Roma, novas luzes para o Templo Valdense

Roma, novas luzes para o Templo Valdense

Roma, templo valdense, praça Cavour

Roma (NEV), 9 de março de 2023 – Como parte dos “Dias da Herança Cultural Metodista e Valdense” (10 a 12 de março de 2023), o “complexo protestante” da Piazza Cavour em Roma (a igreja, a livraria Claudiana, o atividades e a Faculdade de Teologia com sua biblioteca) viverão momentos marcados pela gratidão e pela visibilidade. Entre outros, intervirá o Moderador da Mesa Valdense, Alessandra Trottao Presidente da FCEI Daniele Garroneo professor. Paulo rico.

Os eventos da sexta-feira, dia 10, serão centrados no agradecimento. Graças ao contributo da ACEA (que se fará representar pelo seu Chief Executive Officer Dr. Fabrício Palermo e outros dirigentes), a fachada e os torreões da igreja estão agora iluminados por dentro e por fora. O apoio da Urban Vision permitiu o restauro recente de todas as fachadas e janelas artísticas da igreja (o seu Presidente, Dr. Fábio Mazzoni). Serão envolvidas empresas e técnicos que contribuam para a conservação, funcionamento e valorização da igreja da Piazza Cavour, com os seus vitrais Paulo Paschetti.

No sábado vou focar-me na visibilidade, com visitas guiadas que lhe vão permitir conhecer a história dos valdenses, a sua cultura, o património artístico e o património literário do complexo.

“O olhar não se volta apenas para o passado e para o belo. Forçado à invisibilidade por séculos; perseguido quando em campo aberto; obrigado hoje por fazer parte do ágorae de um ágora iluminados, os valdenses – e com eles os outros evangélicos italianos – não se esquecem de quantos e quais “invisíveis” existem ainda hoje e se sentem chamados a fazer a sua parte para que também eles recebam um pouco de luz”, declara Daniele Garrone.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

#sinodovaldese.  A saudação de Mons.  Maurício Malvestiti

#sinodovaldese. A saudação de Mons. Maurício Malvestiti

Torre Pellice (Turim), 27 de agosto de 2018 (SSSMV/05)- "Irmãos e irmãs valdenses e metodistas, considero um autêntico dom do Único Senhor compartilhar este encontro em Torre Pellice". Assim começou Mons. Maurício Malvestitibispo de Lodi, em seu discurso esta manhã ao Sínodo das Igrejas Metodista e Valdense, reunido em Torre Pellice (Turim). Malvestiti, acompanhado pelo diretor do Escritório Nacional da CEI para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso (UNEDI), dom Christian Bettegatrouxe saudações do cartão. Walter Bassettipresidente da CEI, e do bispo Ambrogio Spreaficopresidente da Comissão de Ecumenismo e Diálogo da CEI. Entre os vários temas em discussão no Sínodo, Malvestiti abordou "a delicada situação migratória" na Itália e na Europa. “Trata-se de uma preocupação pastoral compartilhada pelos bispos italianos”, disse Malvestiti, “que exige prudência e realismo, sem nunca sufocar a fantasia segura e a tradição de solidariedade, que animam profundamente nosso país”. “Reavivar as responsabilidades dos organismos públicos, a todos os níveis, é também nosso dever – prosseguiu o bispo -, e estamos igualmente empenhados em despertar as consciências dos crentes para que imprimam estes valores, e as correspondentes boas práticas, na sociedade de hoje, tanto a “sensação ordinária dos crentes, que incansavelmente e sem distinção abrem o coração e as mãos ao próximo, segundo o mais autêntico espírito evangélico”. Malvestiti também recordou e se associou ao “abraço da esperança” que o Sínodo ofereceu à cidade de Gênova através da arrecadação do culto inaugural doada aos desabrigados da ponte Morandi e a disponibilização de dois alojamentos para os que perderam suas casas. A agência de notícias evangélica NEV-news estará presente como Sala de Imprensa do Sínodo a partir de sábado, 25 de agosto, na “Casa Valdese” de Torre Pellice, na via Beckwith 2, tel. 0121.950035 cel. 342 113 4700, – (www.nev.it – Twitter: @nev_it – FB: @AgenziaNEV). #Sínodo ValdenseFACTSHEET Igrejas metodistas e valdenses na Itália (NEV/CS05) www.chiesavaldese.org – www.rbe.it – www.riforma.it ...

Ler artigo
Dignidade do idoso dependente.  a lei continua

Dignidade do idoso dependente. a lei continua

Foto tirada de Roma (NEV), 11 de outubro de 2022 – O Conselho de Ministros aprovou ontem o Projeto de Lei proposto pelo Ministro do Trabalho e Políticas Sociais, André Orlandosobre assistência a idosos não autossuficientes. O aguardado projeto de lei introduz poderes ao Governo sobre políticas a favor dos idosos. Ele fala sobre isso nesses termos Riforma.it. “Depois será possível fazer uma análise criteriosa do texto aprovado. No entanto, deve-se notar que – como também exige o 'pacto de não autossuficiência' ao qual a Comissão Sinodal para a Diaconia (CSD-Waldensian Diaconia) adere – um sistema nacional foi previsto para a população idosa não autossuficiente . Bem como acesso unificado e avaliação multidimensional unificada”. O projeto de lei foi aprovado preliminarmente, também na implementação do Plano Nacional de Recuperação e Resiliência (PNRR). Os próximos passos são a Conferência Unificada e, a seguir, o novo Governo para exame definitivo e envio às Câmaras. A aprovação final está prevista para 31 de março de 2023. “O projeto de lei tem recursos inalterados. Esta é evidentemente uma limitação para um setor que precisa fortalecer as intervenções – escreve Riforma -. Considerando que devem também ser reforçadas as intervenções sobre a RSA, no que respeita às quais “existe uma superação positiva e definitiva das posições que as queriam superadas, mas que carecem de um estudo aprofundado do seu papel em perspetiva”. O projeto de lei, em resumo O ministro Orlando falou em “uma oportunidade de progresso civil para o nosso país e uma prioridade para a agenda política”. O projeto de lei trata dos aspectos de envelhecimento ativo, acesso simplificado aos serviços de saúde e sociais, moradia adequada e mobilidade. Além disso, fala-se de socialização e solidariedade intergeracional, de reforço dos cuidados domiciliários e de contraposição a "formas impróprias de institucionalização". Além disso, está prevista a criação de uma Comissão Interministerial de Políticas em Favor da População Idosa (CIPA) na Presidência do Conselho de Ministros. O objetivo é encontrar uma abordagem integrada e coordenada a nível nacional para melhorar todos os serviços, em nome da qualidade e respeito pela privacidade. Por último, mas não menos importante, a lei deve abordar a questão dos recursos econômicos. Desde a questão dos subsídios à das contribuições para a segurança social, até à promoção do trabalho de qualidade no sector dos serviços de assistência social e à melhoria das condições de vida dos cuidadores membros da família. ...

Ler artigo
#WCC70.  O Conselho Mundial de Igrejas em Amsterdã para o 70º aniversário de sua fundação

#WCC70. O Conselho Mundial de Igrejas em Amsterdã para o 70º aniversário de sua fundação

Roma (NEV), 14 de agosto de 2018 – O ponto alto das comemorações do 70º aniversário do corpo ecumênico mundial acontecerá em Amsterdã, local da fundação do Conselho Mundial de Igrejas (CMI). As comemorações, anunciadas oficialmente pelo secretário geral do CMI, o pároco luterano Olav Fykse Tveitem janeiro na igreja metodista de Chongwenmen em Pequim (China), teve várias etapas, incluindo a inauguração em Genebra durante a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, a conferência mundial em Arusha na Tanzânia e a homenagem do Papa Francisco na sede do CMI em junho passado . “Feliz aniversário, na esperança de que nos próximos anos o CMI possa contribuir para dar passos significativos no caminho da unidade. Da unidade das igrejas assim como de toda a humanidade", disse o presidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália, pároco Luca Maria Negro na coluna ecumênica, aos microfones do Culto Evangélico transmitido no último domingo pela Rádio1 RAI. A primeira assembléia do Conselho Mundial de Igrejas em Amsterdã, 1948 (foto CEC) O evento de 23 de agosto inclui uma celebração na histórica Nieuwe Kirk, uma igreja do século XV, e contará com a presença do secretário Tveit, moderador do CMI Agnes Abuom e numerosos expoentes ecumênicos. Está programada também uma peregrinação juvenil “On the Move” e uma marcha pela paz com participantes, entre outros, da Coreia do Sul, Colômbia, Gana, Grécia, Holanda. Também no contexto do 70º aniversário, a Universidade Teológica Protestante organiza o simpósio "Hospitalidade no caminho da paz e da justiça". As reuniões estão marcadas Mathilde Sabbagh do Sínodo Evangélico Nacional da Síria e Líbano e com Mpho tutudiretor do Fundação Desmond e Leah Tutu na África do Sul. O CMI reúne cerca de 350 igrejas ortodoxas, católicas antigas, anglicanas, batistas, evangélicas, luteranas, menonitas, metodistas, reformadas, igrejas livres independentes e algumas igrejas pentecostais, totalizando mais de meio bilhão de cristãos em todo o mundo. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.