Encontro Ecumênico com a Presidência Alemã da União Europeia

Encontro Ecumênico com a Presidência Alemã da União Europeia

Foto CEC

Roma (NEV/KEK), 7 de julho de 2020 –

Pour la version française, veuillez cliquer ici

Clique aqui para o Fassung alemão

Uma delegação ecumênica da Conferência das Igrejas Européias (KEK) e da Comissão das Conferências Episcopais da União Européia (COMECE) reuniu-se em Bruxelas na terça-feira, 7 de julho de 2020, com Michael Claussembaixador na Representação Permanente da Alemanha junto à União Europeia (UE), para compartilhar opiniões sobre as prioridades da presidência alemã do Conselho da UE.

A delegação instou a nova presidência da UE a renovar o seu compromisso com o projeto europeu e os seus valores comuns, de forma a tornar a Europa mais justa, justa e sustentável.

Durante o encontro, CEC e COMECE apresentaram um documento conjunto com reflexões, propostas e recomendações políticas das igrejas da UE, também no contexto da atual pandemia de covid-19, sobre o programa da Presidência Alemã da UE “Juntos pela recuperação da Europa” .

Durante o encontro, foi destacada a necessidade de “a UE e os seus Estados membros, juntamente com as igrejas e comunidades religiosas, bem como as partes interessadas da sociedade civil, colaborarem de forma a tornar a Europa não só mais forte, mas também mais inovadora, justa e sustentável” .

“Como Igrejas – lê-se na declaração conjunta apresentada pelas Igrejas europeias – estamos empenhados em construir pontes de paz e hospitalidade e em promover uma visão global do bem comum, em busca de uma Europa humana, social e sustentável, em paz consigo mesma e com os seus vizinhos, onde prevaleçam os direitos humanos e a solidariedade”.

A reunião foi um primeiro passo. De facto, KEK e COMECE vão continuar a estar envolvidos com a nova Presidência da UE, trazendo o seu contributo até à cimeira com Michael RothMinistro de Estado para a Europa no Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, a ser realizado na terça-feira, 27 de outubro de 2020, em Berlim.

A delegação ecumênica era composta por Enrique Barrios Prieto ManualSecretário Geral da COMECE; Lena KumlinConselheiro Sênior para Política da UE da CEC, ramo da Igreja Evangélica Luterana da Finlândia; Friederike Ladenburgerconsultor jurídico de ética, pesquisa e saúde do COMECE; Katrin Hatzinger, Diretor do Escritório de Bruxelas da Igreja Protestante na Alemanha (EKD).

As reuniões com as presidências do Conselho da UE fazem parte de uma longa tradição sustentada pelo Artigo 17 do Tratado sobre o Funcionamento da UE (TFUE), que prevê um diálogo aberto, transparente e regular entre as instituições da UE e as igrejas.

Para mais informações, leia a Contribuição COMECE e CEC para o programa da Presidência Alemã da UE: Juntos para a recuperação da Europa

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

um compromisso escrito na pele

um compromisso escrito na pele

À esquerda, a tatuagem da palavra filoxenia em grego Novi Sad (NEV), 2 de junho de 2018 – Há quem escreva seu amor na pele, tendo o nome da pessoa amada tatuado no corpo. Aconteceu também na Conferência das Igrejas da Europa (KEK), em Novi Sad (Sérvia, 31 de maio – 5 de junho). Em resposta à mensagem do estudo bíblico sobre o tema da hospitalidade, proferida pelo pároco Luca Maria Negropresidente da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), um jovem participante do encontro europeu teve a palavra tatuada no braço filoxenia – amor, amizade para o estrangeiro – central no discurso do negro sobre a hospitalidade. Patriarca Inácio Afrém II; foto CEC. A hospitalidade foi o tema de todo o dia de ontem, 1 de junho. Além de negro, ele falou sobre isso Inácio Aprhem IIPatriarca de Antioquia da Igreja Siríaca Ortodoxa. “A hospitalidade é inerente ao ser cristão. A natureza de Deus é o amor e como cristãos devemos aprender com o nosso Mestre celestial”, disse o patriarca que sublinhou como o Oriente Médio tem uma longa história de hospitalidade que começa desde os tempos da Bíblia e chega até os dias atuais. “Hoje – recordou Aphrem II – um terço da população do Líbano é composta por refugiados sírios” que encontraram refúgio naquela nação. O pastor Meletis Meletiadis; foto CEC. O pastor também falou sobre hospitalidade Meletis Meletiadisilustrando o compromisso da Igreja Evangélica Grega com os migrantes: "Queremos que a sua primeira experiência na Europa seja de acolhimento, amizade, respeito e dignidade". Finalmente, a Assembleia saudou com gratidão Doris Peschke que após anos de serviço deixa o secretariado geral da Comissão das Igrejas para os Migrantes na Europa (CCME). ...

Ler artigo
9 de maio.  Dia da Europa dedicado ao ambiente e à solidariedade

9 de maio. Dia da Europa dedicado ao ambiente e à solidariedade

Roma (NEV), 5 de maio de 2021 – 9 de maio é o Dia da Europa. Em vários países realizam-se eventos e iniciativas para esta ocasião. A rede "Juntos pela Europa" está promovendo uma videoconferência na Itália na qual o presidente da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), pároco Luca Maria Negro. A iniciativa é dedicada à criação e à humanidade. De facto, intitula-se "Pela Terra e pelo Homem" e foi criado com o apoio de vários grupos, de Roma a Trento, Milão, Palermo e outros. A Videoconferência (em Zoom e ligação YouTube a partir das 17h45, a partir das 18h), vê o relato de Luigino Bruni, Professor de Economia Política na LUMSA em Roma. O título de sua palestra é: "De uma Ecologia Integral a uma Economia Solidária". Em seguida, siga as intervenções de Jonut Radu (Ortodoxo Romeno), do Monsenhor Marco Gnavie o pastor Luca Maria Negro. O flyer da iniciativa abre com uma série de citações, que representam as premissas e expectativas dos organizadores: “Por uma Europa solidária. Dizemos Sim à Criação, defendendo a natureza e o meio ambiente. Dizemos sim a uma economia justa. À Responsabilidade para com toda a sociedade, à solidariedade com os pobres e marginalizados. E à paz”. Estas são algumas das palavras-chave do evento. "A solidariedade - que significa 'todos juntos' - será o cimento que une os povos e os Estados" Robert Schuman “Queremos trabalhar com todos os homens e mulheres, com as instituições e com todas as forças sociais e políticas – lê-se na apresentação -. Juntos queremos colocar-nos ao serviço da Paz e da Unidade que são os fundamentos da Europa de hoje”. Para informação: www.together4europe.org *Ampliação: **Ao vivo no youtube: Finalmente, a videoconferência conta com o patrocínio da representação da Comissão Europeia na Itália. ...

Ler artigo
A necessidade de construir uma nova igreja e um novo mundo

A necessidade de construir uma nova igreja e um novo mundo

Foto Dimitri Karastelev - Unsplash Roma (NEV), 27 de abril de 2020 - Ao final do "culto via Zoom" (ZoomWorship) de ontem, após a pregação do presidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), pároco Luca Maria Negroe a pastora Dorothea Mülller, membro da Mesa Valdense, os quase trezentos participantes puderam compartilhar algumas orações. Dentre elas, destacamos a invocação de Irene Grassimembro da igreja valdense de Pisa, que lida com comunicação e arrecadação de fundos na vida. "Deus de amor,venha visitar-nos nas casas das quais não podemos sair – ou das quais olhamos rapidamente, cautelosamente, com os rostos tapados. Venham abraçar-nos um a um, positivos e negativos, doentes e assintomáticos, trabalhadores essenciais e mães trabalhadoras inteligentes, desempregados e contribuintes, raparigas e rapazes com o nariz encostado à janela. Venha nos recolher do sofá, ou do chão, apertar nossas mãos com força, sacudir, soprar.Floresça nele. Venha e sente-se em nossas bolhas de quase dois metros e prepare-nos para quando, em breve, encontraremos as glicínias murchas e nossos companheiros a uma distância segura. Venha puxar nossos cabelos quando esquecemos que os outros não são nossos vizinhos, nós somos seus vizinhos: o corredor, a policial, a enfermeira, o traficante, a moradora de rua, o presidente Conte. Venha desvendar nossas Bíblias e nos mostrar a Palavra que pensávamos conhecer. Vem tomar-nos pela mão e levar-nos para fora, para combater a injustiça, a violência, a opressão, e depois a solidão, a angústia, a dor, respeitando a distância física, e por isso com mais força, com mais audácia, com mais firmeza. Venha e sente-se em nosso lugar na igreja, quando voltarmos à igreja, para que possamos ser forçados a vagar procurando um novo lugar; para nos convencer da necessidade de construir uma nova igreja, um novo mundo, um gosto – totalmente melhorável! – daquele dia em que o Teu Reino virá, quando finalmente seremos curados. Até lá, que o Teu Espírito nos guie e perfure todas as máscaras." Detalhe dos vitrais de Paolo Paschetto na igreja valdense na Piazza Cavour em Roma ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.