2020. Os eventos evangélicos e ecumênicos do ano

2020. Os eventos evangélicos e ecumênicos do ano

Foto publicdomainpictures.net

Roma (NEV), 1º de janeiro de 2020 – Publicamos abaixo uma visão geral provisória das nomeações nacionais e internacionais de igrejas protestantes e organismos ecumênicos europeus e mundiais que serão realizadas durante 2020.

Entre as datas a marcar na agenda, destacam-se o Sínodo Luterano, a Consulta Metodista, o Sínodo das igrejas Metodista e Valdense, a Assembleia Baptista, mas também a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (18-25 de Janeiro), a Assembleia de 2020 da a Associação Mundial para a Comunicação Cristã (WACC), as nomeações da Conferência das Igrejas Europeias (KEK) e do Conselho Ecuménico das Igrejas (CEC), a 15ª Conferência de Lambeth.

Abaixo, em ordem cronológica, a Agência NEV Press relata os eventos mais significativos que irá explorar parcialmente durante o ano.

12 de janeiro – XXXI Dia do Diálogo Judaico-Cristão

16/19 de janeiro – Curso ecumênico “Be One” em colaboração entre a Conferência das Igrejas Européias (KEK), a Fraternidade Europeia da Juventude Cristã, o Comitê para Crianças e Jovens do Conselho Ecumênico da Finlândia e o Conselho Juvenil Dinamarquês. Copenhague, Dinamarca).

18/25 de janeiro – Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SPUC) promovida pelo Conselho Ecumênico de Igrejas (CEC) e pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. Tema de 2020: “Eles nos trataram com bondade” (Atos 28, 2). Iniciativas em várias cidades, programas a definir.

25 de janeiro – Inauguração do espaço recentemente remodelado pelo Exército de Salvação (EdS), destinado ao acolhimento de dublinenses ou beneficiários de corredores humanitários em colaboração com a Federação das Igrejas Protestantes em Itália (FCEI). Roma.

12 de fevereiro – VIII Conferência Internacional de Estudos sobre o Metodismo sobre o tema “Os limes católicos. Ambições e estratégias do Metodismo para uma Itália unida”, na Sala Odeion do Departamento de História, Culturas e Religiões da Universidade “La Sapienza”. Roma.

17 de fevereiro – Dia da Liberdade. O antissemitismo será o tema da Semana da Liberdade, que acontece todos os anos por volta de 17 de fevereiro, data da concessão dos direitos civis aos valdenses em 1848, poucos dias antes de os próprios judeus obterem as mesmas liberdades. Isso foi decidido pela Assembleia da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), que se reuniu em novembro passado. Iniciativas em várias cidades italianas.

9/20 de março – Estados Gerais da Mulher, Pequim+25. A comunidade global se reunirá para fazer um balanço do 25º aniversário de Pequim 1995, onde foi realizada a 4ª Conferência Mundial da Mulher. O aniversário da adoção da Declaração de Pequim e da Plataforma de Ação será também o momento para as igrejas refletirem sobre o papel da mulher na sociedade, nas religiões e na plena conquista da igualdade e proteção dos direitos das mulheres. Na sede das Nações Unidas. Nova York (EUA).

30 de março/5 de abril – Semana de direitos e legalidade em conjunto com a jornada de direitos organizada pelo Departamento de Evangelização da União Evangélica Batista da Itália (UCEBI). A Semana também inclui o Dia da Legalidade das igrejas valdenses e metodistas, criado em 2010 para conscientizar a população sobre as questões da legalidade e o combate ao abuso. Iniciativas em várias cidades italianas.

24/27 de abril – Dias Ecumênicos de Advocacia 2020: Reinventando a comunidade para a terra e o povo de Deus, interseção entre mudança climática e injustiça econômica, defesa da justiça climática. Washington DC (EUA).

30 de abril/3 de maio – SÍNODO LUTERANA na Itália.

maio ou junho – Reunião anual dos conselhos nacionais das igrejas europeias. Será na Polônia.

4/10 de maio – Sétima edição da semana de evangelização, encontro marcado para as igrejas valdenses e metodistas em várias cidades italianas.

23/24 maio – CONSULTA METODISTA, encontro anual das igrejas metodistas convocado pela Obra para as Igrejas Evangélicas Metodistas na Itália (OPCEMI).

5 de junho – A longa noite das igrejas, sobre o tema da Beleza. Em vários locais italianos.

10/12 de junho – Assembleia 2020 da Associação Mundial para a Comunicação Cristã (WACC). Por ocasião do 20º Festival Europeu de Programas Religiosos e Online, com o título “Faith on Screens” (Crença na Tela). Helsinki, Finlândia).

15/29 Junho – O Global Institute of Theology, um programa da Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas (CMCR), reunirá estudantes de todo o mundo no Union Theological Seminary. Dasmariñas (Filipinas).

1/8 de julho – Visita de luteranos italianos à Áustria; participação nos Dias de Encontro Cristão de 3 a 5 de julho em Graz. A viagem inclui:
1-3 de julho: visita a Viena e encontro com o bispo Michael Chalupka e o secretário geral da Comunhão das Igrejas Protestantes na Europa (CCPE) Mário Fisher na 2ª manhã;
3-5 de julho: participação no evento ecumênico e internacional “Christian Encounter Days” em Graz;
5-8 de julho: visita à Caríntia protestante com sede em Villach.

22/26 de julho – A Baptist World Alliance (ABM) se reunirá para o seu Congresso. Rio de Janeiro, Brasil).

23 de julho/2 de agosto – 15ª Conferência de Lambeth, um evento extremamente significativo na vida da Igreja Anglicana que reunirá mais de 1.000 bispos e seus cônjuges de mais de 165 países, representando toda a Comunhão Anglicana mundial. A Lambeth Conference é realizada a cada dez anos no Lambeth Palace, sede do Arcebispo de Canterbury em Londres, atualmente Justin Welby, de onde é oficialmente convocado. Objetivo: Dar a direção futura da Comunhão Anglicana/Episcopal para a próxima década. Londres, Reino Unido).

23/29 de agosto – SÍNODO METODISTA-VALDENSIANO em Torre Pellice (Turim).

29 de agosto/2 de setembro – A Rede Cristã Europeia para o Meio Ambiente (ECEN) se reunirá em assembléia sobre o tema “Reconciliados com a criação: um apelo à ação urgente sobre o clima e a biodiversidade” na Academia Evangélica de Bad Herrenalb. Alemanha.

3 de outubro – Celebração ecumênica em Lampedusa em memória do naufrágio de 3 de outubro de 2013 em que 368 pessoas perderam a vida.

23/24 de outubro – Conferência sobre eco-igrejas promovida pela Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI).

5/8 de dezembro – Assembleia Geral da União Batista Cristã Evangélica da Itália (UCEBI) em Montesilvano (Pescara).


Para quaisquer alterações, correções e acréscimos, envie uma solicitação via e-mail para [email protected]


admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Da Barcaça ao Oscar – Nev

Da Barcaça ao Oscar – Nev

foto não salpicada Roma (NEV), 13 de março de 2023 – por Pedro Ciaccio – “Minha viagem E começou em um barcoumpassei um ano em um campo de refugiados e de alguma forma acabei aqui no palco pivocê importante em Hollywood; dícone que as histórias tal eles acontecem Sozinho nos filmes, Eu não posso acreditar que isso está acontecendo comigo“. as palavras maisvocê importante da noite do Oscar os pronunciou Ke Huy Quanvencedor da estatueta de melhor ator coadjuvante, premiado por sua atuação destacada em Waymond Wang em Tudo em todos os lugares ao mesmo tempo. eu'ator nasceu em uma grande família em 1971 em Saigão (l'atual Ho Chi Minh), mas fugiu delao No 1978. Ele se refugiou com seu pai e cinco irmãosou em um campo de refugiados em Hong Kong, enquanto a mãe e outros três irmãos encontraram refúgio na Malásia, provavelmente no campo de refugiados'Ilha de Bidong. Em 1979 toda a família foi acolhida nos Estados Unidos no'parte dos programas de reassentamento de refugiados do governo Carter. Ke Huy Quan foi, portanto, um dos pessoas do barco, as cerca de 800.000 pessoas que deixaram o Vietnã comunista e chegaram com segurança aos poucos campos de refugiados localizados nos países que fazem fronteira com o Mar da China Meridional. De acordo com'O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, entre 200.000 e 400.000 refugiados morreram no mar. Quando você começaou carreira de ator quando criança, co-estrelando Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984) E Os Goonies (1985). Mais tarde não foi maisvocê contratado para algum papel importante, como se não fosse mais necessário como adultovocê a “chinês”. Começou então a estudar cinema e a trabalhar sobretudo na'escopo de produção, atéE os diretores Daniel Kwan E Daniel Scheinert eles não o contrataram para o filme que triunfou ontem à noite no Oscar. Diga ao'épico de Quan, de um refugiado em um barco ao efêmero holofote sobre a criança prodígio e depois novamente de'esquecimento até o triunfo na noite do Oscar, não E uma digressão, tanto porqueE hoje falar sobre refugiados em barcos não E nunca uma distração também porqueE A história de Quan explica de alguma forma o sucesso de Tudo em todos os lugares ao mesmo tempo. O filme que ganhou sete estatuetas ontem à noite (e vários outros prêmios nos últimos meses) teve l'atenção de muitos Não por queE disse ao multiverso, como sim E leia por aí, mas por queE falou de forma original, surpreendente e espetacular (difícil ver esses três atributos juntos) de fragilidadepara e precariedadepara de'ser humano como indivíduo e como comunidadepara. A precariedadeé pelas consequências sofridas em decorrência das escolhas feitas, mesmo as aparentemente insignificantes. a fragilidadeé dado refletindo sobre isso: “fiz bem? E se Em vez de eu tinha feito issooComo seria minha vida agora?“. E uma ninhada que podeou tornam-se obsessão e levam ao colapso da psique, depressão, destruição de relacionamentos importantes, fim de'amor e felicidadepara. Em um'era caracterizada por uma forte alienação, por radicalizações violentas, pela crise da política e da comunidadeparados receios pelo trabalho e pela saúde do planeta, sem esquecer as consequências pós-pandemia e o medo da guerra iminente, não E difícil entender como Tudo em todos os lugares ao mesmo tempo falou ao coração de tãoo muitas pessoas. O que os pais de Quan pensaram quando se separaram em 1979 para salvar a família? Estamos indo bem? Não E melhor ficar aqui? E se não sobrevivermos à travessia? E se sobrevivermos, mas eles nos empurrarem para trás? E se não tivermos mais quevocê Encontrar novamente? Um filme funciona se o público clicar nele'empatia. Na verdade, pensando bem, quem não E sucesso de sentir tudo desabar sobre você, como se estivesse acontecendo com você “Tudo, em todos os lugares, tudo'Junto“? ...

Ler artigo
sim ao salário mínimo, não à exploração

sim ao salário mínimo, não à exploração

Ümit Yıldırım, unsplash Torre Pellice (TO), 26 de agosto de 2022 – O Sínodo das Igrejas Metodista e Valdense reunido nestes dias em Torre Pellice, na província de Torino, aprovou esta manhã por ampla maioria uma documento sobre questões trabalhistas. O texto exorta para que não haja "trabalhadores pobres", pede o reconhecimento de um salário mínimo e sublinha os direitos de quem trabalha. Uma postura contra a privatização e as desigualdades econômicas, em nome da proteção do emprego, igualdade tributária, garantias sociais e ambientais, políticas migratórias e igualdade de oportunidades. Um parágrafo também é dedicado à segurança no trabalho e luta contra o trabalho preto e cinza. “O trabalho é, na compreensão da fé evangélica, uma realidade fundamental da existência humana na liberdade e na dignidade – lê-se no documento -. É também um elemento fundamental da participação democrática, conforme reconhecido pela Constituição italiana”. AQUI O TEXTO COMPLETO DO DOCUMENTO: Sinodovaldese22_lavoro Para mais informações sobre o Sínodo: ...

Ler artigo
#siamosale, a campanha Otto per mille da Igreja Luterana está em andamento

#siamosale, a campanha Otto per mille da Igreja Luterana está em andamento

Roma (NEV), 5 de maio de 2023 – “Tu és o sal da terra”, este é o versículo que, com a hashtag #siamosale, animará a campanha dos oito por mil da Igreja Luterana. Uma campanha que começou com uma viagem à descoberta das comunidades luteranas: o #saledellaterratour. As comunidades alcançadas por esta primeira viagem foram: Gênova, Ispra-Varese, Milão, Nápoles e Torre Annunziata. Uma jornada que continuará nos próximos meses com uma nova história. Comunidades, as luteranas, que se “identificam por um empenho particular e característico – como afirma a nota de lançamento da campanha -. Temas como natureza, convívio, hospitalidade, música, escuta, generosidade. Características que, como grãos de sal, dão sabor através do empenho possível também graças às assinaturas para a Igreja Evangélica Luterana na Itália”. "Antes de tudo, queríamos falar a linguagem da realidade - explica o gerente de comunicação da Igreja Luterana, Gianluca Fiusco – e queríamos fazê-lo partindo de dois elementos que são essenciais para o CELI: transparência e comprometimento. Transparência significou dizer as Comunidades como elas são: sem nenhuma intermediação que não fosse dada pelos rostos, pela voz, pelas palavras de quem vive, anima e constrói essas Comunidades. Por outro lado, o empenho envolveu um trabalho de descoberta que nos convenceu a não partir de um assunto elaborado e escrito no escritório; tanto quanto ouvir as histórias, os testemunhos, as pequenas e grandes histórias que caracterizam a vida real das comunidades luteranas na Itália”. A campanha será dividida em seis clipes que, a partir do dia 8 de maio, estarão disponíveis no canal do YouTube da Igreja Evangélica Luterana. A isso será adicionada uma página de destino www.ottopermilleluterano.org que conterá todas as informações sobre como apoiar e se inscrever no CELI; informações da campanha e materiais produzidos para a campanha. "Ser sal da terra (Mateus 5) – conclui Fiusco – significa muitas coisas. Significa tentar dar sabor tanto aos gestos que fazemos como ao empenho com que trabalhamos. Um sabor que, como o sal, se dissolve na realidade, na sociedade, não encobre seu sabor, suas identidades. Ele não os assimila mudando sua natureza. Torna-os vivos, belos, ricos: de vozes, de experiências, de escuta, de participação”. A história estará disponível no CeliPOD a partir do dia 5 de maio e nas redes sociais dos Luteranos, Facebook e Instagram. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.