16 dias para superar a violência, 13º dia.  Mulheres atrás das grades: é a vida?

16 dias para superar a violência, 13º dia. Mulheres atrás das grades: é a vida?

Imagem de Shamsia Hassani, artista afegã. Retirado do arquivo FDEI 16 dias contra a violência 2022

Roma (NEV), 7 de dezembro de 2022 – Publicamos, em fascículos e dia a dia, as reflexões do livrinho “16 dias contra a violência” editado pela Federação das Mulheres Evangélicas da Itália (FDEI) a partir de 25 de novembro, Dia Internacional da Eliminação da violência contra a mulher, até 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos. Para rever a apresentação oficial do dossiê, clique aqui.


DIA 13: 7 DE DEZEMBRO

Mulheres atrás das grades: isso é vida?


SOLICITAR
discutir


Como tornar visível não apenas
as condições das mulheres nas prisões, mas também suas vidas?


Helena, 39 anos

euA primeira coisa que eles fazem aqui é privá-lo de
seus afetos. não consigo receber telefonenascido, nem tem entrevistas. Mas eu redescobriàs cartas. As pessoas de fora apenas assistem aos crimes, ele não sabe por que os fizemos, ele não sabe os nossos história por trás, ele não sabe que somos seres humanos.

Poucas pessoas acabam atrás das grades na Itália mulheres (4,5%), maioritariamente estrangeiras e provasnada da periferia da sociedade. Suas células eles são pequenos e superlotados, raramente banheiros eles têm o bidês, indispensável para a higiene íntimamas, o fornecer espaços adequados para crianças.

O controle dos guardas não raramente flui em assédio sexual, estupro ou mesmo brutalidade
livre (dois casos marcantes: um detido feito dar à luz algemado, outro arrastado nu
pousar em água fria por agentes masculinos). Numerosos suicídios! Uma carta composta de março passado 31 reclusos da prisão “Le Vallette” em Turim: eles corajosamente pediram às instituições que ter em conta o agravamento das suas condiçõesprisões após a pandemia e de aumentar a liberação antecipada de 45 para 75 dias. Uma medida, esta, utilizada de 2010 a 2015 devido à superlotação (proproblema endêmico) que pode ser concedida para bom comportamento.

“Nosso confinamento da Covid foi prestado muito pesado do ponto de vista psicológico e
de afetividade: temos estado ainda mais isolados» rcita uma passagem do texto: «pedimos para
reconhecer a todos nós a dignidade de sermos citadostadines e não apenas números».


VERSÍCULO BÍBLICO

Cinco pardais não podem ser vendidos por dois centavos? No entanto, Deus não se esquece de nenhum. Deus também sabe o número de cabelos em sua cabeça. Portanto, não tenha medo: você vale mais do que muitos pardais. (Lucas 12, 6-7)

COMENTE

O Novo Testamento contém muitos exemplos e muitas parábolas para indicar o amor de Deus. Para todos nós, nos momentos mais difíceis e tristes de nossas vidas, devido à solidão, medo, doença, isolamento, desânimo e desânimo, este versículo de Lucas pode representar uma certeza e uma promessa: você vale, você vale muito. Eu sei da situação em que você está e garanto que não vou te abandonar. Não tenha medo, eu te conheço completamente, com seus pensamentos, seus problemas, seus defeitos e seus dons. Estarei perto de você, não tema os homens, mas tema (procure) a mim. Quando criança, o fato de Deus nos conhecer tão profundamente me preocupava, até que percebi que esta palavra não é uma expressão para admoestar, mas para manifestar o amor imenso e incondicional que Ele reserva para nós. Não preciso me preocupar com meus erros e meus limites, mas buscar o bem e vivê-lo e o apoio DELE não falhará.


ORAÇÃO

Deus Pai e Mãe,
As prisioneiras são amavocê se dá como suas filhas,
você os ama e os respeita como cada um de nós.
Sabemos que eles estão enfrentandolevando uma vida muito difícil.
Dê-nos o entendimento correto
e a sensibilidade para ficar com eles
concretamente perto.
por favor,
livra-nos de
ruim
e curar os deles
e nossas feridas.
Ajude-nos a não perder o coragem e tenacidade
Para
construir um futuro melhor.
Amém.


A cartilha “16 dias para vencer a violência” pode ser baixada na íntegra em formato PDF (clique no link abaixo): 16 dias FDEI 2022 (disponível também em alemão, inglês e espanhol).

Falamos de Irã, Afeganistão, Argentina, mas também de trabalho; dos jovens; de contracepção, aborto, prevenção; de política. E de felicidade.

A publicação contra a violência contra a mulher também pode ser encontrada em encarte no semanário Riforma.


“16 Dias Contra a Violência” é uma campanha internacional anual que começa em 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher, e termina em 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos. O Conselho Mundial de Igrejas (CEC) também está se juntando à campanha com várias iniciativas.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Cardeal Zuppi, Garrone: “Um companheiro de estrada”

Cardeal Zuppi, Garrone: “Um companheiro de estrada”

Cardeal Matteo Maria Zuppi, Arcebispo de Bolonha, Presidente da Conferência Episcopal Italiana, do site chiesacattolica.it Roma (NEV), 26 de maio de 2022 – Daniele Garronepresidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália, enviou ao cardeal Mateus Maria Zuppinomeado presidente da Conferência Episcopal Italiana, uma carta de votos para o novo cargo. “Queira receber nossas saudações fraternas pelo importante e certamente nada fácil serviço à sua Igreja à qual você foi chamado – lê-se na carta -. Muitas foram as ocasiões em que representantes das nossas Igrejas, a vários níveis, já a puderam encontrar, encontrando nela não só uma interlocutora solícita, mas uma companheira de caminhada no caminho da comum vocação cristã; também por isso sua nomeação nos alegrou. Estamos confiantes de que, sob a sua presidência, o caminho ecumênico realizado nos últimos anos, também em termos de acolhida aos migrantes, salvaguarda da criação e da liberdade religiosa na Itália e no mundo, poderá continuar e se desenvolver. Por favor, considere a Federação disponível para estudar juntos a possibilidade de novos caminhos para nos ajudar a desenvolver nossa comunhão ecumênica”. Finalmente, uma referência à Bíblia. “Nós vos saudamos – conclui Garrone – com o texto do Antigo Testamento (Sl 92, 14ss.) que o lecionário “Um dia uma Palavra” indica para hoje, a Ascensão de nosso Senhor Jesus Cristo: [Quelli che sono] plantados na casa do Senhor, florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice ainda darão frutos,serão verdes e viçosos, para anunciar quão justo é o Senhor..." ...

Ler artigo
Roma Pride 2023, igrejas protestantes em marcha

Roma Pride 2023, igrejas protestantes em marcha

Raphael Renter, unsplash Roma (NEV), 8 de junho de 2023 - Roma Pride 2023, as igrejas protestantes também, como sempre, em procissão "pela liberdade e autodeterminação". A Rede Evangélica de Fé e Homossexualidade (REFO) marca para sábado, 10 de junho, um desfile junto com a manifestação, reunida na igreja metodista na via Firenze 38, às 15h, em Roma. “Dar testemunho ativo e visível de que a mensagem evangélica nos chama à liberdade e nada tem a ver com a exploração do direito”, lê-se na publicação divulgada no canal de instagram da REFO. Todas as informações sobre o Orgulho de Roma aqui. ...

Ler artigo
6 de novembro, Dia da ONU contra a Exploração do Meio Ambiente na Guerra

6 de novembro, Dia da ONU contra a Exploração do Meio Ambiente na Guerra

Um ativista da paz nepalês da Operação Híbrida União Africana-ONU em Darfur (UNAMID) planta uma árvore do lado de fora da sede da UNAMID em El Fasher, Sudão. Foto da ONU/Albert Gonzalez Farran tirada de www.un.org/en/observances/environment-in-war-protection-day Roma (NEV), 3 de novembro de 2022 – No dia 6 de novembro, data em que se celebra desde 2001 o Dia Internacional para a Prevenção da Exploração do Meio Ambiente na Guerra e nos Conflitos Armados, também terá início a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima ( COP27 ). Neste contexto, e às vésperas do encontro nacional de ecocomunidades organizado pela Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI), foi lançado um documento conjunto. Assinado por GLAM, Pax Christi e pelo Grupo Inter-religioso para as Atividades Ecumênicas de Nápoles, o documento fala daecocídio como "um crime, pois ameaça a paz, a segurança e o bem-estar do mundo". Recordando uma declaração divulgada pelo Observatório sobre conflitos e meio ambiente e outras organizações, os signatários lembram que “O meio ambiente é um objetivo civil. A proteção ambiental é vital para a proteção dos civis. A contaminação ambiental pelo uso de armas explosivas representa riscos agudos e crônicos à saúde dos civis. Os detritos gerados pelo uso intensivo de armas explosivas em áreas povoadas podem criar riscos ambientais persistentes à saúde”. Além disso, sublinhando a coincidência entre o Dia da ONU e o início da COP27, as organizações voltam a escrever: "acreditamos que o termo 'desarmamento climático' exprime a ameaça ao planeta e o sofrimento do resto da criação devido às violentas e armadas gerenciamento de conflitos humanos. O dia 6 de novembro é, portanto, um dia para renovar o compromisso por uma paz justa para a Terra que passe pelo desarmamento e pela libertação das guerras e de uma 'ordem' mundial baseada na agressão, terror e desestabilização”. Para saber mais Baixe aqui o apelo conjunto: Dia da ONU sobre guerras, conflitos e meio ambiente. Para saber mais sobre o VI encontro nacional de ecocomunidades, intitulado "Plantando uma semente" (Nápoles, 4-6 de novembro de 2022), baixe o programa completo aqui: brochura do encontro nacional de ecocomunidades de 4 a 6 de novembro. Entre outras coisas, uma conferência pública, intitulada "Eco teologias para a comunidade da criação", está prevista para 4 de novembro às 18h30. Presença na igreja valdense, via dei Cimbri, 8 em Nápoles ou online na página GLAM no Facebook. Para todos os detalhes clique aqui: Folheto Conferência Pública 4 de novembro Nápoles. a COP27 A COP27 é a 27ª conferência das Nações Unidas sobre mudanças climáticas e será realizada de 6 a 18 de novembro de 2022 em Sharm El Sheikh, Egito. Da Itália, o jovem metodista é creditado Irene Abbra, entre os representantes da campanha global Clima SIM (sigla para Youth Ecumenical Summit), liderada por jovens cristãos entre 18 e 30 anos. Irene Abra também é Embaixadora do Clima do Conselho Metodista Europeu. O Climate YES nasceu no contexto da COP26 e da campanha mundial metodista Climate Justice for All (CJ4A). Quarenta jovens ativistas climáticos da Federação Luterana Mundial (FLM) também se juntarão à COP27 em uma espécie de revezamento com o lema "A criação não está à venda". São jovens de todo o mundo que, juntamente com várias organizações religiosas e da sociedade civil, defendem questões ambientais e negociam por justiça climática a nível global, regional e local. A FLM está presente nas conferências de mudanças climáticas das Nações Unidas desde 2011, defendendo o clima e a justiça intergeracional. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.