As laranjas solidárias da Etika estão de volta

As laranjas solidárias da Etika estão de volta

Roma (NEV), 10 de novembro de 2022 – As laranjas solidárias do projeto Etika da Mediterranean Hope (MH), o programa de refugiados e migrantes da Federação de Igrejas Evangélicas na Itália, estão de volta, em colaboração com o Sos Rosarno e o Mani e Cooperativa Terra.
“Esperança do Mediterrâneo – explica marta bernardini, coordenadora do MS – continua suas atividades na planície de Gioia Tauro pela defesa dos direitos dos trabalhadores trabalhistas. Continuam os projetos Luci su Rosarno e Fora do escuro, por meio dos quais foram distribuídos no ano passado dispositivos de iluminação para 600 bicicletas e 700 jaquetas com faixas refletoras de alta visibilidade para a segurança dos trabalhadores que trafegam pelas estradas para chegar aos campos escuros e perigosos. “
A novidade deste ano foi “a abertura de um albergue social em San Ferdinando (RC). O Dambe So Social Hostel – que na língua Bambarà significa “casa da dignidade” – foi inaugurado em fevereiro de 2022, e foi concebido como uma casa ecológica que acolhe trabalhadores na época dos citrinos e apoia, durante o verão, roteiros de turismo solidário . Na Piana di Gioia Tauro, onde o MH opera desde 2019, “83% dos trabalhadores trabalham em condições de exploração e vivem em situações de privação: interferência do crime organizado, contratações ilegais, condições extremas de trabalho e
desumano, salários abaixo do salário mínimo, degradação ambiental e habitacional. Neste contexto, o Dambe So está em condições de acolher em segurança, dignidade e legalidade 20 trabalhadores que contribuem para os custos da habitação com uma quota sustentável. O Hostel é assim parcialmente autofinanciado pelos seus residentes e pela taxa de adesão que é aplicada na venda de laranjas da marca Etika”.
A Etika é, assim, a marca de uma cadeia de compras solidária que “no ano passado conseguiu distribuir 100.000 kg de laranjas produzidas pela cooperativa Mani e Terra, ligada à Sos Rosarno. A rede de compras envolveu muitas igrejas protestantes italianas e estrangeiras. Para os produtores que procuram conciliar o respeito pelos direitos dos trabalhadores, pelo ambiente e pela responsabilidade social das empresas, estas compras são muito importantes porque permitem contrariar a concorrência imposta pelos mercados com contínuas reduções de preços”.

Ainda este ano, portanto, a proposta da Mediterranean Hope para quem compra laranjas Etika é “um preço que inclui o acréscimo de uma “taxa social” de 10% para apoiar as práticas solidárias realizadas pelo MH no Piana di Gioia Tauro, antes de tudo o albergue social. Ao adquirir laranjas Etika – conclui Bernardini – você estará, portanto, apoiando diretamente projetos sociais, demonstrando que é possível construir um mecanismo que, conforme prevê nossa Constituição, preconiza a responsabilidade social empresarial, garantindo dignidade e respeito aos trabalhadores”.
Para encomendas escreva para [email protected] referindo o ficheiro excel a solicitar e enviar. Para qualquer outro esclarecimento sobre os projetos de MH na Calábria, escreva para [email protected].


Informações e materiais:

Rosarno Film Festival, “ousar inventar o futuro”

ETIKA_brochure_ENG

Carta de campanha Etika 22-23

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Suíço.  Em 17 de janeiro, os protestantes de Zurique se reúnem no Grossmünster

Suíço. Em 17 de janeiro, os protestantes de Zurique se reúnem no Grossmünster

Foto do Wikimedia Commons Roma (NEV), 11 de janeiro de 2021 – O culto ecumênico será realizado no próximo domingo, 17 de janeiro, em Grossmünster, em Zurique, Suíça. A antiga catedral, de onde a Reforma suíça começou com Ulrich Zwinglio, acolherá as diferentes denominações protestantes de Zurique. O culto começará às 10h e incluirá partes litúrgicas em diferentes idiomas e pregação multivocal. a pastora Lydia Maggi representará a Igreja Evangélica Valdense de língua italiana Zurique-Waldenser. O consistório, conforme consta na carta periódica da comunidade, também decidiu doar as arrecadações do mês de janeiro a pessoas empobrecidas pela covid-19. “Infelizmente – lê-se no boletim – o ano passado de 2020 deixou muitas famílias sem trabalho e é justo tentar dar uma ajuda concreta a essas pessoas. Nossa comunidade estará, portanto, empenhada durante todo o mês de janeiro para esse fim”. Será possível acompanhar o culto em streaming neste link: A participação presencial, com número limitado, é possível mediante anúncio por telefone (044 462 04 11) ou por correio ([email protected]) Lydia Maggi ela é uma pastora batista, estudiosa da Bíblia, teóloga. Ela foi designada para o "ministério itinerante", instituído pela Assembleia da União Cristã Evangélica Batista da Itália (UCEBI) em 2018. A própria pastora assim descreveu a tarefa: "O ministério itinerante representa a possibilidade de levar a Bíblia a pessoas que não a teria encontrado facilmente, para tirá-la dos contextos habituais, nas festas, nas bibliotecas, nas paróquias, entre as pessoas que não frequentam as igrejas". ...

Ler artigo
unidos na vida, diferentes na fé

unidos na vida, diferentes na fé

Roma (NEV), 6 de outubro de 2020 – Mulheres de fé em diálogo junto com Religiões pela Paz convidam para a conferência "Casais e Religiões: Unidos na vida, diferentes na fé", que será realizada na quarta-feira, 7 de outubro, das 16h às 18h em o Campidoglio, na Sala da Protomoteca. Também será possível acompanhar o evento online. Entre os participantes, também a pastora Gabriela Liopresidente da Federação das Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI), que dará testemunho sobre o documento sobre os casamentos interconfessionais entre batistas e católicos de 5 de outubro de 2007 e, em particular, sobre os efeitos derivados das doutrinas divergentes, sobre as questões críticas em completando a cooperação para ajudar os futuros esposos no caminho comum que está prestes a começar, sobre o baptismo dos crentes e o pedobatismo, sobre a educação religiosa dos filhos e filhas. Segue abaixo o programa de 7 de outubro de 2020 Para participar pessoalmente da conferência, é necessário se inscrever neste endereço, a fim de evitar aglomerações. À entrada será medida a temperatura e disponibilizado gel desinfetante para as mãos. Além disso, para participar do evento, será obrigatório o uso de máscara. Para acompanhar a transmissão ao vivo online, clique aqui: www.facebook.com/DonnedifedeinDialogo A conferência é organizada em colaboração com a Comissão de Igualdade de Oportunidades da Assembleia Capitolina em Roma. A rede “Mulheres de Fé em Diálogo” é um grupo de mulheres de diferentes credos que há anos promove o diálogo entre religiões e culturas. O grupo, que atua em todo o país há mais de uma década, segue os princípios das Religiões pela Paz Itália. ...

Ler artigo
Começa o Sínodo Luterano: continuidade, mudança, futuro

Começa o Sínodo Luterano: continuidade, mudança, futuro

Foto do CELI - imagem de arquivo do Sínodo 2020 Roma (NEV/CS09), 28 de abril de 2021 – A 2ª sessão do XXIII Sínodo da Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI) começa na quinta-feira, 29 de abril. Os 56 sínodos, conectados por todas as comunidades da Itália, estão prontos para a sessão digital. Título desta sessão: "Continuidade, mudança, futuro - A Misericórdia como responsabilidade da Igreja". Dois dias e meio de insights, reflexões e decisões, que incluem também 6 “salas virtuais” temáticas. No centro do Sínodo, discussões sobre: ​​meio ambiente, jovens, atividade diaconal, justiça de gênero, processamento do coronavírus, igreja digital. Os trabalhos sinodais começam na sexta-feira, 30 de abril, a partir das 9h. Começam com o Relatório do Decano da Igreja Evangélica Luterana na Itália, Heiner Bludau. Bludau é decano há sete anos e, com este Sínodo, inicia seu último mandato. Sobre seus anos na Itália, ele diz que foram "mais emocionantes do que qualquer coisa que já experimentei em minha vida profissional". O programa (resumo) O Sínodo começa oficialmente na quinta-feira, 29 de abril, às 17h30, com as inscrições. Às 18h, o culto de abertura. O Secretário Geral Luterano Mundial Martin Junge e o Papa Francisco na Comemoração Conjunta da Reforma em Malmö. 2017 – Foto: Igreja da Suécia Grandes expectativas para o Convidado de Honra, que será o pároco Martin Junge, Secretário Geral da Federação Luterana Mundial (WLF). Seu discurso estará disponível em streaming na sexta-feira, 30 de abril, a partir das 15h (em alemão com tradução simultânea para o italiano). O bispo também é esperado Leon Novak da igreja evangélica da confissão de Augsburg na Eslovênia com o presidente da Comissão Episcopal para o ecumenismo e o diálogo da Conferência Episcopal Italiana (CEI) Mons. Ambrogio Spreafico (sexta-feira, 30, às 10h35). o bispo Michael Chalupka da Igreja Luterana na Áustria (sexta-feira, 30, às 12h50). Por fim, o pároco Luca Maria Negropresidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), sábado, 1º de maio, às 14h30. convidados italianos Entre os convidados italianos, aliás, também o diácono Alessandra Trotta, moderador do Tavola Valdese. a pastora Mirella Manocchiopresidente da Obra das Igrejas Evangélicas Metodistas na Itália (OPCEMI). John Archdeacon, presidente da União Cristã Evangélica Batista da Itália (UCEBI). a pastora Gabriela Liopresidente da Federação das Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI). Para saber mais: Fotos retiradas do site do CELI Nos destacamos pela nossa liberdade. Entrevista com Cordelia Vitiello, representante legal do CELI e conselheiro da FLM, além de presidente do Hospital Evangélico Betânia de Nápoles. Envolvido em vários projetos diaconais em Nápoles e arredores. Filho de mãe alemã e pai napolitano, Vitiello representa "a alma bicultural do CELI". A Igreja é visível sobretudo através da diaconia. Entrevista com Christine Fettig, leigo consistorial de Trieste. “Christine Fettig é segurança. Em sua comunidade, em Trieste, sabem que podem contar com ela para tudo”. Um de seus temas é a justiça de gênero. É importante começar as coisas. Entrevista com Kirsten Thielevice-reitor CELI. “A decisão sobre uma posição oficial do CELI em relação à justiça de gênero está muito próxima do meu coração. O documento não precisa conter todos os aspectos do assunto. Nem tudo tem que estar ali, não temos que ficar atolado querendo exagerar. É importante votar um documento que seja a posição oficial do CELI como ponto de partida para todos os trabalhos futuros”… Novo formato – novas rotas?. Entrevista com Ingrid Pfrommer, vice-presidente do Sínodo do CELI, sobre os desafios de um sínodo online. “Uma experiência completamente nova”. Pela primeira vez, ela é responsável por todo o planejamento do Sínodo junto com o presidente Wolfgang Prader. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.