Além do inverno ecumênico.  Entrevista com o Pastor Martin Robra

Além do inverno ecumênico. Entrevista com o Pastor Martin Robra

foto

Roma (NEV), 1º de junho de 2018 – “Até alguns anos atrás, costumávamos falar de um ‘inverno ecumênico’. No entanto, nosso secretário geral, pastor Olav Fykse Tveit, que vem da Noruega, gosta de dizer que não há nada de errado com o inverno: você só precisa de luvas e roupas que o mantenham aquecido. Mas me parece que com Papa Francisco e suas iniciativas deixem uma nova primavera chegar” assim responde o pároco Martin Robrachefe de relações com a Igreja Católica do Conselho Ecumênico de Igrejas (CEC), ad Anthony Spadarodiretor de “La Civiltà Cattolica”, em intensa entrevista publicada ontem.

Em 21 de junho, o Papa Francisco visitará pela primeira vez a sede do CMI em Genebra, na Suíça.

Pastor Martin Robra e Antonio Spadaro (foto retirada do site CEC/Céline Fossati)

“Igrejas ao redor do mundo celebraram juntas a cura das memórias feridas da Reforma. Não esqueçamos quantas guerras alimentou”, disse também Robra, quando questionado sobre as metas alcançadas e os desafios futuros do ecumenismo, bem como sobre as questões da cooperação entre as igrejas, o compromisso comum com a justiça, a paz e o salvaguarda da criação, discipulado e o conceito de unidade na diversidade.

“No entanto, a realidade ainda é muito fragmentada e marcada pela competição por poder e riqueza. Até agora, as identidades opostas foram sustentadas pelas culturas e, em parte, também pela religião – continua Robra -. Ainda há um longo caminho a percorrer até que possamos vislumbrar um terreno comum global em que culturas e religiões interajam pacificamente: uma realidade, ou seja, profundamente diferente dessa camada muito fina e superficial que nos é proposta pela atual cultura do consumo e pela mídia global que a apoia”.

A entrevista, publicada em colaboração entre CEC e Civiltà Cattolica, está disponível em inglês, alemão, espanhol e italiano.

O CMI representa 348 igrejas de tradições anglicanas, protestantes e ortodoxas e também inclui várias igrejas pentecostais e africanas independentes.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

No mesmo barco.  Conversa espiritual das Igrejas cristãs na Itália

No mesmo barco. Conversa espiritual das Igrejas cristãs na Itália

O primeiro encontro dos representantes das Igrejas cristãs na Itália no contexto da viagem sinodal - 12 de junho de 2023 - foto tirada de Roma (NEV), 14 de junho de 202 – “A 'conversa espiritual' de 12 de junho foi um momento muito significativo: sobretudo pelo número e variedade de igrejas cristãs presentes. Em segundo lugar, pela qualidade da interlocução, que viu todos intervirem de forma muito aberta, sem qualquer constrangimento e conseguindo rapidamente passar da exposição dos seus próprios pensamentos para a troca com os outros participantes. Não é por acaso que, no final, todos manifestaram o desejo de repetir experiências deste tipo. Segundo as Igrejas da Federação, a dimensão assembléia é precisamente o contexto mais fecundo para refletir sobre o caminho ecumênico na Itália, tanto para avaliar o caminho percorrido quanto para traçar suas perspectivas”. Este é o comentário de Daniele Garronepresidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), um dia depois da primeira "conversa espiritual" de todas as Igrejas cristãs da Itália. Intitulado "No mesmo barco", o encontro foi promovido pela Comissão Episcopal para o Ecumenismo e o Diálogo da Conferência Episcopal Italiana (CEI). Estiveram presentes representantes das igrejas protestantes “históricas” (luteranas, valdenses, batistas…), católicas, ortodoxas, anglicanas, pentecostais. A imagem escolhida para o encontro das Igrejas Cristãs na Itália em 12 de junho de 2023. Eugène Delacroix, A tempestade que se acalma, 1841, Museu de Arte de Kansas City (Estados Unidos) A conversa espiritual ocorre de acordo com uma metodologia precisa. A partir da escuta de cada um, de fato, converge para um "sentimento comum". O resultado é um consenso vivido na reciprocidade. A conversa espiritual desenvolveu-se em três momentos. A primeira, sobre os desafios ao anúncio do Evangelho para as igrejas na Itália. A segunda sobre os desafios ao cristianismo hoje na Itália. A terceira e última sobre o que o Espírito chama a viver juntos. O encontro foi encerrado com uma partilha, com a escolha de uma palavra-chave para comunicar o que foi vivenciado no encontro. Para mais informações, leia o artigo: Primeiro encontro dos representantes das Igrejas cristãs na Itália – Chiesacattolica.it ...

Ler artigo
Protestantismo, os novos tempos em Rai Tre

Protestantismo, os novos tempos em Rai Tre

Roma (NEV), 14 de setembro de 2022 - A partir de domingo, 18 de setembro, com a nova programação da Rai, o episódio dominical do Protestantismo, a transmissão de TV da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália, será transmitido às 7 em vez das 8. Além disso, o as réplicas não serão mais duas, mas três. Abaixo estão as datas e horários dos compromissos para o próximo episódio. O programa, apresentado por Cláudio Paravatiserá transmitido pela Rai Tre. Domingo, 18 de setembro às 7 Réplicas:Terça-feira à noite, 20 de setembro, às 13h10Quarta-feira à noite, 21 de setembro, às 13h10Segunda-feira à noite, 26 de setembro, às 13h45sempre na Rai 3 Neste episódio: O caminho para o céuEm Hohrodberg, na França, uma comunidade de freiras protestantes,ele vive uma vida de silêncio e oração.As diaconisas de Estrasburgo falam sobre sua vida cotidianae as viagens interiores que os levaram a optar pela vida comunitária ...

Ler artigo
Estratégias metodistas na Itália entre a maçonaria e a controvérsia antiprotestante

Estratégias metodistas na Itália entre a maçonaria e a controvérsia antiprotestante

Roma (NEV), 7 de fevereiro de 2020 - A conferência internacional anual sobre estudos do Metodismo, organizada pelo Centro de Documentação Metodista (CDM) em colaboração com o Departamento de história, culturas, religiões, arte e entretenimento da Universidade Sapienza de Roma, tem como título “Os limões católicos. Ambições e estratégias do Metodismo para uma Itália unida” e acontecerá na quarta-feira, 12 de fevereiro, na Faculdade de Letras e Filosofia de Sapienza, a partir das 10h (Sala de Paleografia, 2º andar, seção de história e paleografia medieval). Mirella Manocchio, presidente da OPCEMI "O título desta conferência quer expressar o encontro e o embate, o diálogo acalorado também do ponto de vista teológico, social e cultural na Itália na virada dos últimos dois séculos - declarou o presidente da Obra para as Igrejas Evangélicas Metodistas na Itália (OPCEMI), pastora Mirella Manocchio – . O metodismo se insere nessa época, dialogando justamente com a cultura católica e com o catolicismo como instituição. Investigaremos os aspectos particulares do compromisso metodista em vários campos, como fizemos no ano passado sobre os temas de justiça social e direitos civis, na Itália, na Europa, na África e nos Estados Unidos e cujas atas acabam de ser publicadas por Carocci . O recorte histórico e político sobre o metodismo primitivo nos fará compreender o papel dos metodistas no debate travado pelo mundo protestante com a Igreja Católica”. A conferência representa, disse Manocchio, “uma etapa importante. Existem aspectos inexplorados ou pouco explorados do Metodismo e a ideia com o CDM é voltar aos documentos e investigar essa história, refazê-la de forma mais extensa e exaustiva junto com especialistas em teologia, filosofia e história. Esta conferência abre de forma concreta este caminho, ao qual se seguirão outros momentos de encontro e envolvimento de uma comissão científica, para dar vida a uma história do metodismo na Itália”. A jornada de estudo inclui uma primeira sessão, que será aberta pelo Diretor do Departamento de história, culturas, religiões, arte e entretenimento da Sapienza, Gaetano Lettiericom Silvana Nitti, Diretora do CDM e pela própria presidente da OPCEMI, pastora Mirella Manocchio. Entre os temas da manhã, o contexto histórico-político da Itália no final do século XIX - início do século XX, a questão religiosa na Itália entre 1900 e 1915, as estratégias do metodismo inglês e americano para a Itália. À tarde, após o lanche, discutiremos os metodistas italianos e a maçonaria no início do século XX, o "perigo protestante" e a polêmica católica antiprotestante entre a era liberal e o regime, a questão religiosa nas relações ítalo-americanas e a formação da classe dominante metodista na Itália unida, com o caso da escola Monte Mario. Numerosos convidados italianos e estrangeiros. A conferência é aberta a todos, mas agradecemos a confirmação do secretariado do MDL. 6 créditos estão previstos para pastores metodistas e valdenses e para diáconos registrados. “A conferência pretende reconstruir as visões e os projetos estratégicos para a Itália do metodismo inglês e americano nas décadas entre os séculos XIX e XX – lê-se no programa -. Os estudos existentes, alguns dos quais editados pelo CDM, ajudam-nos a delinear uma cultura metodista e a posicionar-se sobre o que se poderia definir como os 'limes católicos', limiar de um embate teológico mas também social e cultural com o catolicismo. Neste contexto, a conferência centrar-se-á em algumas alianças das primeiras gerações metodistas, nomeadamente com a maçonaria”. Consulte o programa completo e faça download da Brochura da Conferência 2020 ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.