Igreja Luterana na Itália.  Sínodo em Catânia de 28 de abril a 1º de maio

Igreja Luterana na Itália. Sínodo em Catânia de 28 de abril a 1º de maio

Roma (NEV/CELI), 18 de abril de 2023 – O Sínodo anual da Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI) será aberto em 28 de abril no Hotel Nettuno na via Ruggero di Lauria em Catania. Depois de mais de 15 anos, a importante assembléia luterana da Itália se reúne novamente no sul. Na Sicília.

Os sínodos luteranos permanecem no cargo por quatro anos, embora se reúnam todos os anos. Cada Sínodo é, portanto, organizado em quatro sessões, precisamente uma para cada ano.
Em seguida, de 28 de abril a 1º de maio de 2023, será o XXIII Sínodo em sua quarta sessão.
Este ano e de acordo com as normas que regulam o funcionamento do CELI, a assembléia sinodal debaterá, deliberando sobre vários aspectos da vida eclesial.
Formado por representantes das quinze comunidades luteranas espalhadas por toda a Itália, incluindo pastores e pastoras em serviço, o Sínodo Luterano é a assembleia democrática e participativa encarregada de governar o CELI.

Numerosos convidados importantes compareceram ao Sínodo, alguns dos quais (lista a ser atualizada): Michael
ChalupkaBispo e representante da Igreja Evangélica Austríaca; Norbert DeneckeDiretor Executivo do Comitê Nacional para a Alemanha da Federação Luterana Mundial (FLM); Luke EldersPresidente da Obra para as Igrejas Metodistas na Itália (OPCEMI); Mário Fisher, Secretário Geral da Comunhão das Igrejas Protestantes na Europa (CCPE). Ele também aguardou as autoridades e instituições civis e religiosas da Sicília.


A Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI)

CELI é a mais antiga presença luterana na Itália. Nascido no rescaldo do segundo conflito
em outubro de 1949, tinha por objetivo sustentar a existência e o testemunho das comunidades luteranas, que se viam diante de crescentes dificuldades materiais devido ao conflito que acabava de terminar.

O CELI também é membro da Federação Luterana Mundial, que reúne mais de 77 milhões de crentes no mundo. Uma instituição eclesiástica de acordo com a lei italiana e um caso único no contexto das comunidades luteranas fora do território alemão: de fato, as comunidades luteranas no exterior, com exceção do CELI, são consideradas dependentes da Igreja Evangélica na Alemanha (EKD).

Membro promotor e fundador da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), desde 1995 está entre as confissões religiosas com as quais o Estado italiano celebrou acordos específicos.

Para informações e compromissos sobre o próximo sínodo, pedidos de entrevistas com o Reitor ou a Presidência do Sínodo, você pode entrar em contato com: [email protected]
ou +39.328.81.10.512.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Crianças e guerra

Crianças e guerra

Foto de Rene Bernal, unsplash.com Roma (NEV), 6 de junho de 2022 - O Serviço de Educação e Educação (SIE) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI) está organizando a reunião por videoconferência "As crianças e a guerra" na quarta-feira, 15 de junho de 2022, de 6 a 20h dirigida aos monitores das catequeses das igrejas evangélicas e a todos os interessados. A reunião será aberta com uma meditação do pároco e secretário executivo da FCEI Luca Baratto. Seguem-se as intervenções do professor da Universidade de Turim Bruno Maida, autor entre outras coisas do livro "A infância nas guerras do século XX"; o porta-voz da Unicef ​​​​Itália Andrea Iacomini; e a secretaria escolar de Emergência. Moderado Elena Ribet, agência de notícias Nev. Notícias do Evangelho. Para participar do encontro é necessário se inscrever preenchendo o formulário de inscrição online no link: O prazo para inscrições é até segunda-feira, 13 de junho de 2022. O link de convite para participar da reunião será enviado um dia antes da reunião. O cartaz do evento Para mais informações, entre em contato com o escritório da SIE em: [email protected] ...

Ler artigo
“Não tenha medo”.  Mensagem ecumênica da Páscoa 2020

“Não tenha medo”. Mensagem ecumênica da Páscoa 2020

Foto de Nadia Angelucci Roma (NEV CS/09), 8 de abril de 2020 - "À medida que se aproxima a Páscoa da Ressurreição, que nossas Igrejas celebrarão em datas diversas (12 de abril na tradição ocidental e 19 na tradição oriental), com base na fraternidade que deriva desde que confessamos o mesmo Senhor, sentimos a necessidade de voltar a nos expressar juntos, pronunciando uma palavra comum diante da pandemia que atingiu nosso país e o mundo inteiro". Assim começa a mensagem pascal que o pároco Luca Maria Negropresidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), Monsenhor Ambrogio Spreaficobispo de Frosinone e presidente da Comissão Episcopal para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso da Conferência Episcopal Italiana (CEI) e da Genádios, O arcebispo ortodoxo da Itália e Malta (Patriarcado Ecumênico de Constantinopla) quis se dirigir aos cristãos da Itália. “Uma vez por ano – explica o pastor Negro – como expoentes das principais denominações cristãs nos voltamos para nossas comunidades para apresentarmos juntos a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, que acontece de 18 a 25 de janeiro. Perante a emergência do coronavírus e perante esta Páscoa completamente anómala, que viveremos em isolamento, sentimos a urgência de voltar a pronunciar uma palavra comum, a partir da mensagem de coragem e esperança da ressurreição de Jesus”. A mensagem ecuménica parte do Evangelho de Mateus (28,4-8) em que a ressurreição é anunciada por um terramoto e pelo anjo do Senhor que rola a grande pedra do sepulcro, provocando em todos os presentes - guardas e "piedosos mulheres” – um grande susto, para explicar que há um medo que imobiliza, o dos guardas – e outro que “põe em movimento”, o das mulheres que as torna “as primeiras arautos da ressurreição”. “Como Igrejas – dizem os autores da mensagem – nos sentimos chamadas a ser, como mulheres piedosas, arautos da ressurreição, do fato de que a morte não tem a última palavra” e acrescentam que “esta pandemia também fortalece em nós o vocação para estarmos juntos, neste mundo dividido e ao mesmo tempo unidos no sofrimento, testemunhas de humanidade e hospitalidade, atentos às necessidades de todos e especialmente dos últimos, dos pobres, dos marginalizados. Com um sentimento de especial gratidão a Deus pelos tantos que trabalham incansavelmente ao lado dos que sofrem”. Acolhendo o convite do Papa Francisco, o Patriarca Ecumênico Bartolomeu, o Conselho Ecumênico das Igrejas e a Conferência das Igrejas da Europa convidam todos a se unirem em oração com as palavras que Jesus nos ensinou: "Pai nosso que estás nos céus... Mal”. Leia a mensagem completa aqui. ...

Ler artigo
Religiões pela Paz.  A 10ª Assembleia Mundial será realizada na Alemanha em agosto de 2019

Religiões pela Paz. A 10ª Assembleia Mundial será realizada na Alemanha em agosto de 2019

Roma (NEV), 14 de agosto de 2018 – Religiões pela Paz (RfP) convocará sua décima assembleia mundial em Lindau (Alemanha), de 20 a 23 de agosto de 2019. Título do evento, “Cuidando de nosso futuro comum” e verá o participação de cerca de 700 representantes religiosos - mulheres, homens e jovens, incluindo as mais altas autoridades institucionais e religiosas, até ativistas de base. “Os desafios atuais de conflito violento e extremismo, violações dos direitos humanos, pobreza e ameaças à terra ocorrem em meio a uma crescente crise de confiança nas instituições políticas e econômicas. Até a noção de 'verdade' é contestada e a comunicação é muitas vezes manipulada para fins comerciais ou políticos", lê-se no comunicado de imprensa da RfP, que sublinha o papel fundamental da ação multirreligiosa na resolução de conflitos violentos, para uma cidadania inclusiva e a proteção da terra. A RfP é uma organização multirreligiosa com sede em Nova York que opera em 90 países ao redor do mundo. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.