Mpho Tutu, novo pastor da igreja de Vrijburg

Mpho Tutu, novo pastor da igreja de Vrijburg

Desde 1º de janeiro, o pároco realiza atividades em inglês uma vez por semana, voltadas sobretudo para os interlocutores internacionais presentes em Amsterdã e além.

“Sinto-me muito bem-vindo em Vrijburg – declarou o pároco -. Temos vários projetos a realizar. Liderarei um grupo semanal de estudos bíblicos e uma vez por mês organizarei um evento dominical com canções e orações. Além disso, farei uma série de podcasts sobre o tema do perdão, com vários convidados interessantes. Estão todos convidados a juntarem-se a nós, em Vrijburg ou online”.

Quem é Mpho Tutu

Mpho Tutu foi ordenada pastora na Igreja Episcopal dos Estados Unidos em Springfield, Massachusetts, em 2003. Antes de sua ordenação, ela atuou como diretora do Programa de Descoberta na Igreja de Todos os Santos em Worcester, Massachusetts. Recebeu o título de mestre pela Escola Episcopal Divindade de Cambridge, Massachusetts e, após sua ordenação, começou a pregar na histórica Igreja de Cristo de Alexandria, Virgínia.

Anteriormente casado com Joseph Burriscom quem teve dois filhos, em 2015 Mpho Tutu casou-se com uma holandesa, Marceline van Furth, professor de doenças infecciosas pediátricas. Por causa desse casamento, sustentado por seus pais Desmond e Leah, a Igreja Anglicana da África do Sul retirou sua licença para pastorear. A essa altura, Mpho Tutu mudou-se para a Holanda, onde em janeiro retomou sua atividade pastoral na igreja protestante de Vrijburg, voltada para a defesa da igualdade de direitos para todos.

Junto com seu pai, ganhador do Prêmio Nobel da Paz, ele escreveu “Faça-se para sempre. E por que isso faz a diferença” e “O livro do perdão. O Caminho Quádruplo para Curar a Nós Mesmos e ao Nosso Mundo”, enquanto junto com o jornalista Allister Sparks escreveu uma biografia de seu pai (Tutu: o retrato autorizado). Ela foi a fundadora da Desmond e Leah Tutu Legacy Foundation e foi seu diretor executivo de 2011 a 2016.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

“Uma visita encorajadora.  eu olho para a frente

“Uma visita encorajadora. eu olho para a frente

Genebra (Suíça), 21 de junho de 2018, Papa Francisco no Conselho Mundial de Igrejas - foto: Albin Hillert/WCC Genebra (NEV), 25 de junho de 2018 – No final do dia que viu pela última vez 21 de junho Papa Francisco fazer uma "peregrinação ecumênica" na sede do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) em Genebra por ocasião do 70º aniversário do corpo ecumênico mundial, pedimos ao pároco algumas palavras Konrad Raiser, de 1993 a 2003 secretário-geral do CMI. Teólogo alemão, há 80 anos em favor da unidade visível entre os cristãos, Raiser viveu todas as épocas do ecumenismo e diz que volta a olhar para frente com esperança. Pastor Raiser, dentre os temas abordados durante o dia pelo lema "Caminhando, rezando, trabalhando juntos", qual é o que você considera mais importante? a visita de Papa Francisco foi encorajador em muitos aspectos. Entre os temas abordados, o mais significativo é certamente o relativo ao intenso trabalho que o CMI vem realizando com a Igreja Católica sobre temas que hoje não podem mais ser adiados: fluxos migratórios, xenofobia e populismo. Pastor Konrad Raiser, ex-secretário geral do CMI Você se refere à conferência internacional promovida conjuntamente a ser realizada em meados de setembro no Vaticano com o próprio título "Migrações, xenofobia, populismo"? Sim, já há algum tempo, em preparação para este evento, temos mantido discussões intensas com nossos parceiros católicos sobre o papel e a responsabilidade que todas as igrejas têm no combate a fenômenos como o racismo, o nacionalismo e a violência. É um ponto muito importante que, em termos de diálogo ecumênico, nos permite olhar para frente com esperança. Esta conferência também acontecerá em conexão com o Pacto Global de Migração proposta pelo secretário-geral das Nações Unidas António Guterres e que estará na pauta da Assembleia Geral da ONU no final do ano. Em suma, uma crise migratória, a ascensão do populismo e o aumento dos fenômenos do racismo no mundo precisam primeiro que as igrejas se reúnam em torno de uma mesa para descobrir o que fazer juntas? No que me diz respeito, a atenção dispensada a estas questões - e a qualidade do trabalho realizado - recordam-me o que foi a SODEPAX, a Comissão conjunta CEC-Igreja Católica sobre "sociedade, desenvolvimento e paz" nascida após o Vaticano II Conselho; uma experiência significativa que infelizmente terminou em 1980. Aqui, depois de uma pausa muito longa, parece-me que estamos nos reconectando com aquela discussão lá, e é uma boa notícia. Como é uma boa notícia que com Papa Francisco, em termos de evangelização, deparamo-nos com a superação da diferenciação entre missão e diaconia. Juntos hoje podemos afirmar que a diaconia ativa é parte integrante da missão. ...

Ler artigo
Exército de Salvação em Torre Pellice (TO).  O longo caminho para a obediência

Exército de Salvação em Torre Pellice (TO). O longo caminho para a obediência

Roma (NEV), 19 de abril de 2023 - De sexta-feira, 21 a domingo, 23 de abril, na Torre Pellice, na província de Turim, o Exército de Salvação (EdS) oferece três dias de aprofundamento, workshops, leituras e uma vigília de oração. Organizado e coordenado pelo setor Juvenil do Exército de Salvação Italiano, na pessoa dos capitães Christopher e Jessica Welcha iniciativa conhecida como "Equipar" está na sua sexta edição e tem como título "O longo caminho para a obediência".“O tema escolhido este ano é o da obediência – explica o capitão Jessica Welch em fai.info.it -, um tema infelizmente um pouco negligenciado hoje, mas que é importante. Naturalmente, a iniciativa está aberta a todos, saudáveis ​​e não saudáveis, dos 15 aos 95 anos, e visa dar aos crentes as ferramentas e oportunidades para crescer na fé e aprender a vivê-la intencionalmente na vida cotidiana para o avanço do Reino de Deus". Três dias intensos, explica Welch, que a partir do estudo de Atos 2, 42-47 serão divididos em "oficinas, por exemplo sobre como se relacionar com os jovens de hoje ou como se relacionar com refugiados, e na experiência de um clube de o livro através da leitura comum de alguns capítulos do volume de Eugene H. Peterson [il teologo presbiteriano, ndr] 'Obedecer por muito tempo e em uma só direção'. Também faremos uma vigília de oração de revezamento de 24 horas em uma tenda montada para esse fim. Além de mim e do meu esposo Cristóvão – conclui o capitão -, os demais maestros serão os tenentes-coronéis André e Darlene Morgan à frente do comando Itália e Grécia do Exército de Salvação, o capitão Sarah Ilster da Letônia e Capitão eu temo galustiano, responsável pela Juventude do Leste Europeu, sem esquecer o Coretto Valdese da Torre Pellice”. Mais informações: Whatsapp +39 3913728079 ...

Ler artigo
Montagem CEC.  Pastor francês Christian Krieger é eleito novo presidente

Montagem CEC. Pastor francês Christian Krieger é eleito novo presidente

Christian Krieger; foto CEC. Novi Sad (NEV), 4 de junho de 2018 – O pastor francês Christian Krieger é o novo presidente da Conferência das Igrejas Europeias (KEK). Ele foi eleito esta noite pela Assembleia do corpo ecumênico continental reunida em Novi Sad (Sérvia). Pela primeira vez, de acordo com o novo estatuto da CEC, o presidente foi eleito diretamente pela Assembleia, numa votação evidentemente penosa, visto que foi mesmo necessária uma sessão à porta fechada, da qual o seu correspondente do NEV não tem oportunidade de prestar contas . Krieger - que sucede o bispo anglicano Christopher Hill – tem 54 anos, é presidente da Igreja Protestante Reformada da Alsácia e Lorena e vice-presidente da Federação Protestante da França (FPF). Na eleição presidencial, o CEC foi preferido ao luterano dinamarquês Anders Gadegaard. Pedro Ciaccio A Assembleia também elegeu como vice-presidentes da CEC o Metropolita Grego Ortodoxo da Suécia e de toda a Escandinávia, Cleofas Strongylise o bispo anglicano Gulnar Francis-Dehqani. A votação continuou com a eleição dos vinte membros do comitê diretivo do corpo ecumênico europeu e seus suplentes. Entre estes últimos, foi eleito o pároco metodista italiano Pedro Ciaccio. A Assembleia, que teve início no dia 31 de maio, terminará amanhã à tarde. (Libra) ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.