Por que somos bem-vindos – Nev

Por que somos bem-vindos – Nev

Roma (NEV), 20 de abril de 2022 – Os primeiros dias de acolhida às famílias ucranianas que chegaram da Polônia há poucos dias, por iniciativa da Federação das Igrejas Evangélicas da Itália.

Ontem realizou-se o segundo encontro do curso de formação online dedicado às famílias e comunidades de acolhimento, “Acolher os que fogem da guerra”.

Maria Elena Lacquaniti com a jovem ucraniana e as duas crianças, acolhidas pelos batistas de Civitavecchia, à chegada a Roma

Nós conhecemos Maria Elena Lacquanitibatista e membro da GLAM, a Comissão de Globalização e Meio Ambiente da FCEI, membro da igreja batista de Civitavecchia que hospeda uma jovem mãe com dois filhos pequenos, recém-chegados a Roma na última quinta-feira.

“Decidimos acolher – explicou – porque sempre o fizemos. Já há alguns anos recebemos em uma casa nossa um casal nigeriano, que acompanhamos em todas as suas dificuldades por cerca de dez anos, desde o desembarque em um navio em Civitavecchia, até 2020, quando se tornaram totalmente independentes”.

Nigerianos como os dois meninos recentemente recebidos em Palermo pelo centro valdense La Noce, depois de terem sido rejeitados por uma família que se dispôs a acolher pessoas que fugiam da Ucrânia. Mas há alguma diferença? “Não há diferença, não pode haver. Infelizmente, porém, tenho percebido que existe uma forma de acolhimento com algumas ressalvas em função da cor da pele…”, acrescentou Lacquaniti.

Quais são as expectativas e emoções do anfitrião? “Sinto-me tranquila, mas lembro-me sempre que estamos a receber pessoas que estão a sofrer, de desconforto grave, de emergência. Tampouco me preocupei quando quis recebê-lo em nossa casa, mesmo que pequena – concluiu -. Esperamos poder iluminar de alguma forma o futuro dessas pessoas”.

A mãe e os dois filhos foram acolhidos em uma estrutura da igreja batista de Civitavecchia e toda a comunidade está envolvida no processo de acolhimento.

As duas guias a seguir alteram o conteúdo abaixo.

admin

admin

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Milão, a livraria Claudiana entre as lojas históricas

Milão, a livraria Claudiana entre as lojas históricas

Roma (NEV), 18 de outubro de 2022 – A Livraria Claudiana de Milão é uma das 35 novas 'lojas históricas' premiadas ontem pela Prefeitura da capital lombarda. 'Oficinas históricas' são atividades comerciais que operam há pelo menos 50 anos no mesmo setor de produtos. Ontem, segunda-feira, 17 de outubro de 2022, foi realizada a tradicional cerimônia de premiação no Palazzo Marino, na presença do prefeito, José Salae o Conselheiro para o Desenvolvimento Econômico, Alessia Cappello. O município milanês, com resolução de 2004, estabeleceu o Registro de Lojas Históricas "[…] com o objetivo de proteger e defender as atividades comerciais e artesanais com fortes raízes urbanas que confiram valor a bens culturais e em risco de extinção”. Ontem, portanto, às mais de 500 atividades comerciais já inscritas neste Registo, juntaram-se mais 35, algumas com mais de cem anos de história. A livraria Claudiana, em Milão, é a única do grupo e foi apontada pelos participantes da cerimônia como um dos mais importantes centros culturais da cidade. Todo o grupo que atualmente trabalha na livraria da via Francesco Sforza (Martina Bianchi, Samuele Carrari, Rebeca Malla) E Samuele Bernardinilivreiro histórico da Claudiana, que a comandou por mais de quarenta anos. "A livraria Claudiana de Milão abre suas portas na cidade no final de 1968 - declara Samuele Carrari - por isso, em 2019, passados ​​os 50 anos necessários, achamos importante declinar, mesmo que simbolicamente, a importância dessa atividade através a inscrição em tal registo. Sempre reconhecida e apreciada como um polo secular e de diálogo, aberto a todos e todas aqueles que desejam “combater o analfabetismo religioso, que muitas vezes antecipa o analfabetismo democrático”, a livraria sempre teve importância na cidade. Mas é em momentos difíceis como os que enfrentamos nos últimos anos - a instrução da prática remonta a 2019, pouco antes do início da pandemia, com tudo o que significou e ainda hoje significa - que símbolos como estes (as livrarias Claudiana também foram recentemente inscritas no Cadastro de Biblioteca de Qualidade do Ministério da Cultura, DDG n. 561 de 01.08.2022) elas servem para lembrar que lugares como a nossa biblioteca são importantes, pedaços da nossa cidade: devem por isso ser frequentado e vivido, resistindo à tentação, quando não ao medo real, de ficar encerrado em casa". Ontem, acrescenta, "também significou muito para quem lá trabalha na livraria e, sendo uma livraria também o espelho de quem a vive, o que só podia ser um símbolo torna-se agora um importante reconhecimento, até porque foi feito pelos representantes dos cidadãos. O que faremos agora é partilhar este momento com todos aqueles que apoiaram (e apoiam) a biblioteca nos últimos anos, talvez com um dia de festa, através do qual fique ainda mais evidente a importância dos nossos lugares e a energia com que defendemos eles". ...

Ler artigo
Palermo, cidadania honorária ao pastor Peter Ciaccio

Palermo, cidadania honorária ao pastor Peter Ciaccio

O site chiesavaldese.org dá a notícia. A cerimônia oficial acontecerá na próxima segunda-feira, 26 de outubro, às 11h, no Palazzo delle Aquile. “Estou muito feliz, não esperava – declara Pedro Ciaccio - . Estou muito satisfeito, acho que não é um reconhecimento pessoal, mas coletivo de nossa igreja, de nosso testemunho, para o bem da cidade, do trabalho social que realizamos em Palermo, das muitas iniciativas nas quais fomos envolvidos, também graças ao Otto por mil valdenses e metodistas. Também foi importante o trabalho ecumênico realizado nos últimos anos na capital siciliana. Tentámos construir um tecido social onde existem muitas razões de ruptura”. O pastor Ciaccio em Palermo serviu à igreja valdense e metodista de "La Noce" de 2011 a 2013 e à igreja valdense de via Spezio de 2013 a 2020. Ele atualmente exerce seu ministério em Trieste. “E estou particularmente feliz que esse reconhecimento venha do prefeito Orlando, porque sei que não se trata de bajulação, mas de um verdadeiro atestado de apreço pelo que fizemos juntos”, acrescenta. Uma grande honra, um reconhecimento inesperado, não só para mim, mas também e sobretudo para as igrejas valdenses e… Postado por Peter Ciaccio em terça-feira, 20 de outubro de 2020 Um reconhecimento importante que Ciaccio comentou, como ainda podemos ler no site da Igreja Valdense, da seguinte forma: “A outorga de cidadão honorário pelo Município de Palermo foi um acontecimento inesperado e, sobretudo, não desejado para mim. Todos os cidadãos devem se comprometer com o bem da cidade onde vivem sem buscar reconhecimento. É por isso que vivi os nove anos em que servi as igrejas valdenses e metodistas de Palermo como uma oportunidade de estar também a serviço da cidade. Creio que isso seja constitutivo de uma consciência protestante: integrar (sem confundir) as dimensões pública e privada, a dimensão da fé e o compromisso civil. É por isso que acredito que a concessão da cidadania honorária é também um reconhecimento da contribuição que os valdenses e metodistas deram à cidade de Palermo desde 1861”. A presença valdense na cidade de Palermo tem raízes antigas: a fundação do Waldensian Institute em 1863, a primeira escola para todos, permitiu que os mais pobres se educassem, mesmo antes do advento da educação pública. Em 1963, o pároco Pietro Valdo Panascia ele havia sido o primeiro membro de uma igreja cristã a expor os crimes da Máfia. Nos anos setenta, então, o mesmo pastor Panascia havia renovado o Instituto Valdense criando o atual Centro Diaconal "La Noce", uma das obras mais importantes da igreja valdense em nível nacional. Ao mesmo tempo é bom recordar a atividade da Igreja Metodista Afonso Manocchio que, nos anos 1980, havia compreendido como a Itália havia mudado e como a missão da Igreja seria atender não mais (ou não apenas) os emigrantes, mas os imigrantes. A par deste compromisso deve ser mencionada a intuição do metodista Vivian Wiwoloku, nigeriano e de Palermo, que foi o primeiro a levar a sério o tráfico de pessoas a partir do trabalho nas ruas, onde muitas e muitas escravas sexuais são forçadas à prostituição. Finalmente, originária de Palermo, é também diácona Alessandra Trottaatual moderador do Tavola Valdese. ...

Ler artigo
Notícias da Conferência das Igrejas Europeias (KEK)

Notícias da Conferência das Igrejas Europeias (KEK)

Roma (NEV), 24 de fevereiro de 2022 – Estas são as últimas notícias da Conferência das Igrejas Europeias (KEK). Está em curso a pré-assembleia regional europeia A pré-assembleia regional europeia da Conferência das Igrejas Europeias (KEK) abre amanhã. Dois dias de trabalho online sobre o tema "O amor de Cristo move o mundo à reconciliação e à unidade". O evento deveria ter sido realizado em Varsóvia, mas a continuação da emergência da covid levou os organizadores a optarem pela modalidade digital. Organizada em conjunto com o Conselho Ecumênico Polonês e em colaboração com o Conselho Ecumênico de Igrejas (CEC), a Pré-Assembléia representa um momento preparatório para a 11ª Assembleia do CMI agendada para Karlsruhe. Os temas em discussão são: o papel das igrejas para a reconciliação em sociedades europeias cada vez mais seculares e pluralistas. O chamado de Cristo ao discipulado. O movimento ecumênico global: questões, desafios e prioridades. Entre os oradores, pela Itália, o pastor Michael Charbonnier. Reivindicar e salvaguardar a fé como elemento legítimo do discurso político europeu “A Europa caracteriza-se por sociedades cada vez mais seculares e pluralistas. Nossas Igrejas encontram analfabetismo religioso e ignorância entre os tomadores de decisão e políticos. O que podemos fazer para mitigar esse desenvolvimento?” Em sua mensagem em vídeo, o secretário-geral do CEC, Jørgen Skov Sørensen, reafirma o papel das igrejas e comunidades de fé na sociedade, enfatizando que a CEC deve resgatar e salvaguardar a fé como elemento legítimo de um discurso político europeu. Sørensen convida a falar sobre o grande trabalho realizado pelas igrejas em nível local e anuncia os temas da pré-assembléia regional que será realizada a partir de amanhã. Histórias de esperança e coragem “são a demonstração do que as igrejas da CEC fazem pelo bem comum em todos os cantos da Europa”. Assista o vídeo. Assembléia CEC na Estônia: Moldando o futuro com a bênção de Deus A Conferência das Igrejas Europeias realizará sua 16ª Assembleia Geral de 14 a 20 de junho de 2023 em Tallinn, Estônia. Título da Assembleia: “Sob a bênção de Deus – moldando o futuro”. A Assembléia será organizada pelas igrejas membros da CEC na Estônia, a Igreja Evangélica Luterana da Estônia e a Igreja Ortodoxa da Estônia. Para saber mais, clique aqui. Reflexões sobre o tema da Assembleia da CEC “A fé cristã se expressa em um duplo movimento. A da liberdade e a da responsabilidade”. Assim escreve o pároco Anders Gadegaard da Igreja Evangélica Luterana na Dinamarca, refletindo sobre o tema da Assembleia KEK agendada para 2023. “Devemos fazer o nosso melhor para contribuir para o bem comum” continua o pároco, sublinhando a importância de trabalhar para que ele seja alcançado no mundo e na Europa justiça social e económica, através de uma "distribuição justa de recursos". Leia aqui. Como amplificar a voz coletiva das igrejas O Bispo de Leeds Nick Bainesda Igreja da Inglaterra é membro do conselho do CEC. Aqui, uma reflexão sobre como as igrejas podem unir suas vozes na arena pública. O complexo ambiente sócio-político de hoje, de acordo com Baines, torna essencial que as igrejas tragam sua voz profética de fé. Para saber mais, clique aqui. Estão abertas as inscrições para o curso sobre o combate aos crimes de ódio contra os cristãos De 8 a 10 de março, o Escritório de Instituições Democráticas e Direitos Humanos da OSCE (ODIHR) está organizando um curso online sobre como lidar com crimes de ódio contra cristãos. A OSCE cooperou anteriormente com o CEC durante a Escola de Verão de Direitos Humanos. A todos os interessados, o CEC informa as igrejas-membro da possibilidade de se inscreverem. Para todas as informações, clique AQUI. (Nota: os links detalhados levam à notícia original em inglês) ...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.