecida pelas mulheres migrantes na Itália e nas igrejas evangélicas italianas – escreve o Comitê FDEI -. Mulheres portadoras de valores simbólicos e culturais essenciais, onde a interseccionalidade dos nossos corpos é o testemunho mais autêntico. Falamos de interseccionalidade tendo já constatado, várias vezes, a nossa capacidade comum de lidar positivamente com eventos traumáticos. Nossas formas de reorganizar nossa própria vida diante das dificuldades. E como tentamos reconstruir nossa vida à luz da Palavra de Deus, permanecendo abertos às oportunidades que a própria vida nos oferece”. Abre no dia 11 de fevereiro com a sessão pública, das 17h às 19h na Sala del Camino, no Palazzo Martinengo delle Palle (via San Martino della Battaglia, 18 – Brescia). Aqui o cartaz: 11 DE FEVEREIRO DE 2023 Violência de gênero e religiões: desafios locais Apresentação: No contexto multicultural e multirreligioso de Brescia, a realidade da violência de gênero levanta muitas questões, de natureza cultural, mas também sobre a capacidade de defender os direitos de cidadania de cada mulher. Conforme relatado pelo MigraREport 2022, elaborado pelo Centro de Iniciativas e Pesquisas sobre Migração - Brescia (CIRMIB) da Universidade Católica do Sagrado Coração de Brescia, se é verdade que nos últimos anos houve mais instrumentos legais para lidar com do fenómeno (por exemplo o “código vermelho” e a instituição da advertência ao parceiro violento), também é verdade que as mulheres denunciam mais abusos e violências sofridas pelo que o fenómeno está a aumentar, mesmo entre as populações estrangeiras. PLANO Moderado: pastor Leonardo MagriIgreja Valdense de Brescia Caixas de som: Pastora Gabriela Liopresidente da FDEI RomaMadalena ColomboUCSC, Diretor do CIRMIB e Presidente da Associação Dòsti – Festival de Artes e Culturas ReligiosasNaima DaoudaghMediadora cultural nos serviços de saúde, Associação Dòsti Festival de artes e culturas religiosasViviana CassiniPresidente da Women's House Association-Antiviolence Center, BresciaBatool HaidariUniversidade de Cabul, ativista dos direitos das mulheres O evento será tema de um podcast da RADIO DOSTI "um mundo em Brescia".entrada livre Segundo compromisso, em 12 de fevereiro, das 9 às 17h30, na Igreja Evangélica Valdense na Via dei Mille, 4. Aqui o pôster: 12 DE FEVEREIRO DE 2023 Mulheres evangélicas juntas. Ouvindo Abigail: mulher de bom senso e visionária Caixas de som: Pastora Eliade Dias Dos Santosestudante de teologia Heidi Lengler PLANO 9h00 Chegadas – apresentação e boas-vindas9h45 Intervalo Café11h00 Adoração – Igreja Valdense Brescia12h30 Actividades antes do almoço12h45 Almoço14.00 Introdução ao Estudo Bíblico I Samuel 25: História de Abigail e Nabal14.40 Trabalho de grupo16.20 Plenário e propostas para um futuro possível17h30 Conclusões e bênção finalentrada livre ...

Ler artigo
#IoCelebroACasa.  Uma proposta ecumênica para o Pentecostes

#IoCelebroACasa. Uma proposta ecumênica para o Pentecostes

Roma (NEV), 27 de maio de 2020 – Esta proposta litúrgica para o Pentecostes nasceu informalmente na web, entre católicos e protestantes. Uma celebração doméstica em duas versões, uma para adultos e jovens ou pequenos grupos, outra para famílias com crianças, que inclui, entre outras coisas, orações, canções de ninar, "ginástica da alma" e a construção de um cata-vento da paz. O auxílio litúrgico pode ser baixado aqui e utilizado no Domingo de Pentecostes, domingo 31 de maio de 2020: Livreto Definitivo de Pentecostes. Muitas igrejas, especialmente no norte, decidiram por precaução permanecer fechadas por mais algum tempo, apesar da possibilidade de retomar o culto após a assinatura dos protocolos no Palazzo Chigi em 15 de maio. A liturgia proposta pelo grupo ecumênico pode ser praticada em casa por quem quiser, mesmo por quem por diversos motivos não pode ir à igreja. “O contexto do coronavírus nos levou a nos perguntar como ser uma igreja aberta apesar da impossibilidade de nos encontrarmos”, explica à agência NEV Lydia Maggipastora batista que desenvolve seu "ministério itinerante" para a União Cristã Evangélica Batista da Itália (UCEBI). Lidia Maggi, que está envolvida na iniciativa, conta: “Voltar para casa como um lugar para viver a fé é uma das formas de sentir que a igreja não está fechada. Há novos ministros, que são familiares. Um grupo católico havia proposto o roteiro de preparação para a Páscoa #IoCelebroACasa. Depois da experiência pascal, sentiu-se a necessidade de estender este caminho de Pentecostes ao mundo ecuménico. Parece-nos a ocasião ideal para uma proposta que encontramos alinhada não só com o espírito ecuménico que caracteriza as nossas Igrejas, mas também por outro motivo. Existe uma espiritualidade que corremos o risco de perder, que é a dimensão da meditação diária em casa. Talvez o coronavírus nos ofereça a oportunidade de recuperar esse espaço. Não há apenas a web e o zoom, mas podemos redescobrir a igreja doméstica, a dimensão doméstica da celebração onde podemos dar autoridade aos pais e familiares que se reúnem em torno da Palavra”. A intenção é “transformar a tragédia do coronavírus em uma oportunidade – conclui o pastor Maggi – de entender o que o espírito diz às nossas vidas, de permitir que o espírito transforme o que é ruim em bom”. O projeto de uma liturgia doméstica católica e protestante “mista” nasceu na web em meio à pandemia de covid-19 e reúne pessoas de diferentes origens. A subvenção #IoCelebroACasa di Pentecostes foi elaborada poralguns membros do grupo "juntos no mesmo barco" (Alexandre Cortesi,André Grillo, Simone Morandini, Serena Nogueira, Morena Baldacci), depertencente ao movimento Pax Christi (rosa siciliana, Tonio dell'Olio, Máximopreço), do pastor Lydia Maggi E Ulrike Jourdan e pelo pastor William Jourdan. Baixe aqui: Livreto Definitivo de Pentecostes ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.