FCEI, a palavra aos conselheiros cessantes.  Ilaria Castaldo

FCEI, a palavra aos conselheiros cessantes. Ilaria Castaldo

Roma (NEV), 26 de outubro de 2021 – Em vista da Assembleia que se realizará dentro de alguns dias, quando o atual Conselho da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI) encerrará seu mandato e um novo Conselho e um novo presidente será eleito , reunimos o testemunho de serviço nestes anos de trabalho no Conselho da Federação, àqueles que, ou seja, têm orientado o caminho da FCEI. Pedimos assim aos vereadores e vereadores cessantes que nos falassem do passado, através de um balanço da experiência feita, e um olhar para o futuro.

O Conselho da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), triênio 2018/2021, imagem de arquivo

É hora de Ilaria Castaldotenente auxiliar do Exército de Salvação, atualmente responsável pela Casa Vacanze Concordia e pela comunidade local de Forio d’Ischia.

Qual é a sua avaliação desta experiência?

“O balanço desta experiência é absolutamente positivo. Lembro-me dos Assizes em que fui eleito: cheguei a Pomezia quando realmente não sabia nada sobre a FCEI. A única coisa que me deu coragem na época foi ver rostos conhecidos aqui e ali, já que a família de minha mãe é valdense. De resto, era tudo para perceber… Mas naqueles dias, ouvindo o relatório trienal e assistindo às várias sessões pensei que gostaria de mais Exército de Salvação na FCEI e mais FCEI no Exército de Salvação.

Desde o primeiro Concílio em Roma, tentei entender o que realmente era a FCEI e qual o papel que o Exército poderia desempenhar em tudo isso. Nos últimos anos trabalhamos muito, em programas, mas também em unidade e possíveis interações. Foram anos de viragem para algumas questões e foi emocionante ter a sensação de contribuir para os progressos, conquistas e mudanças que aconteceram.

Como representante de uma igreja que sempre luta com a falta de meios financeiros, foi bom ajudar e contribuir para a criação, design e implementação de uma série de projetos que agora estão em pleno andamento.

Esses anos foram uma grande oportunidade para ampliar meu horizonte no cenário evangélico da FCEI. Tive oportunidade de visitar algumas das nossas realidades, de constatar a inventividade, espírito e vontade dos nossos coordenadores e operadores. Tentei ajudar a aumentar a conscientização sobre o FCEI em minha comunidade e talvez também o Exército de Salvação no FCEI.

Que testemunho você tem vontade de deixar para aqueles que virão depois de você?

A quem me substituir no Conselho como representante do Exército, gostaria de recomendar que “estejam lá”. Muitas vezes ser minoria pode te levar a dar um passo atrás, mas acho que a beleza da FCEI é que somos um condomínio de igrejas que procuram ser uma família para fazer o bem ao próximo e a nós mesmos. Isso é algo que vale a pena gastar dinheiro. É maravilhoso que, com nossas particularidades, possamos trabalhar juntos, nos conhecer, nos enriquecer e atender às necessidades dos outros. Todos nós temos algo para dar.

Em geral, no próximo Concílio gostaria de dizer duas coisas.

Estrategicamente, estar junto é mais inteligente: juntos temos mais chances de sermos relevantes e mais eficazes nas ações que realizamos. Em um mundo onde há exclusões de todo tipo em benefício de uma uniformidade que cheira a achatamento, a ideia de igrejas com ideias e posicionamentos diferentes em alguns campos, mas que saibam planejar, dialogar e trabalhar juntas é uma realidade que vale a pena defender.

E quero concluir repetindo o que venho dizendo há algum tempo: não esqueçamos de dizer, sempre que tivermos oportunidade, o que nos move. O que chamamos de “testemunho” deve ser explícito, transmitido, explicado como 1 Pedro 3:15 diz “Estai sempre prontos para dar conta da esperança que há em vós”. Fazemos muitas coisas importantes e bonitas com profissionalismo e cuidado: seria muito triste se não disséssemos que somos motivados e movidos pelo amor por excelência: aquele demonstrado por Deus através de Jesus Cristo.

Bom trabalho para todos vocês!”.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Corredores humanitários Síria, chegada hoje do Líbano

Corredores humanitários Síria, chegada hoje do Líbano

Roma (NEV), 25 de novembro de 2022 – Farid tem 38 anos, passou muito tempo, cerca de quatro anos, em uma prisão síria, por motivos políticos. Ele tem duas filhas pequenas, de 7 e 5 anos. Enquanto ele estava sob custódia, sua esposa foi morta, um míssil atingiu sua casa. Hoje ele chega à Itália, junto com sua nova companheira e as meninas, graças a um corredor humanitário do Líbano, país onde se refugiou. Eles irão morar na Calábria. Talvez consiga voltar ao seu esporte favorito, o karatê, do qual também foi treinador. Bem-vindo bem vindo. Abaixo os dados dos corredores do Líbano: Para saber mais: ...

Ler artigo
O Sínodo das Igrejas Metodistas e Valdenses encerra amanhã

O Sínodo das Igrejas Metodistas e Valdenses encerra amanhã

Roma (SSSMV05), 24 de agosto de 2021 – A habitual noite pública foi realizada ontem como parte do Sínodo das igrejas metodistas e valdenses. A nomeação, intitulada como o plano de recuperação da UE após a Covid, mas com um ponto de interrogação "Próxima geração da UE? – os jovens e a Europa, entre o sonho da recuperação e o risco da marginalização”, contou com a presença Stefano Allievisociólogo da Universidade de Pádua. Brando Benifeichefe da delegação do PD no Parlamento Europeu. Annalisa Camilli, jornalista da Internazionale (ligado). a pastora Daniela DiCarlo. Discutiu-se demografia, fronteiras e fronteiras, espaço para jovens e minorias, migrações. Da “gerontocracia” e da necessidade de abertura a um novo pacto intergeracional que dê mais espaço à atividade dos jovens. Além disso, falou-se em superação de conflitos, representação e poder, o papel da mulher e a urgência de criarmos juntos novas políticas e novos imaginários. O presidente designado do Sínodo de 2021 Valdo Spini interveio no final do debate e disse: “precisamos de uma vontade política europeia comum”. O moderador da Mesa Valdense Alessandra Trotta concluiu o debate com algumas considerações sobre a importância da relação entre as gerações, que “deve tornar-se – como gostam de dizer os crentes – um pacto, a ser construído com confiança recíproca”. E citando Martin Luther King: é necessário "tomar decisões corretas, não convenientes". A reunião, moderada pelo coordenador do Mediterranean Hope, o programa de migrantes e refugiados da Federação das Igrejas Protestantes na Itália (FCEI), marta bernardinie pelo vice-diretor do Centro Ecumênico Ágape, Valéria Lucenti, foi acompanhado por mais de 200 participantes, tanto presenciais como online. Para rever as palestras clique AQUI. “Subestimar os jovens é um erro trágico”. Este é o título da entrevista exclusiva com o sociólogo Stefano Allievi, um dos convidados da noite pública. www.chiesavaldese.org Hoje às 18h30 resumo web press ao vivo do Sínodo com Valdo Spini.Quarta-feira, 25 de agosto, novamente às 18h30, coletiva de imprensa final. Conectar www.rbe.it. Explore o Sínodo 2021 Assessoria de Imprensa: NEV-Agência de Imprensa de Notícias Evangélicas – www.nev.it – Twitter: @nev_it – Facebook: @AgenziaNEV – [email protected] (NEVCS/22) ...

Ler artigo
“Não à superação das leis do mercado”

“Não à superação das leis do mercado”

Roma (NEV), 23 de março de 2023 – “Não podemos e não queremos desviar o olhar das injustiças que se perpetuam ao nosso lado; porque acreditamos que mudar de rumo é certo, necessário, possível". Com estas palavras, a igreja valdense de Florença anuncia sua "presença solidária" ao lado dos trabalhadores de QF ex Gkn, que convocaram uma manifestação nacional para sábado, 25 de março. A disputa surgiu há dois anos: no centro estão os funcionários da fábrica Campi Bisenzio, a poucos quilômetros de Florença, cuja alienação pela multinacional Gkn anunciou em julho de 2021. Desde então, como explica Angelo Mastrandrea neste extenso artigo no Il post , os trabalhadores têm estado em “assembléia permanente”, desde que receberam via email da empresa, que é propriedade do fundo inglês Melrose desde 2018, a comunicação do início do processo de despedimento. Não se desmobilizaram quando, a 23 de dezembro de 2021, o empresário Francesco Borgomeo assumiu a empresa, com o plano de a converter para a construção de motores elétricos. Agora desde fevereiro passado a empresa está em liquidação, com um liquidante substituindo outro e o Coletivo de Fábrica pede uma comissão parlamentar no Gkn e que sejam pagos salários que não veem há 6 meses. Enquanto isso, depois de um ano e meio de "controle permanente, luta, expectativas, esperanças traídas e mais de cinco meses de salários não pagos, não nos resta outra alternativa senão assumir a ex-fábrica de Gkn de forma cooperativa", escreve o trabalhadores. E “a fábrica deve sobreviver criando uma alternativa apenas com a força dos mais de 300 trabalhadores que foram despedidos a 9 de julho de 2021 e de todos os solidários que se juntaram a nós”. Daí o plano de reindustrializar a antiga GKN por baixo e fazê-lo de forma sustentável, através da produção de painéis fotovoltaicos, baterias e bicicletas de carga com reduzido impacto ecológico, com uma campanha de crowdfunding: “Não à deificação idólatra do Mercado – lê-se no panfleto divulgado pela igreja valdense da capital toscana -. Afirmamos que Jesus de Nazaré e não o mercado é o Senhor da história, por isso nos opomos ao poder excessivo das leis do mercado em cujo altar são imolados os direitos e a vida dos trabalhadores e suas famílias. Manifestamos assim o nosso firme desacordo com as práticas de relocalização que seguem o único critério da procura de maiores lucros sem qualquer consideração pelos interesses dos territórios. Afirmamos fortemente a convicção de que a mudança é certa, necessária e possível”. Aqui o apelo dos trabalhadores com todas as adesões. [embed]https://www.youtube.com/watch?v=VrfSlTC0_iQ[/embed] Para saber mais: Insorgiamo.org “Novo Desafio de Gkn”, Itália jacobina23/03/2023 "O caso Gkn, os trabalhadores no parlamento", o poster. As duas guias a seguir alteram o conteúdo abaixo. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.