Viagens e Fronteiras – Nevada

Viagens e Fronteiras – Nevada

Roma (NEV), 8 de dezembro de 2022 – Viagens e fronteiras serão discutidas no próximo episódio de “Protestantismo”, a transmissão da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália transmitida pela Rai Tre no domingo, 11 de dezembro. “Milhões de pessoas em todo o mundo se mudam para escapar de guerras, mudanças climáticas, pobreza ou simplesmente para buscar um futuro melhor. Mas o direito de viajar é o mesmo para todos neste planeta? Ou as fronteiras muitas vezes se tornam paredes intransponíveis para os nascidos em algumas áreas do mundo? E as fronteiras dividem apenas nações diferentes ou também existem fronteiras dentro de um mesmo país?”, lê-se na apresentação do episódio. O maestro da transmissão será como sempre Cláudio Paravati. No estúdio a contribuição do escritor Djarah Kan e de Paulo Naso.

Os autores dos serviços são Bárbara batalhacom entrevista de dois jovens afegãos e relato do mais recente corredor humanitário para a população afegã, do Paquistão, e Sara Maniseracom uma reportagem sobre o festival de cinema de Rosarno, um dos projetos realizados graças ao albergue solidário “Dambe so” da Mediterranean Hope, o programa de migrantes e refugiados da FCEI, e uma ficha informativa sobre o direito de viajar e o “peso específico” dos diferentes passaportes.

O episódio será transmitido no domingo, 11 de dezembro, às 7h, as reprises serão transmitidas na noite de terça-feira, 13 de dezembro, às 13h10, na noite de quarta-feira, 14 de dezembro, às 13h10, finalmente na noite de segunda-feira, 19 de dezembro, às 13h45, novamente no Rai 3.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

unidos na vida, diferentes na fé

unidos na vida, diferentes na fé

Roma (NEV), 6 de outubro de 2020 – Mulheres de fé em diálogo junto com Religiões pela Paz convidam para a conferência "Casais e Religiões: Unidos na vida, diferentes na fé", que será realizada na quarta-feira, 7 de outubro, das 16h às 18h em o Campidoglio, na Sala da Protomoteca. Também será possível acompanhar o evento online. Entre os participantes, também a pastora Gabriela Liopresidente da Federação das Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI), que dará testemunho sobre o documento sobre os casamentos interconfessionais entre batistas e católicos de 5 de outubro de 2007 e, em particular, sobre os efeitos derivados das doutrinas divergentes, sobre as questões críticas em completando a cooperação para ajudar os futuros esposos no caminho comum que está prestes a começar, sobre o baptismo dos crentes e o pedobatismo, sobre a educação religiosa dos filhos e filhas. Segue abaixo o programa de 7 de outubro de 2020 Para participar pessoalmente da conferência, é necessário se inscrever neste endereço, a fim de evitar aglomerações. À entrada será medida a temperatura e disponibilizado gel desinfetante para as mãos. Além disso, para participar do evento, será obrigatório o uso de máscara. Para acompanhar a transmissão ao vivo online, clique aqui: www.facebook.com/DonnedifedeinDialogo A conferência é organizada em colaboração com a Comissão de Igualdade de Oportunidades da Assembleia Capitolina em Roma. A rede “Mulheres de Fé em Diálogo” é um grupo de mulheres de diferentes credos que há anos promove o diálogo entre religiões e culturas. O grupo, que atua em todo o país há mais de uma década, segue os princípios das Religiões pela Paz Itália. ...

Ler artigo
Um amor acabado é realmente o fim de tudo?

Um amor acabado é realmente o fim de tudo?

Roma (NEV), 6 de dezembro de 2021 – Tristeza, medo, esperança, confiança, alegria e amor. Essas são as "emoções de fé" representadas na minissérie proposta pela Igreja Evangélica Valdense e pela Igreja Protestante Unida da França. “A partir deste primeiro episódio sobre a tristeza, seguimos nossa protagonista em sua jornada entre a Bíblia e as emoções de sua vida de adolescente – escrevem as igrejas patrocinadoras -. Irá prevalecer o desânimo ou ele conseguirá encontrar (e reencontrar) uma luz dentro de si?”. Os vídeos serão transmitidos diariamente até 19 de dezembro de 2021. Feita para a web, a minissérie se chama “As emoções da fé e estará disponível no Instagram, Facebook, YouTube e sites das respectivas igrejas. As duas primeiras séries, estreladas por Léa E Camila, são seis episódios cada. Disponíveis em francês e italiano, serão traduzidos para espanhol, português, holandês e alemão em janeiro de 2022. A iniciativa também conta com o apoio da Conferência das Igrejas Protestantes dos Países Latinos da Europa (CEPPLE). [embed]https://www.youtube.com/watch?v=0qwv4ptPDR0[/embed] ...

Ler artigo
16 dias para superar a violência, 14º dia.  Aproveite em nome de Jesus

16 dias para superar a violência, 14º dia. Aproveite em nome de Jesus

FILIPPO BERTA, À NOSSA IMAGEM E SEMELHANÇA, 2017. Foto de Elena Ribet Roma (NEV), 8 de dezembro de 2022 – Publicamos, em fascículos e dia a dia, as reflexões do livrinho "16 dias contra a violência" editado pela Federação das Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI) a partir de 25 de novembro, Dia Internacional da Eliminação da violência contra a mulher, até 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos. Para rever a apresentação oficial do dossiê, clique aqui. DIA 14: 8 DE DEZEMBRO Aproveite em nome de Jesus SOLICITARdiscutir Por que tanto desprezo eexploração das mulheres pelos religiosos cristãos? Gabriela65 anos, Bolívia Aos 12 anos, alguns padres de Buenos Aires vieram à igrejinha da minha aldeia na Bolívia; junto com nosso pároco convenceram minha mãe a me deixar partir com eles para aquela cidade distante. Eu tinha, diziam, “vocação para a santidade, para servir a Deus”, faziam-me estudar, desenvolver os meus dons. Nunca estudei, tive de trabalhar durante 50 anos como servente em residências de membros do Opus Dei, sem remuneração, até 15 horas por dia; Nunca tomei banho quente e todos os dias fui forçado a "orações" exaustivas e autoflagelação.Nos muitos séculos de sua história, a Igreja compartilhou uma visão patriarcal do mundo que favoreceu diversas formas de submissão, escravização, exploração, discriminação da mulher, dentro e fora da Igreja. Ainda hoje, depois das pequenas-grandes conquistas das teólogas feministas desde a década de 1970, a mentalidade e a teologia sexistas feitas de estereótipos e preconceitos continuam à espreita nas dobras das estruturas eclesiásticas, produzindo violência de gênero, especialmente contra as pessoas mais frágeis. Apesar de alguns passos tímidos no reconhecimento da dignidade da mulher pelo Papa Francisco, o dia em que a Igreja reconhecerá seu próprio pecado de indiferença, silêncio e cumplicidade ocasional com suas estruturas machistas ainda parece distante. Em 2 de agosto de 2022, a ADISTA deu a notícia de 43 corajosas mulheres latino-americanas que ousaram denunciar os abusos de "tráfico de pessoas, exploração e escravização" perpetrados pelo poderoso Opus Dei. Lendo os detalhes, é difícil acreditar na data. proposta de visão MADALENA dirigido por Peter Mullan Reino Unido, 2002, 114' Uma lúcida acusação contra aqueles que, em nome da religião, causaram humilhação e sofrimento a milhares de meninas na Irlanda nos anos 60. Bibliografia A.VV., A Itália das mulheres. Setenta anos de luta e conquistas, Donzelli, 2018, pp. 344, 28,50 euros.Valentina Camerini (autor) Veronica Carradizer (ilustrador), As mais belas histórias de mulheres corajoso, Gribaudo, 2019, pp.186, euro 12, 66.Coletivo Feminista de Boston, nós e os nossos corpo, Feltrinelli, Milão, 1977, 19,90 euros.Malalai Joya, Enquanto eu tiver voz - minha luta contra senhores da guerra e a opressão de Mulheres afegãs, Piemme, 2011, pp. 321, euros 5, 25.Azar Nafisi, Lendo Lolita em Teerã, Adelphi, 2007, pág. 379, 12,35 euros.Taty Almeida, Massimo Carlotto, Renzo Sicco, O Quinta-feira das Madres de Plaza de Majo, Claudiana, Turim, 2019, pp.202, Euro 14, 90.Caroline Criado Perez, Invisível. como nosso mundo ignora as mulheres em todos os campos. Dados em mão, Einaudi, Turim, 2020, pp. 472, 18,52 euros.Federica Tourn, Vire o mundo de cabeça para baixo. os movimentosde mulheres e política, edições Aut Aut, 2020, pp. 300, 16 euros. VERSÍCULO BÍBLICO Andem como filhos (filhas) da luz, pois o fruto da luz consiste em tudo o que é bondade, justiça e verdade (Efésios 5, 8-9) COMENTE A ordem de Jesus "ide e pregai o evangelho a toda criatura" se manifesta no serviço a Deus e ao próximo. O "serviço" realiza-se tornando visível ao mundo a luz de Cristo e os seus frutos de bondade, justiça e verdade!Se a realidade social ainda mostra hoje em 2022 atitudes de exploração e discriminação de gênero, dentro e fora da Igreja, isso significa que somos chamados a nos comportar como filhos da luz, pela autoridade que nos é dada por Deus; temos a urgência de continuar, sem nos cansar, de não ficar parados em silêncio confortável para nos opor, quebrar, vencer todas as formas de violência. ORAÇÃO Em nome de Jesus Cristo,nós te pedimos Senhorpara nos apoiar e acompanharno trabalho que você nos confiou.Faça-nos dignos de ser seufilhas capazes da luzpara espalhar a sua verdade para o mundomensagem de amor, justiça e verdade.Amém. A cartilha “16 dias para vencer a violência” pode ser baixada na íntegra em formato PDF (clique no link abaixo): 16 dias FDEI 2022 (disponível também em alemão, inglês e espanhol). Falamos de Irã, Afeganistão, Argentina, mas também de trabalho; dos jovens; de contracepção, aborto, prevenção; de política. E de felicidade. A publicação contra a violência contra a mulher também pode ser encontrada em encarte no semanário Riforma. “16 Dias Contra a Violência” é uma campanha internacional anual que começa em 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher, e termina em 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos. O Conselho Mundial de Igrejas (CEC) também está se juntando à campanha com várias iniciativas. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.