#sinodovaldese.  A saudação de Mons.  Maurício Malvestiti

#sinodovaldese. A saudação de Mons. Maurício Malvestiti

Torre Pellice (Turim), 27 de agosto de 2018 (SSSMV/05)- “Irmãos e irmãs valdenses e metodistas, considero um autêntico dom do Único Senhor compartilhar este encontro em Torre Pellice”. Assim começou Mons. Maurício Malvestitibispo de Lodi, em seu discurso esta manhã ao Sínodo das Igrejas Metodista e Valdense, reunido em Torre Pellice (Turim).

Malvestiti, acompanhado pelo diretor do Escritório Nacional da CEI para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso (UNEDI), dom Christian Bettegatrouxe saudações do cartão. Walter Bassettipresidente da CEI, e do bispo Ambrogio Spreaficopresidente da Comissão de Ecumenismo e Diálogo da CEI.

Entre os vários temas em discussão no Sínodo, Malvestiti abordou “a delicada situação migratória” na Itália e na Europa. “Trata-se de uma preocupação pastoral compartilhada pelos bispos italianos”, disse Malvestiti, “que exige prudência e realismo, sem nunca sufocar a fantasia segura e a tradição de solidariedade, que animam profundamente nosso país”.

“Reavivar as responsabilidades dos organismos públicos, a todos os níveis, é também nosso dever – prosseguiu o bispo -, e estamos igualmente empenhados em despertar as consciências dos crentes para que imprimam estes valores, e as correspondentes boas práticas, na sociedade de hoje, tanto a “sensação ordinária dos crentes, que incansavelmente e sem distinção abrem o coração e as mãos ao próximo, segundo o mais autêntico espírito evangélico”.

Malvestiti também recordou e se associou ao “abraço da esperança” que o Sínodo ofereceu à cidade de Gênova através da arrecadação do culto inaugural doada aos desabrigados da ponte Morandi e a disponibilização de dois alojamentos para os que perderam suas casas.

A agência de notícias evangélica NEV-news estará presente como Sala de Imprensa do Sínodo a partir de sábado, 25 de agosto, na “Casa Valdese” de Torre Pellice, na via Beckwith 2, tel. 0121.950035 cel. 342 113 4700, – (www.nev.it – Twitter: @nev_it – FB: @AgenziaNEV). #Sínodo Valdense
FACTSHEET Igrejas metodistas e valdenses na Itália

(NEV/CS05)

www.chiesavaldese.orgwww.rbe.itwww.riforma.it

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

“O tempo está se esgotando”

“O tempo está se esgotando”

Foto: Paul Jeffrey/CEC. 2 de setembro de 2022, Karlsruhe, Alemanha. Ativistas chamam atenção para crise climática durante protesto na 11ª Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas (CEC) Roma (NEV), 23 de setembro de 2022 – Enquanto ocorre a greve global pelo clima do movimento Sextas-feiras para o Futuroe em conjunto com a Semana do Clima de Nova York, está ocorrendo a 77ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas. Foi neste contexto que decorreu o debate “Ouvir a voz da Criação: cuidar da criação numa época de emergência climática”. Promovido pelo Escritório Ecumênico das Nações Unidas (EOUN), foi realizado naCentro da Igreja Episcopal de nova York. A EOUN é o ponto de referência do Conselho Mundial de Igrejas (WCE) para as iniciativas de defesa na sede da ONU. Estamos no coração do Tempo da Criação, o tempo litúrgico que se celebra em todo o mundo de 1 de setembro a 4 de outubro. A 77ª sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas inclui discussões sobre educação, paz, desenvolvimento sustentável e desarmamento nuclear. Justamente por isso, o debate promovido pela EOUN em chave inter-religiosa centrou-se nas mensagens a serem enviadas à ONU e aos líderes políticos mundiais para que “nossa casa terrena comum” esteja verdadeiramente no centro das agendas mundiais. Os oradores, vindos de diferentes contextos religiosos e espirituais, enviaram uma mensagem unificada, partindo de uma pergunta complexa. “Como podemos ouvir a voz da criação – da natureza – individualmente, como corpos religiosos, como tomadores de decisão e formuladores de políticas em nossas sociedades?” Bhagwan. Um grito do Pacífico: "Precisamos de uma transformação social" O pastor James Bhagwan, secretário-geral da Conferência das Igrejas do Pacífico, em uma mensagem em vídeo, pediu o fortalecimento de campanhas, como a de um tratado de não proliferação de combustíveis fósseis. “Temos que nos comprometer seriamente – disse -. Continuamos a lutar para ganhar impulso no financiamento climático, para conter as perdas e danos. Fazer isso é essencial." Bhagwan também pediu soluções eficazes para conter mais danos a um ecossistema já frágil. “Temos que garantir que tudo o que fazemos seja feito no contexto da proteção do meio ambiente. Precisamos de uma transformação social, sabemos disso”. Tal transformação social deve fundamentar políticas, leis e regulamentos, de acordo com Bhagwan. Ele acrescentou: “Essa transformação social fornecerá a vontade política e a vontade empreendedora. Devemos garantir que os países atualmente mais vulneráveis ​​e afetados não contraiam mais dívidas enquanto tentam proteger o meio ambiente”. “Há muito o que fazer e o tempo está acabando”, concluiu. Smith. “Que a criação de Deus seja habitável para as gerações futuras” Ryan Smith, gerente de programa do Escritório Ecumênico nas Nações Unidas e representante do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) na sede das Nações Unidas, falou sobre a “necessidade da comunidade de fé trazer nossa voz única na discussão sobre a crise climática. E trabalhar junto com parceiros religiosos e a comunidade científica para garantir que a criação de Deus seja habitável para as gerações futuras”. A mesa redonda foi precedida por uma oração ecumênica. Para saber mais sobre o trabalho do Escritório Ecumênico nas Nações Unidas, clique AQUI. ...

Ler artigo
Tudo começou com Jerry Maslo, morto em 25 de agosto de 1989

Tudo começou com Jerry Maslo, morto em 25 de agosto de 1989

Roma (NEV/Riforma.it), 21 de agosto de 2019 - Há trinta anos, em 25 de agosto de 1989, ele faleceu Jerry Essan Masslo, um refugiado sul-africano de 30 anos, morto em Villa Literno (Ce) por uma quadrilha de criminosos que roubaram os frutos de alguns meses de trabalho como operário na colheita de tomate. Trinta anos depois daquele assassinato, sentimos que podemos dizer que "tudo" começou com aquela história dramática. Com este "tudo" queremos dizer que antes daquele assassinato, a Itália não compreendia a extensão do fenômeno da imigração. Não só a Itália da política, mas também a dos estudiosos e iniciados que pareciam não compreender a extensão da novidade que se espalhava pela sociedade italiana: o país, historicamente um país de emigração, já havia se tornado um destino para centenas de milhares de imigrantes que se inseriram em alguns “interstícios” do mercado de trabalho nacional. Estes incluem o trabalho agrícola no Sul, com pa ghe baixo e vivendo na precariedade de vistos para "turismo". Na época, poucos – gostaria de citar nomes de sociólogos como Giovanni Mottura e Enrico Pugliese – compreenderam a dimensão estrutural e permanente daquele fenômeno. Principalmente se dizia que era um processo contingente e reversível porque a Itália, quase por destino e fatalidade, “não era um país para imigrantes”. Sabemos que não foi assim e hoje, com 8% de população imigrante, o nosso está entre os países com maior densidade imigratória da Europa.Ao contrário do que aconteceu nos anos seguintes, o assassinato de Jerry Masslo não passou despercebido e, a pedido da CGIL, foi-lhe concedido um funeral de Estado. As imagens oficiais que nos chegam dessa cerimónia falam de uma Itália que ainda sabe chorar um imigrante e que consegue ouvir o seu pranto. Como aquele que poucos dias antes de sua morte Jerry havia lançado das câmeras de Nonsolonero, um programa da Rai2 sobre imigração que hoje é difícil até mesmo imaginar na programação da TV pública: «Ter pele negra neste país é um limite para a cidadania coexistência Jerry disse. O racismo está aqui também... Nós do terceiro mundo estamos contribuindo para o desenvolvimento do seu país, mas parece que isso não tem peso. Mais cedo ou mais tarde, alguns de nós serão mortos e então perceberemos que existimos».Outras coisas, entretanto, não foram mencionadas, como o fato de Jerry ser um pregador batista. No entanto, talvez pelo preconceito segundo o qual na Itália o cristão é "naturalmente" católico ou pela lógica institucional de um funeral de Estado que parecia ser celebrado apenas no rito católico, Masslo não teve o funeral evangélico que teria apreciado. Foi um péssimo acidente para o ecumenismo, bem denunciado pelos líderes das igrejas batistas. Mas na história de Jerry também havia um gesto ecumênico, o dos jovens da Comunidade de Sant'Egidio que o conheceram, seguiram sua história e, conhecendo sua fé evangélica, entregaram-lhe um exemplar da Bíblia no Versão padrão em inglês. Quem quiser pode encontrá-lo junto com outros em um altar na igreja de Trastevere, onde fica a Comunidade de Sant'Egidio, e folheando-o você encontrará notas e sublinhados.Com Jerry, idealmente, também começa outro processo, aquele geralmente definido como "Estar juntos na igreja" e que trouxe milhares de irmãos e irmãs imigrantes aos bancos das igrejas evangélicas italianas.Aquele assassinato e uma ampla mobilização pelos direitos dos imigrantes também abriram um processo político que, em poucos meses, levou à aprovação da primeira lei orgânica da imigração, a famosa "Martelli", dispositivo que se comparava às posteriores ainda hoje ela nos parece inovadora e corajosa.O aniversário da morte de Jerry Masslo nos obriga a refletir sobre o que nos tornamos, como povo e como Igrejas, nos últimos anos. Chamemo-lo de “balanço ético” da nossa civilização política e do nosso testemunho evangélico para com os imigrantes. ...

Ler artigo
2020. Os eventos evangélicos e ecumênicos do ano

2020. Os eventos evangélicos e ecumênicos do ano

Foto publicdomainpictures.net Roma (NEV), 1º de janeiro de 2020 – Publicamos abaixo uma visão geral provisória das nomeações nacionais e internacionais de igrejas protestantes e organismos ecumênicos europeus e mundiais que serão realizadas durante 2020. Entre as datas a marcar na agenda, destacam-se o Sínodo Luterano, a Consulta Metodista, o Sínodo das igrejas Metodista e Valdense, a Assembleia Baptista, mas também a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (18-25 de Janeiro), a Assembleia de 2020 da a Associação Mundial para a Comunicação Cristã (WACC), as nomeações da Conferência das Igrejas Europeias (KEK) e do Conselho Ecuménico das Igrejas (CEC), a 15ª Conferência de Lambeth. Abaixo, em ordem cronológica, a Agência NEV Press relata os eventos mais significativos que irá explorar parcialmente durante o ano. 12 de janeiro – XXXI Dia do Diálogo Judaico-Cristão 16/19 de janeiro – Curso ecumênico “Be One” em colaboração entre a Conferência das Igrejas Européias (KEK), a Fraternidade Europeia da Juventude Cristã, o Comitê para Crianças e Jovens do Conselho Ecumênico da Finlândia e o Conselho Juvenil Dinamarquês. Copenhague, Dinamarca). 18/25 de janeiro – Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SPUC) promovida pelo Conselho Ecumênico de Igrejas (CEC) e pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. Tema de 2020: “Eles nos trataram com bondade” (Atos 28, 2). Iniciativas em várias cidades, programas a definir. 25 de janeiro – Inauguração do espaço recentemente remodelado pelo Exército de Salvação (EdS), destinado ao acolhimento de dublinenses ou beneficiários de corredores humanitários em colaboração com a Federação das Igrejas Protestantes em Itália (FCEI). Roma. 12 de fevereiro – VIII Conferência Internacional de Estudos sobre o Metodismo sobre o tema “Os limes católicos. Ambições e estratégias do Metodismo para uma Itália unida”, na Sala Odeion do Departamento de História, Culturas e Religiões da Universidade “La Sapienza”. Roma. 17 de fevereiro – Dia da Liberdade. O antissemitismo será o tema da Semana da Liberdade, que acontece todos os anos por volta de 17 de fevereiro, data da concessão dos direitos civis aos valdenses em 1848, poucos dias antes de os próprios judeus obterem as mesmas liberdades. Isso foi decidido pela Assembleia da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), que se reuniu em novembro passado. Iniciativas em várias cidades italianas. 9/20 de março – Estados Gerais da Mulher, Pequim+25. A comunidade global se reunirá para fazer um balanço do 25º aniversário de Pequim 1995, onde foi realizada a 4ª Conferência Mundial da Mulher. O aniversário da adoção da Declaração de Pequim e da Plataforma de Ação será também o momento para as igrejas refletirem sobre o papel da mulher na sociedade, nas religiões e na plena conquista da igualdade e proteção dos direitos das mulheres. Na sede das Nações Unidas. Nova York (EUA). 30 de março/5 de abril – Semana de direitos e legalidade em conjunto com a jornada de direitos organizada pelo Departamento de Evangelização da União Evangélica Batista da Itália (UCEBI). A Semana também inclui o Dia da Legalidade das igrejas valdenses e metodistas, criado em 2010 para conscientizar a população sobre as questões da legalidade e o combate ao abuso. Iniciativas em várias cidades italianas. 24/27 de abril – Dias Ecumênicos de Advocacia 2020: Reinventando a comunidade para a terra e o povo de Deus, interseção entre mudança climática e injustiça econômica, defesa da justiça climática. Washington DC (EUA). 30 de abril/3 de maio – SÍNODO LUTERANA na Itália. maio ou junho – Reunião anual dos conselhos nacionais das igrejas europeias. Será na Polônia. 4/10 de maio – Sétima edição da semana de evangelização, encontro marcado para as igrejas valdenses e metodistas em várias cidades italianas. 23/24 maio – CONSULTA METODISTA, encontro anual das igrejas metodistas convocado pela Obra para as Igrejas Evangélicas Metodistas na Itália (OPCEMI). 5 de junho – A longa noite das igrejas, sobre o tema da Beleza. Em vários locais italianos. 10/12 de junho – Assembleia 2020 da Associação Mundial para a Comunicação Cristã (WACC). Por ocasião do 20º Festival Europeu de Programas Religiosos e Online, com o título "Faith on Screens" (Crença na Tela). Helsinki, Finlândia). 15/29 Junho – O Global Institute of Theology, um programa da Comunhão Mundial das Igrejas Reformadas (CMCR), reunirá estudantes de todo o mundo no Union Theological Seminary. Dasmariñas (Filipinas). 1/8 de julho – Visita de luteranos italianos à Áustria; participação nos Dias de Encontro Cristão de 3 a 5 de julho em Graz. A viagem inclui:1-3 de julho: visita a Viena e encontro com o bispo Michael Chalupka e o secretário geral da Comunhão das Igrejas Protestantes na Europa (CCPE) Mário Fisher na 2ª manhã;3-5 de julho: participação no evento ecumênico e internacional "Christian Encounter Days" em Graz;5-8 de julho: visita à Caríntia protestante com sede em Villach. 22/26 de julho – A Baptist World Alliance (ABM) se reunirá para o seu Congresso. Rio de Janeiro, Brasil). 23 de julho/2 de agosto – 15ª Conferência de Lambeth, um evento extremamente significativo na vida da Igreja Anglicana que reunirá mais de 1.000 bispos e seus cônjuges de mais de 165 países, representando toda a Comunhão Anglicana mundial. A Lambeth Conference é realizada a cada dez anos no Lambeth Palace, sede do Arcebispo de Canterbury em Londres, atualmente Justin Welby, de onde é oficialmente convocado. Objetivo: Dar a direção futura da Comunhão Anglicana/Episcopal para a próxima década. Londres, Reino Unido). 23/29 de agosto – SÍNODO METODISTA-VALDENSIANO em Torre Pellice (Turim). 29 de agosto/2 de setembro – A Rede Cristã Europeia para o Meio Ambiente (ECEN) se reunirá em assembléia sobre o tema "Reconciliados com a criação: um apelo à ação urgente sobre o clima e a biodiversidade" na Academia Evangélica de Bad Herrenalb. Alemanha. 3 de outubro – Celebração ecumênica em Lampedusa em memória do naufrágio de 3 de outubro de 2013 em que 368 pessoas perderam a vida. 23/24 de outubro – Conferência sobre eco-igrejas promovida pela Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). 5/8 de dezembro – Assembleia Geral da União Batista Cristã Evangélica da Itália (UCEBI) em Montesilvano (Pescara). Para quaisquer alterações, correções e acréscimos, envie uma solicitação via e-mail para [email protected] ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.