Faculdade Valdense.  Abertura do ano letivo 2020/21

Faculdade Valdense. Abertura do ano letivo 2020/21

Roma (NEV), 29 de setembro de 2020 – A abertura do ano acadêmico 2020/21 da Faculdade Valdense de Teologia (FVT) será oficialmente realizada no sábado, 3 de outubro, a partir das 17h30, com uma prolusão de Fulvio Ferrario, reitor da Faculdade, sobre “A cátedra e o púlpito. Serviço Teológico na Igreja Evangélica”.

O culto de abertura editado por Yann Redalié será realizada na igreja valdense na Piazza Cavour, domingo, 4 de outubro, às 10h45, também em transmissão ao vivo no

Durante a Semana Introdutória, a partir de segunda-feira, dia 5 de outubro, estão programadas várias atividades: apresentação do programa, introdução à Biblioteca, boas-vindas aos alunos internacionais. Estarão presentes como oradores David Romanosobre “Fazendo Teologia na Faculdade Adventista Villa Aurora”; José Loriziosobre “Fazer teologia na Pontifícia Universidade Lateranense”; Gury Schneider-Ludorff E Markus Mülke sobre “Fazendo teologia na Augustana Hochschule em Neuendettelsau”. Sexta-feira, 9 de outubro, às 17h30, apresentação do livro “Relendo a Reforma” de Fulvio Ferrario e Lothar Vogelpreside Domenico Segnaeles intervêm Cettina Militello (Marianum) e Paulo rico (FVT).

Baixe o Pôster da Semana Introdutória

Por motivos de organização, favor confirmar sua participação no local enviando um e-mail para a Secretaria da FVT ([email protected]). A participação no atendimento é limitada a 80 pessoas (para o discurso de abertura e adoração) e 12 pessoas (para os eventos da semana introdutória) respectivamente. Prolusão e adoração podem ser acompanhadas na página do Facebook da igreja valdense na Piazza Cavour ou enquanto os eventos da semana podem ser acompanhados via Zoom no modo telemático registrando-se por e-mail no seguinte endereço [email protected]

Na oferta formativa da Faculdade, também dois cursos ministrados por Daniele Garrone E Fulvio Ferrarioaberto a todos, segundo o método “All you can learn”: ao inscrever-se como “auditor” durante um ano lectivo completo, tem acesso a todos os cursos indicados no catálogo e programa da FVT.

Consulte Mais informação:

Daniel Garrone. Um Deus, o seu nome e as suas denominações – 13 de outubro de 2020 a 26 de janeiro de 2021, 18h00-19h30

Fúlvio Ferrario. Proclamando o Evangelho na Europa secular. Uma proposta protestante – 14 de outubro de 2020/20 de janeiro de 2021, 18h00-19h30


A Faculdade Valdense de Teologia é o instituto mais antigo da Itália para o estudo universitário de teologia evangélica. Foi fundada em 1855 na Torre Pellice (TO), e depois mudou-se para Florença para o Palazzo Salviati de 1860 a 1921, e para Roma, na via Pietro Cossa, ao lado da igreja valdense na Piazza Cavour. A Faculdade representa um ponto de encontro e diálogo, dada a participação de muitos estudantes estrangeiros e em virtude de uma acentuada sensibilidade ecuménica.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Ucrânia, delegação de igrejas mundiais visitando zonas de conflito

Ucrânia, delegação de igrejas mundiais visitando zonas de conflito

17 de março de 2022, Siret, Romênia: uma mulher fecha os olhos enquanto se senta no ônibus para Suceava da passagem de fronteira de Vama Siret, Romênia. A fronteira de Vama Siret conecta o nordeste da Romênia com a Ucrânia. Localizada ao norte de Siret e mais ao sul a cidade de Suceava, a travessia conecta a Romênia com a vila ucraniana de Terebleche e mais ao norte a cidade de Chernivtsi. Após a invasão da Ucrânia pelos militares russos a partir de 24 de fevereiro de 2022, quase meio milhão de refugiados fugiram pela fronteira ucraniana para a Romênia. Nas últimas 24 horas, os números do governo indicam que mais de 50.000 pessoas cruzaram a fronteira em busca de refúgio, das quais cerca de 20% devem permanecer na Romênia, em vez de transitar para outros países europeus. Roma (NEV), 21 de março de 2022 – Representantes do Conselho Ecumênico das Igrejas (CEC) em visita aos lugares fronteiriços com a guerra na Ucrânia, para onde centenas de milhares de refugiados emigraram nas últimas semanas. A delegação visitou centros de refugiados em Budapeste nos últimos dias, depois realizou uma mesa redonda com parceiros ecumênicos na Hungria. O grupo também viajou para as fronteiras da Ucrânia e da Romênia para ver o trabalho da Ajuda Inter-Church da Hungria em apoio aos refugiados. A delegação foi também recebida por Sua Eminência Padre Justino, Bispo de Maramuresh e Satmar da Igreja Ortodoxa Romena, que explicou como a Igreja Ortodoxa Romena é "muito dinâmica e ativamente envolvida na recepção cristã e no cuidado de todos aqueles que cruzam a fronteira com a Romênia, quer permaneçam quer se desloquem livremente no caminho para os países ocidentais”. Refugiados ucranianos recebem remédios, comida, roupas, abrigo ou orientação para destinos. 17 de março de 2022, Milișăuți, Romênia: um centro infantil foi reaproveitado para receber refugiados da Ucrânia, em uma igreja em Milișăuți. O Mosteiro Petrova, por exemplo, na Roménia acolhe mais de 50 mães com filhos por tempo indeterminado, proporcionando alojamento, alimentação e outros cuidados. Através da colaboração com autoridades e instituições educacionais, as crianças também têm a oportunidade de frequentar a escola e aprender em sua língua nativa nas comunidades ucranianas da região. O Vice-Secretário Geral do Conselho Ecumênico, Isabel Apawo Phiri, disse que o encontro com refugiados e aqueles que os ajudam foi “uma mensagem clara do impacto assustador e crescente do conflito na Ucrânia sobre os civis. As mulheres, homens e crianças da Ucrânia estão sofrendo com o que parecem ser constantes ataques indiscriminados. Hospitais, escolas, creches e áreas residenciais: refugiados estão emergindo desses espaços com histórias diretas de traumas profundos”. Pedro Prova, diretor da Comissão do Conselho Mundial de Igrejas para assuntos internacionais, disse que, “como o direito internacional humanitário continua a ser desrespeitado, os civis estão sofrendo o peso do conflito. É profundamente perturbador testemunhar os efeitos do que podem ser considerados crimes de guerra e crimes contra a humanidade. Grupos de ajuda humanitária e igrejas estão unidos para pedir um cessar-fogo e a retomada das negociações para acabar com este trágico conflito". ...

Ler artigo
Teóloga batista Valérie Duval-Poujol recebe Medalha de Honra

Teóloga batista Valérie Duval-Poujol recebe Medalha de Honra

Valérie Duval-Poujol - quadro do vídeo da Federação Protestante da França (FPF) Roma (NEV), 29 de junho de 2023 – “Enquanto houver discriminação entre homens e mulheres, lutaremos. Enquanto houver vítimas de violência doméstica, abuso espiritual e sexual, lutaremos. E até que a palavra libertadora de Jesus seja sufocada e distorcida, lutaremos”. Com estas palavras inspiradas por William Booth, o fundador do Exército de Salvação, o teólogo batista Valerie Duval-Poujol ele concluiu seu discurso por ocasião de sua nomeação como "Cavaleiro da Ordem Nacional Francesa". O teólogo, atual vice-presidente da Federação Protestante da França (FPF), foi de facto agraciado com a Medalha deOrdem Nacional do Mérito (Ordem Nacional do Mérito) em reconhecimento ao seu compromisso com o bem comum e em particular com a defesa dos direitos da mulher. A medalha foi entregue ontem pela Irmã Veronique Margronpresidente da Conferência dos religiosos e religiosas da França, nas salas da Maison du Protestantisme de Paris. A teóloga batista aproveitou o prêmio para agradecer aos parceiros ecumênicos e protestantes pelo apoio às suas iniciativas, como a revisão da Nova Bíblia da Corrente Francesa, sua participação no Grupo Orsay (local de encontro de um grupo de mulheres protestantes para reflexão e abertura a outras histórias, questões, crenças e esperanças) e na associação "Une place pour elles" (Um lugar para eles), da qual é fundadora, e na redacção de relatório sobre a violência sexual e espiritual no protestantismo. Para saber mais: A entrevista nev/Riforma.it sobre famílias plurais e ecumenismo (ano 2014) O vídeo da cerimônia de reconhecimento de Valérie Duval-Poujol: [embed]https://www.youtube.com/watch?v=rDN5hbCqUmw[/embed] ...

Ler artigo
20 anos da Carta Ecumênica.  Promover a paz e a justiça

20 anos da Carta Ecumênica. Promover a paz e a justiça

Foto CEC/Nikos Kosmidi Roma (NEV), 12 de abril de 2021 – “As desigualdades sociais e econômicas exigem a transformação de nossas atitudes e estruturas.” lê a declaração ecumênica conjunta emitida hoje. A declaração, assinada pelo pároco Christian Kriegerpresidente da Conferência das Igrejas da Europa (KEK), e pelo cardeal Ângelo Bagnascopresidente do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), chega por ocasião do 20º aniversário da Carta Ecumênica. A Carta representa um dos pilares do ecumenismo a nível europeu e reúne as igrejas protestante, católica e ortodoxa. “As contínuas ameaças à democracia e ao ambiente natural exigem uma atenção renovada à vida inteira – continua a declaração -. O ressurgimento de conflitos armados e ataques terroristas em algumas partes do continente nos últimos anos exige arrependimento, perdão e justiça”. Igrejas “redefinindo seu ministério em meio à pandemia do COVID-19”. Krieger e Bagnasco escrevem novamente, convidando-nos a rezar "para que todos sejam um". “dqueremos ser instrumentos dessa unidade. E nos comprometemos novamente a fortalecer a comunhão eclesial por meio da oração e da ação comuns. Ao mesmo tempo em que oferecemos nosso serviço ao mundo pela promoção da justiça e da paz”, concluem. O "Carta Ocumênica. Orientações para a crescente cooperação entre as Igrejas na Europa”, foi assinado em 2001 pelos presidentes da CCEE e da CEC. Documento fundamental do ecumenismo, este ano celebra seus primeiros 20 anos. 22 de abril. celebração on-line No âmbito das comemorações deste aniversário, o CCEE e o CEC organizam um momento ecuménico online no dia 22 de abril de 2021, das 19h00 às 20h30 (CEST). No evento, intitulado "Seja alegre na esperança, paciente no sofrimento, perseverante na oração” (inspirado no versículo da Carta aos Romanos 12.12), todas as igrejas e parceiros ecumênicos estão convidados. Para a ocasião, entre outras coisas, será publicado um livrinho ecumênico. Disponível para download gratuito nos sites da CCEE e CEC, estará disponível em inglês, francês, alemão e italiano. A publicação é destinada às igrejas e pode ser utilizada durante todo o ano nas comemorações locais. Para participar do evento é necessário se inscrever no seguinte link: Você pode acompanhar a transmissão ao vivo no YouTube no seguinte link: Aqui está o texto da Declaração Conjunta. Lá Charta Oecumenica. vocêum desafio para as igrejas Por ocasião do 10º aniversário da Carta, o jurista valdense Gianni Longpresidente da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália (FCEI) no momento da assinatura, comentou o documento. “A Carta Ecumênica é um documento que encoraja e desafia as igrejas. Em alguns casos, fruto de compromissos entre diferentes posições, a Carta Ecumênica fez com que as três famílias confessionais cristãs do continente reconhecessem coisas muito importantes. O direito à liberdade religiosa dos indivíduos e de outras confissões. O repúdio ao nacionalismo e ao racismo. O reconhecimento de uma relação especial que liga os cristãos aos judeus. A importância do diálogo com o Islã e outras religiões. Embora a sua aplicação tenha sido desigual nas várias nações europeias, é de grande valor o facto de todos os cristãos do continente terem subscrito estas afirmações”. Aqui o texto da Carta Ecumênica em italiano, Inglêsem Francês e em Alemão. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.