A nova edição do Dossiê Estatístico de Imigração

A nova edição do Dossiê Estatístico de Imigração

Foto do Centro de Estudos e Pesquisa IDOS

Roma (NEV), 18 de outubro de 2022 – Está de volta o encontro com a apresentação do Dossiê Estatístico de Imigração 2022. O evento será realizado no dia 27 de outubro, às 10h30, no Nuovo Teatro Orione, em Roma, e será aberto com a introdução do moderador da Mesa Valdense, Alessandra Trotta, cuja fala será seguida da projeção de um vídeo. O conteúdo do Dossiê será então ilustrado por Luca Di Sciullopresidente do Centro de Estudos e Pesquisas IDOS.

Entre as prévias do Dossiê Estatístico de Imigração 2022 publicadas nos comunicados de imprensa do IDOS, lemos trechos de um relatório sobre o que deu errado no acolhimento de ucranianos e sobre a situação dos trabalhadores imigrantes na Itália.

“Se eles pudessem não apenas trabalhar mais horas regularmente – declara em comunicado de Sciullo – dado que o subemprego muitas vezes esconde um black job contextual, mas também o acesso a profissões mais qualificadas, com contratos mais estáveis ​​e proteção efetiva, seria valorizado um potencial ainda hoje mortificado, embora extremamente precioso nesta fase de crise global. Um potencial que beneficiaria, além dos imigrantes, todo o sistema do país, pois diminuiria a economia subterrânea e a evasão, aumentaria ainda mais a arrecadação em impostos e contribuições, tornaria a economia italiana mais transnacional e competitiva”.

Estão programados discursos aprofundados de vários convidados. Entre eles, o jornalista Eleanor Camillio professor de sociologia das migrações Maurizio Ambrosini, Paulo de Nardis, presidente do Instituto de Estudos Políticos “S. Pio V” que encerrará o evento e Cláudio Paravatidiretor do Centro de Estudos e da revista Confronti e apresentador do Protestantismo, para coordenar a apresentação.

O Dossiê será apresentado, assim como em Roma, simultaneamente em todas as regiões e províncias autônomas, a entrada é gratuita e um exemplar do volume será distribuído gratuitamente a cada participante.

A programação completa da iniciativa está disponível neste link.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

“Juntos”, o Congresso da Aliança Batista Mundial está chegando

“Juntos”, o Congresso da Aliança Batista Mundial está chegando

Roma (NEV), 24 de março de 2021 – A União Cristã Evangélica Batista da Itália (UCEBI) está entre os participantes do 22º Congresso da Aliança Batista Mundial (ABM). O presidente da UCEBI escreve, João Paulo Arquidiáconoem uma nota: "Esta é a primeira Convenção totalmente virtual, que tem o potencial de ser o encontro de batistas mais diversificado e globalmente participado desde que a Aliança Batista foi formada em 1905". Com a mudança do Congresso para um evento virtual, a ABM previu a possibilidade de inscrição gratuita dos participantes. Esta opção gratuita, explica Arcidiacono, permite o acesso à Festa de Abertura do Congresso em 7 de julho de 2021 e à Festa de Encerramento em 10 de julho de 2021. "Esta é uma oportunidade sem precedentes oferecida a todos os batistas pela primeira vez", disse o presidente. Cerca de 100 fiéis de igrejas pertencentes à UCEBI participarão destes “momentos históricos de culto e adoração como Celebrantes do Congresso”. Para informações clique aqui. [embed]https://www.youtube.com/watch?v=hvdn2LBalvo[/embed] ...

Ler artigo
Crescendo no amor contra toda auto-suficiência

Crescendo no amor contra toda auto-suficiência

Um amor que, inspirando-se no Evangelho de João 15, 1-17: "Permanecei no meu amor: dareis muito fruto", foi o tema da Semana de Oração e que Trotta também define como "paixão de partilhar a Palavra de Deus; o reconhecimento, para além de qualquer ilusão de autossuficiência, da plena valorização da diversidade dos carismas através dos quais se manifesta a abundância e a variedade dos frutos do amor que os discípulos de Jesus Cristo são chamados a trazer ao mundo”. Um compromisso que o moderador espera que possa ser vivido concretamente “fortalecendo e multiplicando as frentes de colaboração a partir dos lugares onde reinam o sofrimento, a desigualdade, as divisões e as competições. Lugares que, devido à bolha em que a pandemia nos empurra a fechar, correm o risco de se tornarem cada vez mais invisíveis mas não menos reais por isso, no nosso país como fora dele”. Leia em Chiesavaldese.org ...

Ler artigo
Chile Via Crucis Popular

Chile Via Crucis Popular

Roma (NEV), 16 de abril de 2019 - As comunidades cristãs, as organizações ecumênicas, pelos direitos humanos e pela memória do Chile, como todos os anos, organizam uma marcha pela cidade para o dia 19 de abril, Sexta-feira Santa, a popular Via Sacra de Santiago do Chile com chegada a Villa Grimaldi, hoje um lugar de memória e durante os anos da ditadura, um centro clandestino de detenção e tortura no qual operava a DINA (Direção de Inteligência Nacional), a polícia secreta de Pinochet. Muitas das comunidades e pessoas que participam da Via Crucis Popolare fizeram parte do movimento cidadão que entre o final dos anos oitenta e o início dos anos noventa se empenhou em dar a conhecer a realidade deste lugar de tortura e desaparecimento e que depois continuou a mobilizar até ao reconhecimento deste espaço como lugar de memória, em 1997. A Via Crucis Popular, que agora é uma celebração recorrente, é realizada em memória da "Via Crucis" que milhares de chilenos sofreram neste lugar. Há muitos anos as comunidades cristãs populares realizam esta caminhada coletiva que une o caminho de Cristo rumo à cruz com a luta pela verdade e pela justiça, contra a impunidade e em defesa dos homens e mulheres que hoje lutam pelos direitos humanos. O tema da Via Sacra Popular de 2019 é o poder. “Toda Sexta-Feira Santa, este grupo de comunidades olha para a realidade do país e a torna visível através da participação nesta popular Via Sacra – lê-se no convite à marcha -. A realidade deste período leva-nos a revelar o exercício abusivo do poder como uma constante na vida social, económica e cultural da nossa sociedade. Milhares de vítimas clamam por justiça e encontram a ocultação, o descaso, o descrédito e a hipocrisia daqueles que tiveram e têm a responsabilidade de exercer democraticamente o poder e administrar a justiça”. Estas são as organizações que convocam a Via Crucis Popolare: Comunidad Ecuménica Martin Luther King, Agrupación de Familiares de Ejecutados Políticos (AFEP), Red Laical, Observatorio por el Cierre de la Escuela de las Américas, Committee Oscar Romero – Chile, Coalición Ecuménica por el Cuidado de la Creación, Centro Ignacio Ellacuría, Corporación Parque por la Paz Villa Grimaldi, Servicio Paz y Justicia, SERPAJ- Chile, Centro Ecuménico Diego de Medellín, Amerindia, Fraternidades Laicas Carlos de Foucauld, Revista Reflexión y Liberación, Periódico Electrónico Crónica Digital, Fundación Helmut Frenz, Iglesia Luterana El Buen Samaritano, Movimiento con la Niñez y la Juventud en Chile, Comunidad Eclesial de base Jesús buenas nuevas de La Legua, Mujeres Iglesia, Comunidad de San Vicente de Paul, Comisión Etica contra la Tortura. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.