Protestantismo.  Mudança de horário para a réplica noturna

Protestantismo. Mudança de horário para a réplica noturna

Roma (NEV), 29 de outubro de 2019 – A reprise da coluna Protestantismo, editada pela Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), transmitida pela Rai2 nas manhãs de domingo a cada duas semanas às 8h05, muda seu horário.

A partir de novembro, a reprise, que normalmente era transmitida na noite de segunda para terça por volta das 13h, passará para a noite de terça para quarta sempre no mesmo horário. A segunda resposta, por outro lado, será transmitida na noite do domingo seguinte, após a Domenica Sportiva, por volta das 13h10.

Além disso, a reprise noturna de domingo, 10 de novembro, será adiada porque o domingo esportivo terá uma duração maior e, portanto, a transmissão será adiada para segunda-feira, 11, às 2h30.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Daniele Garrone assina a campanha “Estamos prontos, e você?”

Daniele Garrone assina a campanha “Estamos prontos, e você?”

Roma (NEV), 12 de maio de 2022 – O presidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), Daniele Garrone, está entre os signatários da campanha “Estamos prontos, e vocês?”. O objetivo da campanha é que a lei conhecida como "Ius Scholae", atualmente tramitada na Comissão de Assuntos Constitucionais da Câmara dos Deputados, seja tramitada no Parlamento e aprovada até o final da Legislatura. A lei permitiria que homens e mulheres muito jovens que cresceram e estudaram na Itália por anos adquirissem a cidadania italiana. A campanha foi lançada no dia 9 de maio pelo Confronti, pela Coordenação Nacional das Novas Gerações Italianas (CONNGI) e pelos Italianos Sem Cidadania. Em apenas três dias a iniciativa já ultrapassou os 500 membros. Entre os signatários, além de Garrone, também: Manuela Vinay (Chefe do Escritório Otto per Mille da Igreja Valdense - União das Igrejas Metodista e Valdense). Annapaola Carbonato (Secretária Nacional da Federação da Juventude Evangélica da Itália - FGEI). Além disso, assinaram professores, chefes de instituições, cultura e jornalismo. Para assinar, conecte-se ao site Baixe o comunicado de imprensa: 05_12_PRESS_RELEASE_ESTAMOS PRONTOS PARA VOCÊ A Federação das Igrejas Evangélicas na Itália (FCEI) e seu programa para migrantes e refugiados, Mediterranean Hope, há muito se unem e apoiam várias iniciativas da sociedade civil para o reconhecimento da cidadania para filhos de imigrantes ou que cresceram na Itália e apenas para os ius. Entre elas, a campanha da Itália também está. ...

Ler artigo
Dia Internacional do Migrante, o compromisso das igrejas valdenses e metodistas

Dia Internacional do Migrante, o compromisso das igrejas valdenses e metodistas

Desenho de Francesco Piobbichi, equipe, programa Mediterranean Hope, Federação de Igrejas Protestantes na Itália (FCEI) Roma (NEV), 17 de dezembro de 2022 - O Dia Internacional dos Migrantes, que se celebra em 18 de dezembro, é uma oportunidade para recordar um dos temas de maior empenho das Igrejas Valdenses e Metodistas que destinam uma cota de Otto por mil para migrantes (OPM) equivale a cerca de 12% do total: 3,3 milhões de euros na Itália e mais de 14 milhões nos países de origem. “Intervenções “na casa deles” – declara Manuela Vinay, chefe do OPM – mas também intervenções “em casa”: são duas faces de uma mesma moeda que não se podem separar. Perante 280 milhões de migrantes, o desafio é uma gestão coordenada e solidária dos fluxos que, se bem geridos, produzem também efeitos positivos nos países de acolhimento. É por isso que continuaremos a apoiar boas práticas como os corredores humanitários, recentemente ampliados para incluir a Líbia e os refugiados do Afeganistão, e ao mesmo tempo financiar projetos de desenvolvimento sustentável na África, Ásia e América Latina". "Nesta frente, o o nosso compromisso é prioritário - acrescenta Manuela Vinay - e inclui acções diferenciadas: apoio a rotas legais de imigração (como os já referidos corredores humanitários), programas económicos e formativos orientados para a integração de migrantes e requerentes de asilo, iniciativas interculturais para promover a coesão social e inclusão através do combate à xenofobia e ao racismo. Estamos convencidos de que, diante de um desafio como o das migrações globais, é necessário ativar ferramentas diversificadas. Por isso, as ações que financiamos e realizamos na Itália se somam às intervenções nos países de origem. Seu desenvolvimento passa pela construção da paz nas áreas de conflito, apoio ao crescimento com respeito ao meio ambiente, uso sustentável dos recursos, regras comerciais de importação-exportação que protegem esses países. São estas as intervenções que financiamos, também graças a uma rede de parcerias com associações de várias tipologias, seculares e religiosas. Afinal, o nosso sempre foi um Otto per Mille inclusivo e compartilhado”. O Otto per Mille pode ser doado por todos aqueles que fazem uma declaração de imposto a uma das entidades religiosas com as quais o Estado italiano tem um acordo ou ao próprio Estado. Outros fundos são 5×1000, que podem ser atribuídos a investigação científica ou associações e organizações sem fins lucrativos, e 2×1000, que podem ser atribuídos a partidos políticos. O 8×1000 na verdade funciona como uma votação, em que quem se abstém contribui com o valor do voto majoritário. 8×1000 de todos os rendimentos declarados são repartidos entre o Estado e as entidades religiosas responsáveis ​​pelo seu recebimento, na proporção das escolhas expressas. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.