“Fiquei impressionado com sua humildade”

“Fiquei impressionado com sua humildade”

Papa Francisco visita o Conselho Mundial de Igrejas, Genebra (Suíça), 21 de junho de 2018 – foto: Albin Hillert/WCC

Genebra (NEV), 22 de junho de 2018 – Papa Francisco prestou homenagem ontem ao Conselho Mundial de Igrejas (CEC) em Genebra por ocasião do 70º aniversário da organização mundial que inclui 350 igrejas cristãs nos cinco continentes. A “visita ecumênica” teve três momentos significativos: a “oração ecumênica” na capela do Centro Ecumênico nas alturas da “Genebra Internacional”; almoço no Instituto Ecumênico de Bossey no cantão de Vaud, com troca de presentes; as “mensagens ecumênicas” à tarde novamente na sede do CMI, com discursos de Olav Fykse Tveitsecretário-geral do CMI, Agnes Abuommoderador do CMI, e Papa Francisco.

foto: Albin Hillert/WCC

A visita do pontífice, que decorreu sem grandes surpresas (não se colocaram questões sobre a não adesão, nem sobre o que ainda divide as várias confissões), serviu sobretudo para consolidar uma relação de colaboração que já existia há algum tempo entre o Vaticano e o WCC em várias áreas. Da parte de Bergoglio, uma demonstração de reconhecimento e gratidão pelo que o CMI conseguiu nestes 70 anos no “caminho da visível unidade cristã”.

Christian Krieger; foto CEC.

Numerosos convidados foram convidados para celebrar este aniversário junto com representantes das igrejas do CMI: representantes do mundo das religiões, instituições, das Nações Unidas e da sociedade civil suíça. Em representação da Conferência das Igrejas Europeias (KEK) esteve o pároco Christian Krieger, recentemente eleito presidente do órgão. Nós o entrevistamos.

Pastor Krieger, você preside um corpo de igrejas em um dos continentes mais secularizados. Qual é a sua primeira reação no final deste dia?

Fiquei particularmente impressionado com a humildade do Papa que veio honrar o caminho percorrido por este corpo ecumênico em 70 anos. O pontífice disse ter herdado este caminho e reconhecido a audácia das pessoas que o traçaram.

E então, em seu discurso da tarde, fiquei impressionado com a conexão que ele desenvolveu entre o ecumenismo e a evangelização como uma abordagem missionária. A este propósito, o Papa lançou um apelo: é o sopro missionário que poderá fortalecer a unidade das Igrejas.

Um tema também debatido na recente assembléia do CEC em Novi Sad na Sérvia?

Sim, naquele encontro foi reconhecida a necessidade de as nossas igrejas-membro relançarem a dimensão missionária, também através daquele ecumenismo de ação e da consolidação das relações eclesiais.

É claro que, diante do desafio humanitário que nos colocam os migrantes e os “nossos” pobres, o caminho da ação ecumênica parece ser o mais fácil de seguir, comparado ao diálogo ecumênico entre teólogos e instituições.

Agnes Abuom – foto Albin Hillert/WCC

A moderadora Agnes Abuom anunciou uma conferência internacional intitulada “Migração, Xenofobia e Populismo” que o Vaticano e o CMI estão promovendo conjuntamente em Roma em setembro. Uma iniciativa resultante de uma longa colaboração a favor dos migrantes, pelo acolhimento dos diferentes, contra a cultura do ódio. Nesse sentido, o que você espera para o futuro?

Minha esperança é que os estados da Europa, seus líderes e as igrejas européias possam se arrepender para que a Europa volte a ser uma terra de boas-vindas e hospitalidade. Espero que o resultado desta conferência seja um forte sinal para avançar nessa direção.

Uma etapa importante nesse sentido serão as eleições europeias de maio de 2019, com sério risco de achatar o debate político apenas sobre a questão migratória, ainda que verdadeiro desafio para toda a Europa e não apenas para a União Europeia.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Corredores e “hotéis” para insetos polinizadores na cidade.  tutoriais

Corredores e “hotéis” para insetos polinizadores na cidade. tutoriais

Roma (NEV), 24 de junho de 2022 - Saiu o 2º tutorial de "corredores ecológicos" para insetos polinizadores. É um projeto de algumas igrejas evangélicas na Itália (Luterana de Nápoles, Batista Centocelle, Batista Civitavecchia, Adventista de Bolonha, Metodista de Milão), que entre outras coisas participaram do concurso "Juriga Romana" da Rede Cristã Europeia para o Meio Ambiente (ECEN). . A ideia nasceu dentro da Comissão de Globalização e Meio Ambiente (GLAM) da Federação das Igrejas Protestantes da Itália (FCEI). O projeto se chama “Caminhos Ecumênicos para Polinizadores”. Este novo tutorial fala sobre como criar corredores e “hotéis” para insetos polinizadores na cidade e explica como e por que é útil projetar esses tipos de ambientes. Para ilustrar como o fazer, desde os materiais às ferramentas necessárias para fazer as casas para os insectos bons, é Annette Brunger, responsável pelo ambiente da Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI), comunidade de Nápoles e membro do GLAM. Você pode construir hotéis para bons insetos, explica Brünger, “junto com outras pessoas, mesmo com crianças e adolescentes. Uma forma de ser criativo e abordar o tema do respeito pela natureza e da proteção da criação. Também pode ser uma ideia de presente original e eco-sustentável. O objetivo é, entre outras coisas, conscientizar as pessoas e ampliar a rede de corredores ecológicos”. [embed]https://www.youtube.com/watch?v=SAvpl_DDWkI[/embed] Contexto A Comissão GLAM está a serviço das comunidades e indivíduos que desejam abordar essas questões a partir de uma perspectiva de fé. O trabalho busca a rede dentro e fora das igrejas, nacional e internacionalmente. Um dos focos da GLAM é o trabalho de construção da rede comunidade ecológica. Existem ecocomunidades "iniciadas", "em andamento" e "graduadas", com base na adesão a um determinado limite de 40 critérios ambientais relativas ao culto e outros momentos litúrgicos, trabalhos de manutenção visando a poupança de energia, eliminação do plástico, educação, implementação de comportamentos virtuosos na administração, nas compras, na utilização da energia, mobilidade e gestão de resíduos, até verificação da ética dos bancos onde estão localizadas as contas correntes das igrejas. O comunidade ecológica em Itália, algumas dezenas candidataram-se ao diploma GLAM, num universo de mais de uma centena de simpatizantes. Um primeiro tutorial foi lançado em abril com Paul Versariprofessor da escola agrícola de Castelfranco Emilia e conhecedor do mundo das borboletas, editado por Monica DePaolis E Maria Elena Lacquaniti. ...

Ler artigo
Encerramento do Sínodo das Igrejas Metodista e Valdense

Encerramento do Sínodo das Igrejas Metodista e Valdense

Torre Pellice (TO), 25 de agosto - O Sínodo das igrejas Valdenses e Metodistas fechará suas portas amanhã, sexta-feira, 26 de agosto, com o habitual culto de encerramento, marcado para as 17h30. O conteúdo do debate vai desde compromissos sociais e de saúde até cultura e hospitalidade humanitária. O foco de hoje foram os temas de trabalho e relações ecumênicas e internacionais, especialmente em vista da 11ª Assembleia do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) agendada para Karlsruhe, Alemanha, de 31 de agosto a 8 de setembro. Forte é o compromisso no terceiro setor e na cooperação internacional graças aos fundos Otto por mil das igrejas metodistas e valdenses. A confiança no Otto per mille Valdensian está crescendo: as assinaturas dos contribuintes estão de fato aumentando, o que levou ao financiamento 1557 projetos na Itália e no mundo, com um aumento de 34% em relação ao ano passado. Eles eram foram atribuídos cerca de 45 milhões de euros, graças às 570.000 assinaturas dos contribuintes que escolheram alocar os oito por mil para os valdenses. Com os recursos alocados, a Igreja Valdense (União das Igrejas Valdense e Metodista) financia projetos sustentáveis ​​e transparente, criado por centenas de associações de diferentes orientações culturais e religiosas, cujos resultados podem ser avaliados e verificados por qualquer pessoa. Anualmente é publicado um relatório dos recursos recebidos e dos projetos financiados. Também estão marcadas para amanhã, sexta-feira, 26 de agosto, as eleições dos 7 membros do Conselho Valdense - o órgão executivo máximo das igrejas metodista e valdense composto por 7 membros eleitos pelo Sínodo ano a ano, incluindo o Moderador - e dos principais metodistas. Por volta das 16h00 está agendado o discurso de encerramento do Moderador eleito, seguido da conferência de imprensa de encerramento. Os colegas jornalistas estão convidados a participar presencialmente, em Torre Pellice (TO), ou ao vivo nos canais protestantes e em especial na página do Nev no Facebook e no rbe.it. Mais informações também em: www.rbe.it – www.riforma.it – www.chiesavaldese.org ...

Ler artigo
Oração Ecumênica pela Declaração Conjunta sobre a Justificação

Oração Ecumênica pela Declaração Conjunta sobre a Justificação

Imagem de arquivo retirada de www.lutheranworld.org Roma (NEV), 22 de novembro de 2019 - A oração ecumênica pelo 20º aniversário da Declaração Conjunta sobre a Doutrina da Justificação (JDDJ), o histórico documento ecumênico assinado por ocasião da comemoração da Reforma Protestante, em 31 de outubro de 1999, acontecerá hoje em Roma. O JDDJ é o resultado de mais de três décadas de diálogo entre luteranos e católicos que efetivamente resolveram um dos principais conflitos da Reforma, pondo fim às suas respectivas excomunhões. Assinado em Augsburg (Alemanha) por representantes da Federação Luterana Mundial (WLF) e do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos (PCPUP), foi posteriormente adotado também pelo Conselho Metodista Mundial (em 2006), pela Comunhão Mundial de Igrejas reformadas e pela Comunhão Anglicana (em 2017). O JDDJ levou católicos e luteranos a superar a profunda divisão da Igreja no Ocidente por meio do que se chamou de "consenso diferenciado", ou seja, um acordo alcançado respeitando diferentes pontos de vista superando os conflitos do passado. Em 2019, para o 20º aniversário da JDDJ, católicos, luteranos, metodistas, reformados e anglicanos de todo o mundo continuam reunidos em oração para comemorar juntos seu batismo. A oração ecumênica convocada hoje pelo cardeal Kurt Koch prevê uma liturgia conjunta na qual, entre outros, o pároco decano da Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI) Heiner Bludauo pastor luterano Michael Jonasa pastora Mirella Manocchiopresidente do Comitê Permanente da Obra para as Igrejas Metodistas na Itália (OPCEMI) e pastor valdense Rio Emanuel. O encontro marcado para a oração ecumênica de 22 de novembro de 2019 é na abadia de Sant'Anselmo às 18h na piazza dei Cavalieri di Malta, 5. ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.