Bossey.  Conselho Ecumênico reúne Liga Muçulmana e Diálogo de Paz

Bossey. Conselho Ecumênico reúne Liga Muçulmana e Diálogo de Paz

Muhammad Bin Abulkarim Al-Issa, secretário-geral da Liga Mundial Muçulmana, Aamir Javed Sheikh, presidente da Fundação Diálogo para a Paz, e o padre Ioan Sauca, secretário-geral interino do Conselho Mundial de Igrejas, encontram-se no Instituto Ecumênico Bossey. Foto Samuel Mungure/CEC

Roma (NEV), 1º de setembro de 2021 – O secretário geral interino do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), padre Ioan Saucaconheceu ontem Muhammad Bin Abulkarim Al-Issasecretário-geral da Liga Mundial Muçulmana com sede em Meca e Aamir Javed Sheikhchefe da Fundação Diálogo para a Paz, sediada na Noruega, no Instituto Ecumênico Bossey, na Suíça.

Delegações da Liga Mundial Muçulmana, Foundation Dialogue for Peace e CEC durante a reunião no Bossey Ecumenical Institute, 31 de agosto de 2021. Foto Samuel Mungure/CEC

As delegações de cada organização discutiram vários temas. Desde os desafios relacionados à pandemia de covid-19, até a escola de verão inter-religiosa em Bossey. Além disso, do imperativo de fortalecer ainda mais a cooperação inter-religiosa.

Tanto Sauca quanto Al-Issa receberam o “Prêmio Construtor de Pontes”. O prêmio, em 2021, foi concedido por seu trabalho de cooperação inter-religiosa pela paz, juntamente com o rabino-chefe Miguel Melchior da Iniciativa de Paz Religiosa.

Para mais informações clique aqui.

Galeria de fotos do evento.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Turismo, as pensões valdenses reabrem

Turismo, as pensões valdenses reabrem

A partir de amanhã, 21 de maio, a Casa Cares também estará operacional em Reggello, na província de Florença, enquanto em alguns dias será a vez da Casa Valdese em Rio Marina, na ilha de Elba. A Foresteria Valdese de Torre Pellice, no Valli Valdesi, também reabrirá depois. Finalmente, a Waldensian Foresteria em Florença, a Waldensian House em Roma e a Waldensian Foresteria em Veneza estão (já) abertas. As estruturas valdenses, oito casas valdenses espalhadas pela Itália e um albergue, todas administradas pela Diaconia Valdense, são instalações de hospedagem turística, simples, ao alcance de famílias e estudantes, com preços bastante acessíveis - e cuja renda contribui para a atividade solidária da Diaconia - , mas também locais de convivência e cultura, onde acontecem atividades recreativas e são criados espaços para associações. Para todas as informações e para reservar uma estadia, o site de referência é ...

Ler artigo
Mpho Tutu, novo pastor da igreja de Vrijburg

Mpho Tutu, novo pastor da igreja de Vrijburg

Desde 1º de janeiro, o pároco realiza atividades em inglês uma vez por semana, voltadas sobretudo para os interlocutores internacionais presentes em Amsterdã e além. “Sinto-me muito bem-vindo em Vrijburg – declarou o pároco -. Temos vários projetos a realizar. Liderarei um grupo semanal de estudos bíblicos e uma vez por mês organizarei um evento dominical com canções e orações. Além disso, farei uma série de podcasts sobre o tema do perdão, com vários convidados interessantes. Estão todos convidados a juntarem-se a nós, em Vrijburg ou online”. Quem é Mpho Tutu Mpho Tutu foi ordenada pastora na Igreja Episcopal dos Estados Unidos em Springfield, Massachusetts, em 2003. Antes de sua ordenação, ela atuou como diretora do Programa de Descoberta na Igreja de Todos os Santos em Worcester, Massachusetts. Recebeu o título de mestre pela Escola Episcopal Divindade de Cambridge, Massachusetts e, após sua ordenação, começou a pregar na histórica Igreja de Cristo de Alexandria, Virgínia. Anteriormente casado com Joseph Burriscom quem teve dois filhos, em 2015 Mpho Tutu casou-se com uma holandesa, Marceline van Furth, professor de doenças infecciosas pediátricas. Por causa desse casamento, sustentado por seus pais Desmond e Leah, a Igreja Anglicana da África do Sul retirou sua licença para pastorear. A essa altura, Mpho Tutu mudou-se para a Holanda, onde em janeiro retomou sua atividade pastoral na igreja protestante de Vrijburg, voltada para a defesa da igualdade de direitos para todos. Junto com seu pai, ganhador do Prêmio Nobel da Paz, ele escreveu “Faça-se para sempre. E por que isso faz a diferença” e “O livro do perdão. O Caminho Quádruplo para Curar a Nós Mesmos e ao Nosso Mundo”, enquanto junto com o jornalista Allister Sparks escreveu uma biografia de seu pai (Tutu: o retrato autorizado). Ela foi a fundadora da Desmond e Leah Tutu Legacy Foundation e foi seu diretor executivo de 2011 a 2016. ...

Ler artigo
Montagem CEC.  Testemunhe e sirva a Cristo em justiça e aceitação

Montagem CEC. Testemunhe e sirva a Cristo em justiça e aceitação

O pão doce partilhado, segundo a tradição ortodoxa, no final do serviço de encerramento da Assembleia. Foto CEC/A. Hilert. Roma (NEV), 7 de junho de 2018 – “Reunimo-nos num período de incerteza para a Europa em que muitos experimentam uma diminuição da sua dignidade, exploração, pobreza e abuso de poder”. Esta é uma das afirmações iniciais da mensagem final da Assembleia Geral da Conferência das Igrejas Europeias (KEK), realizada em Novi Sad (Sérvia) de 31 de maio a 5 de junho de 2018. O documento, elaborado por uma comissão de assembléia que também incluiu a pastora valdense Letizia Tomassone, foi aprovado no último dia de trabalho e abordou os três grandes temas do encontro: hospitalidade, justiça e testemunho. Um apelo às igrejas membros da CEC "para moldar uma Europa na qual seja possível construir pontes para o bem de todos no nosso continente e no mundo". Abaixo estão alguns dos compromissos assumidos no documento, que pode ser lido aqui na íntegra em inglês. Uma das “Fotos de Família” dos participantes da Assembleia; foto KEK/A. Hilert. “Temos o compromisso de ser testemunhas de Cristo proclamando ao mundo seu amor e graça salvadores; em ser comunidades inclusivas, que promovem a plena realização do homem e da mulher e defendem a dignidade humana de cada pessoa; em ser uma comunidade intergeracional que valoriza a voz dos jovens, que são o nosso presente e não apenas o nosso futuro”. "Nos estamos comprometidos em servir a Cristo na busca e prática da justiçaatravés da reconciliação e resolução pacífica de conflitos; em apoiar, reconhecer e ouvir aqueles em nossas igrejas, sociedades e em nosso mundo que se sentem marginalizados e sem voz; na salvaguarda da criação de Deus e no trabalho pela justiça climática e ecológica". "Nos estamos comprometidos em servir a Cristo em mútua hospitalidade, dado e recebido, oferecendo um acolhimento generoso aos refugiados e estrangeiros de todas as fés ou credos; em fazer ouvir nossas vozes para superar a divisão, exclusão e marginalização e promover os direitos humanos e a justiça econômica para todos; em reconhecer a hospitalidade oferecida a nós por Deus em sua criação e em trabalhar juntos pela integridade da criação”. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.