Notícias da frente.  15 de dezembro, apresentação do X Relatório da Carta de Roma

Notícias da frente. 15 de dezembro, apresentação do X Relatório da Carta de Roma

Quanto, como e quando a mídia italiana cobriu as migrações em 2022? Qual foi a presença de migrantes e refugiados nas informações mainstream e nas redes sociais?

“Notícias da frente” tenta responder a estas e outras perguntas, o décimo relatório anual sobre mídia e imigração editado pela Carta de Roma e o Observatório de Pavia, cujos dados serão apresentados em 15 de dezembro no 15:00 na sala de teatro da Universidade eCampus na Via Matera 18 e em transmissão ao vivo no Página da Carta di Roma no Facebook.

“Frente” porque o drama da guerra ucraniana e os milhões de refugiados são centrais para a agenda migratória de 2022.

“Frente” porque a década 2013-2022 é caracterizada pela informação militante, com confrontos e confrontos de facções.

“Frente” porque o léxico da guerra caracteriza a história das migrações (cerco, invasão, trincheira, bomba, etc.) ao longo da década.

“Frente” porque, neste ano, voltamos a evocar as fronteiras, tanto físicas como metafóricas, dentro e fora da Europa.

“Frente” porque relata os testemunhos daqueles que estão engajados na linha de frente no resgate e acolhimento inicial.

“Frente” porque você para na frente de chegada, deixando as biografias dos migrantes no esquecimento um momento após a chegada.

leitura de Djarah KanEscritor

Saudações de:

Lorenza LeiPró-Reitor da eCampus University

Charles BartoliPresidente do Conselho Nacional da Ordem dos Jornalistas (CNOG)

Joseph GiuliettiPresidente da Federação Nacional da Imprensa Italiana (FNSI)

Guido D’UbaldoPresidente da Ordem Regional dos Jornalistas do Lácio

Mattia PeradottoDiretor do Gabinete Nacional Anti-Discriminação Racial (UNAR)

Eles apresentam os dados:

José MilazzoPesquisador do Observatório de Pavia

Clara ZanchiProfessor Universidade de Pavia

Comente:

Ilvo DiamantesProfessor da Universidade Carlo Bò de Urbino, Diretor da Demos&Pi

Caixas de som:

Ada Ugo AbaraPresidente Surgindo Africanos

Laura Perticijornalista republicano

Marco Tarquíniofuturo diretor

Ana MeliVice-presidente Carta di Roma dialoga com Sahraa Karimicineasta afegão

Francesca Mannocchi (Jornalista) fala sobre a Somália

na escavação (Jornalista) fala sobre a Ucrânia

Eles lideram:

Valério Cataldi, Presidente da Carta de Roma

Paula Barretaporta-voz da Carta de Roma

Com contribuições de:

Flávio Di Giacomo (IOM), Francis Di Pietro (ASGI) Martina Chichi (Anistia), Frederico Fossi (ACNUR), Gabriela Guido (amref), Daniel Macheda (usigrai), Elisa Maríncola (Artigo 21), Ana Meli (gerente de comunicação da Cospe) Filipe Miraglia (Arci), David Recchia (ACLI), Grace Naletto (Lunária), Manuela Vinay (Chefe de Otto per Mille Tavola Valdese), Donatella Parisi (Centro Astalli), Eleanor Camilli (Editor social)

A atriz apresenta o evento Daniela Morozzi

Acompanhado pela música de Antonella Tondiguitarrista

Para inscrição e credenciamento escreva para [email protected]

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

2 de abril é o Dia da Conscientização do Autismo.  O compromisso valdense e metodista

2 de abril é o Dia da Conscientização do Autismo. O compromisso valdense e metodista

O Dia Mundial de Conscientização do Autismo (WAAD) é celebrado todos os anos em 2 de abril, um evento que vê o compromisso concreto do Otto per Mille da Igreja Valdense em primeiro plano: na verdade, existem mais de 100 projetos que são apoiados financeiramente todos os anos graças às assinaturas dos contribuintes italianos. “Como uma Igreja Valdense, União das Igrejas Metodista e Valdense, e como crentes, ele comenta Manuela Vinay, chefe do Escritório Otto per Mille da Mesa Valdense, estamos empenhados em estar a serviço dos mais vulneráveis: os fundos Otto per Mille nos permitem, portanto, apoiar muitas associações (muitas vezes compostas por pais) que agem para oferecer crianças e para as meninas, uma chance de uma vida melhor. Os projetos dedicados a crianças e adolescentes autistas preocupam-se principalmente com a possibilidade de oferecer oportunidades de socialização para aumentar a autoestima e fortalecer o caminho para a autossuficiência, começando pelas pequenas coisas do dia a dia”. Entre as iniciativas mais significativas relacionadas com o mundo do autismo, o Centro BUM em Pinerolo, na província de Turim, também com sede em Grugliasco, é gerido diretamente pela Diaconia Valdense: "Em acordo e em rede com a ASL e os Serviços Sociais , explica Loretta Costantino, Responsável do Centro, oferecemos projetos de intervenção multidisciplinares para crianças e jovens dos seis aos 12 anos. Graças ao Otto per Mille, podemos ajudar financeiramente as famílias que utilizam serviços não contratados, garantindo o acompanhamento específico dos vários projetos e promovendo a formação contínua e fundamental do pessoal. O apoio de Otto per Mille também nos permite implementar redes territoriais para a criação de novos projetos voltados para a conscientização de uma comunidade inclusiva e aberta à convivência das diferenças”. A Igreja Valdense, a União das Igrejas Metodistas e Valdenses, contribui, como outras confissões religiosas, para a distribuição dos fundos Otto per Mille e optou por alocar todas as contribuições para apoiar intervenções sociais, assistenciais, humanitárias e culturais, na Itália e em o mundo. O Otto per Mille pode ser doado por todos os contribuintes a uma das entidades religiosas com as quais o Estado italiano tenha assinado um acordo, ou ao próprio Estado. O Otto per Mille na verdade funciona como um voto, pois é dividido proporcionalmente ao número de escolhas feitas. ...

Ler artigo
Luteranos e católicos comemorarão juntos o 500º aniversário da excomunhão de Lutero

Luteranos e católicos comemorarão juntos o 500º aniversário da excomunhão de Lutero

Roma (NEV), 24 de janeiro de 2020 – A Federação Luterana Mundial (FLM) e o Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos (PCPCU) decidiram, durante sua reunião anual conjunta em 14 de janeiro em Genebra, recordar em conjunto o 500º aniversário da excomunhão de Lutero , ocorrido em 1521. O Secretário-Geral da FLM, Martin Junge e o Presidente do PCPCU, Kurt Kochco-presidiu a reunião no FLM Communion Office. No espírito do compromisso de continuar trabalhando para passar do conflito à comunhão, o evento conjunto se concentrará nos importantes desenvolvimentos ecumênicos dos últimos tempos. Será delineado como o caminho ecumênico das últimas décadas permitiu relacionar-se com um momento doloroso da história com abertura ao dom da unidade, pelo qual luteranos e católicos continuam a rezar e trabalhar. Para expressar esta abertura ecumênica, será celebrado um serviço litúrgico em 25 de junho de 2021 em Roma, em antecipação ao 500º aniversário da Confissão de Augsburgo, apresentada naquela data, em 1530. ...

Ler artigo
Jovens transexuais, suas vidas importam

Jovens transexuais, suas vidas importam

Karollyne Hubert, antisplash Roma (NEV), 13 de março de 2023 – O bem-estar dos jovens transgêneros e não-binários é importante. Isso foi sublinhado pela Igreja Unida de Cristo (UCC), manifestando-se a respeito de inúmeras medidas atualmente em discussão em vários estados dos EUA. No início de março, de acordo com a igreja, “385 projetos de lei anti-LGBTQ foram apresentados, incluindo 108 destinados a acabar com os cuidados de saúde de afirmação de gênero para jovens trans e não binários. Isso coloca em risco mais de 54.000 jovens trans que estão assumindo ativamente cuidados médicos que salvam vidas – as leis mais anti-LGBTQ já introduzidas em uma única temporada legislativa. A Conferência Indiana-Kentucky UCC, que sediará o Sínodo Geral em junho, segue especificamente 20 projetos de lei anti-LGBTQ. Que a UCC define como "tentativas violentas de interromper o florescimento da criação de Deus". A juventude trans, continua o site da igreja, “são membros sagrados de nossa família coletiva. Agora, mais do que nunca, a juventude trans precisa de nós. E, neste momento, nossa resposta cristocêntrica só pode ser retornar à abundância que o próprio Deus nos dá para florescer. Aos jovens trans e não binários, “saibam que a Igreja Unida de Cristo atua em solidariedade a vocês”, continua o texto. No portal encontram-se também várias formas e sugestões para atuar diretamente, mobilizar e fazer ouvir a sua voz. Por exemplo, enviando uma mensagem aos representantes do Congresso ou organizando eventos de conscientização.“Podemos agir com amor, graça e justiça por nossos irmãos e irmãs trans e não binários”, conclui o UCC. Para saber mais: ACLU (União Americana pelas Liberdades Civis) Tempo REFO Rede Evangélica fé e homossexualidade ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.