Um amor acabado é realmente o fim de tudo?

Um amor acabado é realmente o fim de tudo?

Roma (NEV), 6 de dezembro de 2021 – Tristeza, medo, esperança, confiança, alegria e amor. Essas são as “emoções de fé” representadas na minissérie proposta pela Igreja Evangélica Valdense e pela Igreja Protestante Unida da França.

“A partir deste primeiro episódio sobre a tristeza, seguimos nossa protagonista em sua jornada entre a Bíblia e as emoções de sua vida de adolescente – escrevem as igrejas patrocinadoras -. Irá prevalecer o desânimo ou ele conseguirá encontrar (e reencontrar) uma luz dentro de si?”.

Os vídeos serão transmitidos diariamente até 19 de dezembro de 2021. Feita para a web, a minissérie se chama As emoções da fé e estará disponível no Instagram, Facebook, YouTube e sites das respectivas igrejas. As duas primeiras séries, estreladas por Léa E Camila, são seis episódios cada. Disponíveis em francês e italiano, serão traduzidos para espanhol, português, holandês e alemão em janeiro de 2022.

A iniciativa também conta com o apoio da Conferência das Igrejas Protestantes dos Países Latinos da Europa (CEPPLE).

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Mulheres em igrejas e comunidades de fé: algo para mudar?

Mulheres em igrejas e comunidades de fé: algo para mudar?

Reconstrução feminina do "Quarto Stato" de Giuseppe Pellizza da Volpedo realizada por professores e alunos do instituto técnico comercial "Giovanni Caboto" de Chiavari - segunda-feira, 15 de janeiro de 2018 Roma (NEV), 5 de fevereiro de 2020 - A Secretaria de Atividades Ecumênicas (SAE) - grupo de Milão e o Centro Cultural Protestante de Milão apresentam o seminário "Mulheres nas igrejas e comunidades de fé: algo para mudar?". É um ciclo de 4 encontros, que será aberto na segunda-feira, 10 de fevereiro, para explorar o papel das mulheres nas comunidades judaica e islâmica, nas igrejas evangélicas e na Igreja Católica Romana. “Nas igrejas e nas comunidades de fé existem diferentes ideias sobre a posição que a mulher deve ou pode ter – lê-se no cartaz -. Em algumas tradições religiosas houve notáveis ​​evoluções nos papéis aos quais eles têm acesso. De fato, dentro de sua religião, as mulheres podem ter uma importante função crítica ou proativa: onde assumiram cargos de responsabilidade, ocorreram mudanças significativas na vida e na prática da fé das comunidades. O tempo, as experiências e as reflexões espalhadas pelas diferentes confissões têm questionado as imagens consolidadas e os papéis estereotipados. Uma viagem está, portanto, em andamento. Na maioria das vezes, porém, ainda é uma jornada acidentada e com evidente resistência das comunidades em aceitar o pedido dooutra metade do céu ser mais presentes, mais responsáveis, mais protagonistas”. Os promotores também citam Susan Frederick Gray, presidente da Unitarian Universalist American Association (UUA): “O declínio não é responsabilidade das mulheres. E talvez sejamos a esperança para o futuro”. A perspectiva inicial do seminário, portanto, é que "a liderança feminina é essencial em uma época de declínio para muitas religiões". As reuniões serão coordenadas por Elza Ferrario da SAE e contará com a participação de estudiosos que desenvolverão problemáticas e perspectivas das diversas tradições religiosas. Abaixo está o programa. Baixe o cartaz Mulheres nas igrejas. segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020 Mulheres em comunidades judaicas Miriam Camerini, diretor de teatro, estudioso do judaísmo, Milão – Jerusalém segunda-feira, 9 de março de 2020 Mulheres em comunidades islâmicas Marisa Iannucci, Islamologista, presidente da Life Association, Ravenna Segunda-feira, 20 de abril de 2020 Mulheres nas Igrejas Cristãs Evangélicas Elizabeth Greenteólogo e pastor da Igreja Evangélica Batista, Cagliari segunda-feira, 11 de maio de 2020 Mulheres na Igreja Católica Romana Maria Soave BuscemiBiblista, Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos, Brasil Os encontros serão das 18h às 19h30 na Livraria Claudiana – Via Francesco Sforza 12/a – 20122 Milão – entrada livre ...

Ler artigo
Tertio Millennio Film Festival.  Primeiro encontro com as comunidades religiosas

Tertio Millennio Film Festival. Primeiro encontro com as comunidades religiosas

Foto TMFF/Corpo de entretenimento Roma (NEV), 22 de abril de 2022 – A primeira assembleia geral da XXVI edição do Tertio Millennio Film Fest (TMFF) foi realizada na quarta-feira. Estamos falando do festival de cinema nascido do impulso de João Paulo II e organizado pela Fondazione Ente dello Spettacolo que, ao longo dos anos, assumiu cada vez mais as características de um festival de diálogo inter-religioso. Há algum tempo, o Júri Inter-religioso do TMFF reúne cada vez mais expoentes de diferentes religiões. A assembléia contou com a participação das comunidades católica, protestante, judaica, islâmica, hindu e budista. O delegado esteve presente pela Associação de Cinema Protestante “Roberto Sbaffi” Gianna Urzioex-presidente da entidade, ed. Elena Ribet. Para abrir os trabalhos, o cardeal Gianfranco Ravasi que, como refere o comunicado de imprensa da iniciativa, recordou a importância do festival no diálogo inter-religioso e intercultural. Falou-se também do diálogo entre as religiões como um diálogo pela paz. Vestir Juliano Savina, Diretor do Escritório Nacional para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso (UNEDI) da Conferência Episcopal Italiana (CEI) falou de uma “transversalidade que envolve todas as realidades. Isso gera plotagens e – citando Paulo Ricoeurele especificou – 'entrelaçamento' significa que a suspeita se torna confiança”. Apresentaram os temas da agenda David Milani, Presidente da Fundação Ente dello Spettacolo, Stefano RussoSecretário-Geral da CEI, Paulo Ruffini, Prefeito do Dicastério para a Comunicação da Santa Sé. A seguir, as intervenções dos diretores artísticos Gianluca Arnone E Marina Sannae o debate com os representantes das comunidades religiosas envolvidas: Fabrizio Capanni, Hamdan al-Zeqri, Chapéus William Doryu, Sir Fatucci, Swamini Suddhananda, Saul Meghnagi, Yahya Pallavicini. A assembléia representa uma das etapas para a construção da XXVI edição do Tertio Millennio Film Fest, agendada para os dias 14 a 18 de novembro de 2022. Também está na mesa a nomeação do comitê inter-religioso, presidido por Giuliano Savina e formado pelos representantes escolhidos pelas comunidades religiosas. Além disso, a proposta de uma mesa de trabalho para a definição de um estatuto. O festival é organizado sob o patrocínio do Dicastério para a Comunicação da Santa Sé, do Pontifício Conselho para a Cultura, do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, do Escritório Nacional para as Comunicações Sociais da CEI, da UNEDI, do Cortile dei Gentili, de Pitigliani - Centro Judaico Italiano, da União das Comunidades Judaicas Italianas (UCEI), da Comunidade Religiosa Islâmica Italiana (COREIS), da União das Comunidades Islâmicas da Itália (UCOII) e da Associação Internacional de Cinema Protestante INTERFILM, com a Associação de Cinema Protestante “Roberto Sbaffi”, da União Hindu Italiana e da União Budista Italiana. ...

Ler artigo
50 anos de protestantismo/RAI

50 anos de protestantismo/RAI

Roma (NEV), 29 de dezembro de 2022 – Em 4 de janeiro de 1973, o primeiro episódio da coluna Protestantismo foi transmitido pela RAI2. Um episódio especial será transmitido no domingo, 8 de janeiro de 2023, para celebrar e refazer as etapas deste programa. “Passaram-se 50 anos e a nossa revista televisiva vai celebrá-los com um especial em que ouviremos as vozes de quem construiu o espetáculo e de quem nele trabalhou com paixão e competência ao longo dos anos – escreve a redacção da RAI programa editado pela Federação das Igrejas da Itália (FCEI) -. Uma viagem pelo mundo protestante e por todas as transformações que passaram pelo nosso país”. A coluna, agora transmitida pela RAI3, oferece debates sobre temas teológicos e éticos, reportagens sobre a vida das igrejas evangélicas e protestantes na Itália e no mundo. Também cuida dos cultos no Eurovision, tanto da Itália quanto de igrejas protestantes de outros países. A história do programa Protestantismo, desde o seu início, se confunde com a de sua contraparte "irmã judia" Fonte da vida, uma coluna sobre história e cultura judaica produzida pela RAI em colaboração com a União das Comunidades Judaicas Italianas (UCEI). As duas transmissões representam um dos primeiros espaços de pluralismo religioso organizados pelo serviço público italiano de rádio e televisão. “Sorgente di vita” também comemora 50 anos com noite e episódio dedicados (clique AQUI para mais detalhes). Para o protestantismo especial, o encontro é na RAI3 no domingo, 8 de janeiro, às 7 da manhã. Repita: terça-feira, 10 de janeiro, por volta das 13h10, quarta-feira, 11 de janeiro, sempre às 13h10 e novamente segunda-feira, 16 de janeiro, às 13h45, sempre no RAI3. Todos os episódios do protestantismo podem ser vistos no Raiplay. Clique AQUI para ver o arquivo do episódio. Você também pode acompanhar a coluna no Facebook e Twitter. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.