Otto per mille valdense e metodista, a lista de 1557 projetos

Otto per mille valdense e metodista, a lista de 1557 projetos

Roma, 15 de setembro de 2022 – A lista completa dos projetos financiados este ano com recursos Otto per Mille (OPM) destinados pelos contribuintes italianos à Igreja Evangélica Valdense foi publicada hoje no site www.ottopermillevaldese.org – União das Igrejas Metodistas e Valdenses. As escolhas para a distribuição dos fundos receberam a aprovação do Sínodo, Assembleia que constitui a mais alta autoridade humana das Igrejas valdenses e metodistas, que aconteceu de 21 a 26 de agosto em Torre Pellice (Turim).

São exatamente 1557 – 1107 na Itália e 450 no exterior – os projetos aos quais foram alocados ativos totais de aproximadamente 45 milhões, adquiridos em virtude de mais de 570 mil assinaturas (3,3% do total de escolhas expressas pelos contribuintes).

Manuela Vinay

“O elemento distintivo deste ano, da convocatória de 2022 – explica Manuela Vinay, responsável pelo Otto per mille – é o maior número de projetos mas também o montante – 45 milhões já atribuídos: nosso recorde”. Como isso foi possível? “Graças ao maior número de assinaturas, ou seja, de contribuintes que optaram pelas igrejas valdenses e metodistas”. Recorde-se que é feita referência ao exercício fiscal de 2018 e às declarações fiscais assinadas em 2019, portanto antes da pandemia.

Como esse registro pode ser explicado? “Colhemos os frutos da nossa consistência ao longo do tempo, feita de transparência e abertura total a todas as realidades. Para nós é um ponto forte estar presente em muitos territórios, mesmo com pequenas associações e projetos locais” que dificilmente têm possibilidade de acesso a fundos e empréstimos de outras instituições ou entidades. “Semear nas mais diversas realidades, mesmo com quantidades mínimas, significa para nós dar uma resposta aos “pequenos” e aos “poucos”, às realidades que estão bem conscientes das necessidades dos territórios onde trabalham e trabalham para outros”, acrescenta Vinay .

Diferentes perspectivas futuras. De fato, o número de assinaturas nas declarações fiscais diz que haverá uma queda significativa nas contribuições (para todas as igrejas). “Durante os anos da pandemia, os contribuintes olharam para o Estado com outros olhos, menos desanimados. Daí a decisão de transferir a cota do Otto per mille das confissões religiosas para o Estado”, disse o chefe do OPM. “Sabemos que vamos ter uma quebra de assinaturas e teremos de ser ainda mais criteriosos e criteriosos na gestão dos fundos – conclui – e vamos tentar privilegiar como sempre a qualidade das intervenções”.

Projetos Otto per mille: todos os números

No que diz respeito às iniciativas apoiadas em Itália, conforme refere o comunicado de imprensa do OPM, o maior número (21% do total) insere-se na categoria “Melhoria das condições de vida das pessoas com deficiência física e mental”. Entre eles, muitos dizem respeito ao tema do “depois de nós” (ou seja, a proteção das pessoas com deficiência deixadas sem apoio familiar), que se faz sentir particularmente hoje. Seguem-se as categorias de “Promoção do bem-estar e crescimento de crianças e jovens” (17%), “Atividades culturais” (16%); luta contra a pobreza, privação social e precariedade laboral (9%), proteção da saúde (8%), acolhimento de refugiados e migrantes (7%), prevenção e combate à violência de género (7%), reabilitação de reclusos e ex- reclusos (4%), educação para a cidadania (4%), proteção ambiental (4%), idosos (3%).

Os projetos internacionais são divididos da seguinte forma: cuidados de saúde e intervenções de proteção à saúde (19%), educação (19%), proteção à criança (12%), treinamento profissional e atividades geradoras de renda (11%), direitos humanos (9%) , desenvolvimento rural e segurança alimentar (9%), promoção do papel da mulher e igualdade de género (9%), ajuda humanitária de emergência (5%), acesso a água e saneamento (3%), luta contra a malnutrição (3%) , proteção ambiental (1%). A maioria dos projetos está concentrada na África e no Oriente Médio, além da América Latina.

As palavras do moderador

“Mesmo num ano ainda muito difícil, pelo prolongamento das consequências da pandemia, que acentuou as já profundas desigualdades no acesso a serviços e direitos essenciais a uma vida com dignidade, segurança e liberdade, – explica Alessandra Trotta, Moderador da Mesa Valdense, – temos a possibilidade de não faltar o nosso apoio a essa parte da cidadania ativa que trabalha todos os dias ao lado e no apoio aos menos e mais necessitados. A maior receita recebida, graças ao aumento das assinaturas dos contribuintes a favor da nossa Igreja, permitiu-nos de facto não só garantir a continuidade de pequenos e grandes projectos levados a cabo por associações e organizações que já tinham entrado na nossa ‘comunidade’ nos últimos anos alargado’, mas também para apoiar muitas novas iniciativas: propostas que este ano receberão pela primeira vez o nosso contributo, para serem investidas, num pacto de confiança, na solidariedade, no desenvolvimento, na cultura, na protecção do ambiente”.

Aqui a lista completa


O Otto per Mille pode ser doado por todos aqueles que fazem uma declaração de imposto a uma das entidades religiosas com as quais o Estado italiano tem um acordo ou ao próprio Estado para os fins estabelecidos por lei. Outros fundos são 5×1000, que podem ser atribuídos a investigação científica ou associações e organizações sem fins lucrativos, e 2×1000, que só podem ser atribuídos a partidos políticos. No entanto, apenas 8×1000 são atribuídos anualmente pelo Ministério das Finanças (uma vez que já está “incluído” na tributação), e funciona efetivamente como uma votação, em que os que se abstêm contribuem para o valor do voto maioritário. Oito por mil de todos os rendimentos declarados são, em qualquer caso, divididos entre o Estado e todas as entidades religiosas responsáveis ​​por recebê-los, na proporção das escolhas efetivamente recebidas por cada organismo.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

O 5×1000 para o Exército de Salvação.  Faça a diferença na vida dos outros

O 5×1000 para o Exército de Salvação. Faça a diferença na vida dos outros

Roma (NEV), 12 de maio de 2023 – "Você também pode estar lá e fazer a diferença na vida dos outros". Assim começa a carta do Exército de Salvação (EdS) apresentando a campanha 5×1000. “A partir de hoje você também pode pensar em participar do nosso compromisso de intervenção social, apoiando todos os programas que realizamos na Itália desde 1887 para ajudar os necessitados e estar próximos sem discriminação”, escreve a EdS. “A escolha de atribuir o 5×1000 a uma organização social não implica custos adicionais e, por isso, não é uma despesa para o contribuinte” explica a EdS na carta. O caminho é simples. Basta indicar o código 07933851003 na declaração de IRS, na secção própria do formulário 730 pré-compilado disponível online a partir de 11 de maio. Há tempo até 2 de outubro. O Exército de Salvação lida com intervenções sociais para famílias, jovens, idosos, sem-teto e muito mais. Abaixo estão alguns detalhes sobre o compromisso da EdS. O QUE SEU 5X1000 TORNA POSSÍVEL Observamos um número cada vez maior de famílias que recorrem aos nossos serviços em toda a Itália, entre os sem-abrigo acolhemos cada vez mais jovens desempregados, cada vez mais pessoas com doenças crónicas que não tomam medicamentos porque não podem sequer pagar a co- pagar o aluguel é cada vez mais difícil e o número de despejos aumenta nas regiões metropolitanas, dois milhões de menores vivem na extrema pobreza, cinquentões que saíram do mercado de trabalho têm dificuldade em encontrar outro e têm vergonha de ir a qualquer entrevista se perderam os dentes e não podem pagar por um tratamento caro. Há famílias sem eletricidade, porque a chegada das contas causa ansiedade quando no meio do mês só sobra dinheiro para as compras, muitos jovens desistem da universidade porque suas famílias não podem pagar as despesas da universidade!Todos os dias ouvimos as pessoas e defendemos os seus direitos, as nossas estruturas acolhem as pessoas respeitando as culturas de origem.Para lidar com tudo isso precisamos da sua ajuda! O QUE É O 5X1000 O 5×1000 indica uma parcela do IRPEF que o Estado italiano distribui entre Entidades que desenvolvem atividades socialmente relevantes, como as sem fins lucrativos. O pagamento é feito em simultâneo com a declaração de IRS (através do Modelo 730 e do Modelo Redditi Persone Fisiche ex Unico) e qualquer pessoa singular pode escolher a forma de atribuição dos seus.Optar por destinar o 5×1000 para uma organização social não envolve custos adicionais e, portanto, não é uma despesa para o contribuinte.Para alocar seu 5×1000, você deve assinar um dos sete campos que aparecem nas declarações de imposto de renda e escrever o código tributário da instituição específica escolhida. Se optar por doar o seu 5×1000 ao Exército de Salvação, terá de assinar a caixa dedicada às Entidades do Terceiro Setor inscritas no RUNTS e no ONLUS inscritas no cartório e introduzir o código fiscal 07933851003. Visite nosso site na seção “5×1000”. Você encontrará todas as informações sobre os métodos de desembolso do 5×1000. Graças ao seu apoio, poderemos garantir ajuda a muitas pessoas nas cidades italianas onde estamos presentes, atendendo às necessidades da humanidade sem discriminação e com amor ao próximo. ...

Ler artigo
20 de agosto.  O Sínodo Valdense começa em Torre Pellice

20 de agosto. O Sínodo Valdense começa em Torre Pellice

Casa Valdense, sede do Sínodo das igrejas Metodista e Valdense. Torre Pellice (Turim) Roma (NEV/CS17), 16 de agosto de 2023 – O Sínodo das Igrejas Metodista e Valdense terá início no domingo, 20 de agosto, em Torre Pellice (Turim). Inicia-se com a habitual procissão, desde a casa valdense até ao templo onde se realiza o culto de abertura, às 15h30. A pregação é confiada ao pastor Sérgio Maná. As obras decorrem de 20 a 25 de agosto. A habitual noite pública (segunda-feira, 21 de agosto, às 20h45, no templo valdense de Torre Pellice) tem como título: “Opressão, resiliência, transformação: mulheres no espaço público”. O Sínodo reúne 180 delegados de toda a Itália e representa o órgão máximo de decisão e democrático para estas igrejas históricas. Temas Entre os principais temas deste Sínodo 2023 estão o compromisso da Igreja na sociedade, a fé, a ética, o papel da mulher nos ministérios e na vida política, religiosa, social e cultural. Outro compromisso importante sobre o qual o Sínodo irá delinear as linhas de trabalho para o próximo ano está em preparação. Na verdade, 2024 será um marco fundamental para os valdenses, que celebrarão o 850º aniversário do nascimento, em Lyon, do Pedro Valdo. Convidados O Sínodo deste ano regista um elevado número de convidados de toda a Itália e do estrangeiro. Foram convidadas diversas personalidades religiosas e leigas, entre as quais o teólogo e pároco Daniele Garrone, presidente da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). O pastor Gênero João Pedro, Presidente da Conferência das Igrejas Protestantes dos Países Latinos da Europa. O Decano da Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI), pároco Carsten Gerdes. O presidente da Federação das Igrejas Pentecostais, pastor Alfredo Giannini. A pastora Mirella ManocchioPresidente da Federação de Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI). Também entre os convidados estavam representantes da Igreja da Escócia (Igreja da Escócia) e da Sociedade Valdense de Ajuda Missionária, da Igreja Evangélica Alemã (Evangelische Kirche em Hessen und Nassau), da Sociedade Valdense Americana e da Igreja Metodista Unida. Mais uma vez, representantes religiosos da Áustria, Bélgica, Alemanha, Grã-Bretanha, Holanda, Portugal, República Checa, Estados Unidos, Suíça e Hungria. O moderador da Mesa Valdense, diácono Alessandra Trotta, será convidado do Culto Evangélico no próximo domingo | Rai Radio 1 entrevistado por Gian Mário Gillio. É possível solicitar entrevistas, materiais, fichas informativas escrevendo para [email protected] – A agência NEV estará presente em Torre Pellice como assessoria de imprensa do Sínodo. Eventos paralelos: 18 de agosto Jornada Teológica "John Miegge" 19 de agosto Os jovens pré-Sínodo (nev.it) O pré-Sínodo das mulheres (nev.it) Par ou ímpar? Uma questão de gênero. 19 de agosto com a Diaconia (nev.it) 31 de agosto Mattarella na Torre Pellice em agosto. O sonho pró-europeu nasceu aqui. (nev.it) Para saber mais: FORMA. Igrejas Metodistas e Valdenses na Itália – Novembro FORMA. Os Valdenses – Novembro ...

Ler artigo
Consulta metodista para começar a partir de 19 de maio

Consulta metodista para começar a partir de 19 de maio

No sábado, dia 20, após um discurso introdutório do Comitê Permanente da Obra para as Igrejas Evangélicas Metodistas na Itália (Opcemi), três temas centrais serão discutidos. Em primeiro lugar, a aproximação (em 2025) do 50º aniversário do Pacto de Integração com a Igreja Valdense: de onde viemos e para onde vamos? A discussão será apresentada pelo professor e pastor Daniele Garrone. O segundo tema “forte” será a ação social. Apresentado por um relatório de Luciano Cirica, o assunto também será discutido com representantes de obras sociais: o Instituto Metodista de Intra-Verbania, segunda casa de acolhida para imigrantes (IEEMI); o Centro Casa mia – Emilio Nitti de Ponticelli (NA) e a Opera diaconale de Scicli. Mas Ecumene também vai falar… Ecumene: depois da inauguração, há um ano, de um primeiro lote de obras de reabilitação, a operação está concluída. Mas aqui faremos um balanço do papel da Ecúmena para nossas igrejas (introdução por Sérgio Aquilante). Esses enunciados são realidades não tanto “da” Igreja Metodista, mas que “da” Igreja Metodista se colocam a serviço de toda a Igreja. Também falaremos sobre o orçamento, e as contribuições para o ano de 2022, ainda parcialmente marcado pela pandemia. A noite de sábado será um momento de festa, com a participação do Coro Triveneto Ghanaian. No domingo de manhã será realizado o culto litúrgico de renovação da Aliança, com Santa Ceia e a participação de alguns elementos do Coro da Igreja Metodista Coreana de Roma. Um traço tangível das obras será mantido na crônica analítica que será elaborada por David Trangoni. As próprias obras também serão filmadas em vídeo para uso do Comitê Permanente da Opcemi (Trabalho para Igrejas Evangélicas Metodistas na Itália). ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.