Assim a ecoteologia une os cristãos

Assim a ecoteologia une os cristãos

Foto Riccardo Chiarini / Unsplash

Roma (NEV), 14 de julho de 2020 – Mais um encontro com o pensamento protestante no Interris.it, graças à entrevista de James Galeazzi pastora Daniela DiCarlo.

Daniela DiCarlo

Os temas delineados vão do ecumenismo à unidade entre os cristãos, passando pela bioética e pela violência contra a mulher. Da necessidade de uma “conversão ecológica” a uma autocrítica corajosa em relação aos caminhos ainda por trilhar, o pastor Di Carlo identifica alguns marcos que podem fazer a diferença no caminho cristão, mas também em geral na sociedade como um todo .

“Certamente ainda não é hora de falar sobre recepção eucarística ou sacerdócio feminino – começa Di Carlo -. Porém, é muito importante que as igrejas, unidas, digam uma palavra radical sobre a criação”.

Leia a entrevista com Daniela Di Carlo em Interris.it.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

um apelo à conversão radical

um apelo à conversão radical

Roma (NEV), 22 de novembro de 2018 - Urgência, conversão de estilos de vida, trabalho em rede para apoiar a justiça ecológica e promover modelos de desenvolvimento sustentável em nível local e global. Estes são alguns dos principais temas que surgiram na conferência "" Que o teu coração guarde os meus preceitos (Provérbios 3:1). Uma Criação a ser guardada por cristãos responsáveis, em resposta à Palavra de Deus”, realizada em Milão de 19 a 21 de novembro passado. Promovido pelo Escritório Nacional para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso (UNEDI) da CEI, em colaboração com a Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), a Arquidiocese Ortodoxa da Itália e Malta, a Igreja Apostólica Armênia, a Diocese Copta-Ortodoxa de San Giorgio em Roma, a Igreja da Inglaterra e a Diocese Ortodoxa Romena da Itália, a conferência envolveu cerca de 250 participantes que compartilharam diferentes perspectivas sobre o tema da salvaguarda e proteção da criação. Tema há décadas no centro da reflexão do movimento ecumênico - como sublinhou Simone Morandiniprofessor do Instituto San Bernardino de Estudos Ecumênicos de Veneza, no discurso de abertura – a guarda da criação está constantemente presente no testemunho bíblico e nas diversas tradições confessionais, até a "Laudato si'" de Papa Franciscosem contudo nunca se tornar central na consciência de fé dos cristãos. Peter Pavlovic É a urgência do tempo presente que traz a questão ecológica para o centro também nas igrejas. ele lembrou Peter Pavlovic, secretário da European Christian Network for the Environment (ECEN), temos uma janela de não mais de 20 ou 30 anos para evitar uma catástrofe ambiental. Por isso é importante o diálogo entre a fé e a ciência e, neste âmbito, podem ser aliadas no apelo a uma radical conversão pessoal e coletiva dos estilos de vida. a pastora Letizia Tomassone, professora de Estudos da Mulher na Faculdade de Teologia Valdense, trouxe o ponto de vista da teologia feminista que vê uma proximidade entre a exploração e a violência infligida ao corpo da terra e ao corpo das mulheres. Por isso, ao invés de falar de guarda e cuidado da Criação, palavras que muitas vezes acompanharam a condição de subordinação da mulher na sociedade em relação ao homem, as teólogas feministas preferem falar de interdependência, termo que explicita a complexidade das relações e a entrelaçamento entre justiça ecológica, econômica e de gênero. A urgência de uma ação que possa interromper a corrida rumo a uma catástrofe ambiental foi reafirmada pelo professor Enrico Giovanniniex-ministro do trabalho e porta-voz ecocomunitário da Aliança Italiana para o Desenvolvimento Sustentável (ASviS), que promove a Agenda 2030 que lista 17 objetivos da ONU para o desenvolvimento sustentável. A partir da esquerda, Ionut Coman, Ambrogio Spreafico, Luca M. Negro A conferência deu então a palavra aos participantes que, divididos em 4 grupos, partilharam reflexões e experiências, salientando a necessidade de também as igrejas formarem eco-comunidades, respeitosas do ambiente nas suas práticas quotidianas Creatocommunitarie, e agentes de formação ecológica não só para crianças e adolescentes, mas também para adultos sobre temas como desperdício de alimentos, coleta de lixo, uso de plástico. Os resultados dos grupos de trabalho serão retrabalhados pela comissão organizadora do evento que produzirá um documento final a ser divulgado em breve. A conferência foi então encerrada com as considerações finais do pároco Luca Maria Negropresidente da FCEI, pelo pai Ionut Comanresponsável pelo ecumenismo da Diocese Ortodoxa Romena da Itália e por Mons. Ambrogio Spreaficopresidente da UNEDI. ...

Ler artigo
6 de novembro, Dia da ONU contra a Exploração do Meio Ambiente na Guerra

6 de novembro, Dia da ONU contra a Exploração do Meio Ambiente na Guerra

Um ativista da paz nepalês da Operação Híbrida União Africana-ONU em Darfur (UNAMID) planta uma árvore do lado de fora da sede da UNAMID em El Fasher, Sudão. Foto da ONU/Albert Gonzalez Farran tirada de www.un.org/en/observances/environment-in-war-protection-day Roma (NEV), 3 de novembro de 2022 – No dia 6 de novembro, data em que se celebra desde 2001 o Dia Internacional para a Prevenção da Exploração do Meio Ambiente na Guerra e nos Conflitos Armados, também terá início a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima ( COP27 ). Neste contexto, e às vésperas do encontro nacional de ecocomunidades organizado pela Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), foi lançado um documento conjunto. Assinado por GLAM, Pax Christi e pelo Grupo Inter-religioso para as Atividades Ecumênicas de Nápoles, o documento fala daecocídio como "um crime, pois ameaça a paz, a segurança e o bem-estar do mundo". Recordando uma declaração divulgada pelo Observatório sobre conflitos e meio ambiente e outras organizações, os signatários lembram que “O meio ambiente é um objetivo civil. A proteção ambiental é vital para a proteção dos civis. A contaminação ambiental pelo uso de armas explosivas representa riscos agudos e crônicos à saúde dos civis. Os detritos gerados pelo uso intensivo de armas explosivas em áreas povoadas podem criar riscos ambientais persistentes à saúde”. Além disso, sublinhando a coincidência entre o Dia da ONU e o início da COP27, as organizações voltam a escrever: "acreditamos que o termo 'desarmamento climático' exprime a ameaça ao planeta e o sofrimento do resto da criação devido às violentas e armadas gerenciamento de conflitos humanos. O dia 6 de novembro é, portanto, um dia para renovar o compromisso por uma paz justa para a Terra que passe pelo desarmamento e pela libertação das guerras e de uma 'ordem' mundial baseada na agressão, terror e desestabilização”. Para saber mais Baixe aqui o apelo conjunto: Dia da ONU sobre guerras, conflitos e meio ambiente. Para saber mais sobre o VI encontro nacional de ecocomunidades, intitulado "Plantando uma semente" (Nápoles, 4-6 de novembro de 2022), baixe o programa completo aqui: brochura do encontro nacional de ecocomunidades de 4 a 6 de novembro. Entre outras coisas, uma conferência pública, intitulada "Eco teologias para a comunidade da criação", está prevista para 4 de novembro às 18h30. Presença na igreja valdense, via dei Cimbri, 8 em Nápoles ou online na página GLAM no Facebook. Para todos os detalhes clique aqui: Folheto Conferência Pública 4 de novembro Nápoles. a COP27 A COP27 é a 27ª conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas e será realizada de 6 a 18 de novembro de 2022 em Sharm El Sheikh, Egito. Da Itália, o jovem metodista é creditado Irene Abbra, entre os representantes da campanha global Clima SIM (sigla para Youth Ecumenical Summit), liderada por jovens cristãos entre 18 e 30 anos. Irene Abra também é Embaixadora do Clima do Conselho Metodista Europeu. O Climate YES nasceu no contexto da COP26 e da campanha mundial metodista Climate Justice for All (CJ4A). Quarenta jovens ativistas climáticos da Federação Luterana Mundial (FLM) também se juntarão à COP27 em uma espécie de revezamento com o lema "A criação não está à venda". São jovens de todo o mundo que, juntamente com várias organizações religiosas e da sociedade civil, defendem questões ambientais e negociam por justiça climática a nível global, regional e local. A FLM está presente nas conferências de mudanças climáticas das Nações Unidas desde 2011, defendendo o clima e a justiça intergeracional. ...

Ler artigo
Notícias da Conferência das Igrejas Europeias (KEK)

Notícias da Conferência das Igrejas Europeias (KEK)

Foto Parlamento Europeu 2022 Roma (NEV), 28 de janeiro de 2023 – Aqui estão as últimas notícias da Conferência das Igrejas Europeias (KEK). Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos “A unidade se alimenta na comunhão e na oração” disse o Secretário Geral da CEC, Jørgen Skov Sørensen. Em mensagem em vídeo por ocasião da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SPUC), o secretário lembrou que a ideia desse evento ecumênico remonta a 1908. Se quiséssemos situar seu nascimento nesse contexto, disse Sørensen, “significa que estamos comemorando a 115ª edição da Semana”. Ele também lembrou a grande contribuição do Conselho Mundial de Igrejas (CEC) fundado em 1948 e, 11 anos depois, do próprio CEC. "Marcos que testemunham uma crescente compreensão ecumênica e compromisso compartilhado, atravessando fronteiras geográficas e confessionais". Olhe aqui. CEC no Parlamento Europeu sobre a democracia liberal Foto Parlamento Europeu 2022 Há também o CEC entre os participantes do seminário do Parlamento Europeu para o "Diálogo sobre a democracia liberal". Com efeito, a Conferência das Igrejas da Europa foi representada por Marietta DC van der Tol, que destacou o importante papel das igrejas e da religião. O evento foi apresentado pelo Primeiro Vice-Presidente do Parlamento Europeu, Othmar Karas. Ele é responsável pelo Artigo 17 – Diálogo com organizações religiosas e filosóficas. O seminário realizou-se a 24 de Janeiro em Bruxelas. “Geralmente falamos sobre religião versus secularismo e antiliberalismo versus liberalismo. Devemos reorientar nossa perspectiva, na medida em que as comunidades religiosas serão parceiros sociais importantes para conter a ameaça da direita antiliberal – disse van der Tol -. As religiões têm um papel importante a desempenhar. Ao apontar os limites do antiliberalismo político e ao dizer abertamente em que ponto o antiliberalismo político deixará de representá-los, se é que algum dia o fez. Mas também, ao articular ideias alternativas sobre a relação entre política e religião conservadora, em prol da estabilidade da ordem democrática constitucional”. Para saber mais: Diálogo religioso e não confessional - Parlamento Europeu. Vídeo: Artigo 17 – Seminário sobre Democracia Liberal. “Cada parte da criação importa” Está online o vídeo de apresentação do livro publicado pela KEK em parceria com a Globethics.net "Toda parte da criação conta". O livro é sobre cuidar da criação de Deus e o chamado das igrejas. Falamos sobre isso AQUI. Para rever a apresentação, clique no link abaixo. O CEC na Convenção da Associação Teológica Ortodoxa Internacional Guerra, paz e teologia pública são alguns dos temas destacados pelo CEC na convenção da Associação Teológica Ortodoxa Internacional (IOTA). Participou o Secretário Executivo do CEC para o Diálogo Teológico, Katerina Pekridou. A conferência foi organizada pela Academia de Estudos Teológicos de Volos, Grécia. Entre os temas abordados, também o documento de ética social de 2020 do Patriarcado Ecumênico de Constantinopla “Pela vida do mundo”. Sobre o capítulo sobre guerra, paz e violência do Documento, Pekridou destacou que "a Igreja Ortodoxa se beneficiaria com o desenvolvimento de uma teologia pública que discutisse a paz e a guerra no marco do direito internacional e dos direitos humanos, levando em consideração os desafios atuais para paz". Falou-se também da consciência pessoal na era da crise eclesiástica, do diálogo ortodoxo-católico e dos desafios da aceitação ecumênica no Oriente e no Ocidente. A conferência, realizada de 11 a 15 de janeiro, contou com a participação de estudiosos de várias disciplinas representando a América, Europa, Austrália, Ásia, África, Bálcãs e Rússia, incluindo bispos e clérigos de várias jurisdições ortodoxas. A IOTA foi fundada em 2017, um ano após o “Santo e Grande Concílio”, com o objetivo de contribuir teologicamente para a renovação da Igreja Ortodoxa, apoiando a unidade e sinodalidade pan-ortodoxa. Em 2025, a convite do Patriarca Ecumênico Bartolomeu, a IOTA organizará a conferência "A Fé de Nicéia", para comemorar o 1700º aniversário do Primeiro Concílio Ecumênico. Reflexões sobre o tema da Assembleia da CEC: "Somos chamados a levar a bênção de Deus ao mundo" O pastor Christian Sofussen, da União Batista da Dinamarca, reflete sobre como os cristãos são chamados a levar a bênção de Deus ao mundo e como o testemunho cristão combina ideias com ações. A reflexão de Sofussen faz parte de uma série de discursos que se aproximam da próxima Assembleia Geral da CEC intitulada "Sob a bênção de Deus - moldando o futuro". Leia aqui. Comunicado de imprensa: Credenciamentos abertos para a Assembleia Geral CEC 2023 em Tallinn Foto Mladen Trkulja / CEC A CEC realizará sua Assembleia Geral de 14 a 20 de junho de 2023 em Tallinn, Estônia, sob o título “Sob a bênção de Deus – moldando o futuro”. A mídia está convidada a se registrar online e participar da coletiva de imprensa em 20 de junho de 2023. Leia aqui. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.