Palermo, cidadania honorária ao pastor Peter Ciaccio

Palermo, cidadania honorária ao pastor Peter Ciaccio

O site chiesavaldese.org dá a notícia. A cerimônia oficial acontecerá na próxima segunda-feira, 26 de outubro, às 11h, no Palazzo delle Aquile. “Estou muito feliz, não esperava – declara Pedro Ciaccio – . Estou muito satisfeito, acho que não é um reconhecimento pessoal, mas coletivo de nossa igreja, de nosso testemunho, para o bem da cidade, do trabalho social que realizamos em Palermo, das muitas iniciativas nas quais fomos envolvidos, também graças ao Otto por mil valdenses e metodistas. Também foi importante o trabalho ecumênico realizado nos últimos anos na capital siciliana. Tentámos construir um tecido social onde existem muitas razões de ruptura”.

O pastor Ciaccio em Palermo serviu à igreja valdense e metodista de “La Noce” de 2011 a 2013 e à igreja valdense de via Spezio de 2013 a 2020. Ele atualmente exerce seu ministério em Trieste.

“E estou particularmente feliz que esse reconhecimento venha do prefeito Orlando, porque sei que não se trata de bajulação, mas de um verdadeiro atestado de apreço pelo que fizemos juntos”, acrescenta.

Uma grande honra, um reconhecimento inesperado, não só para mim, mas também e sobretudo para as igrejas valdenses e…

Postado por Peter Ciaccio em terça-feira, 20 de outubro de 2020

Um reconhecimento importante que Ciaccio comentou, como ainda podemos ler no site da Igreja Valdense, da seguinte forma: “A outorga de cidadão honorário pelo Município de Palermo foi um acontecimento inesperado e, sobretudo, não desejado para mim. Todos os cidadãos devem se comprometer com o bem da cidade onde vivem sem buscar reconhecimento. É por isso que vivi os nove anos em que servi as igrejas valdenses e metodistas de Palermo como uma oportunidade de estar também a serviço da cidade. Creio que isso seja constitutivo de uma consciência protestante: integrar (sem confundir) as dimensões pública e privada, a dimensão da fé e o compromisso civil. É por isso que acredito que a concessão da cidadania honorária é também um reconhecimento da contribuição que os valdenses e metodistas deram à cidade de Palermo desde 1861”.

A presença valdense na cidade de Palermo tem raízes antigas: a fundação do Waldensian Institute em 1863, a primeira escola para todos, permitiu que os mais pobres se educassem, mesmo antes do advento da educação pública.

Em 1963, o pároco Pietro Valdo Panascia ele havia sido o primeiro membro de uma igreja cristã a expor os crimes da Máfia. Nos anos setenta, então, o mesmo pastor Panascia havia renovado o Instituto Valdense criando o atual Centro Diaconal “La Noce”, uma das obras mais importantes da igreja valdense em nível nacional. Ao mesmo tempo é bom recordar a atividade da Igreja Metodista Afonso Manocchio que, nos anos 1980, havia compreendido como a Itália havia mudado e como a missão da Igreja seria atender não mais (ou não apenas) os emigrantes, mas os imigrantes.

A par deste compromisso deve ser mencionada a intuição do metodista Vivian Wiwoloku, nigeriano e de Palermo, que foi o primeiro a levar a sério o tráfico de pessoas a partir do trabalho nas ruas, onde muitas e muitas escravas sexuais são forçadas à prostituição. Finalmente, originária de Palermo, é também diácona Alessandra Trottaatual moderador do Tavola Valdese.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Testamento vital.  Um contador na igreja metodista de Pádua

Testamento vital. Um contador na igreja metodista de Pádua

Roma (NEV), 2 de fevereiro de 2011 – Também nas dependências da Igreja Evangélica Metodista de Pádua abre uma agência para depositar o testamento vital. Dentro da União das Igrejas Metodistas e Valdenses, é a sexta administrada diretamente pelas comunidades locais, depois de Turim, Milão, Trieste, Nápoles e Roma, enquanto outras comunidades, como a Metodista de Udine, estão engajadas em projetos de coleta junto com o Associação Luca Coscioni e Associação Per Eluana (ver NEV 4/11). A iniciativa, apresentada ao público ontem à noite, contou com a participação da pároca da comunidade, Caterina Griffante, que comentou a noite da seguinte forma: "Pelo número de pessoas, pela qualidade das intervenções no debate e pelo ambiente geral, o tema responde evidentemente a uma necessidade concreta do povo, crente e não crente. Pareceu-me uma boa forma de testemunho, em linha com o que já foi aprovado pelo nosso Sínodo em 2007”. A noite contou com a presença de Daniele Busetto, membro da Comissão de Bioética da Mesa Valdense; o pastor Gianni Genre, ex-moderador da Mesa Valdense; e a psicóloga Germana Englaro, prima de Eluana e sobrinha de Beppino Englaro. As implicações legais foram esclarecidas pelo advogado Giorgio Favaro, enquanto o pároco Griffante destacou a laicidade da iniciativa. Durante a noite, o Pr. Genre quis recordar como existe há algum tempo um acordo conjunto entre as igrejas católica e evangélica na Alemanha sobre a oportunidade de expressar as próprias provisões para o fim da vida (ver notícias a seguir). “Somente a Igreja Católica italiana ainda insiste que a vida biográfica é equivalente à vida biológica. Como igrejas valdenses e metodistas, não expressamos uma posição diferente da Conferência Episcopal Alemã. Um fato que ao menos deveria fazer refletir nossos deputados, que nos próximos dias se preparam para discutir o projeto de lei de Calabrò”. Um projeto de lei definido pelo próprio Genre como “assustador”: “O proposto pelo texto de Calabrò é um passe para a obstinação terapêutica. Uma lei coercitiva que espero nunca ver a luz do dia. Neste ponto é preferível manter o vácuo legislativo e remeter para os precedentes jurisprudenciais que também existem, e que têm garantido proteção adequada aos pacientes em questão”. O balcão abrirá de 25 de fevereiro às 17 a cada três semanas na igreja metodista no Corso Milano em Pádua. ...

Ler artigo
Batistas europeus se reúnem em Riga

Batistas europeus se reúnem em Riga

Roma (NEV/Reforma), 21 de setembro de 2022 - O Conselho da Federação Batista Europeia (EBF) abre hoje em Riga, Letônia (e terminará em 24 de setembro). A EBF é uma das seis regiões da Baptist World Alliance (BWA). No Riga Islândia Hotel são esperadas mais de 140 pessoas: elas participarão da Itália John Archdeaconpresidente da União Evangélica Batista Cristã da Itália (UCEBI), e o pastor evangelista Ivano De Gasperissecretário do Departamento de Evangelismo. O encontro também contará com a presença de cerca de 30 líderes juvenis que, dentro das diversas Uniões Batistas, realizam seu ministério com jovens e crianças. O encontro, portanto, nas intenções dos organizadores, quer ser uma grande experiência intergeracional de adoração, oração, escuta de Deus e do outro, partilha recíproca e construção da missão futura. Entre os temas que serão abordados: missão e ministério na era pós-Covid; um mundo afetado por velhos e novos conflitos; uma economia desafiadora; preocupações ambientais globais; novas oportunidades para demonstrar a beleza, maravilha e esperança do Reino de Deus. A sessão de abertura (21 de setembro, quarta-feira – 19h30, horário de Riga) e o lançamento do projeto Livro de canções (23 de setembro, sexta-feira – 20h30, horário de Riga) será transmitido ao vivo no canal da EBF no YouTube. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.