religiões e meio ambiente na comunidade local

religiões e meio ambiente na comunidade local

Detalhe da capa do volume “O Deus dos migrantes. Pluralismo, conflito, integração” publicado por Il Mulino e editado por Maurizio Ambrosini, Paolo Naso e Claudio Paravati

Roma (NEV), 11 de outubro de 2019 – A terceira edição do Festival “DÒSTI” abre hoje em Brescia, uma revisão de eventos culturais intitulada “O sopro da Terra: religiões e meio ambiente na comunidade local”.

Numerosos encontros em vários locais da cidade, entre os quais destacamos os de sábado, 12 de outubro, com participação protestante.

Às 10h no Salone Vanvitelliano no Palazzo Loggia, é realizada a reunião pública com os representantes das religiões e cultos em Brescia “Ética ambiental e religiões”, que contará com a presença de Anna Bossi E Cláudio Garrone do grupo “Gallo Verde”* da igreja valdense de Milão, juntamente com representantes das comunidades islâmica, católica, hindu, judaica, budista e ortodoxa.

Às 18h, no Centro Multicultural Etnosocial de Artes (CARME), haverá a apresentação do livro “O Deus dos Migrantes. Pluralismo, conflito, integração” editado por Il Mulino e editado por Maurizio Ambrosini, Paulo Naso E Cláudio Paravati. O volume apresenta três pesquisas inéditas sobre os imãs das mesquitas italianas, sobre os ortodoxos romenos e sobre as diferentes faces do cristianismo entre os imigrantes milaneses. Paolo Naso falará, entre outros assuntos, sobre o tema das igrejas étnicas e dos espaços cívicos. Atendimento na sala Santi Filippo e Giacomo na via delle Battaglie 61.

O festival inclui ainda debates com escolas, exposições, concertos, leituras animadas para crianças, e termina no domingo, dia 13 de outubro, com a exibição do filme “Ressurreição” (Bélgica, 2018, 110′), de Kristof Hoornaert, introduzido por uma discussão interdenominacional sobre “Fraternidade, redenção, terra”. Seguir-se-á a entrega do Prémio Dòsti 2019 e provas interculturais.

O evento acontecerá em vários locais da cidade. Todos os eventos têm entrada gratuita. Para informações: [email protected]


* Nascido na Alemanha em 2001 com o intuito de gerar um sistema de gestão ambiental específico para realidades eclesiásticas, o projeto Gruner Gockel (em italiano exatamente “Gallo Verde“) tem visto a adesão de dezenas de igrejas, protestantes, católicas e ortodoxas, em vários países europeus. Na Itália, a igreja valdense de Milão foi a primeira a obter a certificação.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

501 anos atrás, a excomunhão de Martinho Lutero

501 anos atrás, a excomunhão de Martinho Lutero

Roma (NEV), 3 de janeiro de 2022 – Em 3 de janeiro de 1521, com a bula Decet Romanum Pontificem, Martinho Lutero (1481-1546) é excomungado pelo Papa Leão X. A acusação é de heresia. Propomos aqui várias contribuições sobre a história e atualidade do pensamento de Lutero. Aqui a ficha técnica do NEV sobre Martinho Lutero. Da Riforma destacamos o artigo de Paulo Ribet no livro “Relendo a Reforma. Estudos sobre a teologia de Lutero”, publicado por Claudiana em 2020. No site da igreja luterana na Itália, vários insights e leituras. Por fim, aqui estão todas as publicações de e sobre Lutero produzidas pela editora Claudiana. Em abril de 1521, o imperador Carlos V convidou Lutero para a Dieta Imperial em Worms para interrogatório. O Eleitor da Saxônia, Frederico, o Sábio, obteve salvo-conduto para Lutero. Quando perguntado se queria revogar seus escritos, Lutero respondeu que não, a menos que eles provassem que ele estava errado com base na Sagrada Escritura e termina seu discurso com as famosas palavras: “Aqui estou. Eu não posso de outra forma. Deus me ajude. Amém". No caminho de volta de Worms, Frederico, o Sábio, salva sua vida, sequestrando-o com um falso assalto e escondendo-o no castelo "Wartburg" sob o nome de Junker Jörg, onde Lutero traduzirá o Novo Testamento do grego para o alemão. Até 1534 traduziu toda a Bíblia, base importante tanto para o luteranismo quanto para a língua alemã. Nos anos seguintes, ele delineou sua posição, enquanto em 1525 a revolta dos camponeses se desenvolveu. Leia mais sobre a biografia de Lutero aqui. Aqui a apresentação do livro do professor Paulo rico “De monge a marido” que contém a tradução de dois escritos de Martinho Lutero sobre casamento e vida familiar. ...

Ler artigo
Encontro Ecumênico com a Presidência Alemã da União Europeia

Encontro Ecumênico com a Presidência Alemã da União Europeia

Foto CEC Roma (NEV/KEK), 7 de julho de 2020 – Pour la version française, veuillez cliquer ici Clique aqui para o Fassung alemão Uma delegação ecumênica da Conferência das Igrejas Européias (KEK) e da Comissão das Conferências Episcopais da União Européia (COMECE) reuniu-se em Bruxelas na terça-feira, 7 de julho de 2020, com Michael Claussembaixador na Representação Permanente da Alemanha junto à União Europeia (UE), para compartilhar opiniões sobre as prioridades da presidência alemã do Conselho da UE. A delegação instou a nova presidência da UE a renovar o seu compromisso com o projeto europeu e os seus valores comuns, de forma a tornar a Europa mais justa, justa e sustentável. Durante o encontro, CEC e COMECE apresentaram um documento conjunto com reflexões, propostas e recomendações políticas das igrejas da UE, também no contexto da atual pandemia de covid-19, sobre o programa da Presidência Alemã da UE “Juntos pela recuperação da Europa” . Durante o encontro, foi destacada a necessidade de “a UE e os seus Estados membros, juntamente com as igrejas e comunidades religiosas, bem como as partes interessadas da sociedade civil, colaborarem de forma a tornar a Europa não só mais forte, mas também mais inovadora, justa e sustentável” . "Como Igrejas - lê-se na declaração conjunta apresentada pelas Igrejas europeias - estamos empenhados em construir pontes de paz e hospitalidade e em promover uma visão global do bem comum, em busca de uma Europa humana, social e sustentável, em paz consigo mesma e com os seus vizinhos, onde prevaleçam os direitos humanos e a solidariedade”. A reunião foi um primeiro passo. De facto, KEK e COMECE vão continuar a estar envolvidos com a nova Presidência da UE, trazendo o seu contributo até à cimeira com Michael RothMinistro de Estado para a Europa no Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, a ser realizado na terça-feira, 27 de outubro de 2020, em Berlim. A delegação ecumênica era composta por Enrique Barrios Prieto ManualSecretário Geral da COMECE; Lena KumlinConselheiro Sênior para Política da UE da CEC, ramo da Igreja Evangélica Luterana da Finlândia; Friederike Ladenburgerconsultor jurídico de ética, pesquisa e saúde do COMECE; Katrin Hatzinger, Diretor do Escritório de Bruxelas da Igreja Protestante na Alemanha (EKD). As reuniões com as presidências do Conselho da UE fazem parte de uma longa tradição sustentada pelo Artigo 17 do Tratado sobre o Funcionamento da UE (TFUE), que prevê um diálogo aberto, transparente e regular entre as instituições da UE e as igrejas. Para mais informações, leia a Contribuição COMECE e CEC para o programa da Presidência Alemã da UE: Juntos para a recuperação da Europa ...

Ler artigo
As palavras de fé na sucessão das gerações

As palavras de fé na sucessão das gerações

Roma (NEV), 1º de junho de 2021 - A sessão de formação ecumênica da Secretaria de Atividades Ecumênicas (SAE) está de volta. De 25 a 31 de julho no Mosteiro de Camaldoli, o evento tem como título “As palavras de fé na sucessão das gerações”. Versículo de referência: “Contarás a teu filho” (Êxodo 13,8). Em 2020, devido ao covid, não se realizou a habitual consulta de verão do SAE. O próximo compromisso em Camaldoli representa, portanto, um verdadeiro "retorno às origens", como escrevem os organizadores. A associação interconfessional de leigos e leigas para o ecumenismo e o diálogo a partir do diálogo judaico-cristão afirma: "Algumas das primeiras sessões (1967-1970) concebidas pelo fundador da SAE ocorreram precisamente no Bosque Casentino Maria Vingiani, cujo centenário de nascimento é comemorado este ano. E a SAE foi um estímulo decisivo para o nascimento, há quarenta e dois anos, dos Colóquios Judaico-Cristãos de Camaldoli”. Hoje todas as igrejas “vivem a questão de como transmitir o anúncio evangélico às novas gerações” continua a SAE. Jovens que estão cada vez mais “afastando-se de contextos religiosos nos quais não se sentem envolvidos e de linguagens que não atingem sua interioridade”. A semana em Camaldoli inclui relatórios no plenário, oficinas, entrevistas, grupos de trabalho, liturgias confessionais e ecumênicas, momentos de convívio e tarde livre para caminhadas na floresta ou visita à ermida. Entre os palestrantes, também o teólogo valdense Paulo ricoo pregador valdense Erica Sfreddaa pastora Ulrike Jourdano pastor batista Lydia Maggia pastora valdense Ilenya Gosso histórico Bruna Peyroto monitor valdense Daniele Parisio pastor valdense William Jourdano pastor batista Ângelo Reginato. Além disso, representantes ortodoxos, pentecostais, judaístas e da Coordenação Teológica Italiana (CTI). A conformidade com os regulamentos anti-covid e os links de streaming serão garantidos. Para informações e inscrições (até 30 de junho) escreva para: [email protected] Aqui o programa completo: FolhetoSAESessioneCamaldoli-2021 www.saenotizie.it ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.