Inverno quente.  Igrejas alemãs lançam campanha #wärmewinter

Inverno quente. Igrejas alemãs lançam campanha #wärmewinter

Roma (NEV), 6 de outubro de 2022 – A Diaconia Alemã e a Igreja Evangélica na Alemanha (EKD) estão lançando a campanha #wärmewinter (inverno quente) contra o aumento de preços devido às crises energética, econômica e social.

No próximo outono e inverno, escrevem as igrejas, “queremos criar tantas ideias e atividades comuns quanto possível”. O site da EKD já recolheu algumas iniciativas e ofertas da igreja e da diaconia da zona.

Conforme afirmado no site do Instituto de Ciências Sociais da Igreja Protestante na Alemanha siekd.de: “Milhões de pessoas elegíveis se abstêm de solicitar os benefícios sociais a que têm direito, ano após ano. As razões são muitas e variadas. Muitas vezes, porém, a desinformação sobre as condições de acesso e o alcance do direito ou o desconhecimento dos direitos existentes às prestações sociais são as razões pelas quais as pessoas desistem de candidatar-se e, consequentemente, de não receber prestações sociais, algumas das quais substanciais . Outra razão é o medo da estigmatização. No entanto, não há razão para o último. Os benefícios sociais estatais não são esmolas; se você atender aos requisitos de elegibilidade, terá direito a recebê-los. Aproveite esse direito”.

#inverno quente. Contra o frio social, pela humanidade e pelo amor ao próximo

A campanha #wärmewinter se encaixa nessa linha. Contra o frio social, pela humanidade e pelo amor ao próximo, quer prestar uma ajuda concreta às pessoas em dificuldade. Assim, a carta-convite é acompanhada de recomendações para ações efetivas, como por exemplo o helpdesk de um diácono para solicitar ajuda estatal para suportar custos de energia.

As igrejas protestantes na Alemanha também pretendem fazer sua parte usando a receita adicional de impostos da igreja (gerada pelo imposto de energia de taxa fixa) para apoiar os mais atingidos pela crise do preço da energia. Esta iniciativa é, entre outras coisas, compartilhada também com a Igreja Católica.

Dicas práticas para se aquecer no inverno

Além disso, a Diaconia alemã e a EKD estão coletando “conselhos práticos para se aquecer no inverno”. O Instituto de Ciências Sociais da Igreja Protestante na Alemanha fornece informações e sugestões. Os preços da energia estão subindo e isso está causando dificuldades sociais para muitas pessoas, especialmente os vulneráveis ​​e precários. Risco de pobreza, crise energética, desemprego, falta de moradia são algumas das situações às quais a Diaconia e a Igreja Protestante querem responder. E novamente: proteção de direitos para aqueles com altos custos de aquecimento. Aconselhamento social. Informação sobre prestações estatais, que dizem respeito a pessoas que recebem prestações sociais básicas, mas também a pessoas empregadas, aprendizes, estudantes com direito a apoio ao rendimento. Pessoas com direito a abonos de família e outros abonos e subsídios, beneficiários de prestações de habitação, pensionistas.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Os pentecostais na Itália: leituras, perspectivas, experiências

Os pentecostais na Itália: leituras, perspectivas, experiências

Foto James Barr / Unsplash Roma (NEV), 3 de dezembro de 2019 - A conferência de dois dias intitulada "Pentecostais na Itália: leituras, perspectivas, experiências", promovida pela Faculdade Pentecostal de Estudos Religiosos, começa na quinta-feira, 5 de dezembro, em Battipaglia (Salerno). A Agência NEV entrevistou o pastor carmim napolitanoDecano da Faculdade e Presidente da Federação das Igrejas Pentecostais (FCP). Como nasceu esta conferência e quais são os seus objetivos? A conferência insere-se no interesse da Faculdade Pentecostal, que desde a sua criação tem promovido o estudo do mundo pentecostal tanto numa perspectiva confessional como numa perspectiva de investigação académica. Em 2008, por exemplo, por ocasião do primeiro centenário da presença pentecostal na Itália; e depois em 2015, ano em que nos concentramos no movimento pentecostal da Campânia, onde a presença é mais significativa. Ainda em 2015, 80 anos depois da circular Buffarini-Guidi contra os pentecostais, refletimos sobre aquele gravíssimo ato de intolerância religiosa que atingiu este movimento eclesial durante o fascismo. Esta conferência foi criada para fazer um balanço da situação dos estudos sobre o movimento pentecostal. Paralelamente ao nosso interesse, outras universidades e instituições acadêmicas, religiosas ou não, também têm feito análises e pesquisas sobre os pentecostais, ora se cruzando conosco, ora de forma independente. A conferência de estudo que propusemos visa, portanto, reunir todos aqueles que estão envolvidos neste tema na Itália. Iremos nos comparar segundo perspectivas internas e externas, também em nível internacional, para uma leitura atenta e proativa do pentecostalismo, que é considerado um fenômeno religioso significativo em todo o mundo Qual é o número de pentecostais na Itália? Além da Federação das igrejas pentecostais, existem as Assembléias de Deus e um componente substancial de igrejas independentes que elevam o número de pentecostais italianos, segundo as estatísticas, para cerca de 300.000 pessoas. A estas deve-se acrescentar a linha de igrejas pentecostais nascidas após os fenômenos migratórios, que se estima reunir mais de 100.000 pessoas na Itália. O total representa um número significativo, mesmo em comparação com outros países europeus. Existe homogeneidade no pentecostalismo italiano? Há uma certa homogeneidade nas redes que conectam as diferentes áreas do movimento. As várias denominações reúnem temas que apresentam particularidades diversificadas sobretudo no que diz respeito às modalidades litúrgicas ou características doutrinárias menos relevantes. Do ponto de vista da estrutura jurídica e da organização interna as igrejas do FCP são bastante próximas. As igrejas de origem migrante são caracterizadas por elementos culturais específicos que afetam a prática pastoral e a interpretação teológica. É também por isso que não estamos falando de uma igreja pentecostal, mas de um movimento, para identificar uma denominação caracterizada por um determinado tipo de espiritualidade, independentemente de origem ou distribuição geográfica. Quais são as relações com as outras igrejas protestantes e evangélicas italianas? O FCP mantém estreitas relações de amizade e colaboração, desde a sua criação, com a Federação das Igrejas Protestantes em Itália (FCEI), da qual é membro observador. Atualmente ocupa a vice-presidência da Comissão das Igrejas Evangélicas para as Relações com o Estado (CCERS), na qual está envolvida há vários anos. Também mantivemos diálogos teológicos com as igrejas valdenses, metodistas, batistas e adventistas. Entre os palestrantes da conferência "Os pentecostais na Itália: leituras, perspectivas, experiências", estão acadêmicos e especialistas, incluindo Paulo Naso da Universidade de Roma La Sapienza, o teólogo valdense Paulo ricoo pastor David Romanodiretor do Instituto Adventista de Cultura Bíblica (IACB) “Villa Aurora” e Ilaria Valenziassessor jurídico da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), para o Centro Studi Confronti – Fondazione Kessler. Os trabalhos serão abertos na câmara municipal do município de Battipaglia no dia 5 de dezembro às 15h (Piazza Aldo Moro) e continuarão no dia 6 no centro de congressos do hotel San Luca (SS 18 Tirrena Inferiore, n.18). A conferência contou com o patrocínio da Região da Campânia e do Município de Battipaglia, bem como do FCP. Para mais informações: www.fcpitalia.org Descarregue aqui o folheto ...

Ler artigo
Protestantes?  Viajando.  Um especial do protestantismo

Protestantes? Viajando. Um especial do protestantismo

Roma (NEV), 19 de agosto de 2020 – Quem são os protestantes na Itália hoje? Como vivem e testemunham a sua fé e qual é a sua contribuição como cidadãos? Para responder a essas perguntas, o Protestantismo, coluna de cultura e informação religiosa editada pela Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI) e transmitida pela RAI2, decidiu embarcar em uma viagem por nossa península em um trailer. Da Sicília ao Piemonte conheceu comunidades, igrejas e atividades diaconais, ouviu as dificuldades e visitou os projetos, entrelaçou relações e contou histórias e história. Por toda a Itália livre do bloqueio, de Roma a Scicli, de Matera a Ventimiglia, o autor e diretor Paulo Emílio Landi reuniu-se com evangélicos italianos para saber quem são, no que acreditam e o que está no centro de sua ação na sociedade italiana. Uma viagem de 3.000 km em um trailer, acompanhado pela equipe de televisão, pelo pastor valdense José Platãopelo jornalista Nadia Angelucci e depois de Stephanie Scuderi. História, Bíblia, oração, obras sociais e muitos quilômetros para compor o retrato de uma significativa minoria que todos já ouviram falar, mas poucos conhecem. Os dois especiais serão transmitidos nos dias 23 de agosto e 2 de setembro, às 9h20, com reprises posteriores. ...

Ler artigo
O caminho comum das igrejas Batista, Metodista e Valdense

O caminho comum das igrejas Batista, Metodista e Valdense

Roma (NEV/Riforma), 18 de novembro de 2020 – sábado, 21 de novembro, de 10 a 13, o webinars intitulado: “O sonho de uma Itália protestante. História e atualidade de um percurso comum. Reconhecimento mútuo entre as igrejas batista, metodista e valdense cem anos após a Primeira Conferência das Igrejas Evangélicas Italianas". O seminário online é a primeira etapa de um caminho que levará as igrejas batista, metodista e valdense rumo à 5ª sessão conjunta da Assembleia Geral da União Cristã Evangélica Batista da Itália (UCEBI) e do Sínodo das Igrejas valdenses e metodistas , denominada “Assembleia-Sínodo”, a ser realizada em 2022. O caminho inclui uma segunda etapa na primavera de 2021, na qual serão refletidas três áreas temáticas: formação teológica, intercultura e colaboração territorial. O webinar será aberto com saudações institucionais de: Alessandra Trottamoderador da Mesa Valdense; Mirella Manocchiopresidente da Associação das Igrejas Evangélicas Metodistas da Itália (OPCEMI); John Archdeaconpresidente da União Cristã Evangélica Batista da Itália (UCEBI); Luca Maria Negropresidente da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI); Annapaola Carbonatosecretário da Federação da Juventude Evangélica da Itália (FGEI). A intervenção de Émile Florio, professor de história e filosofia, com uma retrospectiva histórica das relações entre as igrejas batista, metodista e valdense (BMV) cem anos após o 1º Congresso Evangélico Italiano. Eles então se alternarão Gianna Urzio, Cláudio Paravati E John Bremner que oferecerão um vislumbre dos desafios futuros e do potencial da jornada comum. O encontro do próximo sábado será uma oportunidade para as igrejas BMV refletirem sobre esta colaboração plurianual e entenderem como continuar o caminho do testemunho comum e da fidelidade ao Evangelho em uma sociedade e em um tempo marcado por particularismos e divisões. Acesse o FACTSHEET sobre a Assembleia-Sínodo das igrejas Batista, Metodista e Valdense ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.