Igreja e estado na Irlanda.  Um evento de Consciência e Liberdade

Igreja e estado na Irlanda. Um evento de Consciência e Liberdade

Detalhe da capa do livro de Tiziano Rimoldi sobre Igreja e Estado na Irlanda

Roma (NEV), 7 de junho de 2023 – Um compromisso a marcar na agenda de quarta-feira, 14 de junho, em Roma. “Estado e Igreja na Irlanda. 1914-2014” é o título do livro de Tiziano RimoldiProfessor de disciplinas históricas e jurídicas na Faculdade Adventista de Teologia. O volume, publicado por il Mulino, será apresentado nesta ocasião com diversas intervenções, entre as quais a de Paulo Naso. Moderado David RomanoDiretora da revista Consciência e Liberdade, com a qual colabora este evento organizado.

A conferência acontece por iniciativa do senador Simão Malpezzi das 9h30 às 13h no Salão do Instituto de Santa Maria in Aquiro na Piazza Capranica. Abaixo está o programa.


SAUDAÇÕES

Sen. Simão Malpezzi

Exmo. Federico Gianassi

ELES INTERVEM

prof. Marcos Ventura

Professor de Direito Eclesiástico e Canônico na Universidade de Siena

prof. Pasquale Annicchino

Pesquisador de Direito Eclesiástico e Canônico na Universidade de Foggia

prof. Paulo Naso

Professor de Ciência Política na Universidade “Sapienza” de Roma

prof. Francesco Margiotta Broglio

Professor Emérito de Relações Igreja-Estado na Universidade de Florença

prof. Francisco Alcino

Professor de Direito Público e Religiões Na Universidade LUM Giuseppe Degennaro

Prof. Maria d’Arienzo

Professor de Direito Eclesiástico, Direito Canônico e Direitos Confessionais na Universidade de Nápoles “Federico II”

Tiziano Rimoldi

Professor de história e direito na Faculdade Adventista de Teologia


As atas da conferência serão transmitidas ao vivo no link webtv.senato.it e no canal do YouTube do Senado italiano.

O acesso à sala – com vestuário adequado e, para os homens, obrigatório paletó e gravata – é permitido até à lotação máxima.

Jornalistas e convidados devem se credenciar escrevendo para: [email protected]


Consciência e Liberdade

Órgão de imprensa da Associação Internacional de Defesa da Liberdade Religiosa (AIDLR), Consciência e Liberdade está presente na Itália desde 1978. A revista cultural trata de tematizar e promover a liberdade religiosa, a liberdade de consciência e os direitos humanos fundamentais e das minorias. Reconhecida como revista categoria A (seção 12 “Revistas científicas com cunho legal”) no catálogo da ANVUR.

O pressuposto acalentado pela revista é que somente em democracias abertas, liberais, em regime de pluralismo e com instituições civis seculares é possível que todos os credos e todas as sensibilidades culturais participem do debate público sem qualquer abuso ou compressão de direitos.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Construindo a paz na transição ecológica

Construindo a paz na transição ecológica

Detalhe do cartaz do XIX Seminário de Estudos sobre a Custódia da Criação Roma (NEV), 11 de abril de 2023 – Daniele Garrone, presidente da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), é convidado como palestrante no 19º Seminário de Estudos sobre a Custódia da Criação intitulado "Construindo a Paz na Transição Ecológica". Garrone, que também é pároco e estudioso da Bíblia, propõe uma intervenção a partir do salmo "O amor e a verdade se encontrarão, a justiça e a paz se beijarão". Juntamente com os outros oradores, traçará “um amplo horizonte de referência, indicando algumas coordenadas bíblicas no signo da expressão shalom – lê-se no folheto – explorando as muitas relações que existem entre a guerra e a degradação ambiental”. Mônica Lugatodelegada da LUMSA para a Rede de Universidades pela Paz, falará sobre "Paz e meio ambiente: a contribuição do direito internacional". Enrico Giovannini, ex-ministro do Trabalho e Políticas Sociais, professor de Desenvolvimento Sustentável, Estatística e Economia da Tor Vergata, falará sobre o Plano Nacional de Recuperação e Resiliência, com uma palestra intitulada "PNRR e além: oportunidades para a transição ecológica". Moderado Alessandra Vischi da Universidade Católica do Sagrado Coração de Brescia. “Trata-se de oferecer algumas chaves interpretativas para compreender como a guerra e a crise ecológica se alimentam e – vice-versa – uma ação clarividente pela casa comum pode ser sinérgica com uma ação positiva pela paz”, escrevem ainda os organizadores, que acrescenta: “O que significa trabalhar pela paz no Antropoceno? E, por outro lado, como cuidar da casa comum num tempo marcado pela guerra? O XIX seminário sobre a Custódia da Criação pretende colocar-se na encruzilhada dessas duas questões”. O Seminário estará aberto de Maurice Gardini, presidente da Confcooperativa. Seguir-se-á a leitura do Cântico das Criaturas de Francisco de Assis, com a voz de Margarida Mazzucco, atriz principal do filme “Chiara”. Apresenta: don Bruno Bignami, diretora do Escritório Nacional de Problemas Sociais e Trabalho do CEI. Seguem-se apresentações e debate. À tarde, dois “espaços de discernimento para a transição ecológica”. Um sobre a emergência hídrica, introduzido por Justin Mezzalira (Veneto Agricultura). Coordenada Mateus Mascia da Fundação Lanza. A outra, sobre energia e solo, com Stefano Masini, responsável pela Área de Meio Ambiente da Coldiretti. Coordenada Marco Marchetti da Universidade de Molise. Segue-se uma assembléia plenária moderada pelo teólogo Simone Morandini e as conclusões, como contribuição aos canteiros de obras de Betânia do caminho sinodal da Igreja italiana, de dom Juliano Savinadiretor do Escritório Nacional de Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso (UNEDI) do CEI. A nomeação é para sexta-feira, 14 de abril de 2023, em Roma, na sede nacional da Confcooperative (Via Torino, 146 em Roma). Organizado pelos dois escritórios nacionais da Conferência Episcopal Italiana (CEI), o dos problemas sociais e do trabalho e o do ecumenismo e do diálogo inter-religioso, em colaboração com a Fondazione Ente Spettacolo, o seminário representa "uma contribuição aos canteiros de obras sinodais da igreja italiana ”. Para mais detalhes clique aqui. Faça o download do cartaz: Folheto-Seminário Criado 2023 ...

Ler artigo
Conferência.  De Lutero a Marchionne.  Ética de trabalho e globalização

Conferência. De Lutero a Marchionne. Ética de trabalho e globalização

Roma (NEV), 15 de dezembro de 2010 – Na terça-feira, 7 de dezembro de 2010, uma conferência intitulada “De Martinho Lutero a Sergio Marchionne. Ética de trabalho e globalização". A noite, organizada pelo Centro Evangélico de Cultura Arturo Pascal e pela editora Claudiana, que teve como inspiração a recente publicação do volume de Mario Miegge intitulado "Vocação e trabalho", contou não apenas com a presença do autor do livro, Luciano Gallino , professor emérito de sociologia da Universidade de Turim, e Marco Revelli, professor de ciência política da Universidade do Piemonte Oriental. O volume de Miegge reconstrói as etapas pelas quais o trabalho, uma atividade tradicionalmente confinada à reprodução da vida biológica e desprovida de relevância política, ganhou a luz da esfera pública. Os dois momentos fundamentais que marcaram a emancipação do trabalho como atividade e a emancipação do movimento operário como sujeito político são, segundo a reconstrução precisa de Miegge, a doutrina calvinista e puritana do trabalho como vocação, que redime essa atividade de sua dimensão tradicional ligada ao biológico e às trevas da esfera doméstica, e a doutrina marxista do trabalho como fator de produção de um mundo autenticamente humano. O debate, em particular, abordou as questões mais dramaticamente urgentes da centenária parábola do trabalho, que agora atingiu uma crise e um ponto de inflexão, exemplificada pela história de Pomigliano. Os palestrantes questionaram se os processos de globalização colocaram em risco a possibilidade do trabalho construir uma esfera pública, ao fazer do trabalho uma atividade descontínua, precária e desprovida de direitos, que perde aquela dimensão de construção de sentido que permitiu sua emancipação. Qual é, então, o futuro do trabalho na sociedade ocidental? E qual é a sua relevância política futura? Hoje não é permitido responder à questão propondo soluções do passado; ao contrário, é necessário repensar a dimensão vocacional da atividade laboral e seu significado profundo em chave renovada. ...

Ler artigo
A FCEI adere à manifestação de 5 de novembro

A FCEI adere à manifestação de 5 de novembro

A bandeira da paz no Festival dos Direitos Humanos - imagem de arquivo festivaldirittiumani.it Roma (NEV), 3 de novembro de 2022 - A Federação das Igrejas Evangélicas da Itália aceitou o convite de sua Assembleia Geral (29 de outubro a 1º de novembro de 2022) "para participar com discernimento em iniciativas de apoio a um processo de paz justo na Ucrânia , denunciando a responsabilidade da Federação Russa pela agressão a um país soberano como a Ucrânia; com este perfil … para se juntar à iminente manifestação pela paz em 5 de novembro.” Os evangélicos que desejarem participar juntos da procissão com o estandarte da Federação podem se reunir às 12h30 em frente à Igreja Metodista na via XX Settembre. A Diaconia Valdense também comunicou esta manhã, com nota, sua adesão à manifestação de 5 de novembro em Roma: “A Diaconia Valdense – lê-se no comunicado -, desde fevereiro de 2022 ao lado das crianças, mulheres, famílias ucranianas vítimas da invasão, experiências todos os dias, mesmo apoiando os que fogem de outras guerras esquecidas, que a violência leva à violência, que o uso das armas multiplica as desigualdades e que não há paz sem justiça; partilha a moção da Federação das Igrejas Evangélicas em Itália do passado 1 de Novembro e adere à manifestação de 5 de Novembro em Roma (esperando que o mais rapidamente possível as armas possam ser silenciadas e uma paz justa e duradoura possa ser construída, na Ucrânia como em outro lugar”. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.