As vozes das mulheres afegãs

As vozes das mulheres afegãs

Roma (NEV), 6 de dezembro de 2022 – Um dia para dar voz às mulheres afegãs. Dois eventos ao mesmo tempo, hoje, 6 de dezembro, na sede do Parlamento Europeu, em Roma.

Pela manhã foi realizada uma conferência de imprensa, com, entre outros Sediqa Mushtaqmembro da antiga Câmara de Comércio Nacional Feminina do Afeganistão, Batool Haidaripsicóloga e escritora (aqui sua entrevista retirada de protestantismo), Nesa Mohammadiobstetra, Razia Ehsani Sadat, jornalista. “Uma história de mulheres que salvam outras mulheres do Afeganistão”, como afirma a apresentação do encontro e como explica a jornalista Maria Grazia Mazzola. “Esta é uma história cristã e também secular – prossegue -. Apresento a vocês a Rede Humanitária que fundei com Vitória Tola E Júlia Potenza da União Feminina da Itália, com Antonella Penati ‘Federico nel cuore’, com as Recepções dos Salesianos para os Assuntos Sociais, presidente P. Francesco Preitecom o Coop One City não basta M. Rosaria Calderone E Gianni Cauccicom queridos pastores batistas Antonella Scuderi, Ivano De Gasperis E José Miglio com a Federação das Igrejas Evangélicas da Itália. Unidade na diversidade, mãos atadas salvando outros de quem o Talibã tirou tudo. E com o Gruppo Abele de Don Ciotti, que acolheu uma família de 7 afegãos prestes a cair nas mãos dos terroristas”.

Aqui está a gravação completa de Rádio Radical da conferência de imprensa.

Num outro espaço do edifício que alberga a representação europeia na capital, o Espaço Europeu, decorreu desde a manhã até à tarde o encontro intitulado “A força das mulheres”.

O evento contou com a presença, entre outras vozes, Habiba Halimi e Zahra Atayeeduas das ciclistas da seleção feminina afegã de ciclismo que chegaram à Itália em julho passado, graças a um dos corredores humanitários criados pela Federação das Igrejas Evangélicas da Itália.

Aqui o vídeo do encontro “La forza delle donne – Women’s Strength”:


Leia mais: As histórias dos afegãos que chegaram do Paquistão em 24 de novembro

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Novas minas de carvão?  Não, obrigado!

Novas minas de carvão? Não, obrigado!

Roma (NEV), 15 de dezembro de 2022 – O mundo está de cabeça para baixo! Quem se lembra da greve dos mineiros ingleses, que durou 51 semanas, custou 2 mortos, 710 despedimentos, 10.000 processos judiciais, para impedir o governo conservador de Margareth Thatcher fechar 20 minas? Bem, hoje são os Conservadores que querem reabrir as minas de carvão, na verdade, construir novas, do zero. No último dia 7 de dezembro, o governo de Rishi Sunak na verdade, deu sinal verde para uma nova fábrica na região de West Cumbria, em meio a protestos de ambientalistas, igrejas e cidadãos. mineiros em greve Em particular, 450 líderes eclesiásticos e associações ambientais cristãs escreveram ao primeiro-ministro, o mencionado Sunak, e ao ministro de "Leveling up" (nivelamento da sociedade britânica), Michael Gove pedindo-lhes que se retirem da decisão. Coordenados pela Young Christian Climate Network e com o apoio da Operation Noah e Christtain Aid, representantes das igrejas cristãs britânicas dizem: “Reconhecemos que esta região [la West Cumbria] precisa de novos investimentos, mas o governo está apoiando uma indústria moribunda em vez de garantir empregos verdes e sustentáveis ​​no longo prazo”. “Sabemos – continua a carta – que cada libra investida em energia renovável gera três vezes mais empregos do que na indústria de combustíveis fósseis. O carvão desta mina contribuirá para o aquecimento global, poluirá a atmosfera e terá um forte impacto nos países mais pobres do mundo, que menos contribuíram para provocar a crise climática. Lamentamos esta grande injustiça." Foto de www.jointpublicissues.org.uk/cop26/ Uma decisão antieconômica, portanto, e sobretudo que contraria os compromissos assumidos pela Grã-Bretanha para o futuro do planeta. “Em 2021 – lembram os signatários – o Reino Unido indicou a saída gradual do carvão como um de seus objetivos para a presidência da COP26. A decisão de abrir uma nova mina de carvão semanas antes da COP27 prejudica significativamente a reputação do Reino Unido como líder climático e envia um sinal errado a outros países sobre nossas ambições climáticas. Como disse o presidente do Comitê de Mudanças Climáticas Senhor Debené 'absolutamente indefensável' começar a abrir novas minas de carvão”. primeiro signatário, Chris Manktelow da Young Christian Climate Network. Entre outros, o ex-arcebispo de Canterbury, Rowan Williams; a pastora Fiona Bennet, moderador da Igreja Reformada Unida; o pastor Graham Thompson presidente da Conferência Metodista Britânica; a pastora Judith Morris da União Batista do País de Gales; mons. John Arnold bispo de Salford e presidente de assuntos ambientais da Conferência dos Bispos Católicos da Inglaterra e País de Gales. Para ler a carta inteira, em inglês, clique aqui. ...

Ler artigo
“Não há futuro sem fraternidade e solidariedade”

“Não há futuro sem fraternidade e solidariedade”

Desenho de Anna Contessini retirado de www.cipax-roma.it/galleria_contessini/index.html Roma (NEV), 23 de outubro de 2019 - "Não há futuro sem fraternidade e solidariedade" é o título da XVIII Jornada Ecumênica do Diálogo Cristão-Islâmico, que será celebrada em toda a Itália no dia 27 de outubro. As igrejas protestantes também participam do dia. Nascido da ideia de um grupo de intelectuais, religiosos e professores universitários em 2001, no rescaldo da tragédia das Torres Gémeas, o Dia produz todos os anos um apelo ao diálogo com o Islão para uma sociedade pluralista, acolhedora e que respeita o ser humano direitos e os valores democráticos e compartilhados de paz, justiça e convivência civil. O apelo para a décima oitava Jornada Ecumênica do Diálogo Cristão-Islâmico, disponível AQUI em italiano, árabe, inglês e francês, foi elaborado por um comitê promotor nacional, que convida a concordar com o texto. “A humanidade parece estar presa em uma espiral sem fim de guerra. Os apelos à paz e à fraternidade humana, que vêm também de importantes organismos religiosos internacionais e de líderes espirituais individuais das principais religiões do mundo, são deixados de lado e desprezados», lê-se no apelo, que se inspira no Evangelho e no Alcorão. Os signatários denunciam a criminalização da solidariedade, a guerra aos refugiados e o racismo cada vez mais violento e agressivo: “Nossa Constituição e a Declaração Universal dos Direitos Humanos são cada vez mais espezinhadas pelas exigências da propaganda e do consenso em clima de campanha eleitoral perene – e conclui -. Estamos vivendo uma fase crucial. É necessário, superando contrastes estéreis, não cair na exasperação e na ansiedade, promovendo contínua e coerentemente até ações mínimas, mas compartilháveis, que fortaleçam o diálogo entre as religiões e a unidade dos homens e mulheres de boa vontade”. Entre as nomeações, destacamos as seguintes iniciativas. PARMA, sexta-feira, 25 de outubro. Por iniciativa da Comunidade Islâmica de Parma e da sua província e do Conselho das Igrejas Cristãs (Adventistas do Sétimo Dia, Católicas, Metodistas, Ortodoxas de San Nectario, Igrejas Ortodoxas Romenas), reuniram-se com Mohamed Amin Attarkirepresentante do Centro Islâmico de Parma, e Antonio Cuciniello, arabista e islamólogo da Universidade Católica do Sagrado Coração de Milão. A discussão seguirá. Participam da iniciativa o grupo da Secretaria de Atividades Ecumênicas (SAE) de Parma e a associação Viandanti. Às 20h30 no Centro Islâmico na via Campanini 6 (zona industrial na via Mantova). CHIAVARI, sexta-feira, 25 de outubro. Diálogo a duas vozes, moderado pelo pároco batista Martin Ibarracom Frei Lorenzo Raniero, dos Frades Menores, professor do Estudo Teológico San Bernardino de Verona, e Izzedine Elzir, Imam de Florença e ex-presidente da União das Comunidades Islâmicas da Itália (UCOII). Aos 21 no Auditório San Francesco di Chiavari na Piazza Matteotti. Paralelamente à iniciativa, a exposição "Francesco e o Sultão - O encontro na outra margem" com curadoria da Fundação Encontro de Amizade entre os Povos de Rimini, montada em Chiavari de 23 a 27 de outubro no foyer do Auditório e em Rapallo de 29 a 31 de Outubro no Liceo “Da Vigo – Nicoloso”, na sucursal de Clarisse. TURIM, domingo, 27 de outubro. “1219-2019 passos da fraternidade”. Em 1219 aconteceu o histórico encontro entre São Francisco de Assis e o sultão Al-Malik al-Kāmil. O dia é organizado pela Rede de Diálogo Cristão-Islâmico de Turim, que inclui mesquitas, igrejas cristãs de todas as denominações, incluindo batistas, valdenses e luteranas, associações religiosas e numerosas, grupos, centros culturais. Às 18h30, no Teatro Cardeal Massaia, na via Sospelo 32/c, o aniversário será celebrado com orações, leituras, discursos, cantos e testemunhos. Entre os convidados, Sonia Ristortoteólogo, professor de religião e imã Abdullah Tchinada Mesquita Sesto, Milão. Para informações: [email protected] – Aqui o Evento Facebook Outros eventos acontecerão em outras cidades, incluindo Pisa, Faenza, Vicenza e Verona. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.