Daniele Garrone assina a campanha “Estamos prontos, e você?”

Daniele Garrone assina a campanha “Estamos prontos, e você?”

Roma (NEV), 12 de maio de 2022 – O presidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), Daniele Garrone, está entre os signatários da campanha “Estamos prontos, e vocês?”. O objetivo da campanha é que a lei conhecida como “Ius Scholae”, atualmente tramitada na Comissão de Assuntos Constitucionais da Câmara dos Deputados, seja tramitada no Parlamento e aprovada até o final da Legislatura. A lei permitiria que homens e mulheres muito jovens que cresceram e estudaram na Itália por anos adquirissem a cidadania italiana.

A campanha foi lançada no dia 9 de maio pelo Confronti, pela Coordenação Nacional das Novas Gerações Italianas (CONNGI) e pelos Italianos Sem Cidadania. Em apenas três dias a iniciativa já ultrapassou os 500 membros. Entre os signatários, além de Garrone, também: Manuela Vinay (Chefe do Escritório Otto per Mille da Igreja Valdense – União das Igrejas Metodista e Valdense). Annapaola Carbonato (Secretária Nacional da Federação da Juventude Evangélica da Itália – FGEI). Além disso, assinaram professores, chefes de instituições, cultura e jornalismo.

Para assinar, conecte-se ao site

Baixe o comunicado de imprensa:

05_12_PRESS_RELEASE_ESTAMOS PRONTOS PARA VOCÊ


A Federação das Igrejas Evangélicas na Itália (FCEI) e seu programa para migrantes e refugiados, Mediterranean Hope, há muito se unem e apoiam várias iniciativas da sociedade civil para o reconhecimento da cidadania para filhos de imigrantes ou que cresceram na Itália e apenas para os ius. Entre elas, a campanha da Itália também está.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Diálogo ecumênico em nosso tempo

Diálogo ecumênico em nosso tempo

Torre Pellice (Turim), 29 de agosto de 2018 (SSSMV/12) - A coletiva de imprensa do Sínodo das igrejas metodistas e valdenses foi dedicada ao tema do ecumenismo, tanto o externo voltado para outras confissões cristãs quanto o intraprotestante , realizada esta manhã na casa valdense em Torre Pellice. O pastor Fulvio Ferrariodecano da Faculdade Valdense de Teologia em Roma, apresentou o documento "Diálogo ecumênico em nosso tempo" que será discutido na sessão sinodal de amanhã à tarde. “É um documento que não pretende ser 'normativo', mas sim uma ferramenta de referência para reflexão e orientação para nossas igrejas”, explicou Ferrario. Este é o primeiro texto sobre este tema apresentado no Sínodo desde 1998. “A intenção – acrescentou Ferrario – é dar conta do novo clima ecumênico criado com a eleição do Papa Francisco”. Em particular, questiona-se se o clima de fraternidade criado sobretudo pelas visitas de Francisco à igreja valdense de Turim em 2015, a Lund para o início das comemorações dos 500 anos da Reforma Protestante em 2016 e a sede do Conselho Ecumênico das Igrejas (CEC), em junho passado, em Genebra, teve repercussões “na vida cotidiana das Igrejas e no mútuo reconhecimento teológico”. O pastor batista também falou na coletiva de imprensa Cristina Arquidiácona que introduziu o tema das relações ecumênicas interprotestantes e em particular entre as igrejas metodistas e valdenses e a União Cristã Evangélica Batista na Itália (UCEBI). “Relatórios BMV [l’acronimo dei progetti di collaborazione tra Battisti, Metodisti e Valdesi, n.d.r.] eles já são antigos - disse Arcidiacono - e vêem uma multiplicidade de colaborações, desde a "Reforma" semanal comum até o reconhecimento mútuo dos ministros do culto". O Sínodo e a próxima Assembleia Batista, marcada para novembro próximo, questionam a oportunidade de organizar nos próximos dois anos a convocação conjunta de uma Assembleia/Sínodo em que as duas assembleias “se encontrariam para discutir questões relacionadas ao testemunho comum na Itália” . ...

Ler artigo
Palermo, “In-dipendenze” está a caminho, pelo uso responsável da tecnologia

Palermo, “In-dipendenze” está a caminho, pelo uso responsável da tecnologia

Roma (NEV), 30 de maio de 2022 – Nasceu em Palermo “In-Addiction”, um projeto que “testa um modelo territorial de prevenção e atendimento dedicado a menores com transtornos de dependência de internet ou devido ao uso excessivo de dispositivos tecnológicos”. conforme declarado no comunicado de imprensa de lançamento. A iniciativa, apoiada pela Fondazione con il Sud como parte da Chamada Social-Saúde 2020, vê o Centro Diaconal "La Noce" - Instituto Valdense da capital siciliana como parceiro principal e "espera conseguir a rede de informações e sensibilizar as escolas para uma utilização responsável e informada dos dispositivos informáticos e da Internet”. Especificamente, serão envolvidos alunos do ensino básico e secundário e os seus professores. Está também prevista a abertura de um serviço ambulatório de tratamento e diagnóstico, aberto 3 vezes por semana e gerido por psicoterapeutas especializados, que garantirá o contacto precoce, o acolhimento atempado, o diagnóstico, as terapias adequadas e a prevenção de patologias relacionadas com a dependência do smartphone. A actividade de atendimento ambulatório de livre acesso decorrerá através da acção de sensibilização em sala de aula ou da denúncia da Asp e dos pediatras. A clínica oferecerá cursos de psicoterapia individual e em grupo, oficinas de reeducação no uso da Internet e atividades de apoio aos pais. O evento de apresentação no Cre.Zi.Plus, no Cantieri Culturali alla Zisa em Palermo, alguns dias atrás, contou com a presença de Piero La Monica, psicólogo e psicoterapeuta do Centro La Noce; Laura Pavia, psicóloga e psicoterapeuta do Instituto Don Calabria; Simone Lucido, socióloga do NEXT – Novas Energias X O Território; Cecilia Giordano, professora da Faculdade de Ciências Psicológicas, Pedagógicas, do Exercício Físico e do Treinamento da Universidade de Palermo; Giampaolo Spinnato, Diretor da UOC Patológica Addictions da ASP Palermo; Cinzia Mantegna, Vereadora de Cidadania Solidária do Município de Palermo; Pasquale D'Andrea, Fiador da Infância e Adolescência do Município de Palermo; Francesco Vitrano, Diretor Médico de Neuropsiquiatria Infantil da ASP Palermo; Rosaria Alleri, Pedagoga da Escola do Centro Diaconal "La Noce"; Riccardo Ganazzoli, Diretor do Instituto Estadual Integral "Antonio Ugo" de Palermo; e Giovanna Genco, Diretora da Escola Estadual - Escola Secundária "Leonardo Da Vinci" de Palermo. "Graças a In-Dependencies será possível trazer à tona os fenômenos ligados ao abuso e dependência de dispositivos digitais na área de Palermo - explica Peter La Mônica, psicóloga e psicoterapeuta do Centro Diaconal "La Noce" - Instituto Valdense - O paradigma operacional e de pensamento que será implantado é o de estender o tratamento à prevenção, não apenas à patologia. Queremos evitar a demonização de ferramentas tecnológicas, ampliar o conhecimento dos dispositivos e criar consciência; mas sobretudo – continua La Monica – entender quais são os códigos interpretativos que nos permitem entrar nos quartos dos meninos e meninas e “sintonizar” com eles através de um olhar cultural transformador que leva em conta a velocidade da evolução da tecnologia e a sistema de relações. Também serão envolvidos os pais, alunos do ensino básico e secundário, de forma a agilizar a abordagem”. ...

Ler artigo
Tertio Millennio Film Fest 2018. Jovens, estamos aqui

Tertio Millennio Film Fest 2018. Jovens, estamos aqui

Imagine retirado de www.festivalglocal.it Roma (NEV), 13 de novembro de 2018 – São 10 os finalistas do concurso de curtas-metragens dedicado a jovens entre os 18 e os 29 anos, no âmbito do Tertio Millennio Film Fest, um festival de diálogo inter-religioso que se encontra na sua XXII edição. O concurso, intitulado “Estamos aqui – jovens, vontade de participar e procurar sentido” é promovido pela Fundação do Entretenimento (FEdS). Um prêmio dentro do prêmio, aguardando a exposição principal que será realizada em Roma de 11 a 15 de dezembro e que conta com o patrocínio do Pontifício Conselho para a Cultura, do Dicastério para a Comunicação da Santa Sé e do Escritório Nacional para as Comunicações Sociais da CEI , com a participação da Associação de Cinema Protestante"Roberto Sbaffi”, do Centro Judaico Italiano “Il Pitigliani”, da Comunidade Religiosa Islâmica Italiana (COREIS), da INTERFILM, da União das Comunidades Islâmicas da Itália (UCOII), da União das Comunidades Judaicas Italianas (UCEI) e da Igreja Ortodoxa Russa e Georgiana. As finalistas são: “Penelope” de Luca Rabotti“Kintsugi” de Daniel Greco, “Térreo” de Natalino Zangaro, “Pergunte ao Pó” de Elise Battisti, Alberto Castelli, Diletta Dan, Jorge Fabiano, Francesco Luciani, Mateus Vitelli“Inanimado” por Lúcia Bulgheroni, “Ossos” de Lorenzo Pallotta, “Denise” por Inglês Escarlate“La faim va tout droit” de Júlia Canela, “Nosso limite” por Adriano Morelli“Qualquer comércio” por Ricardo Frederico. A batuta passa agora para o Júri presidido por Constância Quatrigliocomposta por 6 jovens expoentes de comunidades religiosas que integram o Tertio Millennio Film Fest: Mustafá Martino Roma, Andrea Bencivenga, Jacopo Balliana, Francesca Romana Bianchini, Valéria Milão, Ben Mohamed Takoua. A entrega dos prêmios, que consistem em ferramentas técnicas de filmagem e edição, acontecerá durante a cerimônia de entrega dos Prêmios RdC, marcada para 14 de dezembro no Cinema Trevi. Os curtas-metragens finalistas foram apresentados em Varese por ocasião do Festival Glocal, na seção Glocal Cinema. #Nós somosaqui estão os 10 finalistasOs curtas-metragens que participarão da fase final do concurso promovido pela Fondazione Ente dello Spettacolo foram anunciados no Festival Glocal de Varese. Cerimônia de premiação em 14 de dezembro em Roma — Cinematografo.it (@cinematografoIT) 12 de novembro de 2018 ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.