Hospitalidade eucarística e medo do ecumenismo

Hospitalidade eucarística e medo do ecumenismo

Roma (NEV), 24 de maio de 2021 – Na edição de maio da “Hospitalidade Eucarística”, um Kirchentag especial fala sobre o terceiro Congresso da Igreja Ecumênica (Ökumenischer Kirchentag – ÖEKT). O Kirchentag ecumênico aconteceu de 13 a 16 de maio em Frankfurt. Em parte presencial, em parte numa plataforma virtual, esta importante nomeação viu os protestantes como co-presidentes Bettina Limperg e o católico Thomas Sternberg.

“Nos dias que antecederam o Kirchentag – lê-se no boletim – houve rumores de que a hospitalidade eucarística seria praticada publicamente nas celebrações conclusivas, fortemente invocada pelos cristãos alemães, tanto católicos como protestantes, também devido à grande difusão dos casamentos interconfessionais” . Ele havia intervindo diretamente sobre o assunto Georg Batzingpresidente da Conferência Episcopal Alemã.

Em vários momentos, o Terceiro Kirchentag representou uma forte unidade de propósitos, apesar das polêmicas e indicações contrárias vindas de algumas partes católicas e do Vaticano. Neste número de “Hospitalidade Eucarística” estão disponíveis alguns artigos publicados na imprensa alemã, traduzidos pelo Luterano Gisela Salomão.

Esta é uma série de insights que fornecem uma visão geral do ambiente no campo ecumênico, especialmente na Alemanha, e dos desafios enfrentados. Algumas concluídas, outras por concluir, no caminho da partilha.

As diferenças na interpretação da comunhão não impediram que protestantes, católicos e ortodoxos se apresentassem, por exemplo, juntos no altar durante o Kirchentag.

“A participação recíproca na Ceia do Senhor é um elemento de dissensão teológica essencial na relação entre católicos e protestantes” continua uma das percepções.

Várias igrejas e autoridades religiosas pedem a superação do “medo do ecumenismo”. Ainda há muitas perguntas sem resposta. É uma questão de dogmas, mas também de consciência, que envolve teólogos, crentes individuais e casais mistos. Não é mais apenas uma questão de doutrina, mas de fé.

Baixe aqui Hospitalidade Eucarística – nº 28 – maio de 2021


“Hospitalidade Eucarística” é um boletim cujas páginas refletem sobre a aceitação recíproca da “Santa Ceia Protestante” e da “Eucaristia Católica”. A edição de maio de 2021 está disponível em pdf, cortesia dos editores Margarida Ricciuti (valdense) e Pedro Urciuoli (Católico).

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

O Sínodo das Igrejas Metodistas e Valdenses encerra amanhã

O Sínodo das Igrejas Metodistas e Valdenses encerra amanhã

Roma (SSSMV05), 24 de agosto de 2021 – A habitual noite pública foi realizada ontem como parte do Sínodo das igrejas metodistas e valdenses. A nomeação, intitulada como o plano de recuperação da UE após a Covid, mas com um ponto de interrogação "Próxima geração da UE? – os jovens e a Europa, entre o sonho da recuperação e o risco da marginalização”, contou com a presença Stefano Allievisociólogo da Universidade de Pádua. Brando Benifeichefe da delegação do PD no Parlamento Europeu. Annalisa Camilli, jornalista da Internazionale (ligado). a pastora Daniela DiCarlo. Discutiu-se demografia, fronteiras e fronteiras, espaço para jovens e minorias, migrações. Da “gerontocracia” e da necessidade de abertura a um novo pacto intergeracional que dê mais espaço à atividade dos jovens. Além disso, falou-se em superação de conflitos, representação e poder, o papel da mulher e a urgência de criarmos juntos novas políticas e novos imaginários. O presidente designado do Sínodo de 2021 Valdo Spini interveio no final do debate e disse: “precisamos de uma vontade política europeia comum”. O moderador da Mesa Valdense Alessandra Trotta concluiu o debate com algumas considerações sobre a importância da relação entre as gerações, que “deve tornar-se – como gostam de dizer os crentes – um pacto, a ser construído com confiança recíproca”. E citando Martin Luther King: é necessário "tomar decisões corretas, não convenientes". A reunião, moderada pelo coordenador do Mediterranean Hope, o programa de migrantes e refugiados da Federação das Igrejas Protestantes na Itália (FCEI), marta bernardinie pelo vice-diretor do Centro Ecumênico Ágape, Valéria Lucenti, foi acompanhado por mais de 200 participantes, tanto presenciais como online. Para rever as palestras clique AQUI. “Subestimar os jovens é um erro trágico”. Este é o título da entrevista exclusiva com o sociólogo Stefano Allievi, um dos convidados da noite pública. www.chiesavaldese.org Hoje às 18h30 resumo web press ao vivo do Sínodo com Valdo Spini.Quarta-feira, 25 de agosto, novamente às 18h30, coletiva de imprensa final. Conectar www.rbe.it. Explore o Sínodo 2021 Assessoria de Imprensa: NEV-Agência de Imprensa de Notícias Evangélicas – www.nev.it – Twitter: @nev_it – Facebook: @AgenziaNEV – [email protected] (NEVCS/22) ...

Ler artigo
Rádio GLAM, compromisso dia 29 de janeiro

Rádio GLAM, compromisso dia 29 de janeiro

Roma (NEV), 24 de janeiro de 2023 – Está no ar o terceiro episódio da Rádio GLAM, uma iniciativa da Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). Encontro domingo, 29 de janeiro de 2023, de 18 a 19. Desta vez, o tema é: "Urgência climática: conscientização nas igrejas e ações concretas". Caixas de som: Igreja Evangélica Metodista de Novara, com seus membros e pároco Andreas Koehn. Ilaria CastaldoTenente Auxiliar do Exército de Salvação (EdS) que serve em Ischia. Para marcar participação escreva para:[email protected] Para comunicações urgentes ligue: 335/7263374 A Rádio GLAM foi criada para coletar "Testemunhos e/ou informações de comunidades ecológicas, mas também de crentes individuais, ativistas, apoiadores da sociedade civil interessados ​​em questões relacionadas à espiritualidade e à proteção da criação que a GlAM apóia. Notícias, projetos e programas nacionais e internacionais…” Quem ouve Rádio GLAM? Todos aqueles que têm interesse em fazer parte desta comunidade, que se questiona e se une numa eco-comunidade ou que olha com curiosidade para conhecer, propor, participar até com um contributo criativo, música, leitura, partilha de materiais . Por que o nome Radio GLAM? Porque usa a linguagem direta e imediata do rádio, uma linguagem simples na qual jovens e adultos podem se reconhecer e se expressar. Quando Rádio GLAM? Todos os meses, um encontro de uma hora durante o qual haverá testemunhos e/ou informações de eco comunidades, mas também de crentes individuais, ativistas, apoiadores da sociedade civil interessados ​​em questões relacionadas à espiritualidade e proteção da criação que o GlAM apóia. Notícias, projetos e programas nacionais e internacionais… Como assinar a Rádio GLAM? Envie um e-mail para o seguinte endereço de e-mail [email protected] ou entre em contato com os representantes da comunidade ecológica. Até breve nessas frequências! ...

Ler artigo
Luteranos por Moria – Nev

Luteranos por Moria – Nev

Crédito Kirsty Evans Roma (NEV), 24 de setembro de 2020 – Ajuda para o novo campo de refugiados na ilha de Lesbos, após o incêndio devastador das últimas semanas. Isso é solicitado pela Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI), que compartilha o apelo de muitas organizações para uma intervenção imediata da União Européia em Lesbos. Através de um dos seus jovens representantes a trabalhar na ilha, o CELI conseguiu estabelecer contacto direto com a ONG Refugee4Refugees e decidiu apoiar a sua ação. O Consistório do CELI na sua última reunião aprovou um apoio de emergência de 7 mil euros para esta organização e decidiu lançar uma angariação de fundos. “Há alguns dias – explica o CELI em nota – soldados, policiais, colaboradores da UNCRH começaram a reconstruir o campo de refugiados de Moria, na ilha de Lesvos. Mais de 10.000 pessoas já foram realocadas para o acampamento. Até os colaboradores das várias ONGs presentes na ilha voltaram a ter acesso ao terreno. Uma dessas organizações é Omar Alshakal Refugee4Refugees, uma ONG fundada em 2017 por um refugiado sírio, Omar Alshakal, desembarcou em 2014 em Lesbos. Muitos dos voluntários ativos em sua organização são migrantes que vivem no acampamento. O novo acampamento foi construído diretamente à beira-mar, as barracas são leves e pouco adequadas para resistir ao mau tempo e ao frio. A Refugee4Refugees, especialmente atenta às necessidades dos mais vulneráveis ​​- grávidas, menores desacompanhados e famílias jovens - estabeleceu como objetivo tornar o novo campo "à prova de inverno". Acima de tudo, trata-se de equipar as tendas com piso de madeira como proteção contra água, lama e frio, ao mesmo tempo em que torna as estruturas mais robustas para melhor resistir ao vento, às fortes chuvas de inverno e aos respingos das ondas. Além disso, os voluntários procuram fornecer às grávidas e crianças alimentos complementares, frutas e legumes, por exemplo, laticínios e ovos, e distribuir a todos cobertores, casacos, botas e tudo o mais necessário para enfrentar os próximos meses”. Depois da campanha de angariação de fundos "Juntos contra a Covid-19" lançada em Março passado a favor dos Hospitais Evangélicos de Génova e Nápoles e do Hospital Giovanni XXIII de Bérgamo, empenhados na linha da frente contra a Covid, o CELI agora "apela à generosidade de todos para aliviar o sofrimento dos refugiados na ilha de Lesbos, pedindo apoio a quem trabalha para enfrentar uma situação de emergência absoluta". Para doar uma contribuição financeira: “CELI PER MORIA” Refugiados4Refugiados IBAN: GR30 0171 3550 0063 5514 0495 233; Código BIC/Swift: PIRBGRAA Endereço do Banco: Piraeus Bank, Mytilene, Lesvos, Grécia 811 00 Número de identificação fiscal (registrado na Grécia): 997257688 ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.