religiões e meio ambiente na comunidade local

religiões e meio ambiente na comunidade local

Detalhe da capa do volume “O Deus dos migrantes. Pluralismo, conflito, integração” publicado por Il Mulino e editado por Maurizio Ambrosini, Paolo Naso e Claudio Paravati

Roma (NEV), 11 de outubro de 2019 – A terceira edição do Festival “DÒSTI” abre hoje em Brescia, uma revisão de eventos culturais intitulada “O sopro da Terra: religiões e meio ambiente na comunidade local”.

Numerosos encontros em vários locais da cidade, entre os quais destacamos os de sábado, 12 de outubro, com participação protestante.

Às 10h no Salone Vanvitelliano no Palazzo Loggia, é realizada a reunião pública com os representantes das religiões e cultos em Brescia “Ética ambiental e religiões”, que contará com a presença de Anna Bossi E Cláudio Garrone do grupo “Gallo Verde”* da igreja valdense de Milão, juntamente com representantes das comunidades islâmica, católica, hindu, judaica, budista e ortodoxa.

Às 18h, no Centro Multicultural Etnosocial de Artes (CARME), haverá a apresentação do livro “O Deus dos Migrantes. Pluralismo, conflito, integração” editado por Il Mulino e editado por Maurizio Ambrosini, Paulo Naso E Cláudio Paravati. O volume apresenta três pesquisas inéditas sobre os imãs das mesquitas italianas, sobre os ortodoxos romenos e sobre as diferentes faces do cristianismo entre os imigrantes milaneses. Paolo Naso falará, entre outros assuntos, sobre o tema das igrejas étnicas e dos espaços cívicos. Atendimento na sala Santi Filippo e Giacomo na via delle Battaglie 61.

O festival inclui ainda debates com escolas, exposições, concertos, leituras animadas para crianças, e termina no domingo, dia 13 de outubro, com a exibição do filme “Ressurreição” (Bélgica, 2018, 110′), de Kristof Hoornaert, introduzido por uma discussão interdenominacional sobre “Fraternidade, redenção, terra”. Seguir-se-á a entrega do Prémio Dòsti 2019 e provas interculturais.

O evento acontecerá em vários locais da cidade. Todos os eventos têm entrada gratuita. Para informações: [email protected]


* Nascido na Alemanha em 2001 com o intuito de gerar um sistema de gestão ambiental específico para realidades eclesiásticas, o projeto Gruner Gockel (em italiano exatamente “Gallo Verde“) tem visto a adesão de dezenas de igrejas, protestantes, católicas e ortodoxas, em vários países europeus. Na Itália, a igreja valdense de Milão foi a primeira a obter a certificação.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Explorar a unidade plena e visível de todos os cristãos

Explorar a unidade plena e visível de todos os cristãos

O Bispo Christian Krause e o Cardeal Edward Idris Cassidy assinam a Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação pela Fé (JDDJ), 31 de outubro de 1999. Roma (NEV), 15 de março de 2019 – Propondo um entendimento comum às duas denominações cristãs com base no princípio do consentimento diferenciado, a Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação pela Fé (JDDJ) foi assinada por luteranos e católicos em 1999 resolvendo efetivamente um dos principais conflitos da Reforma e terminando com suas respectivas excomunhões. Inicialmente era um arranjo católico-luterano, mas desde então três outras denominações cristãs se fundiram, a saber, os metodistas, os anglicanos e os reformados. De 26 a 28 de março, representantes mundiais das cinco famílias que aderiram à Declaração se reunirão, a portas fechadas, na Universidade Católica de Notre Dame, nos Estados Unidos, conhecida por seu compromisso em promover relações ecumênicas e inter-religiosas, para destacar os importantes avanços conquistas ecumênicas com a assinatura do JDDJ e buscar novos desenvolvimentos nas relações intereclesiais resultantes do crescimento na comunhão. A reunião reunirá delegações luteranas, católicas, anglicanas, metodistas e reformadas para discutir o impacto do acordo, o significado de sua unidade e testemunho e sugerir caminhos criativos para avançar em direção à unidade plena e visível de todos os cristãos. Durante a semana de consulta, a Universidade de Notre Dame também sediará dois eventos públicos para os quais funcionários, alunos e a comunidade local foram convidados. No dia 26 de março, às 19h30, será realizada uma oração ecumênica na Basílica do Sagrado Coração ao som do coro litúrgico de Notre Dame. O segundo evento é uma mesa redonda entre os líderes das diferentes confissões intitulada “Do conflito à comunhão: o futuro dos cristãos juntos no mundo”; será realizada às 17h do dia 28 de março no McKenna Hall Auditorium e será moderada pelo Prof. Neil Arner do Departamento de Teologia Notre Dame. ...

Ler artigo
Dia Mundial da AIDS.  O amor conta

Dia Mundial da AIDS. O amor conta

Foto Albin Hillert / CEC Roma (NEV), 1º de dezembro de 2022 – Hoje é o Dia Mundial da AIDS. Várias iniciativas são organizadas para conscientizar a população sobre esta doença. Todos os dias no mundo 301 crianças e adolescentes (entre 0 e 19 anos) morrem de causas ligadas à AIDS (dados da UNICEF, retirados de Riforma.it). Além disso, 850 novas infecções ocorrem todos os dias na mesma faixa etária (em 2021 morreram cerca de 110.000 crianças). Foto Albin Hillert / CEC O Conselho Mundial de Igrejas (CEC) organizou uma oração para homenagear as vítimas e reafirmar seu compromisso na luta contra a AIDS. Além disso, o WCC promoveu um seminário intitulado "Love Matters", dirigido à geração mais jovem, para dar-lhes a oportunidade de explorar as questões de saúde física e mental e gestão de traumas. O seminário, organizado no âmbito das iniciativas ecuménicas sobre SIDA em colaboração com a Kecher Africa (quarto de uma série), contou com a participação online de jovens do Burundi, Etiópia, Quénia, Ruanda, Sudão do Sul, Tanzânia, Togo, Nigéria, Gana, Zimbábue e Uganda. “Sofremos por acaso e curamos por escolha” Paul Boylefundador deInstituto Albain, incentivou os jovens a não olhar para o passado: “Estamos feridos pelo passado que não podemos mudar. O que podemos mudar é o efeito do passado e como ele está afetando nossas vidas. Podemos superar a causa focando no efeito – disse Boyle -. Se o trauma não for enfrentado, se não for administrado e controlado, terá como efeito a raiva, agressividade, depressão, ansiedade, pensamentos autodestrutivos, pois o cérebro - o hipotálamo, o sistema nervoso simpático - será ativado levando lutar, agir e reagir como se estivéssemos naquele passado, que não podemos mudar”. 85 por cento das doenças fisiológicas, disse Boyle, estão relacionadas ao estresse e ao trauma. Esses distúrbios afetam particularmente adultos jovens e crianças. Entre as ferramentas propostas para superar o trauma, segundo Boyle: paciência, esperança, fé, gratidão e confiança. “Devemos nos concentrar nas escolhas que fazemos, porque sofremos por acaso e curamos por escolha.” Boyle acrescentou que é importante curar a mente, a alma e o coração. “Quando curamos, curamos os outros também”, disse ele. Enfatizando também a necessidade de evitar os "fatores desencadeantes" por meio do "discernimento", uma palavra espiritual. “Conforme nos relacionamos com as pessoas, nos conectamos, saímos e fazemos amigos, há aleatoriedade. Os jovens devem discernir com quem estão, perguntar-se se estão fazendo uma diferença positiva ou negativa em suas vidas: complementam ou complicam?” concluiu Boyle. Conversamos também sobre como superar traumas pedindo ajuda, saindo das situações com equilíbrio, tentando olhar para o futuro enfrentando o presente, enfrentando as dificuldades. Além disso, de 27 a 29 de novembro, representantes de 14 igrejas e organizações religiosas de 10 países europeus reuniram-se em Minsk, Bielorrússia, para uma consulta sobre “O Ministério da Cura”, em colaboração com o CEC e a Conferência das Igrejas Europeias (CEC). . ...

Ler artigo
Líderes evangélicos no Fórum Inter-religioso do G20 na Itália

Líderes evangélicos no Fórum Inter-religioso do G20 na Itália

foto: Joshua Eckstein, unsplash Roma (NEV), 6 de setembro de 2021 – Líderes protestantes de todo o mundo participarão do Fórum Inter-religioso do G20, que acontecerá na Itália na próxima semana. O Secretário Geral Interino do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) Ioan Sauca participará do Fórum Inter-religioso do G20, que será realizado em Bolonha, de 12 a 14 de setembro. Sauca intervirá em particular numa sessão intitulada “O ecumenismo cristão é um modelo?”. Os palestrantes, conforme consta em nota no site do CMI, discutirão “o ecumenismo cristão como um modelo praticável para os muçulmanos; na unidade cristã como uma ameaça ou uma oportunidade; e sobre como delinear o tema do conflito na teologia ecumênica”. A reunião será co-presidida por Cláudio Paravati, diretor do centro de estudos e da revista Comparisons. Um representante da Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas também falará. Outros palestrantes convidados para a sessão são: Khazhak Barsamianlegado papal da Europa Ocidental e representante da Igreja Armênia junto à Santa Sé; Luca Ferracciinvestigador filiado na Fundação para as Ciências da Religião; Martin Jungesecretário-geral da Federação Luterana Mundial, Kurt Kochpresidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e Christian Kriegerpresidente do Conselho de Igrejas da Europa (KEK). ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.