Morrendo de esperança.  No dia 18 de junho, oração ecumênica em transmissão ao vivo

Morrendo de esperança. No dia 18 de junho, oração ecumênica em transmissão ao vivo

Roma (NEV), 17 de junho de 2020 – A oração habitual em memória daqueles que perdem a vida em suas viagens para chegar à Europa será realizada na quinta-feira, 18 de junho, a partir das 18h30, com transmissão ao vivo de Roma. O Secretário Executivo da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), pároco, participa Luca Barato.

A nomeação insere-se no contexto do Dia Mundial do Refugiado, instituído em 2001 pelas Nações Unidas, que se celebra em todo o mundo a 20 de junho. A cerimônia será presidida pelo secretário geral da Conferência Episcopal Italiana (CEI) Stefano Russo. A transmissão ao vivo da Basílica de Santa Maria em Trastevere em Roma será transmitida na página inicial e na página do Facebook da Comunidade de Sant’Egidio, que organiza esta oração ecumênica há vários anos junto com a Associação Centro Astalli, Caritas Italiana, Fundação Migrantes, Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI), Rede Scalabrini Migration International (SMIN), ACLI e Associação Comunitária Papa João XXIII, a ACSE.

Durante a oração, serão lidos os nomes daqueles que perderam a vida em suas viagens à Europa. Você pode enviar nomes para lembrar [email protected] ou pelo numero 3249981674

Para maiores informações: baixe o flyer em pdf

Para o Dia Mundial do Refugiado, os protestantes italianos da FCEI, através do seu programa para migrantes e refugiados, Mediterranean Hope, lançaram também a iniciativa “kneel-in” precisamente para 20 de junho: “Vamos nos ajoelhar, como Martin Luther King 55 anos atrás, para dizer que vidas negras importam, vidas de imigrantes importam, vidas de todos importam.”

#RefugeeDay #WorldRefugeeDay #WithRefugees #WorldRefugeeDay

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

“Selecionar quem desembarca é desumano e contrário às normas”

“Selecionar quem desembarca é desumano e contrário às normas”

Desenho de Francesco Piobbichi, equipe, programa Mediterranean Hope, Federação de Igrejas Protestantes na Itália (FCEI) Roma (NEV), 8 de novembro de 2022 - "Como evangélicos, não podemos aceitar que migrantes que já sofreram violência e às vezes tortura sejam selecionados na chegada de acordo com critérios que não são apenas imorais e incompatíveis com nossa fé, mas também contrários aos padrões marítimos internacionais ". Assim afirmou o presidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália, Daniele Garrone, criticando “as instituições europeias que não se encarregam de um problema que não pode ser transmitido apenas aos países mais expostos aos fluxos migratórios. Precisamos de um plano de recolocação europeu – prossegue o presidente da FCEI – no qual todos os países da UE terão de colaborar e que preveja sanções para quem não cumprir um dever fundamental de solidariedade entre os parceiros. As migrações - continua Garrone - confirmam-se, de facto, como uma das provas da estabilidade e da qualidade democrática das instituições europeias. É necessário um esforço conjunto de todos os países da UE para resgatar refugiados no mar, acolhê-los e, acima de tudo, abrir alternativas legais e seguras às passagens irregulares muitas vezes geridas por organizações criminosas internacionais. Como igrejas evangélicas, há anos estamos fortemente comprometidos com a gestão de corredores humanitários que restauram a esperança e a dignidade dos refugiados que fogem da guerra e da perseguição. Estamos prontos – conclui o presidente da FCEI – para trabalhar com os nossos parceiros ecuménicos e com as igrejas irmãs na Europa para promover uma política europeia de gestão da ajuda, redistribuição dos refugiados e expansão dos corredores humanitários”. artigo anterior9 de novembro: Dia mundial contra o fascismo e o antissemitismoPróximo artigoBienal de ecocomunidades pelo desarmamento climático e conversão ambiental Agência de Imprensa da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália ...

Ler artigo
Sínodo Luterano.  Em 9 de outubro em Roma para “Scegliere = Wählen”

Sínodo Luterano. Em 9 de outubro em Roma para “Scegliere = Wählen”

A Igreja Luterana de Roma Roma (NEV/CELI), 7 de outubro de 2020 – A primeira sessão do XXIII Sínodo da Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI), originalmente convocada de 30 de abril a 3 de maio de 2020 em Castellammare di Stabia/Nápoles e cancelada devido à covid , realizada em Roma de 9 a 11 de outubro. Os pontos mais importantes da agenda desta sessão serão a eleição do Presidium Sinodal e do Consistório. O presidente sinodal Georg Schedereit ele não está concorrendo à reeleição. O título do Sínodo, em italiano e alemão (o CELI é, por Estatuto, bilíngue) é “Scegliere = Wählen”. Segundo Schedereit, o Sínodo está sob a bandeira do lema: "Ame o próximo como a si mesmo". Em outras palavras, a segurança dos participantes tem prioridade máxima. “Não será um sínodo como estamos acostumados, o leitmotiv será sempre usar máscaras e manter distância”. Todas as 15 comunidades do CELI estarão representadas, com cerca de 50 delegados sinodais já confirmados. O reitor da Igreja Evangélica Luterana na Itália, Heiner Bludau, sublinhou que se trata de um Sínodo em forma reduzida, que se limitará aos temas mais importantes e obrigatórios, como as eleições e o orçamento: “A Covid demonstrou amplamente quantas coisas podem ser feitas em formato digital. Muito, mas não tudo. Reuniões pessoais são importantes para a coesão e colaboração frutífera. Após um exame detalhado de todas as disposições e medidas de segurança, chegamos à decisão de que, desde que consigamos garantir todas as precauções necessárias, a convocação do sínodo ainda é um ato responsável. E o compromisso com a participação de mais de dois terços dos sinodais confirma isso”. Leia também: a entrevista com o reitor Heiner Bludau: “A igreja é uma comunidade viva” a entrevista para Wolfgang Pradervice-presidente do Sínodo e candidato presidencial: "Digital: encontrar os formatos certos com sensibilidade" a entrevista com o representante legal do CELI e vice-presidente do Consistório, Cordelia Vitiello: “Somos credíveis através das nossas ações” a entrevista com o vice-reitor CELI, Kirsten Thiele: “A igreja é vertical e horizontal” Para mais informações e insights, consulte o site do CELI. ...

Ler artigo
Serviço de Educação Educacional (SIE).  Curso online sobre Igrejas e intercultura

Serviço de Educação Educacional (SIE). Curso online sobre Igrejas e intercultura

Ilustração criada para L'Amico dei Fanciulli por Alessandro Spanu - arquivo 2020 de www.facebook.com/AmicoFan Roma (NEV), 22 de março de 2023 – “Igrejas e intercultura". Este é o título do novo encontro formativo organizado pelo Serviço Educativo e Educativo (SIE) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), em colaboração com a revista "L'Amico dei fanciulli". Destinado a monitores e monitores de catequese, mas também a pais e interessados, o encontro realiza-se via zoom na terça-feira dia 4 de abril das 18 às 20. O encontro será aberto por uma meditação do missionário e pregador Grace Pratt-Morris Chapman. Discursos de: Anne Zellpastor valdense e coordenador do mestrado em Teologia Intercultural. Nicolau Laricchiopastor batista e diretor do Departamento de Igrejas Internacionais da UCEBI. Alessia Passarellisocióloga e pesquisadora envolvida no projeto "Ser igreja juntos". Para participar das reuniões é necessário se inscrever preenchendo o formulário de inscrição online no link: O link de convite para participar da reunião será enviado um dia antes da reunião. Aqui o programa completo do encontro: Igrejas e Intercultura Para mais informações, entre em contato com o escritório da SIE em: [email protected] ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.