O Pacto de Silêncio de Laura Wandel vence o Prêmio Tertio Millennio

O Pacto de Silêncio de Laura Wandel vence o Prêmio Tertio Millennio

Um frame do filme “O pacto do silêncio” de Laura Wandel, vencedor da XXVI edição do Tertio Millennio Film Fest

Roma (NEV), 21 de novembro de 2022 – Encerrou a XXVI edição do Tertio Millennio Film Fest (TMFF), festival de cinema de diálogo inter-religioso. O TMFF conta com o patrocínio de três Dicastérios da Santa Sé e de várias entidades e organizações, entre as quais a Associação de Cinema Protestante “Roberto Sbaffi”. O festival envolve as comunidades católica, protestante, judaica, islâmica, hindu e budista. Título desta edição: “A volta de Caim?”.

Os prémios do TMFF

“A Aliança do Silêncio” por Laura Wandel é o melhor filme. “Lili Alone” de Zou Jing é o melhor curta-metragem. Menção especial para “Aqueles dois – Edda e Galeazzo Ciano” de Wilma Labate e para “Warsha” de Dania Bdeir. Também foram premiados o Prêmio da Crítica e o Prêmio do Júri New Sguardi (clique aqui para ler todos os prêmios).

COMPETIÇÃO DE LONGA-METRAGEM

O júri das longas-metragens é presidido por Susanna Nicchiarelli e é composto por: Thomas TorelliDelegado da União Budista Italiana. Marina PipernoDelegado da União das Comunidades Judaicas Italianas (UCEI). Wael FarouqDelegado da Comunidade Religiosa Islâmica Italiana (COREIS), Adam AntonacciDelegado da Associação de Cinema Protestante.

Prêmio Tertio Millennio Film Fest de melhor longa-metragem para “O Pacto do Silêncio”, de Laura Wandel.

Motivação:

“Por nos ter mergulhado no mundo de uma menina, por nos ter contado como a infância pode ser atormentada e por nos ter oferecido, no final, um vislumbre de luz, uma luz necessária”.

Menção especial para “Quei due – Edda e Galeazzo Ciano” de Wilma Labate:

“Pela habilidade e inventividade com que cruza a história pessoal e a memória coletiva, narrando as personagens num crescendo dramático de circunstâncias de grande relevância e interesse”.

COMPETIÇÃO DE CURTAS

O júri da curta-metragem é presidido por Cyrus De Caro e é composto por: Vittorio Emanuele AgostinelliDelegado Pátio dos Gentios. jade brunoDelegado da União Budista Italiana. Adam BerardiDelegado da Comunidade Religiosa Islâmica Italiana (COREIS). Naomi Evelyn HondreaDelegado da Associação de Cinema Protestante.

Prêmio Tertio Millennio Film Fest de melhor curta-metragem para “Lili Alone” de Zou Jing.

Motivação:

“Por ter conseguido contar com delicadeza, respeito e amor por uma personagem feminina forte e frágil ao mesmo tempo, pela pureza do olhar cinematográfico com que destaca as sombras até nos aspectos mais concretos de um distante e no ao mesmo tempo realidade muito próxima; por ter tirado corajosamente e sem julgamento o véu de um assunto que pode ser divisivo, colocando no centro a mesma pessoa que muitas vezes – em situações em que as mulheres se veem vendendo seus corpos – se perde. Por fim, por nos fazer refletir sobre os diferentes valores dados à vida e sobre as respostas de uma única mulher com quem não podemos fazer nada além de simpatizar; decidimos premiar Lili Alone como melhor curta-metragem: uma obra que, graças ao realismo do olhar, à crueza da direção e ao rigor com que o autor a encena, nos faz viver um drama sem querer consolar ou absolver , mas tem o mérito de nos deixar inquietos e cheios de dúvidas”.

Menção especial para “Warsha” de Dania Bdeir:

“Por conseguir mostrar uma visão bem-sucedida da rotina de um dia típico de um protagonista que esconde sua verdadeira essência até se ver dominando a cidade do alto de um perigoso guindaste e se abandonando ao chamado da música.

Pela habilidade com que o curta-metragem consegue prender o espectador desde os primeiros quadros, com um ritmo crescente que o mantém colado por toda a duração. E porque a narrativa fala ao discurso atual sobre a fluidez do género ao colocá-lo num contexto em que é visto como um pecado ou uma coisa proibida, queremos recompensar Warsha com uma menção.

Mohammed é um sírio que vive no Líbano, um trabalhador que adoraria se maquiar e dançar de macacão justo e salto agulha; isso não compromete sua devoção a Deus, demonstrada com a oração no guindaste, no final do curta. É o retrato de todos nós, cada um com as suas nuances, compromissos e aparentes contradições”.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Palermo, a popular clínica de psicoterapia abre suas portas

Palermo, a popular clínica de psicoterapia abre suas portas

Roma (NEV), 28 de março de 2023 – Chama-se clínica de psicoterapia popular e será apresentada à cidade no dia 4 de abril, das 10h30 às 12h30, no Ex Noviciado de San Mattia ai Crociferi, na via Torremuzza, em Palermo. A nova realidade pretende promover projetos de saúde mental na área de Palermo e surge da sinergia entre a Congregação dos Pobres Servos da Divina Providência - Casa Buoni Fanciulli - Istituto Don Calabria, o Centro Diaconal "La Noce" - Istituto Valdese, a Cooperativa “La Panormitana” e a Fundação “San Giuseppe dei falegnami” – braços operacionais da Cáritas Diocesana de Palermo – e a Associação Maghweb. “A clínica nasceu de uma necessidade manifestada pelo território”, explica Ana Maria CullottaPresidente da associação Ambulatorio Popolare di Psicoterapia "As realidades que deram vida ao projeto recebem pedidos contínuos de orientação nos serviços, por isso a rede de parceiros e os profissionais envolvidos querem colocar suas habilidades à disposição, colocando-se a serviço de aqueles que têm menos chances, mas encontram coragem e força para externar um pedido de ajuda expressando a necessidade de apoio”. A clínica ficará instalada nos espaços da Casa San Francesco, em vicolo Infermeria dei Cappuccini, no bairro de Ballarò, e oferecerá cursos de psicoterapia e psicoterapia acessíveis a todos, trabalhando em rede com os serviços já existentes na área. "Graças à composição do grupo clínico com diferentes formações e especializações - explicam os promotores da iniciativa - a clínica vai poder prestar serviços em diferentes áreas de intervenção: problemas psicológicos individuais e de casal, apoio à parentalidade, entrevistas a toda a família integrantes de pessoas com deficiência, transtornos mentais, doenças orgânicas graves, crônicas estressantes; entrevista para apoiar a qualidade de vida na velhice. A clínica pretende garantir a possibilidade de acesso a um percurso psicoterapêutico a todos os cidadãos e localidades: os serviços prestados não têm um preço fixo e permitem-lhe contribuir de acordo com a sua disponibilidade financeira. As entrevistas cognitivas serão gratuitas e qualquer remuneração para as sessões subsequentes será acordada de acordo com as possibilidades econômicas. Para marcar uma consulta será possível enviar uma mensagem de whatsapp ou ligar para +39 377 085 2443. ...

Ler artigo
20 de outubro de 2020. Oração pela paz

20 de outubro de 2020. Oração pela paz

Roma (NEV), 20 de outubro de 2020 – Na Piazza del Campidoglio em Roma e simultaneamente em diversos lugares, segundo as diversas tradições religiosas, a oração pela paz organizada pela Comunidade de Sant'Egidio. No encontro, intitulado “Ninguém se salva sozinho. Paz e Fraternidade", o presidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), pároco Luca Maria Negroo moderador da Mesa Valdense, o diácono Alessandra Trottaenvolvido na liturgia, o presidente da Obra para as Igrejas Evangélicas Metodistas na Itália (OPCEMI) Mirella Manocchio, o bispo luterano Heinrich Bedford-Strohmpresidente do Conselho da Igreja Evangélica na Alemanha (EKD) e pastor luterano de Roma Michael Jonas. Durante a tarde haverá também um minuto de silêncio em memória das vítimas da pandemia e de todas as guerras e, a seguir, a leitura do apelo de paz de todos os líderes religiosos, de Papa Francisco E Bartolomeu Iapelo que será entregue aos embaixadores e autoridades institucionais presentes, incluindo o Presidente da República Sérgio Mattarella. Os locais das orações que abrem o evento: Basílica dell'Aracoeli (oração dos cristãos); Sinagoga (oração dos judeus); instalações dos Museus Capitolinos (oração de muçulmanos, budistas e religiões orientais). O encontro de hoje faz parte dos encontros internacionais de oração pela paz e pode ser acompanhado ao vivo nestes canais. #pazépossívelFraternidade2020 ...

Ler artigo
Luteranos no Vaticano.  “Do Conflito à Comunhão”

Luteranos no Vaticano. “Do Conflito à Comunhão”

Roma (NEV), 23 de junho de 2021 – Amanhã, 24 de junho, o secretário-geral cessante da Federação Luterana Mundial (FLM) Martin Junge e o presidente, arcebispo Panti Filibus Musaeles vão encontrar Papa Francisco. No dia seguinte será comemorada a Confissão de Augsburgo de 25 de junho de 1530. A Confissão de Augsburgo foi escrita por Philip Melanchthon tendo em vista a dieta (reunião) da cidade de Augsburg. Encomendado por Charles V, sua intenção era "normalizar" a questão protestante perturbadora. Contém substancialmente a exposição dos princípios fundamentais da Reforma nascente. A visita de 24 a 25 de junho ao Vaticano põe em diálogo os responsáveis ​​da FLM e do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos. Uma conferência de Junge também está prevista na Universidade Dominicana de St. Thomas Aquinas (Angelicum). Finalmente, está agendada uma reunião sobre a cooperação entre o Serviço Mundial Luterano e a Caritas Internationalis. Na delegação luterana, também estarão membros das sete regiões da comunhão global. O contexto O encontro com Francesco é baseado em comemoração conjunta dos 500 anos da Reforma (Lund e Malmo, 2016). A visita deste mês é vista como mais um passo na jornada”Do conflito à comunhão“, no centro do diálogo luterano-católico nos últimos anos. Em particular, aquele sobre a doutrina da justificação pela fé (JDDJ). 2021 também marca o 500º aniversário da excomunhão De Martinho Lutero. Uma comissão de teólogos luteranos e católicos está estudando seu contexto histórico e deve produzir uma declaração conjunta na assembléia da Federação Luterana Mundial (Polônia, 2023). O Conselho da FLM acaba de escolher, entre outras coisas, o seu novo Secretário-Geral. Pela primeira vez é uma mulher, a pastora estoniana Ana Burghardt. No que diz respeito às relações com a Igreja Católica, Burghardt falou de "diálogo contínuo", de amizade e reciprocidade. Para saber mais: Anne Burghardt: diálogo, missão holística e despolarização Artigo sobre riforma.it FORMA. Martinho Lutero (1483-1546) ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.