Em 9 de outubro, o primeiro episódio da Rádio GLAM.  Do ego ao eco

Em 9 de outubro, o primeiro episódio da Rádio GLAM. Do ego ao eco

Roma (NEV), 5 de outubro de 2022 – Tudo está pronto para o primeiro episódio da Rádio GLAM. Encontro no zoom, domingo, 9 de outubro, às 18h.

O tema deste primeiro encontro é: como passar do ego ao eco… “Estávamos sozinhos e formulamos algo juntos. Assim nasce uma ecocomunidade”, diz o coordenador da Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), Maria Elena Lacquaniti.

A Radio GLAM coleta vozes em torno do meio ambiente e da globalização. Neste primeiro episódio haverá uma conexão com a igreja batista na via dei Bastioni em Civitavecchia, promovida como uma “eco-comunidade autônoma”. Além disso, falaremos sobre os compromissos de novembro.

Uma ecocomunidade autônoma é aquela que, de baixo para cima, decide levar a sério os pedidos coletivos. E reúne escolhas individuais e coletivas a serviço da comunidade e do meio ambiente. Assim, portanto, a igreja de Civitavecchia e seus membros optam por usar energia fotovoltaica. Promover o uso de lâmpadas de baixo consumo. Eles dizem não ao plástico. E, novamente, eles separam, reciclam e reutilizam. Eles decidem abrir uma conta corrente “ética” excluindo bancos armados. Eles fazem viagens sustentáveis. Eles cultivam jardins e estudam como criar jardins compartilhados sustentáveis.

Para participar da Radio GLAM envie um e-mail para o seguinte endereço de e-mail comissã[email protected] ou entre em contato com os representantes da comunidade ecológica.


A igreja anfitriã da Rádio GLAM

Está localizado em Civitavecchia na via dei Bastioni 18. Pastor: Italo Benedetti. Está presente na área há 120 anos e conta com 50 associados. É uma comunidade ecológica desde 2017. Entre as práticas virtuosas contamos: instalação de painéis fotovoltaicos, adoção de iluminação economizadora de energia, abolição total do plástico, sensibilização na escolha do banco, celebração do Tempo da Criação, organização de conferências sobre questões ambientais, convênios com escolas para a elaboração de “corredores ecológicos e ecumênicos para insetos polinizadores”.


Foto Alex Blajan – Unsplash

Mais algumas informações:


Quem ouve Rádio GLAM?

Todos aqueles que têm interesse em fazer parte desta comunidade, que questiona e une numa eco-comunidade ou que olha com curiosidade para conhecer, para propor, para participar até com um contributo criativo, música, leitura, partilha de materiais.

Por que o nome Radio GLAM?

Porque usa a linguagem direta e imediata do rádio, uma linguagem simples na qual jovens e adultos podem se reconhecer e se expressar.

Quando Rádio GLAM?

Todos os meses, um encontro de uma hora durante o qual haverá testemunhos e/ou informações de eco comunidades, mas também de crentes individuais, ativistas, apoiadores da sociedade civil interessados ​​em questões relacionadas à espiritualidade e proteção da criação que o GlAM apóia. Notícias, projetos e programas nacionais e internacionais…

Como assinar a Rádio GLAM?

Envie um e-mail para o seguinte endereço de e-mail [email protected] ou entre em contato com os representantes da comunidade ecológica. Até breve nessas frequências!

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

2022. Os eventos evangélicos e ecumênicos do ano

2022. Os eventos evangélicos e ecumênicos do ano

Foto Pixabay CC Roma (NEV), 1º de janeiro de 2022 - Esta é uma visão geral das nomeações nacionais e internacionais de igrejas protestantes e órgãos ecumênicos para o ano de 2022. Entre outras coisas, o programa inclui o Sínodo Luterano, a V sessão conjunta da Assembleia Geral da União Cristã Evangélica Batista da Itália (UCEBI) e do Sínodo das igrejas valdenses e metodistas, conhecida como “Sínodo-Assembléia”. E ainda, a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (18-25 de Janeiro), os compromissos da Conferência das Igrejas Europeias (KEK) e do Conselho Ecuménico das Igrejas (CEC), a 15ª Conferência de Lambeth. Abaixo, em ordem cronológica, a Agência NEV Press relata os eventos mais significativos que irá explorar parcialmente durante o ano. AGENDA 2 de janeiro Celebração Ecumênica no zoom. Organizado, entre outros, pela Federação das Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI) e pela Secretaria de Atividades Ecumênicas (SAE). 18/25 de janeiro Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2022. 20 de janeiro Womanitarian: mulheres como recursos comunitários – IV edição da Conferência Nacional de Serviços de Inclusão, com a Comissão Sinodal para a Diaconia (Waldensian Diaconia-CSD). POSTERGADO até 28 de abril 23 de janeiro Adoração das diferentes denominações protestantes no Grossmünster em Zurique, Suíça. 25/27 de fevereiro Assembleia Preliminar Regional da Conferência das Igrejas Europeias (KEK) em Varsóvia, Polónia. 10/12 de março Conferência “Bem-estar das sociedades e locais de trabalho digitalizados” da Church Action on Labour and Life (CALL), em Estrasburgo, França. 22/25 de abril 46ª Assembleia Geral da União Cristã Evangélica Batista da Itália (UCEBI) 28 de abril / 1º de maio Sínodo Luterano. Poderia Primeiro Comitê Executivo da Comissão de Igrejas Reformadas (CMCR) com o novo Secretário Geral. 5 de junho Domingo de Pentecostes e “Dia do Impacto Global” da Aliança Batista Mundial (ABM). 23/30 de junho Conferência Geral da Igreja Metodista da Grã-Bretanha, Telford. 27 de julho/8 de agosto Conferência de Lambeth. final de agosto “Assembleia-Sínodo”, V sessão conjunta da Assembleia Geral da União Cristã Evangélica Batista da Itália (UCEBI) e do Sínodo das Igrejas Valdenses e Metodistas. 31 de agosto / 8 de setembro Assembleia Geral do Conselho Mundial de Igrejas (CEC) em Karlsruhe, Alemanha. 21/24 de setembro Conselho da Federação Batista Europeia (EBF). Para quaisquer alterações, correções e acréscimos, envie uma solicitação via e-mail para [email protected] ...

Ler artigo
Direitos legais desde a concepção.  Alterar o artigo 1º do Código Civil?

Direitos legais desde a concepção. Alterar o artigo 1º do Código Civil?

Um quadro do vídeo da rede MYA que fotografou o tecido em diferentes estágios da gravidez. Aqui, espero em seis semanas Roma (NEV), 21 de outubro de 2022 – Com a lei nº 165 "Alteração do artigo 1º do Código Civil sobre o reconhecimento da capacidade jurídica do filho concebido" a iniciativa política da recém-formada XIX Legislatura é inaugurada em meio a polêmica. Pedimos ao advogado um comentário do ponto de vista jurídico. Ilaria Valenziconsultor jurídico da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). Valenzi disse: “A recém-empossada legislatura abriu com a apresentação de um projeto de lei que causa muita discussão. Trata-se da modificação do artigo 1º do código civil, ou seja, do dispositivo que identifica o momento em que o sujeito adquire capacidade jurídica. Ou seja, adquire a capacidade de ser titular de direitos e deveres. Atualmente esta disposição prevê que o nascimento é o momento em que se adquire a capacidade jurídica e prevê que todos os direitos que a lei reconhece ao concebido sejam subordinados ao evento do nascimento. Por exemplo, o nascituro pode herdar ou receber indenização pelos danos sofridos, mas todos esses direitos estão condicionados à sua própria vinda ao mundo. A modificação proposta vai no sentido diametralmente oposto e propõe antecipar a aquisição da capacidade jurídica para o momento da concepção. A questão certamente não é nova e diz respeito à questão mais ampla de determinar quando a vida humana começa. Nesse sentido, essa proposta de modificação teria um efeito irreprimível porque acabaria equiparando os direitos dos concebidos com os direitos dos já nascidos e entre estes, em particular, com os da mãe. O resultado poderia, portanto, ser que um ato de livre escolha da mulher, como por exemplo o de levar ou não uma gravidez, poderia integrar uma conduta ilícita em relação a um verdadeiro e próprio sujeito de direito, isto é, um verdadeiro e próprio sujeito, um pessoa que tem direito à sua plena integridade física. A batalha pelos direitos do feto voltou a ser central com o ressurgimento do debate em torno da aplicação do direito à interrupção voluntária da gravidez e com a difusão na Itália, como no resto do mundo, de movimentos que propõem um novo paradigma de direitos humanos. Nesse sentido, devemos nos preocupar com a forma como os conflitos que caracterizam o embate entre civilizações passaram do nível das ideias para o nível dos direitos. A recente decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos sobre o aborto é um exemplo disso, mas também o é o projeto de lei que estamos comentando hoje. Fazer dos direitos um campo de batalha nunca é uma vitória e marca um possível retrocesso dos processos democráticos dos Estados. Neste sentido, todos somos chamados e chamados a fazer com que a proteção dos direitos e liberdades fundamentais da pessoa continue a ser assegurada”. Para saber mais: Polêmica no início do mandato, no ranews. No Reino Unido, uma emenda para criar "zonas tampão" (zonas tampão) em torno de clínicas de aborto em todo o país. A emenda torna ilegal interferir "na decisão de qualquer pessoa de acessar, fornecer ou facilitar a prestação de serviços de aborto naquela área" e é punível com até dois anos de prisão. Organizações pró-vida protestaram. Leia em christiantoday. Como é uma gravidez antes de 10 semanas – imagens fornecidas pela rede MYA de médicos e ativistas. A rede nasceu no início da pandemia, quando alguns estados americanos tentaram considerar o aborto uma assistência médica "não essencial". As fotos mostram como o tecido realmente se parece em diferentes pontos nas primeiras nove semanas de gravidez. Leia sobre o guardião. [embed]https://www.youtube.com/watch?v=ibBjFkLiaGU[/embed] ...

Ler artigo
na terra como no céu!

na terra como no céu!

"Cidade Santa com Herald" por Brian Whelan - Creative Commons Roma (NEV), 25 de dezembro de 2022 - Publicamos o sermão do professor Henrique Benedito foi ao ar no episódio de Natal de culto evangélico, a transmissão da RADIO1 RAI produzida pela Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). A tradução do texto bíblico é de responsabilidade do pregador. Feliz Natal! Feliz Natal, porque o Natal é bom. Não somos nós que somos bons; é a bondade de Deus, é a bondade do Criador que investe as criaturas, 2022 anos atrás como esta manhã. Porque o anjo do Senhor passou por seu país, sua cidade, sua metrópole esta noite. Passou na sua vida, tanto na das pessoas que você ama quanto na das pessoas que você não gosta, hostil. Ele passou por cima de seus medos, seus arrependimentos, suas frustrações; como transmitiu suas alegrias, seus entusiasmos e suas aspirações. Ele não é um anjo de berço, não desce pela chaminé como o Papai Noel; nem sequer é o anjo exterminador do apocalipse: é um anjo que percorre o mundo – o mundo conhecido no tempo de Jesus e o descoberto desde então. É um Anjo sem nome, mas que tem um nome: Jesus, o Salvador. E Jesus não desce das estrelas como um marciano em uma nave espacial, mas pousa na terra como todos nós: desde o ventre de sua mãe. um parto ar livre, na noite; uma semente de esperança, um grito que se tornará um grito na cruz e uma promessa cumprida de ressurreição. O anjo passou mas sua passagem não passa, ele está presente e é o futuro de todos e de todos dois milênios depois. Vamos cantar nossa exultação! * * * * * * Domínio público da imagem “Enquanto José e Maria, sua noiva, estavam em Belém para o censo ordenado por César Augusto, chegou a hora de dar à luz a Maria: E ela deu à luz o seu filho primogênito, enrolou-o e colocou-o numa manjedoura, porque não havia lugar na hospedaria. Havia naquela região pastores que pernoitavam nos campos a cuidar dos seus rebanhos. O anjo do Senhor surgiu diante deles, e a glória do Senhor brilhou ao redor deles. Ficaram apavorados, mas o anjo lhes disse: Não temais, porque vos anuncio uma grande alegria que está destinada a todo o povo da cidade de Davi: hoje vos nasceu um Salvador, que é o Cristo, o Cavalheiro. E isto vos servirá de sinal: encontrareis um recém-nascido, enfaixado e colocado numa manjedoura. E num instante uma multidão do exército celestial juntou-se ao anjo, louvando a Deus e dizendo: Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens em quem Deus se agrada.”. (Lucas 2:1-14). * * * * * * Um anjo, pastores. Esta é a primeira epifania, não a dos Magos! Epifania, ou seja, manifestação do alto, instantânea. Jesus nasce incógnito, mas permanece assim por alguns momentos. Aqui está outra epifania, na verdade outro anúncio. O anjo anuncia mas não há ninguém anunciado, Maria, como no Evangelho de Lucas no capítulo anterior; e não há sequer aquele anunciado, José, como no Evangelho de Mateus. Há uma multidão indistinta, os pastores, que não têm nome como o anjo não tem nome. Depois disso ampliação na manjedoura, nossa história de Natal usa a teleobjetiva e aponta para o céu: o que há para ver no céu, no meio da noite? Pouco ou nada! Dá para ver o escuro, talvez até estivesse nublado porque o cometa dos Magos não faz parte da nossa narrativa!. Ou melhor, aqui o cometa é um anjo com um megafone; ele fala para uma massa desqualificada que está ali quase por engano, certamente por acaso e em todo caso por motivos puramente profissionais. Eles teriam preferido ficar aquecidos em suas camas como nós na noite de Natal, mas não há cães pastores na Bíblia, então os pastores fazem o trabalho noturno, trabalho canino! Nômades por natureza como os Magos por cultura; nômades não por contingência, como Maria e José chamados de volta a Belém por um censo imperial. São eles, os pastores, os primeiros destinatários da boa nova, e também da invocação que, trinta anos depois, Jesus não deixará de repetir: "Não tenha medo“! Sim, porque a boa notícia, boas notícias, então como agora eles são assustadores. Estamos tão equipados para os maus! E aqui um exército celeste se soma ao anjo, de modo que os leitores, os ouvintes - os radiouvitores que somos hoje - encontram-se suspensos entre duas multidões: a celeste, os anjos, e a terrestre, os pastores. Multidões correlacionadas pelo anúncio salvífico e salutar do nascimento de Jesus. A cena ilustra pela primeira vez a conexão feita pelo próprio Jesus no "Pai Nosso" com a fórmula "tanto no céu como na terra”. Aqui estão as primeiras testemunhas da glória e da graça de Deus para os homens, diz o nosso Evangelho, os homens em quem Ele se compraz. Seu protótipo são os pastores sonolentos e desavisados ​​abaixo, completos com um rebanho encolhido pelo frio esperando o amanhecer. Mas há um problema, um grande problema: Deus escolheu, escolheu como primeiras testemunhas do cristianismo nascente, pastores que não poderiam testemunhar em nenhum tribunal rabínico. Na época, os pastores eram considerados a priori portadores de testemunhos falsos e, se não falsos, duvidosos. Sem educação, muitas vezes analfabetos, eles eram acusados ​​pela reputação popular de roubar as ovelhas uns dos outros e, de fato, faziam isso regularmente. Mentirosos profissionais! E depois, com a desculpa das ovelhas, nem foram à missa nem ao culto... desculpepara a sinagoga! Mas quem são esses pastores abençoados, até agora sem nome? Bem, agora podemos arriscar um nome: estes pastores… são vocês, sou eu, somos nós, somos vocês. Deus não chama os qualificados, ele qualifica os chamados! E começou imediatamente, desde a noite de Natal, a favorecer não as canelas de um santo, não os pastorinhos do presépio, mas os humanos que procuram abrigo e paz numa noite incómoda, esperando muitas vezes sem saber - porque já não sabem esperança - por uma palavra, uma luz, uma voz que os liberte da escravidão de uma escuridão rotina. Eles estão, como nós, ao lado de Maria, José e Jesus.Sim, somos nós, esta manhã, o presépio vivo, chamados a testemunhar porque finalmente dignos da fé, embora indignos; chamados a ser, pela graça de Deus, o que não sabíamos e não esperávamos ser. Feliz Natal! * * * * * * Henrique Benedito Confessamos a fé cristã com as palavras de suas primeiras testemunhas. Com João Batista"Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. Com André: "Nós encontramos o messias”. Com Natanael: “Mestre, tu és o filho de Deus, o rei de Israel”. Com os samaritanos, os hereges: “Sabemos que este é verdadeiramente o Salvador do mundo”. Com Pedro: "Tu és o Cristo, o filho do Deus vivo”. Com Marta: "Tu és o Cristo, o Filho de Deus, aquele que vem ao mundo”. Com Tomé, o apóstolo da dúvida: “Meu Senhor e meu Deus”. Que suas palavras, confiadas à eternidade, habitem nossos corações e se unam às nossas para anunciar graça, paz e salvação a todos. Porque Jesus, dirá Pedro no Pentecostes, veio para abençoar a humanidade. Recebamos esta benção hoje, amanhã e sempre, desça sobre nós como o orvalho do monte Hermon. Amém ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.